domingo, 7 de dezembro de 2008

O certificado

Não me interessa muito a questão do certificado de nascimento de Obama. Acho estranho que o sujeito não tenha ainda mostrado o certificado original, é tudo.

Olavo de Carvalho responde ao artigo de Dória sobre o tema. Dória, em novo artigo, não cita mais Olavo mas insiste em dizer que: "Por mais que um documento tenha sido apresentado, quem decidiu por não acreditar continuará dizendo que quer documentos."

Mas o problema é justamente que o documento original não foi apresentado. Tudo o que foi apresentado foi uma versão online de um documento secundário (e, segundo alguns, manipulada digitalmente). Tivesse o documento original sido apresentado, e não existiria toda essa celeuma nem teorias conspiratórias em cima disso.

5 comentários:

Pax disse...

Obsessão pouca é bobagem.

Mas realmente fico curioso como dois caras aparentemente inteligentes como você e o velho e bom Chesterton conseguem dar algum crédito pro Olavão.

É doença mesmo ou vocês estão de sacanagem comigo?

Chesterton disse...

Peraí, Pax, não é ao Olavão, mero tradutor do problema para a lingua portuguesa. Mr X, o PD é um "sofisticado" sofista.

Kct disse...

Pensei se tratar de algum tipo de rótulo de caixa de chocolates exóticos da Kopenhagen!

Mr X disse...

Será que lançar os "Chocolates Obama" seria racismo? :-)

Kct disse...

hehehe Ele brincando com a zebrinha foi demaias!