segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Bispo inglês dá o alarme


Em preparação a uma série de artigos que estou preparando sobre o problema da imigração na Europa, uma pequena notícia vinda do Reino Unido:

O bispo da Igreja Anglicana, Michael Nazir-Ali, causou polêmica ao publicar um artigo afirmando que há partes da Inglaterra que já se tornaram verdadeiros guetos islâmicos nos quais a presença de membros de outras religiões é hostilizada, inclusive com a violência física. Mulheres sem véu correm sério risco de estupro, e "infiéis" de espancamento.

Curiosamente, Nazir-Ali, como o nome indica, nasceu no Paquistão e é filho de um ex-muçulmano convertido ao cristianismo. Pelo jeito, a luta contra o fanatismo muçulmano na Europa é feito exclusivamente por imigrantes, como Hirsi Ali, este bispo, ou Magdi Allam... (As elites estão demasiado ocupadas criticando o Bush e cheirando cocaína.)

O multiculturalismo, ao contrário da prometida sociedade em que todas as comunidades vivem em paz, está na verdade gerando o renascimento de tensões éticas, de certa forma quase uma volta ao tribalismo. Argumenta Wretchard, do blog Belmont Club:
Os comentários do bispo são mais do que outro alarme contra a crescente presença do extremismo islâmico no Ocidente, são um sinal de que o espaço público livre possa estar acabando, ao menos em partes da Europa.

Tendo destruído a sensação de segurança que vem do fato de se pertencer a um "lar maior", o país, o multiculturalismo não deixou nada aos indivíduos se não um recuo à duvidosa segurança da seita, raça ou tribo.

(No Brasil, é claro, em partes cada vez maiores de nossas cidades já não há um "espaço público livre", a diferença é que tais zonas são controladas por criminosos e traficantes.)

Naturalmente, os muçulmanos já estão pedindo a cabeça do nosso amigo Nazir-Ali.

7 comentários:

Pax disse...

Bem, nem tudo discordo do Mr X. Aqui por exemplo compartilho o temor das consequências pela islamização da Europa.

Esse caso não será isolado.

O Chesterton vai adorar. Faz tempo que ele quer uma nova Cruzada.

Fred disse...

Nada contra o islamismo, mas contra a radicalização e ignorância human.
Radicalização gera radicalização, Chest vai se alistar nos Templários.

Kct disse...

Que voltem os Templários!

Theo disse...

Não tenham medo da islamização mundial, é como lutar contra a maré, ela já está acontecendo, e cada dia cresce mais.

Tenham medo dos radicais, esses sim devem ser combatidos, eu sou o primeiro a levantar a bandeira contra os malditos terroristas.

Quanto ao templários, já tomaram pau uma vez, se voltarem tomarão outro.

Mr X disse...

Queisso Theo,
Não assusta a gente! ;-)
Islamização mundial? Eu fora. :-P

confetti disse...

mr vc faz o mesmo métier que o spengler ?

confetti disse...

por estar sempre indo "na ilha", ja constatei a observaçao do bispo...mas guetto nao significa sempre "violencia" e "obscurantismo", muito menos radicalismo !
sempre achei seus comentarios sobre "o islam dominando a europa" um pouco...exagerados e tendenciosos ...viu meu smart coiso...))