quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Freak show chinês


Está em cartaz em Buenos Aires, tendo já passado por São Paulo, Barcelona, Lisboa e outras cidades, a exibição "Bodies". Com o o nome mais ou menos indica, é uma mostra de cadáveres embalsamados com resina e logo escalpelados, fatiados, retalhados, etc. Tudo, teoricamente, em nome da ciência, para que homens, mulheres e crianças possam aprender sobre a anatomia humana.

É, na verdade, um espetáculo tétrico, por mais de um motivo. À medida que o visitante se adentra na exibição, observando os cadáveres dispostos com extremo mau gosto (há um cadáver sem pele que tem uma bola de futebol nas mãos), percebe que quase todos os cadáveres em exposição são assim, meio baixinhos, e têm os olhos puxados e expressão ligeiramente asiática... Há muitas crianças também.

Descobre-se depois (lendo as letrinhas miúdas) que os corpos foram doados pelo governo chinês, e sua procedência é desconhecida.

Ora, sabe-se que o governo chinês comercializa os órgãos de prisioneiros executados. Há quem suspeite que os cadáveres em exibição sejam de prisioneiros, ou então de praticantes da Falun Gong (religião proibida na China).

Não sei. Sei que foi uma das exibições mais revoltantes que já visitei.

Sugiro um boicote, se não em nome dos direitos humanos dos chineses, ao menos em nome do bom gosto.

10 comentários:

Nat disse...

Eu vi a exposição, mas sinceramente preferia ter boicotado mesmo, é de péssimo gosto.
Tô fazendo uma visitinha ao seu recente blog ;- )

Mr X disse...

Oi Nat! :-) Bem-vinda! :*

Anônimo disse...

Caro Mr.,

Se for verdade que a exposição foi montada com corpos ilegalmente doados pelo governo chinês, esse é o único motivo pra que ela seja considerada de mau gosto.

Conhecer o corpo humano podendo ver as estruturas como elas realmente são, e não vendo desenhos ou animações 3D, é muito mais didático, interessante e instigante.

Além disso, contribui para criar uma proximidade maior com a realidade inescapável da morte, ajudando a encará-la com maior naturalidade.

Abraço.

Darwinista.

Pax disse...

Esse desengonçado tá fazendo público.

Perigoso esse rapazote de 2,11 m de altura. Ainda mais quando diz que comunista come criancinha.

Mr X disse...

Darwinista,
Segundo os organizadores, os corpos foram doados "legalmente" por uma universidade ou laboratório chinês (não sei bem), mas ninguém sabe a procedência dos corpos. O governo chinês não é confiável nesse aspecto...

De qualquer modo, seja lá qual for a origem dos cadáveres, achei a exposição tétrica, feia, pobre, kitsch e de mau gosto.

Lembro de uma exibição parecida em Londres sobre a anatomia mas que não continha exclusivamente cadáveres e colocava tudo num contexto histórico e artístico (incluía também representações artísticas da anatomia ao longo do tempo). Garanto que era bem mais interessante do que esta perda de tempo cara e francamente mórbida demais até para o meu gosto. Mais para freak show do que para museu. Claro que chama a atenção.

Mr X disse...

Pax,
Comunista não come criancinha, socializa seus órgãos sexuais. ;)

Mas este blog não é anti-comunista nem nada, pretendo ser menos monotemático, a idéia é ser um blog um pouco sobre tudo, todos os dias.

Ops, xih, esse é quase o slogan do blog do PD... :-D

Pax disse...

Pô, já que tá falando no dito, pra que ofender o cara, Doria não tem acento. Putz !

Fred disse...

Vindo da China tudo é possível mesmo.

No máximo para mostras em Escolas de medicina.

Me parece propaganda do conhecimento e tecnologia chinesa para melhorar a imagem da China para os jogos olímpicos.

De La Silva disse...

Na universidade federal do Pará, existe uma sala com diversos corpos usados pelos estudantes de medicina e áreas correlatas...até a pouco tempo atrás a sala era "aberta" a quem quisesse ver a verdadeira face da morte (de indigentes).
Eu que nem aluno era, a uns 10 anos atrás, visitei e observei em detalhes a bizarrice.
Do ponto de vista científico, é óbvio que o estudo e a dissecação foram e são importantes meios acedêmicos e fontes de estudo e pesquisa.
Explorar a morte e corpos como "arte" é perigoso e pode abrir precedentes.
Mas o ser humano e sua eterna e legendária curiosidade são regidos pela LIP, "lei da inevitabilidade prática". Que diz se houver a possibilidade ainda que remota de algo acontecer, esse algo acontecerá mais cedo ou mais tarde.
Então corpos dissecados e expostos em forma de "arte" um dia certamente apareceriam...

confetti disse...

vi essa expo em londres tem uns 2 anos; nao fiquei chocada, nao tive problemas de "ética" nem nenhuma sorte de tabu ! pelo contrario, achei uma maravilha ! concordo com darwin...
chocante e de onde sai tremendo, foi na mesma época a retrospectiva de diane arbus no v&a...freaks humanos e vivos, um puta espelho !

pra quem nao viu, um gostinho...

http://www.youtube.com/watch?v=4u6AthvbTcI