segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Civilização é conquista!

"Civilização é conquista!", disse ela, "E deve ser ganha dia a dia."

Era uma senhora de uns 50 e tantos anos, de classe alta, em uma festa ou coquetel no Rio Grande do Sul, poucos meses após o 11 de setembro. Não lembro das circunstâncias nem do evento e muito menos quem era essa senhora. Mas a sua frase me marcou.

Ela tinha razão, é claro, embora eu só fosse entender o sentido completo muito tempo depois.

Civilização não é o default da humanidade. O default é o barbarismo, o default é o massacre, o default é Gaza e Zimbabwe e Complexo do Alemão e Ossétia do Sul e Sudão. É isso o que os esquerdistas de iPod na cintura e keffiyah no pescoço e cartaz contra o Bush na mão não conseguem entender. Para eles a civilização é algo que sempre esteve e sempre estará, que não exije nem esforço nem estudo. Centenas de anos de evolução cultural e tecnológica foram necessários para que esses imbecis pudessem usar esse iPod e reclamar do Bush e achar que socialismo é que é bacana.

A cultura e a tecnologia ocidental, o conceito de direitos humanos, a sociedade razoavelmente tolerante e livre na qual vivemos, tudo isso é algo muito recente e que exigiu o sacrifício e o esforço de muitas pessoas ao longo dos séculos. Mas eles não percebem. Para eles, tudo começou ontem, e o grande culpado por todas as desgraças do mundo é George W. Bush. Ou os EUA. Ou Israel. Ou a cultura branca capitalista ocidental. Ou algum outro bode expiatório que, no fundo, é o responsável por eles não estarem na miséria ou tendo a cabeça cortada por selvagens ou sua vida privada sendo vasculhada pela polícia estatal. Esses liberais ricos, ignorantes, cegos e infelizes são, como disse alguém em um outro blog, "sujeitos sentados no ombro de gigantes, reclamando da vista."

Se tem uma única mensagem no blog do Mr X, é essa. "Civilização é conquista." Tudo isto que temos hoje e desvalorizamos, liberdade de expressão, liberdade de ir e vir, liberdade de se dizer o que se quer em um blog, respeito às minorias e aos direitos humanos e até aos direitos dos animais, tudo isto pode acabar amanhã. A liberdade tem muitos inimigos, dos radicais islâmicos aos revolucionários aos sociopatas niilistas aos tiranos totalitários e ambiciosos de qualquer estirpe. Manter uma civilização livre e viva custa esforço e dinamismo. Custa o sacrifício de soldados e o esforço diário dos cidadãos.

Civilização é conquista! E se conquista dia a dia.

Bruegel: Os cegos guiando os cegos

6 comentários:

chest disse...

amazing....

Gunnar disse...

Falou e disse. Mas vale lembrar que no Brasil o maior inimigo da civilização é algo muito menos pitoresco do que o esquerdismo... é a simples ausência total de ímpetos por parte do povão em construir civilização e cidadania diariamente.

Gerson B disse...

Excelente texto. Infelizmente necessário.

Mr X disse...

Vocês têm razão... Na verdade, nem é o "esquerdismo", pois nem daria para dizer que a maioria das pessoas efetivamente segue alguma ideologia... e também pode se encontrar à direita, ou longe da política...


O problema vai mais fundo, é mesmo um problema cultural do ocidente, que resultou da excessiva prosperidade sem riscos aparentes, somada à falta de crença nos bens da própria civilização (aí sim entrou a educação marxista de que o Ocidente não presta, é malvado, etc.)

markus disse...

Amigo MrX, é u pouco off topic, mas gostaria de lhe falar sobre um filme/documentario, chamado sovietstory vc poderá ver mais detalhes aqui:
http://www.sovietstory.com, vc podera ve-lo via torrent, pois acho dificil ver de outro jeito por estas paregens, dê uma olhada vale a pena

chest disse...

eesse papo de que o povo é bom, é papo....