quinta-feira, 26 de junho de 2008

Viva a paz, tralalalalá



Renomados lingüistas israelenses acabam de descobrir que a palavra "trégua", em árabe, na verdade significa "recarregar e atirar".

O da foto é um dos simpáticos foguetes "caseiros" (assim a mídia gosta de chamá-los) que aterrisou ontem em Israel, não obstante estar em vigor uma tal "trégua".

Ah é, não foi o Hamas - foi a Jihad Islâmica, ou a Irmandade de Alá, ou talvez os Amigos dos Califas, ou seria o Comando Verde? Não se sabe, todos usam os mesmos foguetes. E de qualquer modo o Hamas disse que lamentavelmente não pode ser polícia de ninguém.

Não sei você, mas eu não gostaria de receber um desses na cabeça.

3 comentários:

Edu disse...

É mto engraçado: um atira, quando atiram de volta, quem se revolta é o outro. Por isso que é fácil assumir: "fui eu que joguei uma bomba viu?! Vc não me pega!! Vc não é de nada!!!" Aí ameaçam jogar uma bomba e me matar, só que levarão junto o meu irmão. Quem se revolta?! Meu irmão! E eu fico incólume! Olha que lindo! Assim até eu faço terrorismo!

Ou eles se conversam e se resolvem entre eles, ou assumam a responsabilidade conjuntamente, pq assim é mta palhaçada.

O pior de tudo é que nós ficamos discutindo quem tem razão. Parece briga de criança isso. Tem é que meter o chinelo neles e deixá-los de castigo.

Edu disse...

É mto engraçado: um atira, quando atiram de volta, quem se revolta é o outro. Por isso que é fácil assumir: "fui eu que joguei uma bomba viu?! Vc não me pega!! Vc não é de nada!!!" Aí ameaçam jogar uma bomba e me matar, só que levarão junto o meu irmão. Quem se revolta?! Meu irmão! E eu fico incólume! Olha que lindo! Assim até eu faço terrorismo!

Ou eles se conversam e se resolvem entre eles, ou assumam a responsabilidade conjuntamente, pq assim é mta palhaçada.

O pior de tudo é que nós ficamos discutindo quem tem razão. Parece briga de criança isso. Tem é que meter o chinelo neles e deixá-los de castigo.

markus disse...

salve Mr X vejamos o que diz o artigo 7 da carta do hamas:
Artigo 7

¨A hora do julgamento não virá enquanto os muçulmanos não guerrearem e matarem os judeus, assim acontecerá com cada Judeu que se esconder atrás de cada árvore ou pedra, a árvore ou pedra clamará:

¨Ó muçulmano, servidor de Allah, um Judeu se esconde atrás de mim, venha para matá-lo.¨

será q dá pra acreditar em paz com esses "pobres oprimidos" arabes?