quinta-feira, 29 de maio de 2008

Quando o sonho vira pesadelo

Um interessante vídeo no site da BBC mostra mulheres atravessando um rio gelado na fronteira da Coréia do Norte com a China, buscando escapar do brutal regime comunista onde metade da população morre de fome.

O curioso é que, na China, a situação destas mulheres não é muito melhor. O governo chinês, protetor de Kim Jong Il, não reconhece os norte-coreanos como refugiados, portanto estas mulheres tornam-se imigrantes ilegais que não podem trabalhar nem ter direito a nada, arriscando-se a ser enviadas de volta ao inferno norte-coreano.

Devido ao infanticídio de meninas, faltam mulheres na China, portanto algumas têm a sorte de se casar. Muitas outras terminam vendidas para o lucrativo mercado da prostituição.

No entanto, com a fronteira com a Coréia do Sul hermeticamente fechada e protegida por soldados, a fuga pela China é a única possível.

Este é o paraíso comunista. Isto é o que acontece quando o Estado se advoga direitos totais sobre a vida do indivíduo.

Isto é o que acontece no mundo real, não nas fantasias dos socialistas que acreditam que o mal do mundo são os EUA e o “capitalismo selvagem”.


Um comentário:

chest disse...

Did you know.Martin Luther King, Jr. was a Republican? Every civil rights law, beginning in the 1860s through the 1950s and 1960s, was fought against by Democrats? Or the KKK had links to the Democratic Party? Is the Democrats' racist past is finally catching up with them?