segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Paz, amor e fantasia

Há um projeto de lei nos EUA, proposto pelo deputado Democrata Dennis Kucinich, que quer criar um "Departamento da Paz e da Não-Violência". Seu objetivo seria, nas palavras do seu autor, "transformar a consciência e as condições que impelem o ser humano à violência e desenvolver um novo sentimento de compreensão".

(pausa para bater com a cabeça na parede)

Já o candidato Barack Obama afirmou - por se houvesse algum terrorista escutando - que em sua presidência "a América se moverá em uma nova direção enviando um claro sinal ao resto do mundo que não estamos mais interessados em força bruta e unilateralismo, mas sim em criar parcerias ao redor do mundo para resolver problemas práticos."

Santa ingenuidade, Batman! Os esquerdistas, parafraseando Freud, são como "pessoas que se preparam para ir a uma expedição ao Pólo Norte com roupas de verão e um mapa dos lagos italianos".

E, como dizia Karl Popper: "Todas as tentativas de criar o paraíso na Terra acabam inevitavelmente criando o inferno".


Cartaz que Obama enviará aos terroristas de todo o mundo.

4 comentários:

a moça da segunda* disse...

ich....
ta meio confuso vc, né my beautiful thing...relaxe, observe, idealize...pax, amor e fantasia, nada melhor ! :))

chest disse...

Eles acreditam que seja possível apagar fogo com querosene...bastaria muuuuutia vontade política.

Daniel F. Silva disse...

Pelo visto, ministério novo à vista num governo Obama: o Ministério da Paz e da Verdade.

Anônimo disse...

Não existe "Ministério" no governo americano, kkk, alguns meses depois...