domingo, 27 de abril de 2008

Por que os artistas são de esquerda?

Leio um artigo sobre a recente visita do cineasta e músico Emir Kusturica à Venezuela com a sua banda, "The Non Smoking Band". Gosto de alguns de seus filmes. Mas aí leio isto aqui:

Estoy aquí para ver en pocos días un proyecto con el que estoy de acuerdo. Creo en la inclinación humana hacia la justicia social. Este país es lo opuesto a la visión fatalista del mundo, en donde todo está orientado hacia lo material y los objetos. Quería estar unos días inmerso en un proceso social que refleja mis ideales.

É sempre um pouco decepcionante ler entrevistas com artistas, pois cedo ou tarde você se deparará com alguma bobagem que o faz repensar tudo o que achava do sujeito. É especialmente grave no caso de Kusturica, que é bósnio e portanto viveu sob o regime comunista de Tito na Iugoslávia, e incluso chegou a fazer críticas ao regime em seus filmes. Poxa, será que não aprendeu nada? Como alguém que passou pelo comunismo pode acreditar na mesma lorota de novo? Enquanto Kusturica saudava o regime chavista, 45% dos alimentos não podiam ser encontrados nos supermercados da Venezuela, e nem mesmo nos mercados populares estatais...

No mais, é um pouco triste que hoje em dia parece que todo cineasta ou escritor tenha que afirmar em algum momento que acredita em justiça social, ecologia, direitos dos gays, pacifismo... Pior se o sujeito faz um filme que é considerado por alguns como "de direita", como o José Padilha: tem que passar a vida inteira se justificando e afirmando que não, que o filme é "de esquerda"... Será que tem alguma cláusula que indique que, pra ser artista hoje, o sujeito tem que ser de esquerda e achar o socialismo maneiro? Será que, se vivessem hoje, Dante, Shakespeare e Cervantes teriam que se pronunciar a respeito dos últimos acontecimentos políticos e sociais, e afirmar que acreditam em "justiça social", sob pena de serem ostracizados no mundo artístico? (Bem, talvez por isso não haja hoje nenhum Dante ou Shakespeare - quando a arte é atrelada a "mensagens" ou discursos políticos, sempre se rebaixa).

Um dos poucos que vão contra essa onda esquerdófila é o Michel Houellebecq, e, embora eu não tenha lido nenhum de seus livros, tenho certa admiração por suas entrevistas totalmente anti-politicamente corretas...

12 comentários:

chesterton disse...

vale a pena ler o que \a Fernanda Torres escreveu na Vejinha Rio

link aberto

http://vejabrasil.abril.com.br/rio-de-janeiro/editorial/m442/escola-experimental

confetti disse...

putz chose, o houellebecq ?! beurk....
qual é mesmo o problema em
"acreditar em justiça social, ecologia, direitos dos gays, pacifismo..." ? eu acredito, me reconheço como esquerdista, o lado do coraçao....mas nao mato pai e mae por essa ideologia....

Mr X disse...

Não é necessariamente um problema acreditar nessas tais coisas, confetex, só que:

a) não acha que tem uma ditadura e quase até obrigação de artista repetir o mantra esquerdista? Porque não pode ter artista que não seja, sem que seja criticado? Veja o Holebeque, que foi processado e odiado por todos só por ter dito que achava o islamismo uma "religião estúpida".

b) porque todo filme hoje em dia tem que ter alguma "mensagem" sobre alguns desses temas? Que tédio! Não lembro qual foi a última vez que vi algum filme candidato a Oscar que não desse sua mensagem sobre racismo, ou aborto, ou pacifismo, ou macartismo ou...


c) Li o textim da Fernanda Torres, bacana, mas confesso que não entendi... :-(( ela era contra, a favor, ou muito antes pelo contrário?

Mr X disse...

No mais, o que me chateou na entrevista do Kusturica não foi que defendeu a justiça social em abstrato, mas sim o governo Chávez... Quero ver daqui a quinze anos, quando a bonança do petróleo alto acabar e a Venezuela for pelo ralo, onde vão estar todos esses artistas e intelectuais que defendiam o Chavecão.

Arnoud disse...

Mas e ai Mr. X, se os artistas defendessem o aumento da pobreza, a destruição da natureza, a homofobia e a guerra?

Alguma coisa mudaria?

chester disse...

artista é uma entidade que só pode mesmo ser reconhecida depois que morre. Em vida só fazem merda, e é uma loteria saber quem vai ser lembrado e quem vai ser esquecido e enterrado. Parece que a Fernandinha está começando a se dar conta disso.
Estou na fase de proteger meu filho de professores comunistas, já piada no meio estudantil.
Ela mesmo diz, tudo que era importante na juventude dela, perdeu o valor. Logo, ela acordou da ilusão. E tem a ver com o materialismo (anti-espiritualismo)tão apregoado por eles, acabou num consumismo barato, num hedonismo fútil.
O Pereiro agora está fazendo um abaixo-assinado para implodir o Cristo Redentor...

confetti disse...

ékis, artista recitando mantra de "direita" tbm é uma merda hein....))
concordo que "artistas" deviam se limitar à sua arte....mas alguns tem talento e espaço na midia pra tentar mudar algumas coisas, injustas !

Mr X disse...

Arnoud,
Acho que não expliquei bem o que quis dizer. Na verdade me incomodou que o Kusturica fizesse o papel de garoto propaganda do Chávez, que pra mim nada tem a ver com "justiça social", ele apenas usa aquelas pessoas miseráveis para seus fins políticos, e achei que o Kusturica pudesse se dar conta disso... Me incomodaria menos se ele falasse da "justiça social" em abstrato.

Mas no fundo acho que o Chest tem razão, e não importa se o artista fala bobagem e acredita que o Chávez é bacana ou que num mundo sem capitalismo os passarinhos cantariam mais felizes nos seus galhos, o que importa (eventualmente, e o ue ocorre só em alguns casos) é sua arte, o que ele fizer de belo ou interessante ou tocante. O Pound era fascista, e vários outros artistas tiveram crenças estúpidas politicamente, à esquerda ou à direita ou acima ou abaixo. E acho que o texto da Fernanda toca num ponto importante, que essas coisas no fundo importam pouco. Em resumo, o Kusturica está perdoado ;-), basta que faça um filme decente da próxima vez.

Mr X disse...

Confetti, o texto acima vale pra vc tbm. :-)))
Hum, tou com insônia. :-(((((((((

confetti disse...

tadin....levanta e se ativa chose, ficar rolando na cama é stressante e inutil ! é rarissimo eu ter insonia...quando rola, eu acordo carinha e "me canso" até dar sono...))

kusturica é um chato, sempre foi, nao vai mudar ! mas sean penn é gato e ativista anti violencia...no irak sobretudo...))

chest disse...

http://news.bbc.co.uk/2/hi/programmes/from_our_own_correspondent/7359513.stm

a BBC surtou ou acordou?

Mr X disse...

Poxa, isso é a BBC? :-O
De repente o jornalista se confundiu, mandou pra BBC o texto que devia mandar pra NRO! :-D :-D