quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Notas esparsas sobre a eleição USA

Mc Cain se confirmou o favorito. Mitt Romney não foi aceito no Sul, por ser mórmon e pouco carismático. Parecia uma espécie de Kerry republicano - um candidato sem carisma imposto pelo partido.

Carisma, por outro lado, é o que não falta a Obama, que está disputando pau a pau com Hillary. Mas isso pode ser um problema para os Democratas. Vejam bem: o "dream ticket" para os Democratas seria Hillary como presidente e Obama como vice. No entanto, o Obama cresceu tanto que já não seria possível isso. Um, porque a Hillary teria medo de ser ofuscada por seu vice. Dois, porque para o próprio Obama seria pouco interessante ser o terceiro nome no governo, já que na prática o vice da Hillary seria o Bill. Ele teria mais a ganhar se elegendo governador e aguardando as próximas eleições.

Há outra opção, é claro: o Obama vencer a nominação.

Uma das coisas interessantes sobre o Obama é que seu carisma supera as questões raciais. O problema do Obama não é ser negro (na verdade, mulato), mas sim sua política. Até agora, ele está sendo votado apenas na base de discursos vagos, e de um desejo de mudança pelo “novo”. Se fosse pelas suas idéias políticas concretas, estaria em último lugar.

Já a Hillary venderia a alma ao Diabo para ser eleita, isto é, se tivesse uma.

Para os Republicanos, o problema é distinto. A verdade é que nestas eleições não tiveram nenhum candidato de consenso, todos tinham seus defeitos. McCain é odiado pelo establishment do partido. A idéia de um McCain com Huckabee de vice, embora interessante, já que garantiria também s votos do Sul, provavelmente não daria certo, primeiro porque o que o McCain ganharia entre os eleitores democratas por ser visto como mais "moderado", poderia perder tendo o Huckabee evangélico como vice. Mas a razão principal é que o establishment do Partido Republicano tampouco gosta do Huckabee, que é visto como um populista. Em resumo: os republicanos estão divididos como há tempos não se via.

De qualquer modo, numa final Hillary (sem Obama) versus McCain, o velho Mac tem boas chances. Num encontro com Obama, dá Obama.

8 comentários:

confetti disse...

vc fica tirando conclusoes sobre o ego de barak obama,sem conhecer o cara !! quem pode afirmar que ele nao gostaria de ser vice de hillary ? so os comentaristas da cnn né chose...e pq nao hillary ser vice de barak ? nao conclua que no shit, deixa a duvida pairando no ar....
joga um link do youtube com pagode chose...eu adoro ! )))

confetti disse...

fiquei procurando o link pro mel do brog....cade ?

Mr X disse...

Confetissima,
A Hillary nunca aceitaria ser vice, duvido muito, até por ter mais experiência do que ele. O Obama poderia ser vice sim, a questão é se vale a pena pra ele ou não, já que ele cresceu bem mais do que era esperado. Mas no blog do Real Clear Politics eles explicam porque (acham eles) que o Dream Ticket não vai sair. Eu não sei.
E que mel é esse?

confetti disse...

mel = e mail ! hahahha

continuo acreditando em todas as possibilidades pra hillary e obama ! eles sao xtremamente smart,ambos...estaremos consolidando a nova ordem mundial, eles estao ligados nisso...tudo vale a pena, eles sabem

Kct disse...

Viram essa aqui do Obama emprestando a cara no David Letterman:
http://www.youtube.com/watch?v=rOWlpvOPKXc

Pax disse...

Bela análise.

Fred disse...

Mr

E a Halliburton a Carlyle e as fraternidades voce encaixa onde?

Mr X disse...

Fred,
Carlyle é aquela cerveja? ;-)