segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Ordem e progresso

Está tendo um debate bacana lá entre o Fábio e o Chesterton no Not Tupy: "Será Darwin de Direita?" Enquanto isso, neste mesmo miserável barraco, um leitor anônimo alguns posts abaixo avisa:

Não se preocupem, seres idiotas que creem em deus... Essas crenças irracionais ainda vão durar muito tempo. Islã, judeus, cristãos, tudo gente irracional e estúpida que ainda vai matar muito por causa da religião. Mas tenha certeza: deus não existirá em 300 anos ... O avanço científico será a base para uma sociedade atéia altamente funcional e competitiva.

Eis o mistério da fé. Nosso amigo, seguidor de Comte (é, de fato, uma idéia que lembra o positivismo), não acredita em Deus mas acredita na teoria irracional de uma sociedade perfeita "altamente funcional e competitiva". Pois aviso o leitor de que a ciência e a tecnologia progridem, mas a humanidade não, ou ao menos não da mesma forma cumulativa. Esse é aliás o grande defeito do "progressismo", a idéia de que avançamos sempre a passos largos para uma sociedade cada vez mais tolerante, mais sarada, mais bonita, mais pacífica. Ora, não há garantia nenhuma disso. Além do mais, é óbvio que o avanço científico tampouco equivale necessariamente a melhora social - a ciência pode ser utilizada talvez até de modo melhor pelas tiranias. O extermínio nazista foi todo um triunfo tecnológico.

Ao contrário do que dizia Aristóteles, o homem não é um animal racional. Se daqui a 300 anos ninguém mais se matar em nome da religião, vai se matar em nome do seu time de futebol, que é aliás o que ocorre hoje em vários países. Ou em nome de simples controle de recursos naturais - causa de muito maior número de guerras do que qualquer religião. Ou então em nome de idéias, como a de uma sociedade atéia altamente funcional, ou igualitária, ou baseada na superioridade racial.

Pode-se ser ateu ou não, nada contra. Mas aceitemos ao menos que a religião está muito longe de ser o único aspecto de nossas vidas governado por uma crença irracional - isto é, algo que não pode ser, ou ao menos nunca foi - provado pela razão. As relações amorosas, a torcida por times de futebol, a crença de que o governo trabalha para o nosso bem, e a formação de espécies diferenciadas através da seleção natural são outros. ;-) (*)

(*) O Monsores tem razão, era uma piadinha sem graça mesmo.

54 comentários:

Cláudio disse...

Sensacional. Querendo zoar a religião, o cara deu o maior exemplo de fé cega, irracional, que alguém poderia dar. Já vi mais dúvida em muitos crentes por aí.
Eu me divirto muito...

Anônimo disse...

Xiszinho, você esqueceu que para vencer o nazismo, a ciência e a razão foram fundamentais. Nenhuma reza braba foi usada ou foi suficiente. Foram precisos muitos matemáticos e cientistas para descobrir códigos, além da tecnologia de guerra.

Assim sua frase sobre o triunfo do nazismo como tecnologia, fracassa, pois a derrota dele, foi não menos proporcionada pelo uso intensivo de conhecimento e tecnologia.

Anônimo disse...

De onde você tirou essa besteira: o homem não é um animal racional". De qual orelha de livro??? De qual filósofo astrólogo?

O progresso da humanidade até agora tem mostrado exatamente o contrário de sua afirmação.

Não vivemos em um paraíso, mas se comparamos nossa época com uns 100, 200 ou mesmo 15 anos atrás, estamos muito bem sim senhor!!

O progresso do capitalismo e o desenvolvimento científico são fundamentais para a melhoria de vida em escala ascendente.

Em vez de ler essas idiotices de filósofos antigos e medievais, vá ler Gates e Kurzweil ... Eles sim tem a dimensão mais apropriada do futuro da humanidade.

Prenda-se ao futuro, meu caro X, deixe o passado pra trás. Deixe os autores e pensadores de 5 mil anos atrás descansar em paz. Ressuscitá-los não leva a nada.

Anônimo disse...

Comte foi aquele que viveu no século XIX ... Xi, não tem nem pó de osso no tumulo dele. Já é passado. Você é que vive no passado, com seus filósofos e escritores da antiguidade ... Não ponha palavras em minha boca. Nunca li o tal Comte, pois não sou sociólogo ou metido a literato.

Leio, isso sim, os "filósofos" vivos da tecnologia e como trabalho com tecnologia, com a razão de fato e não com especulações, as perspectivas do desenvolvimento científico, são sim para o melhor e, sobretudo, dirigidas a abolir as crenças estupidas em deus e deuses.

Improvável a sua afirmação de que no futuro, em 300 anos, se matará por futebol ... Mesmo por que não existirá mais futebol ...

Cai na real, X, você é um ser ultrapassado e superado. Não há nada novo em você, menos ainda em suas palavras.

Anônimo disse...

X, você dá é muita pena, já está sofrendo por antecipação.

Eu disse no post anterior, que você nem precisam se incomodar, pois essa ladainha religiosa ainda vai ocupar os espaços e o pensamento irracional pelos próximos 150 anos ... até lá, gente como você pode falar a merda que quiser que vai ter idiota crente por ai que vai acreditar ...

Não se preocupe.

Mas que medão vocês tem de que no futuro o mundo possa viver sem deus, hein?

Parece que isso tira o sono de vocês ... Por que será?

Acho que já sei: entre os crentes, no fundo, sempre há uma dúvida se realmente existe algo no além. Sempre há dúvida se realmente existe deus ... Não é?

Como diz o ditado e de forma apropriada: todo mundo quer ir pro céu, mas ninguém quer morrer ...

Anônimo disse...

Pois é ... a ciência avança sempre.

No futuro, o avanço da tecnologia médica permitirá ao ser humano se auto-desenhar, aí sim terá sentido o termo: design inteligente.

Será possível criar humanos imunes a doenças, fisicamente fortes, ultra-inteligentes (interação entre cérebro e processadores informático-biológicos de infinita capacidade de armazenamento e processamento de informação) e com uma longevidade de 150 a 200 anos.

Quando chegar esse momento, pra quê pensar em deus e nessas tolices todas?

Fabio Marton disse...

Mamma Mia, já te falei, Équis, don't feed the trolls. Esse aí tá parecendo meu sobrinho de 7 anos às 9 da noite, depois de comer açúcar.

Vou dar meu pitaco nisso de progresso: lembrem-se do Grande Firewall da China, país que encaminha-se para se tornar a ditadura perfeita, a que não perde em produtividade para as democracias avançadas capitalistas. A China é um caso de totalitarismo reformado pela ciência econômica liberal.

Quanto mais a tecnologia nos afasta da fome, da necessidade - e isso é sem dúvida motivo bastante para aplaudir o progresso - também acaba nos mimando, nos tornando economicamente analfabetos, crentes na fantasia medieval do "fim da escassez", cocanha. O que conduz ao socialismo light ou pauleira.

Anônimo disse...

ô Fábio, a China já era. Não dura mais que 50 anos. Pensa em outro exemplo. Esse já está com os dias contados.

Monsores disse...

X, teu post estava perfeito até a consideração final em asterisco. Soou patético. Soou como dizer que "o homem nunca pisou na lua. Isso é propaganda americana".

Soou assim, infantil. Inocente.

Anônimo disse...

Fui ler algo sobre o tal Comte na wikipedia, meu portal favorito da cultura inútil, que neste caso é mais que apropriada, pois achar que um pensamento do século XIX pode ser útil em pleno século XXI, só pode ser piada.

E é isso mesmo. Um conhecimento, se é que pode ser chamado assim, totalmente inútil, já era inútil na época em que ele escreveu, pois havia naquele momento a ciência aplicada estava em efervescência, dando corpo à chamada segunda revolução industrial.

A tal analogia entre o funcionamento do corpo orgânico com a sociedade ideal, é muito bizarra, escrota e burra.

Só poderia vir de um ser religioso que queria transpor os valores irracionais das religiões para o campo científico. Nada mais tosco.

Anônimo disse...

Aliás, os filósofos são a coisa mais inútil que existe.

Filosofia é a arte da vagabundagem.

Os filósofos vem tentar esquematizar, descrever e explicar as coisas da vida que já estão em funcionamento há muito tempo.

Foi assim com os gregos, foi assim com todos os filósofos. Depois que as sociedades estavam constituidas, que a tecnologia propiciou uma organização eficiente, lá vinham os picaretas dos filósofos esquematizando tudo.

No fundo, o filósofo é um picareta e um pirata. Se apropria das coisas alheias e depois escreve um tratado como se descobrindo os segredos do mundo. É muita picaretagem.

Pô, qualé!!!

Anônimo disse...

No futuro não haverá mais futebol? Finalmente uma boa notícia!

nei

Anônimo disse...

"Aquele que não conhece o passado está condenado a repití-lo".

marcelo augusto disse...

A maioria dos leigos que criticam ferozmente a teoria da evolução nunca sequer abriu as páginas de um livro introdutório ao assunto. O A Origem das Espécies, então, nem se fale!! No máximo, ficaram com o que os professores do ensino médio lhes disseram e só.

As pessoas têm o direito de escolher se acreditam ou não em uma certa idéia. Não tenho problema nenhum em conviver com pessoas que não vêem evidências reais para a evolução biológica das espécies e todo o progresso que as idéias evolutivas proporcionaram (e proporcionam) à humanidade.

Se um dia as religiões acabarem, irão encontrar um substituto para ela, isto é, sequestrarão algum outro conjunto de idéias para ficar no lugar das religiões, a própria ciência poderia ser uma candidata ao cargo e nisso há muitos perigos, já que a ciência, uma vez convertida em religião, tenderia a perder (ou corromper) a sua ferramenta mais poderosa: A capacidade de se auto-revisar perante as evidências e de refinar o seu arbouço teórico de acordo com tal procedimento. Isto não existe em uma religião, que é fundamentada em dogmas e idéias inflexíveis.

Nick disse...

O cara é uma mistura bizarra de leitor de carteirinha do Carl Sagan com fã dos Jetsons...

Mr X disse...

Ok, vamos com calma.

Nada tenho contra a ciência e a tecnologia, ao contrário.

Apenas sou algo menos otimista, não acredito que a ciência (conhecimento objetivo) e a tecnologia produzida a partir desta sejam suficientes para "resolver os problemas do mundo". Ajudam, sem dúvida. Graças à tecnologia hoje em dia as pessoas vivem bem mais, morre menos gente de doença, etc.

Porém, a ciência também pode ser utilizada para a opressão, o genocídio, a bomba nuclear, o terrorismo, etc. Não exageremos.

Não há sociedade perfeita, e não creio que exista jamais.

Sobre religião, é mais complicado. Acho que também pode ser usada tanto para o bem quanto para o mal.

Mas não tenho certeza que um mundoo sem religião seria necessariamente melhor.

Aliás, acho que tem um episódio do South Park em que o pessoal se mata em nome da "Ciência". Vou procurar.

Sobre a teoria da evolução, a frase final era mais do que tudo uma brincadeira, já que comecei citando o post do Fábio sobre Darwin, queria terminar com isso também. Mas não sou "anti-evolucionista" não.

Mr X disse...

E pergunto: nessa tal sociedade atéia funcional, quem é que vai mandar?

Uma elite de cientistas? Um tecno-ditador?

Será "Brave New World" ou "1984"?

Anônimo disse...

Off-topic. X, leu o J.P. Coutinho hoje? Imperdível.Tem a ver com o post sobre a civilização de maricas do Marton e com seu que o perigo do ocidente abandonar seus valores...

Kbção

Mr X disse...

O último ainda não li, mas gostei deste anterior aqui, em que ele fala inclusive de ateísmo:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/joaopereiracoutinho/ult2707u494323.shtml

O Coutinho é bom pacas.

Chesterton disse...

Mr X, o homem é um animal racional na medida que os cavalos são incapazes de se matar por religião ou por um clube de futebol.
E não custa lembrar que os formigueiros se encaixam nesses sociedades sonhadas por ateus e esquerdistas utópicos em geral.

Chesterton disse...

Conheço esse anônimo daí lá do site do Tambosi....

Chesterton disse...

Alias, colei esse texto inteiro do Coutinho no bog do Tambosi e ele e sua claque ficaram quietins, quietins....acho que ele prezava o Coutinho. Deve estar preparando uma defesa maligna.

Cláudio disse...

Neste tipo de discussão eu não entro mais não. É muita gente que não conhece profundamente os temas - eu inclusive - para sair algo que preste :-).

Mr X disse...

Tá aqui o episódio do South Park que falei, em que humanos no futuro se matam em nome do ateísmo.

Não assisti todo (é em duas partes), mas até o Dawkins aparece na história:

http://www.southparkzone.com/episode.php?vid=1012

Mr X disse...

Eu também não conheço nada sobre coisa nenhuma, mas me divirto. ;-)

Chesterton disse...

eu não perco uma, pois não é nada difícil colocar contra a parede quem tem "certezas". A verdade é que ninguem sabe de porra nenhuma, chuta para car...ceta.

Chesterton disse...

...e tem a parte engraçada de ver a cara de tacho dos ateístas quando descobrem que seus ídolos (alguns) se converteram na hora da morte...quer dzer, quem tem c... tem medo.

Antonio disse...

X, Aristóteles disse que o homem é um animal político. Quem disse que o homem é um animal racional foi Adam Smith -- daí o Milton Friedman e o Hayek acreditaram, e deu nisso que está aí.

abs

ACT

Mr X disse...

Nisso o quê?

marcelo augusto disse...

O problema de tentar argumentar a teoria da evolução com pessoas que apresentam uma mistura de crença religiosa e analfabetismo científico é que dificilmente há, de fato, diálogo.

Quanto aos ônibus ateus, não vejo problema nenhum em um determinado grupo exercer o seu direito à liberdade de expressão. Se os padres e pastores falam a torto e a direito que as pessoas estão sujeitas à condenação eterna no fogo do inferno, qual o problema em dizer que isso não existe e que as pessoas podem levar uma vida sossegada e tranqüila?

Ora, ora... um português querendo dar lições aos anglo-saxões. Talvez estes devessem aprender com os iluministas portugueses (quantos houve? 5?) o que é fazer investigação científica. Abram um livro de cálculo I e procurem quantos teoremas e equações possuem nomes de matemáticos lusitanos. Nenhum! Tem muito francês e inglês: Laplace, L'Hospital, Cauchy, Rolle, Taylor McLaurin, Green e etc.

Aliás, comparem a situação atual de Portugal com a situação dos países daquele bando de "philosophes" ateus e safados...

Cláudio disse...

Ainda mais quando não se quer diálogo nenhum, né Marcelo? Mas apenas impor seu ponto de vista aos demais. Como pode haver diálogo se uma das partes acha que a outra não passa de um pobre coitado ignorante? Chesterton, é divertido sim colocar contra a parede ateístas acidentais e adoradores da evolução (e como eu não sou religioso eles ficam ainda mais irritados quando os ataques à religião não me atingem). O chato é que isso gera atritos que hoje eu creio serem desnecessários. Mas ainda morro de rir aqui, sozinho no meu canto, com muita coisa que eu leio por aí...

Chesterton disse...

Estou agora lendo "Les Epidemies dans L´Histoire de L´Homme", de la Peste ao Sida, de Sournia. O interessante é que ele aponta na evolução não a seleção de gens e novas espécies, mas sim a manutenção de uma enorme quantidade de gens que podem ser ativados de uma hora para a outra. Isso vai absolutamente contra Darwin, ele não é religioso e ninguem consegue entrar nessa discussão. Aí fica fácil colocar os darwinistas na parede, pois tudo que conhecem de Darwin aprendem no O Globo.
Alias, o Globo de hoje: 1, o polo sul vai derreter, os mares vão subir 2. o homem é apenas outro primata não precisaria de Deus para ser criado(? quem criou?). Isso é crer em geração espontanea ou ets. Ser criado, em tese não implica em haver criador? Vocês que entendem da lingua portuguesa me expliquem.

Mr X disse...

Eu vou acreditar que o nível do mar vai subir ameaçadoramente quando o custo das propriedades à beira-mar cair a preços irrisórios.

Quanto ao homem criado, tem o link?

Mr X disse...

E esta agora? Tratamento com células-tronco pode causar tumor. Iiih...

http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2009/02/18/menino-tratado-com-celulas-tronco-desenvolve-tumores-754469686.asp

Chesterton disse...

claro que pode. Se as células podem tudo, isso inclui Cancer.
Não tem link do O Globo.

marcelo augusto disse...

Cláudio, eu não vejo imposição da parte dos cientistas. Não os vejo tentando empurrar goela abaixo a teoria da evolução. Há toda um formalismo experimental e metodológico para mostrar a ocorrência desse fenômeno biológico na natureza. Claro, por uma questão de escolha pessoal e de direito à liberdade de expressão, a pessoa pode simplesmente dizer que prefere seguir o que está na bíblia. Não vejo problema nenhum nisso.

É mais do que óbvio que tentar argumentar com alguém que é analfabeto cientificamente é uma tarefa perdida. Neste caso, não é uma questão de considerar tal indivíduo um "pobre coitado", mas ter consciência de que as idéia evolucionistas dificilmente serão, no mínimo, compreendidas e, muito menos, vistas por tal pessoa como uma das bases científicas contemporâneas.

Não demorará muito até que alguém venha e declare a teoria da evolução como um dos sintomas da tal decadência ocidental, já que ela "ataca" a base religosa da civilização judaico-cristã. Engraçado: A teoria da evolução é candidata a sintoma da decadência ocidental, mas colocar o criacionismo/design inteligente dentro da sala de aula e lado a lado com outras ciências, aí, não há problema e nem mesmo imposição de nada.

Sei lá, mas sempre que vejo pessoas, sem um leve embasamento científico, falando sobre a evolução, é quase certo: Lá vem um monte de besteiras. Fora quando misturam a teoria evolucionista com política, dando um viés esquerdista às idéias de Darwin. Se já não bastassem não procurarem se informar melhor sobre a teoria da evolução, ainda por cima a deturpam ao misturá-la e enviesá-la com o esquerdismo. Isso é obscurantismo puro.

Claro, claro... talvez haja mais rigor, evidências materiais e formalismo metodológico em associar uma ideologia política com a evolução do que na própria evolução em termos biológicos.

Não se assustem se um dia aparecer alguém afirmando que Charles Darwin é o Karl Marx da biologia.

Diogo disse...

Sou católico mais por respeito e consideração ao estilo de vida de meus antepassados imigrantes, e por tudo que a Igreja, de alguma forma, representou para eles na formação de uma nova vida no Brasil.

Uma das primeiras coisas que faziam, ao fundar novas vilas e cidades era construir uma Igreja.

E isso ainda acontece em muitas regiões do Centro-Oeste, por exemplo, onde existe colonização até hoje.

Pois bem, se a religião acabar um dia, serei católico por tradição familiar.

E isso em nada afeta minha fé na ciência.

Bem, no fim o X está certo, o homem não é um animal racional.

Antonio disse...

Na crise, ora.

A idéia de que o homem é um ser que age racionalmente na busca da realização de seus interesses é um dos supostos fundamentais do liberalismo. Se o homem é racional, e se o mercado funciona através das interações entre eles -- interações feitas por sobre escolhas racionalmente orientadas -- então basta deixá-lo funcionando por conta próprias que as coisas darão certo no final. O Estado, portanto, só poderia ser um entruso, um problema a ser removido do caminho.

Em ourtas palavras, a utopia do mercado auto-regulavel depende da utopia do homem como ser racional. Uma não fica de pé sem a outra.

(Mas aí, desde setembro do ano passado, como num passe de mágica, a intervenção do Estado virou solução.)

E la nave va...

ACT

Mr X disse...

ACT,

Isso não é verdade. A crise veio em grande parte justamente por causa da intervenção do Estado (por exemplo, forçando empréstimos a minorias que não podiam pagar), e as medidas que estão acontecendo agora não vão fazer nada para resolver a crise, nem tem essa intenção - são medidas de políticos que querem ter cada vez maior controle sobre a economia. A crise é só desculpa.

Dito isso, é claro que há empresários espertalhões que preferem se aliar ao Estado para ter menos competição. Mas aí não é livre-mercado, exatamente.

Viva Friedman! Assista alguns vídeos dele no Youtube, é um sujeito muito inteligente, talvez convença até você.

Mr X disse...

Além disso, ACT, o que é o "Estado" senão homens, cuja única diferença com os outros homens é ter mais poder nas mãos? Assim o "Estado" pode ser tão racional ou irracional quanto os indivíduos. Esse negócio de endeusar o Estado como se fosse uma entidade abstrata, pura em si mesma, é que não cola.

Pax disse...

Cheguei atrasado na conversa, mas deixo uma questão pro Mr X, desengonçado com periscópio descalibrado:

- você acha que Educação e Saúde, além de Segurança Pública, devem ser atribuições exclusivas da iniciativa privada?

Prefere o modelo de Saúde dos EUA ao modelo do Canadá e da Inglaterra, por exemplo?

Mr X, pense. Sei que você é capaz.

Antonio disse...

Ninguém aqui está endeusando o Estado, X. Quando falo em "Estado", neste assunto que debatemos, refiro-me à sua atividade regulatória.

Agora, esta de dizer que as medidas que estão aí "não vão fazer nada para resolver a crise, nem tem essa intenção - são medidas de políticos que querem ter cada vez maior controle sobre a economia".. Perdoe, mas é de uma ignorância ímpar.

Já experimentou conversar com pessoas do mercado financeiro? Elas te dirão o seguinte: as medidas de salvamento a bancos e grandes empresas são cruciais, do contrário o que veríamos seria um efeito dominó, uma quebradeira generalizada.

Ah, vc também pode ler isso nos jornais. Mas como vc pensa que os jornais fazem parte de uma grande conspiração esquerdista para dominar o mundo...

E, na boa, vou passar ao largo de sua afirmação de que a crise foi criada justamente pela intervenção do Estado. É preciso um mínimo de pé no chão para um debate, sabe?

ACT

Pax disse...

Antonio,

Nem pense nisso, o blog do Mr X é da categoria HUMOR.

Se o desengonçado de 2,12m de altura e sua turma resolverem falar coisas conexas nem volto mais aqui.

Tire seu time.

Aqui é pra rir.

Cada bom ACT que me aparece.

Antonio disse...

É que eu sou louro, Pax. Sabe como é, demora um pouquinho, mas pega no tranco... :-)

Saudações,

ACT

Pax disse...

:-)

Mr X disse...

É lógico que o pessoal do mercado financeiro esá feliz com a ajuda ganha do Estado, ninguém gosta de perder dinheiro! Mas, a longo prazo, acho que isso é ruim. O que o Estado dá hoje pode tirar amanhã.

Aliás, acho que não devíamos falar em "Estado" pois, como eu disse, são indivíduos que não são mais altruístas, capazes ou generosos do que os empresários da iniciativa privada. O que acontece simplesmente é que não investem o próprio dinheiro, mas o dos outros, e por isso são menos cuidadosos com este.

Sobre se é melhor o sistema de saúde de Canadá e Inglaterra (público) ou EUA (privado), volto à pirâmide aquela: Bom, Rápido ou Barato. Você pode escolher no máximo dois e, em geral, apenas um.

No Canadá e Inglaterra o serviço público é em teoria universal ("barato" ou até "gratuito"), mas é de qualidade inferior, e lento pra caray (como tem muita gente atendida, é preciso esperar meses ou até anos por uma simples operação). Nos EUA é caro, mas se você paga oz zilhões de dólares, é mais eficiente. Bom, Rápido ou Barato: escolha.

Não existe sistema perfeito. Acho que o Estado pode até participar em certo grau, mas não monopolizar a Educação e a Saúde.

Pax disse...

Qualidade, Prazo, Custo = Bom, Rápido, Barato.

Gosto desse modelo.

Olha Mr X, veja sua contradição, você se diz um homem bom, que acha que os esquerdistas, comunistas, gays e islamistas são a imagem de Lúcifer.

Mas me vem com uma dessa: Quem é pobre que morra. Ou você é rico, ou se ferre e pronto.

Que belezura. Teu lugar no céu será com 72 comunistas que não têm mulher depois de 5 anos. Vais ter que correr um bocado.

Mr X disse...

Quem disse que me considero um "homem bom"?

Mas, não acho não que os pobres tenham que se ferrar e que só os ricos tenham direitos, ao contrário. O grande truque está em como descobrir como fazer com que todos se beneficiem.

confetti* disse...

" Mr X disse...
Eu vou acreditar que o nível do mar vai subir ameaçadoramente quando o custo das propriedades à beira-mar cair a preços irrisórios."


kkkk


pax tem razao, hors concours, categoria humor

Chesteron disse...

- você acha que Educação e Saúde, além de Segurança Pública, devem ser atribuições exclusivas da iniciativa privada?

chest- Pax, a pergunta induz ao erro. Segurança Publica é que é uma das poucas atividades exclusivas do Estado (com segurança externa-exércitos e as cortes, juizes, promotores, etc...essas são carreiras estatais, o resto bem poderia ser privado)

Chesterton disse...

Prefere o modelo de Saúde dos EUA ao modelo do Canadá e da Inglaterra, por exemplo?

chest- Pax, tem que perguntar isso aos pacientes canadenses que cruzam as fronteiras para se tratarem nos EUA e aos médicos britânciso que se formam e semandam da Inglaterra para os EUA.

Chesterton disse...

Todos tem os mesmos direitos, Pax, não o direito às mesmas coisas. Algumas pessoas acham que os últimos avanços da medicina não podem ser apenas para quem pode pagar, acham que um tratamento só pode ser aceito na comunidade médica se for acessível a todas as pessoas. Bem, aparentemente, esses caras parecem uns santos, uma pessoas nobilíssimas, justas, caridosas, etc....MAS É JUSTAMENTE O OPOSTO.
As inovações da medicina acessíveis hoje a toda a população já foram tão caras que eram privilégios de uns poucos que podiam pagar. Pode-se afirmar inclusive que esses poucos que podiam pagar custearam grande parte da pesquisa, e uma vez havendo ganho de escala, os custos caíram drásticamente. Pense, Pax, pense. Mas deixe de lado o pobrismo e o coitadismo.

marcelo augusto disse...

Alguém aqui já havia visto este site? :)

Muito legal! :D

marcelo augusto disse...

Alguém aqui já haiva visto este site? :)

Muito legal! :D :D