sábado, 21 de fevereiro de 2009

Quando o Politicamente Correto mata

Uma mulher, branca, rica, 40 e tantos anos, decidiu mostrar seu apartamento de luxo à venda por 2.5 milhões de dólares a um jovem negro de 22 anos que encontrara por acaso na rua e que dissera estar interessado na compra.

Deixando de lado o fato de que um jovem - negro, branco ou amarelo - de 22 anos ter todo esse dinheiro na mão seria pouco provável, o mais terrível ocorreu a seguir.

Quando o jovem chegou no edifício, o vigia perguntou à dona se não queria que os acompanhasse na visita (o apartamento, com terraço, ficava no último andar).

"Não, tudo bem," ela respondeu. "Não quero que ele pense que não confiamos nele."

Famosas últimas palavras. Uma vez lá em cima, o jovem, que já havia estado na prisão três vezes por assalto, bateu repetidamente na cabeça da mulher com um objeto contundente até matá-la. Roubou seu anel, 68 dólares e os cartões de crédito, como era óbvio que aconteceria. Mas para a mulher, mais importante era não parecer racista. O Politicamente Correto pode matar.

* * *

Outro exemplo: Bill Gates, em recente conferência, lançou mosquitos sobre seu público, afirmando que estavam contaminados com a malária, e disse: "Não é justo que apenas pessoas pobres fiquem doentes." Depois de um minuto de tensão, revelou ao público que os mosquitos não estavam contaminados. Os assistentes aplaudiram enfaticamente.

Bill Gates pode ser um gênio do marketing ou da informática, não sei. Mas o que fez nessa conferência foi uma asneira sem tamanho. Não é justo que apenas os pobres fiquem doentes? Não, e não é justo que alguns sejam mais feios do que outros. Não é justo que Bill Gates tenha bilhões de dólares e eu não. Mas culpar os ricos pelo fato de que os pobres tenham malária, ou indicar que contaminar os ricos seria uma forma de justiça social, mostra uma maneira torta de pensar, o tipo de pensamento que justifica o terrorismo. De fato, não duvido que um atentado terrorista biológico não possa vir a ser defendido com exatamente as mesmas palavras.

O Politicamente Correto mata.

5 comentários:

Lefebvre disse...

Hoje ninguém acha justo o sofrimento do pobre. Querem que todos sofram igual.

Na minha época, queríamos que os pobres subissem na vida. Agora é para todos descerem.

Nas regiões áridas, é idiotice desperdiçar água. No sítio, preciso ouvir a mesma coisa num terreno com lagoa e um rio.

Nos trópicos, ninguém usa casacos. Porque Obama não tomou posse se sunga? Muito frio em Wasington DC?

HEhhehehe

liberdade de expressão disse...

Talvez a justiça PC que o Bill Gates propõe seja do tipo "malária pra todo mundo, mas Windows só pra quem pode pagar".

Pra fazer melhor demagogia justiceira, bem que ele poderia jogar alguns de seus dólares ou softwares. Mas preferiu jogar mosquitos...

Saudações!

http://liberdadedeexpressao.multiply.com

Anônimo disse...

Olha só, X:

Separatistas muçulmanos decapitam casal budista na Tailândia

http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2009/02/22/ult1808u135980.jhtm

Anônimo disse...

Ops, saiu quabrado o link:

http://noticias.bol.uol.com.br/inter
nacional/2009/02/22/ult1808u135980.jhtm

Chesterton disse...

a imbecilidade governa o mundo...