terça-feira, 23 de setembro de 2008

Um bicho às terças



O jaburu é a ave símbolo do Pantanal. Também é um apelido para mulher feia, o que é injusto, já que o bicho nem é assim tão horrível. É ainda o nome da residência do vice-presidente em Brasília, o que poderá causar mal-entendidos quando alguma mulher ocupar o cargo.

Aparentemente há uma confusão entre o tuiuiú (Jaburu mycteria) e o jaburu (Mycteria americana), cujos nomes às vezes são trocados ou usados indiferentemente embora sejam, segundo a Wikipedia, espécies diversas ainda que parecidas.

O pássaro é um ciconiforme e alimenta-se de peixes e caramujos, embora também coma insetos e pequenos vertebrados terrestres de forma ocasional. O seu período de reprodução coincide com a baixa das águas, momento em que muitos peixes ficam presos nas lagoas e baías, facilitando sua pesca.

O casal fica unido pelo menos durante o ciclo reprodutivo, executando danças em dueto e batendo seus longos bicos, maiores nos machos do que nas fêmeas. Nessas ocasiões, a pele vermelha do papo fica mais ressaltada, devido ao aumento da irrigação sangüínea.

Mamãe jaburu põe entre 4 e 5 ovos. Os filhotes saem do ninho aos 3 meses de idade, acompanhando os pais no ninho nas suas primeiras semanas de vida. Os filhotes não tem ainda o papo vermelho e são realmente meio feinhos.

É o bicho às terças de hoje.

5 comentários:

a moça e o vento* disse...

com esse bocao, so se alimenta de coisas pequenas...incoerencia da natureza...
adoro esse nome "jaburu".....

chose,ja esta abroad ? onde ?

a moça e o vento* disse...

ali no "traffic feed", um lugar que me faz sonhar : canoa quebrada ! é um paraiso aquele spot...
queria amanhecer por là amanha...:))

Kct disse...

Mas talvez seja a única espécie animal cujos filhotes sejam tão feios!

Diogo disse...

Coisinha meiga, esses filhotes:parecem de pelúcia...

Pax disse...

Esse ave é um frango Chesterton com mutação genética, causada pela excessiva leitura de Olavo, Reinaldo e Diogo.

Eu avisei que era perigoso. Não me deram atenção. Olha só no que deu.