segunda-feira, 19 de maio de 2008

A solidão dos heróis

Lendo na Wikipedia um artigo sobre a poeta que citei ontem, Edna St. Vincent Millay, chamou-me a atenção este trechinho aqui:

Sua reputação foi danificada pela poesia que ela escreveu em apoio ao esforço Aliado durante a II Guerra Mundial. Merle Rubin observou: "Ela parece ter recebido mais críticas dos literatos por apoiar a democracia do que EzraPound recebeu por apoiar o fascismo".

Perceberam? Ontem como hoje, a virtude é solitária.

Ontem os literatos estavam mais preocupados em atacar os que defendiam a democracia contra os nazistas e os stalinistas. Hoje criticam quem ousa apoiar EUA ou Israel mas não quem apóia Amadinehjad ou qualquer grupo terrorista. Ser pró-terrorista é até chic.

Uribe luta sozinho contra uma guerrilha em uma América Latina quase toda sob governos socialistas que a apóiam, financeira ou moralmente. Os literatos em peso voltam-se contra o presidente colombiano, acusando-o de tudo o que não acusam o Chávez e companhia.

Apoiar Israel ou EUA é anátema. Mas defender o Hizballah e dizer que o Irã deve ter armas nucleares, é considerado "pacifismo".

Lutar pela democracia, contra o crime, contra tiranos e assasinos? Faça-o, por certo, mas não espere agradecimentos.

Não espere nenhuma recompensa pela virtude.

Edna St. Vincent Millay, que além de libertária era libertina.

6 comentários:

Daniel F. Silva disse...

O fato é que, lamentavelmente, vivemos uma inversão de valores nunca vista. A Humanidade parece não ter aprendido com as barbáries do nazismo e os crimes do comunismo - este último, o "muso inspirador" do pessoal retratado no texto.

Pax disse...

As modas são fodas mal dadas.

ps.: Mr X, enorme e desengonçado Mr X de 2,11 m de altura e um bom blog desalmado e abandonado, caramba, eu tenho que esperar uns 4 minutos pra esse troço aqui de comentar abrir e, na maioria das vezes, reinicializa meu computador. É com puta dor que digo: abandonar-te-ei.

chest disse...

que acesso ruim o seu, hein Pax?

confetti disse...

pulitzer hein.."bohemian lifestyle and her many love affairs"...me agrada essa mulher...nao conhecia chose, obrigada, it's a gift !

Pax disse...

O acesso é ruim Chest, mas a vida é boa. Meio do mato, nem celular pega. É uma antena satélite no alto da casa, cara pra canário e ruim pra papagaio. Que alias passam aqui do lado toda hora fazendo um enorme fuzuê.

Mas quero ler meus favoritos e teclar pô.

Vou propor pro Mr X se instalar aqui do lado, aí eu leio o texto no Word, mando o cachorro buscar o disquete na casa do desengonçado.

confetti disse...

painho kkk***