quarta-feira, 19 de março de 2008

Obama night and day

Obama, nos seus calorosos discursos, diz ser a favor da unidade, da reconciliação, do fim do ódio racial, de uma nova América em paz consigo mesma. Mas, no dia a dia, freqüenta e freqüentou por vinte anos uma igreja que prega o ódio racial de negros contra brancos, que diz que Jesus Cristo era um negro que lutava contra as elites brancas, que a AIDS foi criada pelos brancos para contaminar os negros, entre outras barbaridades.

Obama, em artigos e depoimentos, afirma ter posições moderadas e de centro com respeito ao Iraque, a Israel, ao terrorismo, ao aborto, às drogas, à economia e à educação. Mas seu registro de votação no Senado em relação a esses assuntos é o mais à esquerda possível.

Obama é sorridente, positivo, passa uma imagem de serenidade, de homem de origem razoavelmente humilde realizado graças ao "sonho americano". Mas as pessoas mais próximas a ele - sua mulher, seu pastor e mentor intelectual, alguns de seus assessores - são sujeitos raivosos e ressentidos que, nas suas próprias palavras, "odeiam a América".

De dia, Obama é um plácido cidadão que paga seus impostos e cuida com amor das plantas e dos bichinhos.

De noite, transforma-se num lobisomem sedento de sangue que trucida mulheres e crianças de modo selvagem e atroz.

(Will the real Obama please stand up?)

4 comentários:

J.Wollvsttaven disse...

Caro Mr. X, Shalom.

Belo quadro este do "grande defensor do que sobrou da america" * Este um comentário de um amigo que hoje com 73 anos, nasceu e viveu toda a sua vida na terra que mana leite e mel.

Realmente, quem conehce um pouquinho que sejam as influências e a história do Sr. Obama, acaba por perguntar-se:Qual a real atribuiçaõ do espinho que compõe o caule da flor, e ainda o que resta do grande sonho que um dia foram os EUA.
Eu sinceramente não entendo muito de flores, mas creio que aos passos que se seguem, e a confirmar-se a sua possivel eleição, muito barulho (para todos os lados) far-se-a ouvir em breve.

Arnoud disse...

Tô esperando vc falar da Hillary...

Pax disse...

Mr X,

Desculpe-me, mas essa tua viagem tá bastante alucinógena.

Sobrou uma ponta aí?

Mr X disse...

Paxee!

Apenas estava alertando para a dualidade do nosso amigo Obama, que às vezes diz uma coisa e faz outra. Ele é efetivamente moderado, ou faz um discurso mais moderado para se eleger, enquanto acredita em outras coisas? Ou, ao contrário, ele é moderado, mas não quer alienar tampouco o votante radical que gosta dele? Não sei, não sabemos, ninguém sabe.

O problema dele, na verdade, é que precisa agradar tanto a seu eleitorado mais radical mas também seduzir os moderados sem os quais não será eleito. Se for presidente, a qual dos dois grupos fatalmente decepcionará: aos moderados ou aos radicais? Ou a ambos?

Jw,
Shalom

Pax,
Axé