quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Historinha americana

Há um mendigo que mora na biblioteca da Universidade. Bem, não exatamente: mora pela cidade, pedindo trocados. Dorme na rua. Mas vai ao banheiro da Universidade para se lavar, realizar as suas necessidades e para utilizar os computadores.

No outro dia estava lá, usando os computadores da biblioteca para assistir filmes pornô hardcore na Internet.

Ninguém falou nada, ninguém o expulsou. Por quê? "Liberdade de expressão", disseram. Não se pode censurar o que ele vê. Tampouco se pode expulsá-lo ou impedir que use o espaço, afinal, a universidade é "pública", mantida parcialmente pelos impostos da população (mendigo paga imposto?).

(O que não entendi é como tem acesso aos programas, que requerem senha só disponível para estudantes ou pessoal da universidade; mas talvez seja um mendigo hacker).

Não é o único homeless que de vez em quando vai ao campus; há mais de um. Causam certo transtorno para os estudantes, é verdade; um sujeito barbado assistindo filmes pornô entre as estudantes calouras é, para dizer o mínimo, algo embaraçoso. E se for um estuprador? Mas não pode ser preso até não realizar nada que seja contra a lei.

Não sei ainda se contar isso como um aspecto positivo ou negativo: não sei se é um exemplo do grande valor que é dado aqui à liberdade, ou um exemplo da atual loucura politicamente correta...

É o país como ele é.

6 comentários:

chesterton disse...

As ve4zes (90% do tempo) acho que esquerdista é burro de propósito. A biblioteca é pública sim, e é exatamente por isso que não poderiam ter deixado o mendigo privatizar parte dela em beneficio próprio.

Bellinha, A Menina disse...

X,

Não alcancei o que você quis dizer ao escrever "sujeito barbado"; quer dizer que mendigo sem barba pode? ou que não deixasse chocadas as "calouras?", e quem te garante que esse sujeito barbado (ai,ai...) não esteja despertando desejos nada "calouros" em algumas mocinhas? E tem mais, quem sabe a quanto tempo o tal barbado alcançou o "status" de mendigo? alguém com certeza argumentaria que ele tem direitos pois já em algum dia pagou também impostos, que por aqui são caríssimos, né?

X, procure outro tema (volte ao obaminha) e deixe o tal barbado em paz.

X, beijinho.

Eu!

Bellinha, A Menina disse...

X, andei pensando e esse tal "barbado" ...essa sua repentina implicância... sei não, maas isso me parece um conflito entre o Super Mister X e seu alterego (ou alter ego, como queiram alguns)...

Tadinhas das calouras da inocente california.

X, outro beijinho.

Eu!

Pax disse...

Compra uma AK 47 e vai lá na frente dele e dá uma rajada.

Afinal, nesse processo continuado que você anda, só falta virar um desses atiradores de universidade americana.

Mr X disse...

Olá pessoal,
Achei o fato divertido, apenas. Nada de mais.

Barbado, barbudo? Bem, sei lá. Com certeza não um estudante.

Mas a Bellinha tem razão, vou procurar uma caloura pra mim. ;-)

chest disse...

Pax se recusa a pensar com o cérebro.