quinta-feira, 6 de maio de 2010

Eu, Robô

Às vezes acho que eu deveria falar menos sobre política e fazer um blog só sobre ciência, tecnologia e comportamento. O texto sobre os seres alienígenas, afinal, foi o que terminou suscitando maior discussão ultimamente. Além disso, agora que o Mídia Sem Máscara passou a reproduzir alguns artigos daqui, confesso que, apesar de honrado e agradecido, começo a me sentir algo preocupado.

Jamais passou pela minha cabeça ser uma espécie de "porta-voz" do conservadorismo, da direita, ou qualquer coisa no estilo. A verdade é que, ao contrário de outros articulistas que já escrevem com certezas prontas, eu tenho cada vez menos certezas. Não sei nem mesmo mais qual é a minha ideologia. É por isso que, não sei se perceberam, grande parte dos títulos dos artigos aqui terminam com pontos de interrogação. São perguntas, não afirmações. Não sei de nada, e não tenho intenção de fazer propaganda ou de "conscientizar" ninguém de coisa alguma. Vejo-me, modestamente, mais como um simples observador atônito da loucura mundial, escrevendo para tentar entender.

Portanto -- robôs.

A ficção científica falou muito sobre eles, mas, hoje, eles são uma realidade. Ainda não são os andróides de "Blade Runner" ou de "O Exterminador do Futuro", mas pouco a pouco há avanços bastante impressionantes.

É no Japão, onde o envelhecimento populacional e a crise demográfica são um fato cada vez mais marcante, que os robôs apresentam maiores avanços. Eles se dão em dois tipos: os robôs "humanóides" e os robôs funcionais.

Já há restaurantes de fast-food no Japão em que robôs conseguem preparar o prato sozinhos. Imagine se essa moda chegasse nos EUA: não sobraria um único mexicano. A verdade é que, não tendo muitos imigrantes (legais ou ilegais), o Japão se arranja com tecnologia.

Mais fascinantes ainda são os robôs "atores", ou actróides. Robôs com características faciais humanas, projetados para se relacionar com o público. Já fiz um post, tempos atrás, sobre eles. Aqui um link para um desses vídeos, de uma andróide bastante sexy.

Finalmente, os japoneses também estão experimentando com o desenvolvimento da capacidade de aprendizado em robôs. Eis um vídeo bastante perturbador de um "bebê robô" que, em teoria, teria a inteligência de um menino de um ano e a capacidade de aprender.

Mas nem todos os avanços vêm do Japão. Dos EUA e de Israel vêm vários protótipos de robôs militares, prontos a ingressar no campo de batalha: o robô-cachorro, o Petman ou robô-caminhador, e o robô-cobra. Some-se a isso os UAVs (Unmaned Aerial Vehicles) controlados por controle remoto, e temos a possibilidade de atacar e destruir completamente um acampamento inimigo sem colocar em risco a vida de um único soldado humano.

Será que a existência de robôs cada vez mais sofisticados não vai trazer problemas também? É bem possível. Por um lado, reduzindo a oferta de emprego manual e mesmo na indústria de serviços, que cada vez mais será realizado por máquinas. Pelo outro, causando uma séria dependência tecnológica nas pessoas.

Afinal, já vivemos em um mundo em que dependemos massivamente de aparelhos eletrônicos. A nossa interação com a inteligência artificial, ainda que limitada, já existe, na forma de sistemas telefônicos automatizados ou de diversos tipos de software. Neste curioso mundo de hoje, muitas vezes, o virtual importa mais do que o real. Vejam por exemplo este triste caso de um jovem casal coreano: por terem ficado viciados em cuidar de um bebê virtual, terminaram negligenciando seu bebê real, que morreu de inanição.

Ainda estamos longe do tempo em que os robôs precisarão ser inculcados com o respeito às três leis da robótica. Mas talvez não tão longe assim.





Atualização: Não me entendam mal. Eu gosto do Mídia sem Máscara. Acho que eles realizam um serviço essencial, dar voz a uma causa que quase não tem voz no Brasil atual. E não sou necessariamente tão libertário, não tanto quanto já fui. Aceito grande parte do pensamento conservador, embora tenha algumas dúvidas. Talvez seja só modéstia, é só que eu não me vejo como um articulista "sério", não tenho formação em Filosofia ou História e muito do que escrevo aqui são "chutes", meras observações desde este país chamado USA. Mas gosto de escrever sobre qualquer coisa, sejam robôs, alienígenas ou política internacional, não sempre artigos que tenham a ver com o MSM ou sob uma ótica necessariamente conservadora. De qualquer modo, não é como se a MSM estivesse me pautando, afinal eles escolhem os artigos que mais tenham a ver com seu site, e eu continuo aqui escrevendo sobre tudo um pouco. Portanto, agradeço ao pessoal da MSM pela divulgação. É isso.

33 comentários:

Fred Oliveira disse...

Sobre a Mídia Sem Máscara, é motivo de você está preocupado mesmo, hoje tenho aversão as idéias "olavianas" ou "olavistas", depois que se conhece a fundo Bastiat, Mises, Rothbard, entre outros libertários, fica impossível retornar a mentalidade estadista, seja ela de direita ou esquerda.

Anônimo disse...

... e Woland, escreve: Já tinha notado isso aqui, Mister X. Não sei se notou mas " cutuquei a onça com vara curta " pois não te vejo tão direita assim... O MSM é nosso reduto conservador. Liberal também mas, às vezes, há estranhamento entre as partes. Num país dominado pela esquerda... Todo mundo é de esquerda aqui! E uma pesquisa diz que o brasileiro é povo conservador. Vá entender ! Fingimento, hipocrisia, entendo. Mas é fácil resolver isso. Como acho que narrador ou comentarista de futebol tem que dizer o seu time, acho que todos que escrevem sobre politica devem dizer qual sua ideologia. Democráticos somos !E, pronto ! Resolvido ! Torço, de verdade, que não seja socialista. Já tenho 3 amigos socialistas... Brabo, viu ?Mas, na internet, tem uma turma de esquerda que anda em blogs da F1 ! Entre um Alonso e um Massa, uma Ferrari e uma McLaren, tempinho para mandar a mensagem... Malandrinhos ptelhos facilmente descobertos. Se não diz qual a sua ideologia e é de esquerda, é socialista, me sentirei enganado. Robôs... Não acredito na empregada dos Jetsons ou " homem bicentenário " Teremos robôs em casa ? sim. Mas uma vassoura que faz todo o trabalho. Já viu um cais do porto de Rotterdam todo "robotizado" ? Nisso eu acredito. Naviozão de conteineres chega. Aqueles guindastes imensos vão lá e começam a tirá-los... lá embaixo, caminhões sem cabines. Esperam a carga e transportam para o armazém. Nenhum homem ! Só a supervisionar as máquinas. Claro, as vezes um conteiner fica no chão paralizando tudo. Mas é só o inicio. Também não acredito que haverá demissões e demissões. Só realocamento de mão de obra. Turismo e entretenimento, por exemplo. Dubai mostra o caminho. Bom, até lá, no futuro, várias turbulências... Quem tem economia ágil, rápida, desburocratizada, se dará melhor. Preocupação com o nosso Brasil varonil. Engessaaaaaadu ! Como ele só ! Financial Times, hoje, matéria sobre. Até.

Mr X disse...

Epa. Não me entendam mal. Eu gosto do Mídia sem Máscara ou MSM (Curiosamente, MSM é a sigla em inglês para Mainstream Media, ou a Grande Mídia). E não sou necessariamente um libertário, não tanto quanto já fui. Aceito grande parte do pensamento conservador.

Talvez seja só modéstia, é só que eu não me vejo como um articulista "sério", não tenho formação em filosofia ou história e muito do que escrevo aqui são "chutes".

Além disso, gosto de escrever sobre qualquer coisa, sejam robôs, alienígenas ou política internacional, não sempre artigos que tenham a ver com o MSM.

Anônimo disse...

É, você é um tanto da direita, mas o que gosto no seu texto é isso, não são alienados como os do MSM, é interessante seus dilemas libertario x direita.

Augusto disse...

Para com essa frescura. Teus artigos são bons e rótulos são uma besteira (a não ser para a esquerda, que vive com um rotulador no cérebro).
O cara para escrever no MSM, não precisa ter crachá de direitista, basta escrever com bom senso.

Walter disse...

Eu entendo, parece que grande parte dos leitores desse blog já foram leitores do MSM (rs), eu já fui, e também gosto de escrever sobre assuntos variados, até dispenso falar de assuntos mais sérios, porque só faço ser massacrado, falar sobre a liberdade desperta ódio nas pessoas, vá entender, então não importa, minha mente sendo livre, que o resto se dane.

Anônimo disse...

..e Woland, voltando: Então, um liberal ! Bom, se for adepto ou tem simpatia pelo ... Liberalismo, uma doutrina baseada na defesa da liberdade individual, nos campos econômico, político, religioso e intelectual, contra as ingerências e atitudes coercitivas do poder estatal. Apesar de diversas culturas e épocas apresentarem indícios das ideias liberais, o liberalismo definitivamente ganhou expressão moderna com os escritos de John Locke (1632 - 1704) e Adam Smith (1723-1790). Seus principais conceitos incluem individualismo metodológico e jurídico, liberdade de pensamento, liberdade religiosa, direitos fundamentais, estado de direito, governo limitado, ordem espontânea, propriedade privada, e livre mercado... tô feliz, Mister X ! Mais, na Wikepedia ou em livros, por favor. O MSM é fantástico ! Olavão é fera. E viva o Conservadorismo. Olha, acho lindo a obra do comunista Niemeyer. Temos que conservá-la ! HA ! Uma jovem senhora de 50 anos sem necessidade de modernismo algum ! HA ! Mas que custou caro prá gente, custou... Sem gracinha, Woland ! Uma lida no Conservadorismo vale a pena. Nada a ver com um senhor de chapéu côco e terno antigo, um careta pros moderninhos, que chega em casa a espera da sopa preparada pela esposa, dona Laurinda. Cada um vive como quer. Walter, já foram, não. São. E vamos falar sobre os Robôs, pô !

Anônimo disse...

Ah...sobre os robôs:
O problema não é se eles vão dominar a humanidade, o problema é...quem vai dominar o robôs, e por consequência dominar ou continuar dominando os indivíduos.

Mr X disse...

Concordo com a questão sobre os robôs. O problema será mesmo quem comtrola os robôs. Até porque não acredito que eles um dia possam chegar a ter emoções próprias. Ou será que sim?

Mr X disse...

Ops, é coNtrola, é claro.

Tell disse...

"Liberdade é liberdade, não igualdade, ou justiça, ou cultura, ou a felicidade humana, ou uma consciência tranquila." (Isaiah Berlin)

Sobre o poder da esquerda, da direita, dos robôs, das formigas, etc, essa frase fala muito e interessantemente é o rodapé do seu blog.

Cláudio disse...

O pessoal achava que o filme "Eu, robô" era um documentário sobre o Brasil.
Depois, lendo o título com atenção descobriram que não era "Eu róbo"

(Infame, eu sei...)

Rótulo é pra frasco: se eu achar que uma idéia é estúpida pode vir de quem vier que vai continuar estúpida.

Klauss disse...

X, tu és um cara inteligente pra caramba! Acho que devias era fazer o curso de Filosofia do Olavo...

www.seminariodefilosofia.org

Abração!

c* disse...

"Talvez seja só modéstia,etc..."

lol

Anônimo disse...

Cara, mas isso não é uma contradição?
Dizer que o cara é inteligente e em seguida propor que ele faça o curso de Filosofia do Olavo, a não ser que você estivesse sendo irônico, nesse caso o X não seria inteligente pra caramba. Acho o cara inteligente(de verdade) e sem ser puxa-saco, então, recomendaria que não fizesse o curso de Filosofia do Olavo. Mas o assunto aqui é robôs e não paradoxo olaviano.

Antonio Cesar disse...

kkkkkkkk...só falta Rodrigo Constantino.

Anônimo disse...

... e Woland, diz: Boa tarde. Eu já dei a minha opinião. Nada de robôs tipo humanóides como em " Blade Runner" ou " A.I." . Besteira... E, como em " Eu, Robô ", mais besteira ainda. Uma época passada, uns cento e poucos anos atrás até a década de 90 do século XX, idéias como essas faziam sentido. Tá.. a série "O homem de 6 milhões de dólares( desvalorizaaado...)" mostrou o futuro. Não veremos nenhum sujeito batendo corrida a pé com porsches. E até " Guerra nas estrelas ", na medida certa. A força vem da mente zuuum ! E ... "Eu, Robô", com certo exagero ! Mas filme é filme... Perdeu um braço, uma perna, no futuro, tá limpo ! Um bracinho robótico saindo ! Uma pernoca novinha prá ocê ! Máquinas comandando, fico com o HAL ! É o futuro e, se não tomarem as devidas precauções, perigoso. Taí os "Airbuses" doidões que não aceitam comandos porque tubos pitot defeituosos...

Edson Camargo disse...

Grande X,

Cara,

Eu imagino o que deve ser ter um blog descompromissado, e de repente aparece o editor de um site como o MSM e publica como artigo sério o que originalmente era apenas mais um post.
Deve incomodar um pouco mesmo. Mas a verdade é que o pessoal tá gostando mesmo dos seus artigos, e eu, sinceramente, já previa isso. Você também acaba tecendo bons comentários sobre fatos e notícias a respeito dos EUA que aqui no Brasil simplesmente não aparecem, o que também é muito positivo.

Gostei dessa imagem nova na 'head' do blog. Um 'x' forte. Lembra a bandeira dos Confederados, hehehe. Ficou legal mesmo.

Qualquer coisa, tô às ordens. É só me escrever: edsoncamargoalves@hotmail.com

Abraço!

ps- não precisa publicar esse comentário.

Marcio disse...

Aí Mr. X!!! somente bocós e puxa-sacos-politicamente-corretos precisam da aprovação da sociedade, pois é a sociedade que precisa de exemplos de sinceridade, coragem e de pessoas que mantenham a postura moral (sem bom-mocismo ou puxasaquismo), e isso, facilmente encontramos aqui no seu blog.
Há sinceridade no seu texto e acredito que é por isso Mr. X, por sua sinceridade que o Sr. está sendo publicado no MSM e não por defender isto ou aquilo... Parabéns e obrigado...

DD disse...

Continue, X. E continuarei (-emos?) aporrinhando você.

Abraço.

Chesterton disse...

Ontem vi finalmente Pandora, um alta definição na casa de um amigo. Não era 3d, mas gostei dos efeitos.
Agora, a tecnologia de fazer o avatar, clonagem misturando DNAs, não seria mais factível que robots? Hein,hein?
Bom, o filme me pareceu um bangue-bangue do século 22, e se o Cameron tentou fazer alguma apologia à floresta amazônica, ou aos indígenas desse contineten, eu tiro na água, pois em comparação com os azuizinhos, nossos índios são bem mixurucas.

Anônimo disse...

recebi no email

http://yfrog.com/08esquerdaj

Didi Iashin disse...

Actroides ...???
O pessoal das novelas da Globo começam a se desesperar ....

Conheço gente que faz o curso de filosofia do Prof. Olavo e não os acho bobões ou coisa parecida. Só pelo fato de ele mandar os alunos aprenderem a ouvir sinfonias (principalmente a 5ª de Beethoven)como reforço de estudo, dá o que pensar. Gosto do cara, gosto do MSM, gosto do Mr. Equis.

Anônimo disse...

... e Woland, manda: Sou fã do James Cameron mas ele exagerou no caso da Belo Monte. Meu medo lá não é ecológico. É o mesmo com Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016 ! É "corrupPTológico" ! E ele não deu as caras no seu "quintal", lá no Golfo... Nem Madame Sigourney, a oitava passageira !

Chesterton disse...

quem é, afinal, o Cameron? Que que ele fez alénm desse filme para merecer essse oba-oba?

Anônimo disse...

... e Woland escreve: Pô... Titanic... Alien, o oitavo passageiro... True Lies... O Abismo... Piranhas II e Governator of Future 1 e 2 ... O cara é bom.

Mr X disse...

Peralá, o Alien o 8o. passageiro é do Ridley Scott. Cameron fez o inferior Aliens II.

E Piranhas II... bem...

Sei lá, pra mim ele não é muito diferente ou especial.

Mr X disse...

Se bem que o True Lies era legal. Curiosamente era remake de um filme francês.

c* disse...

true lies é remake de "la totale" de claude zidi, uma comédia tipo cassoulet bien gras, tipicamente francesa ! true lies bem melhor...

em geral, os remakes americanos nao tem muito a ver com o original; por exemplo, a versao de "les diaboliques" de hg clouzot, obra prima em preto e branco de 1955, foi transformado em "diabolique" com sharon stone e isabelle adjani ( que até hj tem vergonha de dizer que participou dessa palhaçada )

http://www.youtube.com/watch?v=FNBo-jkPr6c

Mr X disse...

Os franceses em geral sao pessiimos pra comedia.

Beto disse...

Olá Mr. X. Olá, amigos do blog.

Mr. X, volta e meia eu olho seu blog, muitos temas interessantes. Eu só não posto mais, por que estou com pouco tempo ultimamente, mas vc está entre meus favoritos.

Algumas considerações:

Fred Oliviera,

A direita não é "estadista" meu caro.

A direita é estadista naquilo que só o estado pode proporcionar atualmente com eficiência ou integralidade: saúde, educação, segurança, programas sociais e de distribuição de renda, estimulo e fomento de produção e desenvolvimento, regras econômicas. Ponto.

A direita sadia é a favor do livre mercado, concorrência ou liberdade econômica.
O liberalismo econômico e outros liberalismos não tem nada de antagônico com o pensamento direitista. De onde vc tirou isso?

O que a direita preza são além destes, os valores conservadores, o respeito à tradição e os costumes. Preza, mas não impede que se discuta eles.
Não é tão fechada quanto muitos supõem... pode ter certeza. FIQUE LONGE DOS ESTEREÓTIPOS.


Anônimo,6 de maio de 2010 14:37,

O MSM não é alienado.

É preciso entender que o MSM prefere comentar sobre certos temas específicos, ou mais restritos. Mas não impede de publicar textos de outras linguagens ou enfoques.

Tanto é que o próprio Mr. X. meio se espanta: pôxa, por que o MSM publica textos meus se eu "nem sou assim tanto conservador quanto gostaria?"

Por que o MSM, parece, não deixa de estar aberto ao pensamento e outras idéias.
Bastas que não sejam vigaristas. No Brasil existem muitas idéias vigaristas e muitos autores não se dão conta de quão vigaristas são elas. Nesse caso devemos desculpá-los um pouco.

Provavelmente vc não vai achar todas as respostas que vc procura só no MSM, ou vc vá concordar com tudo que ali está.

O MSM não é alienado, só não abre o leque das discursões a tantos temas assim que o façam perder seu foco.

Se vc gosta de outros assuntos, existem tantos fóruns de debate na internet. Claro, muitos são intragáveis... vc sai de lá, pior do que entrou. Sério.

Por isso que o MR. X é um local de debate agradável, pq abre outras possibilidades de diálogo sobre temas também muito interessantes.

Beto disse...

Walter,

Como vc diz, muitos leitores daqui foram leitores do MSM.

Bem, mas por que vc diz, "foram"?

Eu gosto de ler o MSM e leio aqui também, não vejo problema nenhum aí.

Não significa que leia TUDO que se escreve ali como aqui. Alguns posts não me atraem, não gosto.
Mas não há problema nenhum em admirar o MSM e o Mr.X.

Eu só fui parar aqui no Mr. X, porqe era leitor do MSM.
Mesmo que já conhecesse o Mr. X. de um tempo mais atrás, no PD, mas não conhecia este blog.

Walter, a liberdade não desperta ódio aos conservadores e liberais, ela desperta ódio aos socialistas e comunistas!

Basta um exemplo Walter:
Como os gays são tratados em Cuba, países totalitários, ou países islâmicos??
Vc tem notícia???
Será q não exisem gays lá??
Ou será que são fortemente reprimidos, presos ou mortos???

Agora, como eles são tratados em Países Democráticos e que respeitam a liberdade??

O que vale pros gays, vale também pros próprios islâmicos (q ironia), e outros grupos "ditos reprimidos" como negros, judeus, deficiêntes físicos e mentais, lésbicas, índios, (ATÉ ponho nesse grupo as mulheres, ou as causas das feministas; ou qualquer minoria que você imaginar.

Pode incluir qualquer religião que você imaginar ou alguma que você queira criar,
Protestantes, judeus, evangélicos, católicos, budistas, hinduistas, espiritas, cristãos sem denominação, ateus libertários, xintoístas, budismo tibetano, como são tratados em tese, nos paises socialistas ou comunistas??

Nas democracias e estados que respeitem a individualidade, sua liberdade não desperta ódio de ninguém.

Muita gente imagina, que gostar do Olavo de Carvalho e suas idéias, significa que compra TUDO o que ele gosta.
Ora gente, se o Olavão gosta de sinfonia de Bethoven e eu não gosto, eu vou catalogar o Olavão pelo gosto musical dele ou por sua filosofia?

Então quem admira o Olavão tem que aceitar tudo o que ele escreve sem direito à critica? Nem ele deve querer isso.

Precisamos não ter vergonha de reconhecer os méritos dos outros.

####

Mr. X, desculpe se fiz comentário em forma de resposta aos colegas, e se ficou grande, mas achei necessário apontar os equívocos.

Como escreveu o Márcio, seus textos devem estar no MSM por sua qualidade e sinceridade.

Abração

Walter disse...

Beto,

Em conservadores, liberais, socialistas e comunistas, sim a liberdade desperta ódio em todos, quando se fala em abolir o estado todo mundo acha absurdo, entre outras questões, não estou falando aqui de direito de gays e tal, porque esses não devem ter nenhum direito a mais, não se trata disso aqui, só digo que quando se trata de liberdade, é algo que pode unir até os tais conservadores e comunistas em um time de amigos. Mas não vou mais me estender sobre a questão, nem vale a pena.