sábado, 5 de abril de 2008

A realidade, ainda existe?

No outro dia, o KCT informou que a foto que publiquei dias atrás era provavelmente uma montagem feita no Photoshop.


Nos tempos do velho Stalin, modificar a realidade era um pouco mais complicado, envolvia recortes e manipulações no quarto escuro fotográfico, bem como alguns fuzilamentos de testemunhas incômodas.



Hoje em dia, qualquer um com um mínimo de noções de informática e manipulação digital pode alterar aquilo que vemos no jornal ou na web, como os "pneus" do Sarkozy.


A diferença também é que hoje, não são mais tiranos os que manipulam as fotografias, mas os próprios jornalistas e editores, com base em suas próprias crenças ideológicas.

Vejam por exemplo esta grosseira Photoshopagem realizada pela Associated Press durante a última escaramuça de Israel contra o Hizballah no Líbano. O efeito cloning foi usado com absoluta falta de critério para aumentar a fumaça dos bombardeios.


Mas o Photoshop não é o único modo de manipular a realidade. As vezes basta um recorte esperto, isolando um detalhe do contexto. Ou então, adicionando objetos que não estavam lá. Vejam esta série de fotos mostrando uma série de bichos de pelúcia nos mesmos bombardeios no Líbano. Curiosamente, os bichos de pelúcia estão limpinhos e aparecem sobre os detritos, não em meio a eles.


A encenação é outro método comum de manipular fotografias, só que, no caso, antes de apertar o botão. Mesmo fotos famosas, como a dos soldados americanos em Iwo Jima, foram encenadas. Usar "atores", ou figurantes fingindo de feridos ou mortos, é uma tática bastante comum entre os palestinos, basta assistir ao filme Pallywood, ou, melhor ainda, aos documentários de Pierre Rehov sobre Jenin.

Aqui mais alguns exemplos de manipulação fotográfica ao longo da história.

5 comentários:

Arnoud disse...

Com isso você está assumindo que algumas imagens divulgadas contra os palestinos são falsas assim como algumas contra os israelenses?

Interessante você ver as coisas pelos dois pontos de vista!

Mr X disse...

Bem, imagino que todos realizem manipulação de uma forma ou outra, ou tenham acesso a ela, mas acho que a maioria da manipulação vai claramente contra Israel.

Até porque, se você for ler os créditos dos fotógrafos na cobertura do Iraque ao Líbano a Gaza, muitos são nomes árabes, e portanto parciais.

Bem, nem sempre, também não dá pra generalizar, tem por exemplo um árabe que escreve pro Jerusalem Post, um tal Khaled Abu Toameh, que é bastante imparcial e até crítico dos palestinos quando merecem. Mas é uma minoria.
http://en.wikipedia.org/wiki/Khaled_Abu_Toameh

Kct disse...

Esta aqui é infame:
http://br.geocities.com/brinahawk/Imagens/hicks.jpg

Está no meu Orkut, of course ;o)

Kct disse...

A do ursinho está muito bem feita! O autor cuidou até das sombras!? Parabéns para ele!!!

Mr X disse...

O ursinho não é Photoshop (acho), o fotógrafo o colocou lá e tirou a foto. Aí é um outro nível de manipulação, mas não deixa de ser manipulação.