segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Para onde vai a Europa? (2)

Acrescento que hoje, por coincidência ou não, tanto o ateu Janer Cristaldo quando o grande Spengler do Asia Times tocaram o tema da islamização da Europa, a partir dos recentes comentários do arcebispo inglês sobre a Sharia. É o tema do momento. Diz Spengler:

Os governos europeus se recusam a aplicar suas próprias leis com medo da violência por parte dos imigrantes muçulmanos que se recusam a aceitar tais leis. Zonas "proibidas" para não-muçulmanos proliferam. No Reino Unido, organizações comunitárias muçulmanas, policiais muçulmanos e médicos muçulmanos colaboram para evitar que as mulheres escapem da violência doméstica.

Os liberais admiram a Europa moderna por desistir da guerra; não lhes ocorre que a Europa desistiu de ser Européia. Taxas de fertilidade abismais entre nativos condenam a maioria dos povos europeus à extinção durante o próximo século. Se não há gerações futuras, que soldado colocarà sua vida na reta por elas? A Europa pode não ter guerra, mas já tem violência.

Quem paga mais o pato são as mulheres. Spengler chega a citar o caso de mulheres muçulmanas que são internadas em clínicas psiquiátricas quando o marido cansa delas. O igualmente ótimo Theodore Dalrymple também já falou várias vezes sobre o drama das adolescentes muçulmanas forçadas a casar-se com quem não conhecem. O Cristaldo ressalta que a poligamia já é permitida aos muçulmanos, embora não o seja aos europeus.

Duas leis para dois povos - isso já é uma realidade na Europa. E agora, Maomé, ops, digo, José?

17 comentários:

Arnoud disse...

Concordo que a questão a derrocada cultural da Europa é algo preocupante.

O que gostaria de saber é por que você, Mr. X, se preocupa tanto com isso.


Abraços!

chest disse...

como assim, pq?

Mr X disse...

Arnoud,
Simplesmente porque acho que é uma das grandes questões da nossa era... O que acontecerá nos próximos anos pode mudar o mundo como o conhecemos!

E também porque adoro a Europa, já morei lá, poderia morar de novo, tenho muitos amigos europeus, e detestaria ver a Europa sucumbindo à propria loucura politicamente correta... Torço pela recuperação da Europa, não por sua derrocada ou por sua anexação ao mundo árabe.

Brancaleone disse...

Qualquer comentário aqui e a turma dos hipocritamente corretos cai matando. Muitos aqui defendem a cultura islâmica mas não admitiriam ter um muçulmano como genro...
Na verdade é impressionante que a boa e velha Europa esteja indo aos poucos para os braços de Alá. Isso só pode decorrer do baixo nível educacional, da imbecilização constante das pessoas que acreditam em alguns preceitos cretinos de boa parte das religiões - Qualquer um que ache correto impor a mulher o uso da burka ou apedrejar adúlteras é um pervertido que merece ser capado à marretadas. É uma cretinice idêntica a permitir que índios canibais banqueteiem-se com carne humana no Bois de Boulogne.
Nada contra o nome do deus que eles rezam. Por mim pode ser Alá, Buda ou Pafúncio mas que não usem a fé para torturar os outros.
Se a Europa for pros quiabos, é apenas a roda do tempo. Uma cultura se vai e outra vem.
Vai ser engraçado viver num mundo onde metade é muçulmana e a outra metade chinesa...

confetti disse...

branca, TODOS os musulmanos europeus nao sao "islamistas" ! esse "fantasma" de mulher espancada, obrigada a usar burka é meio...basico ! chose vive transmitindo esse "intox"...quem embarca, nao conhece realmente o islam europeu...

confetti disse...

sou fan de spengler, mas ele usa e abusa de argumentos "provocantes" e frases de efeito...so dar uma olhada no seu blog....chose, seu alter ego...))

Pax disse...

O Mr X dizer que não é catastrofista é o mesmo que meu Lula dizer que o PT é o partido mais ético.

Mr X disse...

Hahahah! Ô Pax! Que maldade... :-(

Confetta, claro que tem muçulmanos bacanas, simpáticos, prestativos e que cumprem a lei. Claro que há casos de maior e melhor integração. Mas também há práticas bem difíceis de erradicar que não são compatíveis com uma sociedade livre, e também há muito radicalismo e violência sim, pra que negar? Aí em Paris não tão sempre queimando carros? Não tem mulher espancada? Acho que tem, sim.
Mas o problema não é o Islã em si, mas sim a apatia da Europa.

Mr X disse...

Ou melhor, o Islã é um problema sim, mas não seria tanto um problema se a Europa soubese o que quer, e não ter leis pela metade que não valem para a população muçulmana por puro medo da reação violenta.

confetti disse...

OFF : chose acho que pd me censurou...nao consigo postar nada, seja la o que for no vicio...((((

quero falarrr ! shit...

Mr X disse...

Ixe confetti! :-( Nadica de nada? Não deve ser censura do PD, às vezes o sistema de posts lá implica com a gente, aconteceu comigo tbm.

confetti disse...

falei com pd, ele disse que seu sistema me acha com "comportamento suspeito" ! logo eu, good girl pra caramba...(

cara te mandei 1 mail tem anos, pedindo algo...veja la...

J.Wollvsttaven disse...

Caro Mr. X, Shalom.

Com certeza já sabes da última: "Jornais voltam a publicar charge de Maomé na Dinamarca". Gostaria de ver públicado neste caro espaço, algo de tua opinião a este respeito. Sucesso.

Theo disse...

Mr X,

Vc fala dos muçulmanos europeus como se fossem todos imigrantes ilegais, não se esqueça que a maioria são de europeus mesmo.

outra se começarem a colocar todos os muçulmanos no mesmo balaio é assim que todos e comportarão.

The disse...

Outra.

Aqui no Brail não é liberado a pensão pra concumbina, ou seja na prática já está legalizada a poligamia.

Outra eu queria saber pq tanta preocupação com a poligamia????

É fato que ns países muçulmanos menos de 1% dos homens são bigamos, ter 3 ou 4 mulheres então só pra milhionários, coisa que no ocidente não é muito diferente, a diferença é que lá é legalizado.

Mr X disse...

Theo,
Eu não tenho preocupação com a poligamia (parece que os mórmons são ou eram polígamos também), tenho problema com o fato de alguns muçulmanos se explodirem por aí.
Mas concordo, muitos dos muçulmanos na Europa já são europeus "oficiais", nascidos na Europa e tudo, e nas próximas gerações vão ser ainda mais. Ou seja, é um grande pepino, para ambos os lados, se começar a quebrar o pau.

Nicolae Sofran disse...

Os muçulmanos invadem a Europa e os europeus viraram Pederastas, fazendo Paradas de Gays! Mas, pelo menos os muçulmanos matam os viados!