sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Mais sobre o "aquecimento global"


Como o post sobre o aquecimento global foi um dos poucos que gerou algum tipo de discussão (ou mais de 10 comentários), e como é um tema certamente "quente" e que acende "calorosas discussões" (perdão pelos trocadilhos idiotas), volto ao tema, apenas para indicar uma coluna do Robert J. Samuelson. Ele, que é de centro (acho), não toma posição sobre a questão científica, mas observa que a questão da luta contra o "aquecimento global" é acima de tudo uma questão técnica, de engenharia e pesquisa de novas formas de obtenção de energia (bem como de tecnologias que minimizem o impacto do aquecimento), e não uma plataforma política para ser usada a torto e a direito pelos moralistas de plantão. É muito bacana falar que "temos que cortar 40% da emissão de gases que geram efeito-estufa", mas o fato é que como a maioria das economias mundiais dependem disso, a população mundial cresce e países como a China se desenvolvem cada vez mais, é claramente impossível chegar a tais patamares sem impor miséria e falta de luz, água e comida a milhões de pessoas.

A solução, se houver (e se existir tal coisa chamada "aquecimento global antropogênico" na escala em que falam), passa pela tecnologia, não pelo alarmismo ou pelo retorno ao tacape ou a um Éden ambientalista que, vamos combinar, jamais existiu.

7 comentários:

Pax disse...

Bom o artigo e a visão. O problema é resolver a matriz energética. E não vejo solução diferente de:

a) novas fontes (hidrogênio, solar, eólica etc). Resolve um tiquinho, talvez uns 10%. Otimistamente uns 15%.
b) nuclear, principalmente as das novas gerações, mais limpas e menos perigosas. Estão em estudos, ainda vão demorar uns 20 anos pra entrar em produção. Aqui é onde vejo mais resultado possível.
c) melhorias nas emissões atuais da queima de petróleo, os carros podem ser muito mais "higiênicos"

Por aí.

Pax disse...

Nunca tinha ouvido falar sobre o Thorium.

Vou perguntar pro meu físico nuclear de plantão. Dou notícias.

Ah, esqueci, o brog desalmado do desengonçado é poluidor pacas. De tanto que demora pra abrir a janela de comentários gasta-se quase um barril de petróleo.

Pax disse...

A pergunta já foi encaminhada para o Instituto de Física da USP.

confetti na véspera disse...

acho que ja é mais que tempo de revermos nosso life style ! mesmo saindo do tema de aquecimento, poluimos monstruosamente mares e terras, arrancamos arvores, cavamos crateras pra enterrar lixo e horrores radioativos, utilisamos adubos quimicos que matam, que vao acabar nos transformando em freaks de 2 cabeças ! :(((
estamos destruindo mother earth com nosso egoismo e preguiça...
preservaçao e respeito da natureza,unica soluçao !
e acelerar as soluçoes de pesquisa energética que o pax detalhou...

Kct disse...

Não posso afirmar se as calotas polares estão derretendo de verdade, só sei que aqui no meu novo endereço em Niterói está um calor infernal este ano!

chest disse...

Hoje dormi com um cobertor, em janeiro, RJ, e com cobertor...acho que está esfriando..

Mr X disse...

Confetti, tá certo que tem bastante coisa a resolver, desmatação, poluição, etc e tal, mas se você for ver na verdade o Primeiro Mundo hj em dia polui e desmata menos do que o Terceiro. O Brasil é um triste exemplo, do jeito que a Amazônia vai...