quarta-feira, 4 de junho de 2008

"Eu sou normaaaaal!"

Não sei se vocês lembram, quando o Jô fazia programas cômicos populares, antes de virar um poseur pseudo-intelectual, tinha um personagem (que não era no entanto interpretado pelo gordo) que fazia as maiores maluquices e ao final gritava, "Eu sou normaaaaaaal!"

Lembrei disso ao ler duas notícias vindas do Paquistão.

A primeira é que o recente atentado na embaixada dinamarquesa foi, segundo os oficiais do próprio país, obra do Talibã, mas isso não influirá nas negociações que o governo está realizando com os terroristas. Ninguém vai ir preso, ninguém vai ser processado, ninguém vai ser repreendido. Afinal, embora tenha matado civis paquistaneses, tratava-se de um justo atentado contra infiéis que ousaram desenhar caricaturas de Maomé. Ou, nas palavras de um oficial, "parte da reação global contra a publicação de imagens blasfemas do nosso Profeta".

A outra notícia é tão folclórica que é preciso se controlar para não rir ou chorar.

Resulta que um cachorro, de um pessoal da tribo dos tais "Chakranis", costumava passear perto demais do poço de propriedade da tribo de uns certos "Qalandaris". Naturalmente, foi morto com um tiro. Como vingança, os "Chakranis" mataram um jumento da tribo dos "Qalandaris".

O caso foi levado a um conselho tribal, que com sabedoria não exatamente salomônica, decidiu que os Chakranis, que nem foram os que começaram o bafafá, deveriam entregar 15 noivas crianças, de idades entre os 3 e os 10 anos, para que casassem com os Qalandaris, de modo a solucionar amigavelmente o caso.

E nós, como vivemos em uma época politicamente correta - e trata-se afinal de um povo oprimido, de uma cultura diversa à qual não somos de modo algum superiores e a qual não podemos julgar - bem, nós temos que aceitar que isso faz parte da normalidade.

"Eles são normaaaaaais!"

Para que não digam que só falo mal do Paquistão, aqui vai a imagem de uma bela paquistanesa. Que mora nos EUA, ganhou um concurso de beleza na China, e naturalmente foi criticada pelo governo paquistanês por andar "pelada" por aí.

Aqui outra interessante paquistanesa mostrando toda a sua jihad. Também mora no exterior, naturalmente.

7 comentários:

bitt disse...

Bem, qto à cultura paquistanesa, eu não opino, mas essa mocinha (a de cima), precisa aprender a fazer pose.

A be baixo parece uma atriz de novela, cujo nome não lembro, mas de cuja comissão de frente lembro e mto bem.

chest disse...

http://www.youtube.com/watch?v=Xx7nW_o5gYc&feature=related

Pax disse...

Normal Mr X?

Como? Enorme, desengonçado, ambíguo, de 2,11 m de altura e um bom blog desalmado.

E quer ser normal.

Tadinho.

Pax disse...

E vai lá no Bitt que ele tá te elogiando. Pra você morder a lingua e ver que há gente normal sim.

Mr X disse...

Num gostou das paquistanesas, Pax?

Pax disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel F. Silva disse...

Pô, só agora descobri que o Paquistão até que tem umas mulheres interessantes...

:-P