segunda-feira, 28 de abril de 2008

A maldade humana

Alguns dizem que não existe o bem e o mal. Que tudo é relativo. Que todo comportamento pode ser explicado por injustiças sociais ou abusos psicológicos sofridos pelo criminoso. Mas - deixando de lado o caso Isabella - como explicar a pavorosa história deste austríaco que manteve a própria filha trancada por 24 anos em um sótão, usou-a como escrava sexual e fez sete filhos com ela, os quais também foram trancados e, possivelmente, também abusados sexualmente?

Pena de morte é pouco para um maníaco desses. Mesmo eu, que sou radicalmente contra a tortura, não acharia demasiado grave se a Inquisição espanhola voltasse, nem que fosse para tratar unicamente deste caso.

8 comentários:

chest disse...

calma com o 3 oitáo....

Mr X disse...

Oi chest! Citei vc no post anterior. :-D

Kct disse...

A maior punição para um tarado desses é cortar o membro dele fora e jogar para os cães. Claro, deixem ele olhando.

confetti disse...

cara,mesmo no auge da emoçao,desejar inquisiçao espanhola é foda ! como disse nosso "comentarista chesterton" cuidado com o flingue !!

aiaiai disse...

Eu tenho que discordar de vc Mr. X, so para variar...Não acho que esse cara seja um símbolo da maldade humana, é um símbolo da loucura. Ele, na mente insana dele, não achava que estava sendo mal, para ele era natural.

Anônimo disse...

Acho que ele é cruel e insano, mas não se preocupem ele será preso e, não poderá ser mal tratado,pelo me- nos não se a justiça de lá for como a nossa,afinal ela a proteção dos di reitos humanos.Vide caso Isabella on de mesmo diante de todas as provas , diz a justiça,"mas não tem pele da menina debaixo das unhas da madras - ta",absurdo!Tanta proteção para os criminosos e as vítimas?????Qual o direito delas???????????

Mr X disse...

Não é "simbolo de maldade humana",é só um cara mau, um fdp. Sabia sim o que estava fazendo, não vem com essa. Acho que a pena de morte ajuda as vítimas a esquecerem, e tendo a ficar do lado das vítimas, não dos criminosos. Curioso que em geral nas guerras e tal a esquerda apóia as "vítimas" e os "fracos", menos no caso de crimes, em em que em geral apóia os criminosos e "opressores". Estranho.

Gunnar disse...

Cara, eu até acho que existe o "bem e o mal", só não acho que esse maniqueísmo leve muito longe, principalmente porque TODO ser humano tem um pouquinho de cada, distribuído de diferentes maneiras.

Não quero, com isso, justificar os crimes cometidos por alguns. Pelo contrário: na repreensão que fazemos às atrocidades alheias, devemos abrir o véu para enxergar nossos próprios pecados.

Acho que hoje em dia as pessoas se preocupam demais em julgar os outros, e acabam esquecendo de si mesmos.

Pode perguntar: 90% dos brasileiros concordaria com a frase "bandido bom é bandido morto". O problema é que não se tocam que, segundo esse critério, eles próprios seriam objeto da pena capital - pois compram filme pirata, burlam leis de trânsito, sonegam imposto, etc).