terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Bichos às terças

Um vídeo bem bacana realizado por turistas. Leões caçam um filhote de búfalos, disputam a presa com um crocodilo, mas a surpresa mesmo vem no final... Assistam.

17 comentários:

Fred disse...

caro Mr X

Confetti ja me perguntou porque deixei de frequentaqr o blog de Pedro.

Deixei porque para mim tudo é permitido, desde que seja na inteligência, na afabilidade e na ética.

Quando sociopatas ficam sem resposta, isto é tem tanta liberdade que assolam os demais eu me retiro.

Eu me prezo e exijo respeito.

Quando num determinado lugar eu não acho essas condições eu me retiro.

É o que eu estou querendo fazer em relação a frequência no seu blog.

Aceitar tal comportamento para mim é inaceitável. Não sou moleque.

Sociopata Wiqui:

O Transtorno de Personalidade Anti-social é um transtorno de personalidade descrito no DSM-IV-TR, caracterizado pelo comportamento impulsivo do indivíduo afetado, desprezo por normas sociais, e indiferença aos direitos e sentimentos dos outros. A psicopatia, bastante próxima do transtorno de personalidade anti-social, em geral, é mais severa que este. Na Classificação Internacional de Doenças, este transtorno é chamado de Transtorno de Personalidade Dissocial (Código: F60.2). Indivíduos com este diagnóstico são usualmente chamados de sociopatas.

Sociopata: Unicamp

Chamado, pelo autores franceses, de "insanité sans délire" (insanidade sem delírio) ou, pelos alemães, de "insanidade moral". O termo descreve indivíduos com marcado egocentrismo que não têm deferência normal pelas outras pessoas, manipulando-as, como quer seja necessário, para atingir seus objetivos. Suas armas são o charme, a sedução, a intimidação e a violência, usadas, assim, progressivamente, de modo cada vez menos sutil, no caso de as outras pessoas não se comportarem da maneira como o sociopata quer.

Existem graus muito variados de distúrbio de personalidade, que vão desde a pessoa considerada apenas "chata", "inconveniente", "patologicamente egocêntrica", até os casos de matadores e estupradores em série, passando por viciados, traficantes e seqüestradores, todos eles muito pouco preocupados com o bem-estar da sociedade.

Mr X disse...

Pôuxa Freddy... :-( Vai embora não, vc é o leitor mais freqüente aqui... :-(

Fred disse...

Então sugiro que não permita o Sr Chest de provocar, insulotar os demais.

Como?

Eliminando os comentários que ofendam os demais.

Kct disse...

Eita...

Mr X, este vídeo é ótimo! Sabia que foi um dos mais assistidos no YouTube ano passado? A Batalha de Kruger, sensacional!
Não sei como ainda tem gente que acredita que animais só agem por instinto!

Angel disse...

Muito bom este vídeo!A sociedade animal.Os leões,ojacaré,os búfalos e os seres humanos,como observadores.Lá só se mata por necessidade,é preciso sobreviver.Mas repare que somente as leoas foram caçar,em grupo.Mas o que mais chamou a atenção foi a união dos búfalos,que se uniram para salvar seu filhote,instinto?Talvez ,mas eles nos mostraram de forma bem simples que a "a união faz a força."E os humanos espero que tenham aprendido a lição.

|3run0 disse...

Parece até os Saltimbancos, quando os gnus fazem um 'todos juntos todos fortes' e dão uma coça nos felinos.

|3run0 disse...

MrX, Eu não sei o que rolou entre o Chest e o Fred; mas sei que o FS tem opiniões muito diferentes da sua (ou das minhas, incidentalmente). Se ele frequenta o seu blog então ele é obviamente alguem que está disposto a ouvir opiniões contrárias e debater; eu gostaria que o Chest fizesse o mesmo

Mr X disse...

Oi Fred,

Ok, apaguei os comentários ofensivos do Chest.

Não foi uma decisão fácil, pois normalmente não gosto de apagar nada, até porque no próprio blog do PD de vez em quando mesmo eu perco as estribeiras e xingo alguém.

Alem disso, ideologicamente, tendo a concordar mais com o Chest do que contigo, e tendo a achar muitos de seus comentários mais engraçados do que ofensivos, talvez porque raramente eu seja o alvo deles.

Porém, sendo aqui o "moderador" sou também responsável pelos comentários dos outros e pelo clima que rola.

E, ao contrário do que aconteceu com quase todos, nunca lembro de ter visto você agredir ou insultar alguém, aqui ou lá, e acho que é uma postura rara e que poucos conseguem ter, independentemente das suas crenças ou idéias.

confetti disse...

pois é chose....concordo com fredim ... é uma merda sofrer insultos e assédios que mesmos "virtuais" machucam ! sei do que falo, sou a vitima preferida daquele rabico de direitoba la no pd....o cara nao me larga, me chama de idiota mas nao passa 1 dia sem falar em mim, de mim, tentando me derrubar ! ja quase saio do blog ano passado por causa dele, vc sabe...
chest ja tentou me "vitimizar" tbm, a diferença é que curto ele e nao levo à sério...mas o acho intolerante e rabugento com muitas pessoas....tenho certeza que é possivel nunca agredir, mesmo em desacordo total...é o famoso savoir vivre...todos nao tem...(
fredim um beijo !

Kct disse...

A Angel disse tudo! ;-)

Fred disse...

Companheirinho

Amo voce, o Chest e toda a humanidade.
Preta, branca, amarela, vermelha etc.
Porém a permissividade à violência, a truculência, é uma questão simplesmente de educação, auto controle.
Como na manada de búfalos que reunidas com um objetivo de salvar um de seus membros, significando a perpetuação da própria espécie, temos que entender que tudo que afeta a um membro da sociedade afeta a todos.
Se Confetti entende a situação por ter passado por ela e os demais não, me mostra a semelhança do caso com a violência no RJ.
Os cariocas não se sentem atingidos por ela, a não ser quando eles próprios são atingidas por ela.
Não tem o senso da perpetuação da espécie como os búfalos.
Daí o caos que assola o RJ.
Sempre te admirei, por isso frequento teu blog.
Que Chest entenda se puder, que o amamos e que sua atitude (do X) foi de estabelecer o que é humanamente viável para uma coexistência fraternal, construtiva.
É o que sinto falta no blog de PD.
Eu pego duro com você, mas sempre te admirando e respeitando, coisa que só os verdadeiros amigos fazem.

Beijão

Mr X disse...

Fred, e todos,
Apaguei o comentário, mas não vou poder ficar "policiando" o Chest pra sempre, nem quero. Também não quero ser censor ou ter que ficar moderando o que pode ou não pode dizer no blog, pois não me sentiria à vontade e não tenho nem tempo ou paciência pra isso. Cada um é responsável pelo que diz, não eu.
Já avisei lá em cima que é um blog "não moderado", ou seja, efetivamente lavo as mãos, salvo em casos realmente especiais, que é claro que levo em conta (ou se o próprio autor pede pra apagar), assim como levei em conta seu pedido.
Sei que você se sente chateado e agredido gratuitamente, e acho até que tem razão. Por outro lado, mesmo que haja agressões, às vezes até injustificadas, aviso que não vou poder ficar sempre controlando o que um fala de e pro outro. Não quero essa responsabilidade.
O que já fiz, foi pedir ao Chest e a todos que tentem manter a civilidade do debate e tentem não realizar agressões pessoais. Espero que seja possível.
Não quero que ninguém abandone o blog ou se sinta mal aqui. Se ambos fizerem as pazes, ou ao menos se ignorarem mutuamente, talvez seja o melhor. Não vale a pena brigar ou se estressar.
Um abraço,

Fred disse...

Caro X

Policiar não é o caso.
Nem lavar as mãos.
Educar é o fato.
Amo Chest, e ele sabe disso.
Ja disse para ele mil vezes, mas tenho que, no mínimo, educá~lo.

Beijão

Pax disse...

Pô, não consegui ver o vídeo, tentei várias vezes, sei lá o que rola aqui nesse link satélite de merda. Alguém aí pode me dizer o que rolou no tal final emocionante?

Fred e Chesterton: vocês poderiam ir lá na Help encontrar com o josef mario e pedir pra ele voltar para o blog do PD, por favor? Ah, aproveitem o clima...

Fred, meu caro, o Chesterton é um desengonçado espiritual, já o Mr X é corporal e mental. Não os leve tanto a sério. Beijo na careca e conte-nos como vai o Amansa Bucho, dentro da agenda e do orçamento? Fale um pouco dos petiscos que haverá pra tomar uma cerveja pra eu já ir me preparando.

Fred disse...

caro Pax

É uma questão de princípios, mercadoria meio em falta no mercado.
Nem todos podem ter, parece que a falta é grande.
No meu blog não teve ainda este caso, mas se houver vou apagar os comentários ofensivos a quem quer que seja, pelo simples fato de não somar.
É uma questão de princípios.
A permissividade ao insulto,é uma forma de violência que eu considero tão grave quanto agressão física.
Para quem busca a pax na Terra, o entendimento, a conversa, a busca pelo melhor para a sociedade,é inadmissível tolerar
A tolerância só incentiva, porque ser brutal, ignorante, troglodita, é muito mais fácil que ser inteligente.
E temos sempre que buscar a inteligência.
Quuanto ao cardápio da lanchonete, vamos de assaí, churrasquinho no palito, sanduiches de pão francês com linguiça ou bifinho em tirinhas, devidamente acompanhado de uns molinhos incrementados, a família hamburguer, fora os tradicionais, mixto quente no pão de forma etc.
Pizza, crepe, pastel, milkshake, sucos etc.
Bem variado, porque em Natal qualquer comércio tem que ser extremamente diversificado, porque é uma cidade pequena, e é difícil segmentar.
Porque o Josef Mario saiu do blog?

Beijão na careca

Pax disse...

Caríssimo Fred,

Também não sei porque o josef mario saiu do Pedro Doria. A última coisa que o vi reclamando era que tinha caído em moderação pelo software do blog, o WorldPress. Enfim, vai saber. Achei-o em grande estilo lá na Carla Rodrigues.

Insisto, não brigue com o velho e bom Chesterton, brinque com ele, se divirta, aprenda, sacaneie, mas não leva tão à sério que a vida é pra se divertir senão não vale a pena.

Gostei do teu cardápio, tipo que gosto, um monte de coisas pra escolher. Sugiro umas lulas fritas e pastéis de camarão tb. Me aguarde que apareço !

Beijos na careca. Aliás, não esquenta a cabeça que caspa vira mandiopã. Mas cabeça careca tem caspa? Taí uma questão filosófica importante.

Fred disse...

Caro Pax

Questão de princípios.

Para conviver com ele e qualquer outro, em primeiro lugar, respeito, amizade, afabilidade.
Se chegar chutando o balaio, tô fora.

É o mínimo do que os filósofos chamam de característica de humanidade.

Coisa que a maioria dos ditos humanos não conseguiram aprender ainda.