segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Olimpíadas do Faustão

Confesso que estou me divertindo assistindo as Olimpíadas. Minhas atletas preferidas, pelo talento e a beleza, são a nadadora americana Dara Torres e a incrível russa do salto com vara, Elena Isinbayeva.

Mas diversão à parte é assistir os atletas brasileiros. Um caiu na prova de ginástica, outra pisou fora do tablado, outro quase é esmagado pelo próprio halteres na prova de halterofilismo, e a outra conseguiu até perder a própria vara. Tá certo, isso pode ser culpa das autoridades chinesas, que certamente tiveram a sua dose de falhas e até falsificaram a certidão de nascimento de algumas mini-atletas da ginástica. De qualquer modo, é um mistério. Onde foi parar a vara da moça?

Claro, todos choraram. Chora quem perde, chora quem ganha. Brasileiro adora chorar e ver choro. A nossa mídia é particularmente atraída pelo pranto. Talvez seja influência das telenovelas, não sei. O fato é que se o sujeito não chora na frente das câmeras, tem algo errado com ele.

Divertidas também são as desculpas dos atletas brasileiros ao perder. A maratonista brasileira, que chegou em 51, reclamou do calor. Ué, a Tomescu não sentiu calor por acaso? Outra, desclassificada no vôlei de praia, disse que "a gente não conseguiu se classificar, mas conseguiu um respeito mútuo". Parabéns.

Não sou como esses que torcem pelo fracasso dos atletas brasileiros. Ao contrário, espero que os atletas do país tenham sucesso, afinal todos sabemos que praticar esportes de elite não é nada fácil. Mas que está divertido pra quem torce contra, até que está.

"Era comprida assim... Não viu não?"

7 comentários:

Nhé! disse...

Hahahaha... muito bom seu post!
E ótima dica do fracasso.com.br!

Mr X disse...

Obrigado. :-)
Hehe, o fracasso.com.br descobri faz pouco.

Pandora disse...

Viram?
O tamanho da vara É importante!
;)

Rolando disse...

Concordo que esse chororô já encheu o saco. Também torço por brasileiros, independente de suas origens na pirâmide social (por incrível que pareça escutei semana passada que o bronze de thiago camilo não deveria ser exaltado, mas sim o da keytlin quadros, porque ela veio de Ceilândia-DF! - obviamente que quem falou isso era uma graduada em humanas na UnB, sabe-se lá a doutrinação esquerdista por que ela passou nos últimos anos).

Não fico acusando de amarelar (outro mal de brasileiro) atletas que cometem erros em momentos chaves. Se não os houvesse, bastava entregar as medalhas sem necessidade de competição. Mas desculpas esfarrapadas também são esporte nacional em nosso país. Aquela do tipo "saímos de cabeça erguida", "mostramos que Brasil se escreve com 's'", são todas horríveis, clichês no pior sentido. Melhor ficar mesmo com "o importante é competir".

Só não posso deixar de sentir pena pela saltadora da vara perdida, ali realmente foi algo muito chato para uma pessoa que estava preparada para obter um bom resultado e demonstrou isso ao longo do ano e por sua atitude na competição.

De qualquer forma, fica a sugestão para que você, Mr. X, coloque a letra da canção "Terceiro" do Ultraje a Rigor. Pois além de divertida, tornou-se profética.

Rolando disse...

Concordo que esse chororô já encheu o saco. Também torço por brasileiros, independente de suas origens na pirâmide social (por incrível que pareça escutei semana passada que o bronze de thiago camilo não deveria ser exaltado, mas sim o da keytlin quadros, porque ela veio de Ceilândia-DF! - obviamente que quem falou isso era uma graduada em humanas na UnB, sabe-se lá a doutrinação esquerdista por que ela passou nos últimos anos).

Não fico acusando de amarelar (outro mal de brasileiro) atletas que cometem erros em momentos chaves. Se não os houvesse, bastava entregar as medalhas sem necessidade de competição. Mas desculpas esfarrapadas também são esporte nacional em nosso país. Aquela do tipo "saímos de cabeça erguida", "mostramos que Brasil se escreve com 's'", são todas horríveis, clichês no pior sentido. Melhor ficar mesmo com "o importante é competir".

Só não posso deixar de sentir pena pela saltadora da vara perdida, ali realmente foi algo muito chato para uma pessoa que estava preparada para obter um bom resultado e demonstrou isso ao longo do ano e por sua atitude na competição.

De qualquer forma, fica a sugestão para que você, Mr. X, coloque a letra da canção "Terceiro" do Ultraje a Rigor. Pois além de divertida, tornou-se profética.

a moça e o vento* disse...

o joguinho de palavras com "vara" é de uma pobreza....

Pandora disse...

Chacun prend son plaisir où il le trouve...