sábado, 28 de junho de 2008

Índio pode matar e estuprar

De acordo com a lei brasileira, índio pode matar, estuprar, torturar e até empalar.

Jaiya Pewewiio Tfiruipi Xavante, menina de 16 anos de origem indígena, foi barbaramente assassinada com requintes de crueldade. Na sexta-feira, o Ministro da Injustiça, Tarso Genro, falou que o governo:
- Vai investigar rigorosamente e, quando estiver pronto o processo, leva ao MP, à Justiça, para que a punição devida e compatível com a barbárie que o crime representa seja dada.
Hoje anunciam que a provável assassina é a tia, e que:
De acordo com a fonte da Funasa, a autora do crime é inimputável por ser índia, ou seja, não poderá ser presa e processada.
Segundo o entender jurídico, os índios não podem ser processados pelo mesmo sistema penal dos brancos, pois "devido à sua cultua diversa, poderiam não compreender o caráter ilícito do fato."

Sinceramente, essa me parece uma desculpa tão furada como aquela de que os "índios não tem alma".

Um comentário:

chest disse...

falta de civilização é foda.