segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Perigosa obsessão

Caros amigos,

Sei que tenho falado demais sobre o Obama e as eleições americanas ultimamente, e gostaria de mudar de assunto. Lamentavelmente, não consigo. Trata-se já de uma obsessão.

Se não aparecerem novos artigos por aqui nos próximos dias, podem apostar que estou internado numa clínica de rehab; com um pouco de sorte talvez me coloquem no mesmo quarto que a Lindsay Lohan.

Lamentavelmente, estou convencido que a presidência Obama será um desastre para os EUA e para o mundo. Pode ser que eu esteja errado, e Obama se revele uma grata surpresa. É possível: até o Colin Powell parece acreditar nisso. Mas, de acordo com minha inovadora teoria política, as possibilidades disso ocorrer são remotas.

De fato, tenho uma teoria política que pode ser resumida da seguinte forma: o resultado das ações de um dado político é inversamente proporcional às suas promessas (especialmente se tais promessas são mirabolantes).

O candidato promete "paz no Oriente Médio"? Pode apostar que vai ter guerra das bravas.

O candidato promete "diminuir impostos de 95% dos americanos"? Pode apostar que vai aumentar, ainda que sejam impostos indiretos repassados às mercadorias.

O candidato promete que "seus problemas econômicos acabaram"? Pode apostar que estes vão quintuplicar.

O que acontece é que Obama, em seus discursos, promete soluções miraculosas demais, sem dar qualquer indicação de como vai fazê-lo, e sem nem ter dado qualquer mostra de grandes habilidades passadas. A eleição de Obama é, em verdade, o eleitor americano apostando na loteria.

Tanto que, no seu último discurso, um candidato de cabelos brancos afirmou que "graças à inexperiência de Obama, haverá uma crise internacional". Não, não foi McCain quem disse isso, mas Joe Biden... Até o próprio vice está assustado com a inexperiência do rapaz.

Em um famoso discurso, Obama prometeu até "salvar o planeta" e "baixar o nível dos oceanos".

De acordo com minha teoria, portanto, Obama destruirá o planeta e causará um dilúvio universal.

Noé nos acuda.

Vou lá pra rehab, até daqui a duas semanas.

Vosso amigo Mr. X após a consagradora eleição de Obama.

11 comentários:

chest disse...

Você não é um eleitor "sofisticado" como o PD, que tolo......

Pax disse...

Finalmente uma luz no fim do túnel.

Se a rehab der certo, voltará um social democrata.

Mas precisa abandonar as más leituras. Nada de Reinaldo Azevedo nem de Olavo de Carvalho.

Pode ser que melhore. Mas não tenho muitas esperanças não, sinto dizer.

Ronald W. disse...

Ei, eu estive 5 semanas em um rehab e nao voltei social-democrata... ;-)

Pax disse...

Devia ter procurado um bom, RW.

=)

Menina Bella disse...

Olá X,

Eu ESTOU em um rehab (literalmente), e não sinto nenhuma inclinação à tola filosofia democrata ridicularmente esquerdista ou seja lá o que queiram chamar.

Eu!

Ronald W. disse...

OLa, Menina Bella ! Em qual rehab voce esta ? Eu passei 5 semanas no The Meadows, no Arizona.

Mr X disse...

Poxa, todo mundo no rehab agora? ;-) Que tal uma festa coletiva então? Menina bella, de onde vc é?

Monsores, André disse...

Mr. X,

Hoje é terça feira, cadê o bicho?

Já que você não fez, vai uma sugestão:

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL830858-5598,00-PEIXE+EXOTICO+E+CAPTURADO+EM+SANTA+CATARINA.html

Boa sorte na Rehan. Se encontrar a Amy, mande um beijo. Não, um aceno de mão.

Pax disse...

Pô, preciso arrumar um vício pra entrar nessa onda de rehab.

Alguém tem um sobrando aí?

Monsores depois de noivo tá com a coleira no pé. Não pode nem dar um beijinho na Winehouse... =)

chest disse...

Mr X, Obama eleito, vai dar uma guinada daquelas de deixar petistas doidos. Nada mais conservador que um liberal no poder.

a moça* disse...

na sua rehab rola choque? é proibido mascar chicles ? :-))

ausente 2 semanas ? foi pra vegas....