sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Livros usados

Mudando de assunto, já que política, economia e sociedade estão ficando temas demasiado aborrecidos ou deprimentes.

Falemos de livros usados.

O grande Theodore Dalrymple, talvez o maior pensador inglês da atualidade, escreveu um belo e até emocionante artigo sobre livros usados, sebos, dedicatórias, e as mudanças trazidas a tudo isso pela Internet e pela globalização.

Também gosto de livros antigos, de livrarias velhas e escuras, da idéia de encontrar em uma prateleira empoeirada coisas que você jamais sonhava existirem. Se tudo isso permanecerá nas próximas décadas, é difícil dizer. Provavelmente sim, mas para uma minoria cada vez mais extrema da população.

Sobre o citado caráter mal-humorado dos vendedores de livros usados (que em geral odeiam seus clientes), uma divertida série inglesa de alguns anos atrás mostrou isso muito bem. A série chamava-se Black Books, e pode ser assistida abaixo.


2 comentários:

Pax disse...

Inacreditável!

Mr X parou de falar de comunistas, islâmicos e petistas? Deve ter adoecido.

Então vou mudar de assunto também: cadê meus alfajores?

ps.: pô, volta lá pro Weblog... a vida sem direitopatas fica meio sem graça. A gente sempre quer ver como é a doença dos outros, afinal.

Srta. Valentim disse...

Acredite, não são todos os vendedores de livros que são mal-humorados, vide meu pai...