sexta-feira, 16 de maio de 2008

A Amazônia é... de quem mesmo?

Saiu hoje um editorial no jornal de esquerda inglês "The Independent" dizendo que "A Amazônia é importante demais para ser deixada nas mãos dos brasileiros".

Não sou muito de acreditar em teorias conspiratórias. Alguns acham que há uma conspiração globalista para eliminar as fronteiras mundiais e criar um governo mundial. Talvez seja verdade, não sei; certamente há quem gostaria disso. Outros acham que os yankees é que querem nos roubar a Amazônia. Outros afirmam que são as ONGs e os índios. Não sei.

O que sei é que, se alguém diz: "isto é muito precioso pra você guardar assim embaixo do colchão, deixa que eu cuido pra você"... minha tendência é desconfiar.

5 comentários:

chest disse...

Esta é a Teoria Respiratória

(ai que piadinha engraçada....)

confetti blue velvet* disse...

eu li a reportagem...fazer o q...mas se trata do pulmao do mundo, que ate agora, vamos ser francos, foi mal preservada pra caramba !a marina inspirava confianca...agora sem ela...

Gunnar disse...

Confetti

A Amazônia não é o pulmão do mundo!
Leia: http://www.projetoockham.org/boatos_pulmao_1.html

Quanto à matéria... não li, mas sou obrigado a concordar com o título. Que venham os Yankees - eles pelo menos são capitalistas "de verdade" e saberiam que destruir a Amazônia do jeito que estamos fazendo é simplesmente uma BURRICE - do ponto de vista econômico, mesmo.

Daniele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniele disse...

Eu não acredito que as pessoas sejam realmente assim tããããão ingênuas a ponto de achar que os "gringos" estão preocupados com preservação ambiental. Se essa é uma preocupação deles, por que eles destruíram as florestas tropicais asiáticas e africanas, e seus próprios recursos naturais dentro de seus respectivos países?

Meus queridos... o que eles querem é simples: minério, que convenhamos... a Amazônia tem tudo de matéria-prima mineral que se precisa no mundo atualmente e em enooooorme quantidade; madeira; petróleo, que é um potencial quase que totalmente inexplorado; e também querem aquilo que vai ser a coisa mais preciosa, e mais escassa, para eles daqui há alguns anos, água potável.

Abram os olhos.

Nações assim nunca foram filantrópicas, fizeram da África o que ela é hoje: um continente, quase que em sua totalidade, miserável. Vocês realmente acreditam que eles resolveram ser bons samaritanos agora???

Me desculpem, mas tanta ingenuidade seria cômica... se não fosse trágica.