sábado, 21 de março de 2009

Suffer little children

Lido em um comentário de uma moça "feminista" de 22 anos por aí:
It's none of your business what myself or the next woman does with her body. At 24 weeks or less, a fetus would not be able to survive without feeding off the mother, therefore it is not killing a human life, merely a parasite.
Independentemente do que você pense sobre a questão do aborto, quando uma moça começa a se referir ao seu próprio (ainda que hipotético) filho como "parasita" e "não-humano", você sabe que alguma coisa está errada.

7 comentários:

Anônimo disse...

Como "parasita"? É o feto que regula a fome da mãe!

Chesterton disse...

bem, um nenê de 2 anos tambem morre se a mãe não der comida. Seria ele um parasita? Estaria ele sujeito a às mesmas "regras"?
(é no que dá achar que a vida hmana e de um pé de alface tem o mesmo valor...)

marco disse...

Ou seja, quando madame feminista nasceu foi uma glória. Um amor de bebê. Na hora de dar continuade á espécie bebê vira parasita.

Detefon nele.

É fácil não dar á luz, principalmente sendo feminista, cool, 22 anos e informada.

Difícil é ser humanista e não confundir criança com cucarachas.

Pax disse...

Vídeo e música macabros.

É duro. Imaginar uma criança sendo torturada, estuprada e morta.

Nessas horas você pensa se o Mandamento de Não matar é válido para um assassino desses.

Mr X disse...

http://www.city-journal.org/html/8_1_urbanities-trash.html

Chesterton disse...

e esse pensamento leva logicamente a outro: matar todos os "parasitas" da sociedade=genocidio.
Aborto é genocídio.....

Didi Iashin disse...

Segundo o dicionário do politicamente correto do Villainou Company (em inglês):
Feto - parasita indesejado que deve ser colhido e reciclado (células-tronco embrionárias).
Os caras, grandes gozadores, dizem que essa "colheira" e "reciclagem" deve ser feita antes dos dezoito ANOS!!
Agora: bem que esses dois assassinos poderiam ter sido abortados, não? Pelo menos, as mães dessas crianças não teriam sofrido (quem sabe ...). Agora, o que deve ter sido barra pesadíssima foi aquela mãe ter de reconhecer a voz da filha pela fita que os assasino fizeram, torturando a menina ...
Olha, às vezes eu tenho dúvidas se esses que andam de "dois pés" são humanos ou o que, viu ...