domingo, 22 de fevereiro de 2009

Poema Marchinha do Domingo

Ó jardineira porque estás tão triste
Mas o que foi que te aconteceu
Foi a camélia que caiu do galho
Deu dois suspiros e depois morreu

Vem jardineira vem meu amor
Não fiques triste que este mundo é todo teu
Tu és muito mais bonita
Que a camélia que morreu

Benedito Lacerda-Humberto Porto, 1938

Um comentário:

Didi Iashin disse...

E eu rebato com:
"A estrela d'alva
no céu desponta
e a Lua anda tonta
com tamanho esplendor
E as pastorinhas
prá consolo da Lua
vão cantando na rua
lindos versos de amor
Linda pastora, morena da cor de madalena
tu não tens pena de mim
que vivo sempre pelo seu olhar
Linda criança
tu não me sais da lembrança
meu coração não se cansa
de sempre sempre te amar"
Feliz Carnaval!