segunda-feira, 7 de março de 2011

Escala de valores

Um kosovar muçulmano, em agradecimento aos soldados americanos que estupidamente deram a independência ao Kosovo (região da Sérvia), matou dois deles a tiros. Ninguém na mídia progressista deu bola. São só soldados.

Os coptas, enquanto isso, só se ferram no "novo" Egito. Apedrejados, fuzilados, incendiados, vilipendiados pela mesma turba que aparentemente queria "democracia" e "liberdade". Ninguém dá bola. São só cristãos.

Em Cuba, paraíso no qual estranhamente ninguém quer morar, um americano foi preso por instalar uma rede de Internet sem autorização do governo dos irmãos Castro. Considerado subversivo, pode pegar até vinte anos de prisão. Ninguém dá bola. É só um americano.

Qual vida vale, para os esquerdistas? A vida dos artistas famosos de esquerda. A vida dos políticos de esquerda. A vida das minorias "oprimidas". A vida dos criminosos. A vida dos animais. O resto? Que se f.............................

Se a vítima faz parte de uma das categorias eleitas, como a dos prisioneiros travestis (bônus por pertencer a duas categorias de "oprimidos" distintas), ele recebe todas as regalias possíveis, em nome dos "direitos humanos". Já se ele não faz parte, os esquerdistas podem ser impiedosos.

Por exemplo, em uma notícia sobre os turistas americanos recentemente mortos por piratas, um dos primeiros comentários, naturalmente de um progreçista, informava que os piratas são apenas vítimas da Grande Indústria Pesqueira, que tirou-lhes o emprego de pescadores tradicionais, de forma que eles se viram "forçados" a cometer o crime de pirataria. Já as vítimas, ora, eram missionários que carregavam Bíblias em seu barco. Quem os mandou fazer proselitismo cristão?

Muitos se perguntam por que o nosso leitor AN odeia tanto o Olavo de Carvalho, ou por que os jornalistas de esquerda odeiam tanto a Sarah Palin, quando estes pouco fizeram de concreto para merecer tanto ódio (além de existir).

Mas a resposta é mais simples do que parece. Entenda: o Progressista, embora em geral pertença à uma das categorias "opressoras" (branco, rico ou de classe média, profissional liberal), opõe-se a esta criando a figura diabólica do "Conservador", ou, como dizem alguns blogueiros, "A Direita Raivosa." O conservador é o vilão, é a causa segundo o Progressista para tudo o que está errado no mundo. Se é verdade o que diz René Girard, que o bode expiatório é o princípio fundador das sociedades humanas, então o Conservador é o bode expiatório do Progressista.

De pouco adianta informar aos esquerdinhas que Che Guevara mandou executar centenas de pessoas, afinal tais vítimas eram apenas "contra-revolucionários" malvados e mereciam morrer. Porém, nestes dias em que a vida de bichos muitas vezes é considerada mais valiosa do que a de cristãos, pode ser mais útil lembrar-lhes que, além das centenas de execuções, El Che também cometeu um crime contra uma forma de vida que se encontra no topo da escala de valores progreçista: mandou estrangular um cachorrinho que seguia os guerrilheiros, na inocente busca de carinho e afeição. 


24 comentários:

Augusto Nascimento disse...

Pois é, bom mesmo era o "velho" Egito, o da extraordinary rendition, o que fazia o serviço sujo dos neocons. Funcionou tão bem por trinta anos e teria funcionado por mais trinta se não fossem esses garotos intrometidos e seus tweets (o sofrimento dos neocons com a queda desse grande homem, Mubarak, é comovente: não sou feito de pedra, senhores, lamento sua dor!). Os egípcios tinham umas reclamações, mas o que eles têm a ver com o governo do Egito? E lembremo-nos: roubar eleições só é pecado se você for iraniano; se você for um ditador afegão sustentado no poder por um agressor estrangeiro e tiver saqueado seu próprio povo, você ganha um passe livre. Eu estou perfeitamente disposto a aceitar o direito de Olavo de Carvalho de existir, mas seria interessante que ele aceitasse tal direito quando aplicado a opositores egípcios, sauditas, afegãos, etc. De preferência, o direito de existir fora de uma cela em Guantanamo ou de uma masmorra no Cairo.
Falando na América e em seus bons amigos (o que é bom para os Estados Unidos é bom para Olavo de Carvalho, mas não acho que a recíproca seja verdadeira), a Arábia Saudita, que financia o Terror, impedia que judeus do Exército americano fizessem cerimônias religiosas em seu território, onde estavam para protegê-lo dos iraquanos, e enriquece os oligarcas americanos, é a "nova" ou a "velha" Arábia Saudita? http://www.slate.com/id/2117535/
Get a room, guys!

Augusto Nascimento disse...

Correção: "mas seria interessante SE ele aceitasse tal direito quando aplicado a opositores egípcios, sauditas, afegãos, etc."

Mr X disse...

Os coptas também se davam mal no "velho" Egito de Mubarak.

Para encontrar um Egito melhor, talvez teríamos que voltar à época do antigo Egito, aquele dos faraós e da Cleópatra, ou durante a ocupação romana. Naquela época provavelmente os cristãos que existiam eram melhor tratados.

Chesterton disse...

O Egito ideal do AN era o de Moises.
Essa do cachorrinho vai arranhar a imagem do porcão.

Mr X disse...

Por falar no tema, só agora vi que a filha do Che está no Carnaval brasileiro. Caramba. Como disse outro comentarista lá embaixo, esperemos que não desfile seminua.

Em compensação a neta, Lidya Guevara, não é feia não.

Mr X disse...

Segundo a Bíblia, os faraós do Egito escravizaram os judeus. Depois disso houve briga entre os cristãos em ascenção e os pagãos, mas nada que se compare ao que ocorreu quando os muçulmanos chegaram, arrasando com tudo.

Como li no outro dia:

"poucas pessoas percebem que 1) Maomé é o maior assassino em massa da história, com mais de 270 milhões de mortes nas costas, vítimas do culto charlatão ele que inventou; 2) a sociedade que ele tinha em mente é exatamente igual a esta aí, mas em escala planetária e eterna, não local e temporária, com a de Mao"

http://veradextra.blogspot.com/2011/03/o-monstro-da-china-sem-paralelos.html

Mr X disse...

P.S. Não concordo exatamente que "Maomé seja o maior assassino da história", a não ser que contemos também os crimes de seus seguidores, e a partir dessa idéia algum maluco poderia passar atribuir todas às mortes causadas ao longo dos séculos por maus cristãos a Jesus Cristo, todas as mortes do exército israelense a Moisés, etc.

No entanto, mesmo em vida Maomé foi o responsável direto por milhares de mortes, tendo mandado executar de uma só vez 900 pessoas. E a idéia de promover a fé pela espada foi sua, afinal.

Foi por isso que Dante colocou-o no Inferno, como um dos "semeadores da discórdia" (curiosamente, os pensadores medieviais viam o islamismo como uma seita herética cristã).

Augusto Nascimento disse...

Em uma escala não muito mais modesta que a de Maomé, Moisés (vamos falar dos genocídios na conquista da "Terra Santa" por Moisés e Josué ou aí já é covardia?) começou seu reinado de terror entre os judeus matando proporcionalmente mais compatriotas em um dia do que Pinochet matou de chilenos em 17 anos("meet the new boss: same as the old boss"). Um ditador equilibrado e confiável, uma espécie de Mubarak sionista. Hoje, ele estaria na shortlist do Departamento de Estado para governar o Egito (ou em um tribunal, respondendo por crimes contra a Humanidade: ultimamente, as duas coisas não se excluem). E, se os crimes dos discípulos pesam sobre o mestre, o que não fez na quantidade compensou na qualidade:até deicídio-dizem!- rolou entre os descendentes espirituais dele.
Eu entendo a dor de vocês: trinta anos não são trinta dias. O apoio de vocês a Mubarak durou mais do que muitos casamentos. Imagino que depois que você passa trinta anos dividindo a cama com um ditador, dormindo e acordando do lado dele, ouvindo-o murmurar seu nome (ou os dos seus secretáros de Estado) durante o sono, sua perspectiva deve mudar. Ele deve ter contado para vocês os sonhos dele, suas pequenas inseguranças, vocês eram mais íntimos de Mubarak do que o próprio povo dele. Deve ser difícil aceitar que todos aqueles planos românticos-aquela viagem para Bariloche, aquela tortura de dissidentes, etc.- não vão mais se realizar. Tantas coisas que não foram ditas, tantas coisas que não serão mais ditas... É difícil perder um ente querido, não é? Só quero deixar claro que eu sinto a sua perda. Mas vocês vão encontrar um ditador legal que ame vocês (ou sua ajuda militar) e que vai fazer vocês felizes de novo.
"Os coptas também se davam mal no 'velho' Egito de Mubarak."
Então, os coptas não eram a razão da reclamação. Teriam sido certos interesses particulares contrariados? Desabafe, vai fazer bem. Os egípcios não vão mais torturar dissidentes para a CIA?

Augusto Nascimento disse...

"O Egito ideal do AN era o de Moises."
Comte, genialmente, homenageou os gênios do monoteísmo, Moisés, Maomé e Paulo, no Calendário Positivista (Moisés e Paulo ganharam meses), pois eles foram precursores do Positivismo. Mas, assim como Comte ensinou que devemos aproveitar só o que havia de bom na Idade Média-isto é, abandonar as superstições religiosas-, devemos absorver o que havia de bom no legado dos precursores do Positivismo, mas sem cometer seus erros.

Chesterton disse...

Pr AN enfartar:

http://debateolavodugin.blogspot.com/2011/03/olavo-de-carvalho-introduction.html

Augusto Nascimento disse...

1) A velha loucura olaviana. Os sauditas queriam que os americanos aniquilassem os aiatolás iranianos? Isso só prova a solidariedade e a unidade do movimento maometano! O professor Dugin, por sua vez, parece ser o OC da Rússia, e isso não é pouco.2) O coitadismo dos "conservadores" e a foto do cachorrinho fizeram com que eu me lembrasse disso: http://en.wikipedia.org/wiki/File:Natlamp73.jpg
Coloquem um copta ou Olavo de Carvalho na capa da Veja ou da Weekly Standard, o órgão da extrema-direita americana: "se vocês não colocarem Mubarak de volta no governo, vamos matar esse cara". A segunda opção, certamente, garantiria o fim da carreira de Mubarak.
3) A Veja publicou que, por ironia, as ações americanas-aquelas que a direita brasileira adorou- no Iraque fortaleceram os tiranos iranianos (levaram 8 anos para perceber! ah, essas ironias malvadas sempre ficam no caminho do mundo perfeito dos neocons...). Hora de ensinar "Pensamento estratégico neocon para crianças" (era o texto de cabeceira de Rumsfeld, o grande gênio militar do nosso tempo na opinião de OC,o professor Dugin do Brasil-e professor Moriarty nas horas vagas): http://www.precociouscomic.com/comic.php?page=169

Beto disse...

Chesterton, agora é que o mestre Olavo vai botar pra quebrar..ehehe mais cuidado com a KGB... :)

Mr X disse...

Vou sugerir aos Indivíduos a realização de um debate entre OC e AN. Imperdível!

Augusto Nascimento disse...

Debater como? Olavo de Carvalho é como Prestes:
“Com Prestes ninguém conversa, ele fala sozinho”-Barão de Itararé
Olavo de Carvalho já debate sozinho...com as vozes na cabeça dele.

Mr X disse...

Feliz 8 de março às leitoras (?) do blog, muito embora seja uma data criada pelos comunistas soviéticos.

Mr X disse...

http://entregacorisco.com/2011/03/06/che-guevara-assassino/

Anônimo disse...

Como o OC vai aniquilar seu "clone" russo no debate, o despeito do AN vai chegar a níveis cósmicos. Vai voar pena pra todo lado! Capaz do AN ainda dizer que Comte foi o precursor do movimento eurasiano!
Fernando - SP

Augusto Nascimento disse...

Comte foi o precursor da União Europeia, que ele chamava de República Ocidental. Precursores do movimento eurasiano foram-Olavo de Carvalho foi obrigado a confessar- cristãos como Dostoiévski, que tempos atrás ele elogiava muitíssimo ("Sic transit gloria mundi", não é?)! Strauss, Dostoiévski, Lacerda, o PC, a tariqa: OC é uma verdadeira metamorfose ambulante sem "aquela velha opinião formada sobre tudo"-ou sobre alguma coisa pelo menos ("Eu quero dizer
Agora o oposto do que eu disse antes"). Já disseram que, se houvesse cinco economistas em uma sala, haveria cinco opiniões diferentes sobre qualquer assunto (se um dos cinco fosse Keynes, seriam seis opiniões-Olavo de Carvalho é nosso Keynes).
E, realmente, depois que ele disse que os sauditas quererem exterminar os iranianos é a prova da unidade do movimento maometano, ele só pode melhorar nesse debate. A KGB jogava dissidentes em manicômios: esse deve ser o primeiro maluco de verdade com que eles se defrontam, devem estar apavorados. A psiquiatria soviética vai lucrar um bocado com o estudo atento de Olavo de Carvalho(pelo menos, alguém vai finalmente ganhar alguma coisa em estudá-lo: já não era sem tempo!).

Anônimo disse...

Autor: o link dos soldados kosovares está com defeito.

Mr X disse...

Obrigado, corrigido. Mas não são soldados kosovares, é um albanês de kosovo que matou 2 americanos e feriu outros 2. Na Alemanha, ainda por cima.

Gunnar disse...

Tem também o cachorro que o porco fedorento matou a bala numa fazenda em que ficou hospedado durante a época retratada no mela-cueca "Diários de Motocicleta" (obviamente o episódio NÃO foi retratado na película).

O verdadeiro Che Guevara, e os idiotas úteis que o idolatram, de Humberto Fontova. Está tudo lá.

Henrique Lima disse...

Sobre escala de valores escrevi um paradoxo no me blog que abandonei:

"PARADOXO: o PT sempre supervalorizou a morte dos seus em detrimento de qualquer cidadão como uma grande perda. Mas ninguém do PT presta homenagens a Celso Daniel. Por que será?"

Didi Iashin disse...

Eu já detestava esse sujeito de boina. Com essa notícia ... QUE ARDA NO MAIS PROFUNDO DOS INFERNOS!!! Infidel!!!

Anônimo disse...

Comunista, nazista, terroristas mata(ra)m seres humanos com tanta facilidade, por que não matariam animais também com a crueldade que quiserem?

Não tenho nada contra quem defende os animais. Agora, terem ligações com os esquerdistas comunistas, nazis e etc, aí é outra coisa.