terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Um bicho às terças

Quem nunca pensou em ter um porco-espinho de estimação? Bem, na verdade, quase ninguém. No entanto são bichos muito simpáticos. Esta moça do vídeo abaixo adotou um e parece bem satisfeita, mesmo levando de vez em quando mordidas no nariz.

Os porco-espinhos, evidentemente, não tem qualquer relação com o porco fora o nome. São animais acima de tudo noturnos e alimentam-se de pequenos insetos.

Foi na suposta dificuldade que os porco-espinhos teriam em copular sem se ferir com os espinhos que Schopenhauer se inspirou para desenvolver o "Dilema do Porco-Espinho". Mas parece que tal dificuldade é lenda, já que as respectivas posições dos órgãos sexuais de macho e fêmea se adaptaram para permitir um relacionamento sem muitas complicações.

Atualização: o DarwinistO alerta que o bicho não é um porco-espinho, mas um ouriço. A diferença é que o chamado porco-espinho é um roedor, enquanto o ouriço é um erinaceídeo. Whatever that means.



6 comentários:

Kct disse...

Realmente muito bonitinho, mas considero uma agressão tirar o bicho de seu habitat (apesar de que um desses seja quase irresistível não querer levar para casa).

Mr X disse...

É, isso é... Mas parece que são bichos domésticos tranquilos. Só meio complicado de fazer cafuné. Será que se esfregam na perna das pessoas que nem os gatos?

Kct disse...

kkkkkk boa piada! :-)

Anônimo disse...

Salve Mr.

Só uma correção: o bicho do vídeo não é um porco-espinho, mas um ouriço. Eu desconfiei, mas fiquei na dúvida e fui procurar por esse vídeo. A descrição do bicho é um "baby hedgehog", logo um ouriço.

Abraço

DarwinistO

Mr X disse...

Pow DarwinO,

Sacanagem! Mas a tradução literal de "hedghehog" é parecida com "porco-espinho" (hog é porco, hedge cerca de arame), daí a confusão...

Anônimo disse...

Pois é Mr, quando eu apareço aqui só dou trabalho... hehehe

DarwinistO