domingo, 13 de julho de 2008

Notícias bizarras da Europa

1.
A Inglaterra, país com área menor do que a do Rio Grande do Sul, contém 20% das câmeras de circuito fechado (CCTV) de todo o mundo. Agora o governo quer instituir câmeras "falantes". O monitor poderá berrar através da câmera munida de alto-falantes ao sujeito que comete atos "anti-sociais", como jogar lixo na calçada.

Isso quando estudos indicam que as câmeras são ineficientes para impedir o crime, e que medidas mais simples e econômicas, como iluminar melhor as ruas, contribuem cinco vezes mais para a diminuição do roubo e da violência do que as fatídicas câmeras.

Não ocorre a ninguém que os fatores que impulsionam o crime na Inglaterra são a impunidade (o articulista inglês Theodore Dalrymple falou várias vezes sobre isso), e a cultura de leniência do mesmo Labour que impõe as CCTVs. De fato, muitos criminosos violentos são soltos com ligeiras admoestações, e agora há um movimento para que os ladrões não sejam presos, mas apenas realizem trabalho comunitário, afinal, nas palavras de um desses famigerados especialistas, "estatísticas provam que a prisão não conduz a mudança de comportamento, e após serem libertados eles tornam a roubar". Tá certo: melhor nem prender, então...

2.
Na Alemanha, alguns políticos querem dar direito de voto a crianças e bebês, afinal, estes grupos são "excluídos" e "discriminados" por não poderem votar. É o politicamente correto transformado em doença mental. Como diz um blogueiro aí, pena que não tenham pensado em extender o direito aos fetos, assim ao menos se acabaria com o aborto...

3.
Na Espanha, foi votado um projeto que daria proteção de "direitos humanos" aos macacos. Um ativista afirmou que "Este será sem dúvida lembrado como um momento chave na defesa de nossos companheiros de evolução".

* * *

Que mal pergunte... o que há de errado com a Europa? Será que é algo na água?

2 comentários:

Theo disse...

Vc esqueceu da suécia, no caso em que um garoto não convidou dois colegas de classe pra sua festa e o professor tomou os convites de todo mundo acusando o o aluno de discriminação, a caso foi parar no parlamento.

ah, o aluno tem 6 anos.

Mr X disse...

Ah é. Mas já tinha falado sobre isso antes em algum post mais atrás.