domingo, 11 de janeiro de 2009

Poema do domingo

X. MAR PORTUGUÊS

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa (1888-1935)

3 comentários:

Anônimo disse...

Ninguém comentou este poema? que tristeza né Mr.X ? Eu o acho sublime!

PS: não desanime Mr.X a "direita" culta é tão individualista que lê mas não faz festa...já a "esquerda" culta é só festa. Idiossincrasias dessa coisa de esquerda/direita...vai entender!

Mr X disse...

É um belo poema. :-)

splendid disse...

Although there are differences in content, but I still want you to establish Links, I do not
fashion jewelry