terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Um bicho às terças

A criatura de hoje é a pérfida Magnapinna, espécie de lula gigante que habita nas profundezas do mar e se alimenta do fígado de criancinhas inocentes...

Bem, quer dizer, na verdade ninguém sabe do que se alimenta, provavelmente de pequenos peixes. Habita a profundezas tais (3 mil metros abaixo do nível do mar) que nenhum ser humano poderia sobreviver.

O espécime em questão foi filmado por um ROV (Remotely Operated Vehicle) de uma plataforma de petróleo no Golfo do México.

À medida em que se perfura mais e mais fundo, novas espécies marinhas são descobertas.

Uma mais feia do que a outra.

8 comentários:

FM disse...

Pô, minha namorada achou a lula meiga.

Pax disse...

Fígado de criancinhas inocentes?

Ok, é uma lula comunista ou muçulmana.

Tive que me esforçar para discordar de alguma coisa. Não dá pra passar batido senão você tem uma recaída.

Anônimo disse...

Cada vez melhor, cumpanhero republicano. Não dê bola para as vivandeiras democratas.
Pangloss

Pax disse...

Nenhuma bobagem às quartas?

Kct disse...

Que grotesco... parece o ET do Independence Day, pior que uma lula cabeluda que eu vi uma vez.

Mr X disse...

E percebeu que ela tem cotovelos (ou seriam joelhos)? É a primeira lula com cotovelos do mundo.

FM disse...

Cthulhu.

Mr X disse...

Hehe.