sexta-feira, 25 de abril de 2008

América Latina contra si mesma

No Belmont Club, leio a história do admirante Heihachiro Togo, responsável pela vitória do Japão contra a poderosa Rússia czarista em 1906.

No século XIX, os europeus mandavam e desmandavam por toda África e Ásia, causando humilhação aos povos nativos. Os japoneses, no entanto, ao contrário do resto do mundo colonizado, reagiram de modo diverso ao usual: em vez de se lamentar, mandaram seus melhores homens para a Europa para aprender as mais avançadas tecnologias européias. Em 1905, tinham uma frota naval com navios modernos que, sob a brilhante liderança do admirante Togo (que estudou na odiada Inglaterra) derrotou a Rússia na batalha de Tsushima.

Na morte do admirante Togo, em 1936, as Marinhas da Inglaterra, EUA, Holanda, França, Itália e até da inimiga China participaram de uma parada naval em sua homenagem.

A moral da história é velha e simples: o ressentimento não leva a lugar nenhum. O anti-americanismo, o derrotismo, o ódio aos opressores, a fixação com injustiças passadas, o apego a idéias fracassadas como o socialismo, não levam a lugar nenhum.

Aqui na América Latina, somos especialistas no auto-engano. Em vez de aprender com o melhor que o mundo produz, nos refugiamos na busca de culpados e em promessas vagas de “socialismo do século XXI”, quando o do século XX já foi ruim o suficiente.

Em coluna no Jornal La Nación, Mariano Grondona observa:

En su estudio magistral sobre el resentimiento, Max Scheler señaló en este sentido que el poseído por este impulso destructivo pasa a ser su víctima porque deja de inspirarse en el sentido común. Si pierde entonces una licitación o falla en un examen, en vez de preguntarse a sí mismo en qué falló se dice que le ganaron con trampa. Pero una vez que se convence de haber sido objeto de una injusticia, deja de aprender de su experiencia fallida para superarla en la próxima ocasión; de este modo, se queda sin un futuro mejor.

Enquanto continuar ressentida por injustiças e fixada no passado ou em utopias ultrapassadas, enquanto continuar incapaz de aprender, e seguir o exemplo dos japoneses (e irlandeses, chineses e até indianos), a América Latina continuará sem um futuro melhor.

11 comentários:

chesterton disse...

meu filho mestá obrigado a ler seu blog todo dia.

chest disse...

http://www.youtube.com/watch?v=vcTCst2Z-fo&feature=related

chest disse...

http://s02.divshare.com/launch.php?f=4335862&s=142

mais um

confetti disse...

dracula kkk*
pax vai te chamar de viado ! vc e chose ja se conhecem de verdade ? se nao for o caso, eu gostaria demais de estar presente nessa materializaçao !)))
seu filho frequenta blogs ? é viciado como nos ?

Mr X disse...

:-)))))))))
Eu não conheço o Chest não... Nem ninguém do blog :-(((((((( Vamos nos conhecer confetti?

confetti disse...

chose,no way ! if we meet and I have a crush on you, it will be a mess over here...))

chesterton disse...

meu filho só lê, por enquanto, está aprendendo a se defender dos professores comunistas.

confetti disse...

kkk**
ele é filho unico chest ? mrx vai expulsar a gente por off..))

Mr X disse...

eu não. :-)) quem não gosta de fora do tema é o PD.

chesterton disse...

o PD é que é meio viado, ainda sai do armário, é tão politicamente correto que daqui a pouco vai experimentar para ser discriminado tambem.

confetti disse...

néo eu vou contar pro pd que vc chamou ele de viado enrustido !! kkk