terça-feira, 18 de novembro de 2008

Maomé não existiu

É o que argumenta um teólogo alemão, citado pelo colunista "Spengler" em sua última coluna. Segundo o tal teólogo - que aliás é muçulmano converso - os primeiros registros sobre a vida de Maomé começam a surgir apenas quase duzentos anos após sua morte. O que, junto com outros curiosos fatos arqueológicos, indica que Maomé poderia ter sido apenas uma figura ficcional criada posteriormente pelos seguidores de Alá para ter um mito unificador.

Bem, acho que tendo existido ou não, não muda nada. Os malucos terroristas continuam existindo.

4 comentários:

Pax disse...

Mr X e sua Cruzada.

Você é do Priorado do Sião, desengonçado?

Confesse!

Mr X disse...

Quem? :-/

Gunnar disse...

Bom, a existência histórica de Jesus é tão controversa quanto... mas isso também não muda nada.

Que Poseidon abençoe a todos.

Mr X disse...

Poseidon não existe! :-D