terça-feira, 31 de março de 2009

A esquerda caipira

O leitor Stefano chama a atenção para um post do Pedro Sette Câmara que (partindo de uma outra discussão no blog do Alexandre Soares Silva) observa que "a caipirice é um componente essencial e definidor do esquerdismo."

É verdade.

Talvez a diferença entre a esquerda e direita seja que, enquanto os direitistas costumam entender razoavelmente bem os esquerdistas, os esquerdistas não têm a mesma facilidade de entender seus "inimigos direitistas".

Acho que é porque a esquerda é acima de tudo autoreferencial. Como o garoto-bolha, vive dentro de um universo à parte, e tudo aquilo que está fora da sua bolha lhe parece inconcebível ou absurdo.

A esquerda é narcisista e megalomaníaca: pensa que fala por todos, quando fala apenas por um reduzido número de pessoas, as quais, no entanto, tem uma representação midiática muito acima de seus números reais.

Para ocultar as suas idéias jecas - caipiras, mesmo - a esquerda adota um discurso altamente enganador, camuflando o sentido das palavras.

Por sorte, saiu agora um dicionário de esquerdês.

13 comentários:

Diogo disse...

Caro X, preciso urgente saber quem são os direitistas nessa história toda.

Cite nomes. Seja claro.

Seria divertido decobrir os rotos falando dos esfarrapados.

Não me decepcione.

Enrique disse...

Hahahahaha!!

Esse dicionário esquerdista é ótimo!!

Já tá salvo!

Abraço

Mr X disse...

Os direitistas estão neste vídeo aqui:

http://ohermenauta.wordpress.com/2009/01/31/faltou-pub-relations/

Tem este outro direitista safado aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=6QKNT917dSE&feature=related

Edu disse...

Excelente o dicionário! Melhorou a minha "visão de mundo esquerdista".

Diogo disse...

Estou falando sério, X.

Do que adianta meter o pau nos esquerdistas e não ter ninguém a altura do outro lado para se inspirar.

Do jeito que a coisa anda, acho que só os fisiologistas do PMDB estão certos...

Diogo disse...

Em tempo: não estou me referindo a blogueiros, nem outras pessoas comuns, quero nomes de políticos. Gente da direita que possa fazer a diferença.

E esse dicionário de esquerdês, já falei aqui, é PLÁGIO do José Simão e seu TUCANÊS.

O que quer dizer, a esquerda americana é a direita brasileira.

Ou, também quer dizer: a direita brasileira não existe.

Pax disse...

Bem, o Mr X realmente não quer ser levado a sério.

Próximo post, por favor.

Stefano disse...

Excelente dicionário! (e foi só falar, olha dois exemplos de esquerdismo rastaqüera: o primeiro diz que o dicionário é plágio de...Zé Simão! O outro, disse que desta vez, mas só desta vez!, ele se exime de comentar porque o Mr.x só pode estar ficando malucão. E eles ainda querem alguém mais gabaritado para confrontá-los!)

Diogo disse...

Vou ter que acabar indo em um psiquiatra: uma hora me chamam de esquerdista, em outra, de direitoso.

Ainda hoje, teve gente que perguntou se eu iria participar dos festejos pelos 45 anos do golpe de 64.

Enquanto isso, me divirto com a obtusidade de quadrúpedes rotuladores, ansiosos por estereotipar vítimas não alinhadas com as manadas.

Stefano disse...

(foi mal, Diogo, mas essa do Zé Simão foi demais, hehehehe...)

Diogo disse...

(Oras, Stefano, que tem suas semelhanças, ah, isso tem...)

Stefano disse...

Nada, só o formato...Zé Simão perdeu a pouca graça que tinha quando entrou para o enorme time dos revoltados-a-favor.

(Voltando à minha índole obtuso-rotuladora: se deixar passar essas coisas, daqui a pouco tem uns & outros dizendo que Rush Limbaugh é uma cópia descarada do Ratinho.)

confetti* disse...

o blog do alexandre ( que frequento ha anos) é originalissimo e finamente ironico....nao da pra ser lido no "primeiro grau"....