terça-feira, 29 de abril de 2008

Um bicho às terças

O porco (Sus domestica) é um animal ungulado, isto é, tem unhas grossas ou cascos sobre os quais se apóia.

Tem fama de ser um animal sujo e glutão. Também diz-se que gosta muito de sexo. Talvez por isso o termo "porco" tenha adquirido todos esses significados adicionais.

Efetivamente o porco come quase qualquer coisa que se lhe colocar na frente, inclusive as porcas. Porém, o porco cobre-se de lama, não por gostar de sujeira, mas para proteger-se da radiação solar.

Além de tudo isso, o porco é um animal bastante inteligente, segundo alguns talvez mais inteligente do que o cão. Como este, tem também um ótimo senso do olfato, e há tempos é utilizado para procurar trufas.

Curiosamente, vários de seus órgãos são algo similares, em tamanho e formato, aos dos seres humanos. Já há estudos para transplantar o coração de porcos geneticamente modificados em seres humanos. (A modificação genética é necessária para evitar a rejeição).

Judeus e muçulmanos praticantes não comem carne de porco. A instrução encontra-se, para os judeus, no Levítico 11:7, e para os muçulmanos no Corão. Não há, no entanto, proibição alguma contra as imagens de porcos e porquinhos. Tal censura faz parte apenas da jihad cultural contra o Ocidente (ótimo artigo de Bruce Bawer a respeito aqui).

Uma daz razões da proibição de comer carne de porco pode ser o fato de que o animal possa ter vários parasitas e o consumo de sua carne, se mal cozida, pode transmitir várias doenças como a triquinose e a cisticircose.

O ator George Clooney tinha um porco de estimação chamado Max, que morreu em 2006.

Já 2007 foi o Ano do Porco para os chineses. Na China, o porco é considerado um animal que traz sorte.

A fábula dos três porquinhos, da qual existem várias versões, é muito conhecida, embora não se saiba sua origem exata.

Para representar o porquinho do filme "Babe", foram utilizados nada menos do que 48 porcos, mais efeitos eletrônicos e digitais.

Porquinhos brincam com seu amigo tigre em um zoológico tailandês (aparentemente este tigre foi criado e amamentado por uma porca, por isso é tão dócil com os pequenos e fofos presuntinhos. Mas por que lambeos beiços? Hummm....).

Um porco adulto sorri para a câmera.

Aquele porco do George Clooney.

13 comentários:

Anônimo disse...

:-D

confetti disse...

le cochon c'est tout bon !

confetti disse...

chose, posso deixar um recado pro bruce bawer com vc ? diz pra ele que mandei ir à merda, profundamente !! ((

DarwinistO disse...

X,

Não gostei. Porcos me lembram palmeirenses, aqueles seres sujos.

Só falta você fazer na semana que vem um "Bicho" como os cervos, em homenagem a um certo time da capital paulista.

Mr X disse...

pô darwin... :-(((((

confetti, o bruce bawer é gay. :-((((

Brancaleone disse...

Porcos são deliciosos!!
Salgados, defumados, assados, embutidos, à pururuca, no rolete etc. etc.!!
Aí o MR X, no texto só faltou uma receitinha né?

Ou você é um destes pervertidos vegetarianos?

Brancaleone disse...

Ai ô Mr. X.
É bem possível que eu dê as caras aí pelo norte argentino. Tucumán e a trabalho...

Dá inté dó dos castelhanos!!

Arnoud disse...

Sempre admirei os porcos. São bichos bastante sociáveis pelo que sei.

E os acho bonitos também.

Mr. X, por que em muitos países é comum chamar os policiais de porcos?

Pax disse...

Uma história verdadeira: Numa fazenda no RS um cara grande e gordo se engraçou com uma porca, coisa normal naquelas paragens, porcas, vacas, éguas etc.

Só que a porca se apaixonou pelo cara. Ia atrás onde o cara ia, o dia todo. Não teve outra solução, a coitada da apaixonada virou linguiça e esse meu primo ficou com nojenta fama.

Nat disse...

Tudo parece lindo até você querer matar o porco. Nunca vi sofrimento maior, maior desespero, maior dramalhão do que matar o porco. Não como carne de porco porque não gosto mesmo, mas se fosse um pouco mais sensível iria começar a rezer pela alma do porquinho que vi abaterem. Mas aprendi a ser prática. Um tiro na cabeça e o coitado morre sem um único gemido.

O que os ouvidos não ouvem o coração não sente.

E viva o Kassler.

Kct disse...

Hoje eu vou pedir carré no amloço em homenagem ao falecido porco do George Clooney!

Gunnar disse...

Cara Brancaleone

Eu sou um desses pervertidos vegetarianos.

Contribuo para fazer do mundo um lugar um pouco pior.

Muito obrigado.

Mr X disse...

Pois é, Nat. Também vi quando era criança um porco sendo degolado, deusolivre. Quem vê, não esquece. Ou, de repente, se vê mais vezes, acostuma. Faz parte da vida. Mas, não sou vegetariano.

Mas tadinha da porca do Pax. Que jeito de terminar uma paixão. Mas enfim, cedo ou tarde tudo isso termina em lingüiça.