quinta-feira, 7 de maio de 2009

A mentira do latifúndio

Um dos grandes temas da literatura nacional é a terrível injustiça dos latifúndios, onde os pobres camponeses são explorados noite e dia. Afinal, é de conhecimento comum que 90% das terras no Brasil estão nas mãos de umas poucas e gananciosas pessoas que ocupam toda a área cultivável, mas a mantém improdutiva...

Mas será que é isso mesmo?

Em coluna do ano passado, Dennis Rosenfield coletou informações dos próprios órgãos governamentais, e descobriu alguns fatos realmente assustadores:

1) As terras de cultivo (propriedade privada) equivalem a meros 9% do território nacional.

2) As terras dos assentamentos rurais (MST e quetais) equivalem também a idênticos 9%. E no entanto, eles insistem em querer a "reforma agrária" e em ocupar os outros 9%!

3) No total (incluindo áreas de pastagem para o gado), as áreas particulares equivalem a cerca de 29,2% do território. As áreas sob controle do governo (incluindo reservas indígenas e assentamentos) equivalem a 62,4%!

Conclusão: o maior latifundiário do país (do planeta?) é o governo brasileiro.

Um pouco mais e começaremos a ter Planos Qüinquenais...

Late, Fúndio, late!

3 comentários:

Chesterton disse...

O maior latifundiario é o Messetê.

Andre disse...

O Conselho Superior do Ministério Público do RS pediu em relatório a “dissolução” do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a “declaração de sua ilegalidade”.

http://www.amigosdepelotas.com/2009/05/mst-fazem-protesto-em-frente-do.html

Chesterton disse...

Parece que existe oposição aos fascistas do parlamento europeu

http://www.youtube.com/watch?v=p_RnFXVNn7o&eurl=http%3A%2F%2Fdissectleft%2Eblogspot%2Ecom%2F&feature=player_embedded

La tambem parlamentares ignoram a vontade popular

(eu ia colocar la no PD, ams aquela cambada não iria entender patavinas, Mr X, se for out, me avise)