sexta-feira, 24 de julho de 2009

How not to get your ass kicked by the police

Há uma polêmica estes dias nos EUA sobre um professor negro (ou melhor, afro-americano) de Harvard, Henry Louis Gates Jr, o qual, tendo esquecido as chaves de casa, arrombou a sua própria porta de entrada. Uma vizinha observou a cena e, naturalmente, acreditando estar vendo um ato criminoso, chamou a polícia. Até aí tudo bem, um mero mal-entendido, certo? Errado. Quando o policial (branco) chegou, pediu os documentos ao professor, que negou-se a mostrá-los, primeiro tentando um carteiraço - "você sabe com quem está falando?", logo alegando racismo - "isto é só porque eu sou um negro na América!" - e finalmente gritando e insultando o policial. Foi preso por desacato à autoridade.

Seguiu-se uma longa polêmica sobre a questão racial que ainda está longe de terminar. Foi o professor vítima ou culpado? Até o afro-presidente Obama entrou na discussão, chamando a polícia local de "estúpida". Já a polícia afirma que apenas seguiu o regulamento e nada tem de racista. De mais a mais, é verdade que, como Obama sugeriu, negros e latinos costumam ser mais "assessorados" pela polícia do que branquelos. Mas também é verdade que cometem proporcionalmente mais crimes, o que justificaria a ação. A polêmica continua.

No fim das contas, toda essa confusão poderia ter sido evitada se Henry Louis Gates tivesse seguido estes simples conselhos de Chris Rock:



Aqui a versão com legendas em português. Valeu, Vítor!

17 comentários:

Vitor disse...

http://www.youtube.com/watch?v=0C2QoXkKlpE&eurl=http%3A%2F%2Fwww.orkut.com.br%2FFavoriteVideoView.aspx%3Fuid%3D7128736753800743873%26ad%3D1247342772&feature=player_embedded



Vídeo com uma legendinha sem-vergonha pra quem não entende inglês. Sugiro aquele em que o CR diz a diferença entre Black People e Niggaz. Se o professor tivesse agido como Black People não teria sido sido preso. Foi querer pagar de Nigga e aê se deu mal....(palavras de um cara que já tomou sacode da PM brasileira!)

Anônimo disse...

Quando li um blogueiro americano afirmar que Obama não deveria se meter nos assuntos da polícia mesmo que houvesse um negro envolvido, pensei que se tratava de algum prisioneiro que tinha sofrido brutalidade ou um inocente acusado injustamente por ser negro.
Se ele tentou mesmo arrombar a casa e se recusou a fornecer documentos que esclarecessem-sem trocadilho- a situação, ele é culpado. Só em um Regime Capitalista, em que a educação não é levada a sério, esse tipo de pessoa pode ser professor universitário. É só mais uma das provas do fracasso da América e de sua incapacidade de se adaptar a um mundo em que-mais do que nunca- a Educação é importantíssima.
Tiago

Mr X disse...

Bem, pelo jeito a Educação falhou com você também Tiago, zero em História e Ciência Política.

Mas é claro, esqueço que como todo comunista que se preze, você mora em um país (supostamente) capitalista, em vez de um chiqueiro como Cuba ou Coréia do Norte.

De mais a mais, o professor esse é provavelmente da turma dos Politicamente Corretos, que são os marxistas atuais.

Chesterton disse...

Tiago é o Joseph Mário, absoluta certeza.

Anônimo disse...

O Politicamente correto-exceto como expressão para aprovar algo ortodoxo- não tem nada a ver com o Marxismo: a prova é que ele surgiu e se desenvolveu justamente nos países sob o controle da plutocracia. O Marxismo-Leninismo é a ciência que explica o desenvolvimento das sociedades humanas e como modificá-las para maximilizar a liberdade e o bem-estar. O "politicamente correto", por sua vez, é um sintoma da decadência da burguesia, que tendo perdido seu caráter progressista e se tornado objetivamente reacionária, resolve apelar para o subjetivismo e para o sentimentalismo como forma de disfarçar sua situação de classe e impedir a mobilização do Proletário. O Politicamente correto nada tem a ver com o Proletariado: é uma arma da Burguesia e em muito pouco difere em seus dogmas de outras armas burguesas como o nacionalismo e a Religião. É só mais "ópio do Povo".
Tiago

Vitor disse...

Servimos bem, para servirmos sempre!

Vitor disse...

"O Marxismo-Leninismo é a ciência que explica o desenvolvimento das sociedades humanas e como modificá-las para maximilizar a liberdade e o bem-estar"


UAHUAHUAHUAHUAHUAH!!!!

Vitor disse...

Ah, não fui eu quem legendou. Apenas repassei o link.

Paulo Tamburro disse...

MR X, estou conhecendo seu blog , hoje e gostei do que ví.

Quanto sua postagem , digo que o racismo, a violência e torta de cereja, são absolutamente, uma diabólica tríade do povo norte -americano.

Marcas registradas.

A própria eleição do Barack Obama, foi uma clássico e indiscutível ato de racismo.

Explico: Enquanto a nação nadava em dólares valorizados e a crise imobiliaria ainda não timha desabado na cabeça deles, só os brancos eram eleitos.

Ultimamente, elegeram o Clinton que até se dava ao luxo de no Salão Oval da Casa Branca deixar-se boquetear pela encantada estagiária, Monica Lewinsk, no horário de expediente nornal.

Só Hillary, tal qual Lula, negava a evidência.

Depois ,colocaram sentado na cadeira presidenciasl, um cara que disse que o Iraque iria destruir o mundo com suas hiper-potentes armas quimicas, capazes que queimar até os pentelhos dos habitantes da Groelândia.

Quando a nação entrou na bancarrora pensaram:

-" Quem colocaremos para segurar esta merda que ainda vai se espalhar muito mais?"

Um negro!

E se espalhou, tanto que até o Brasil hoje, entope o FMI de dinheiro, e o Obama é obrigado a chamar lula de :O cara !

Lógico, colocamos um negro ,ele vai quebrar a cara e nós confirmamos a teses dos nossos ancestrais:

- Viu esta raça, realmente, não seve prara nada.

E desde a derrota do General Custer - o militar que dizimou os pele vermelhas, e que às margens do Rio Little Big Horn, foi devidamente, mandado para o inferno, pelos chefes Sioux que restaram, Touro Sentado e Cavalo louco - os EUA não tem a oportunidade de verem um "ídolo nacional" ser devidamente, defenestrado como será Barack Obama.

Não sou vidente, mas muito menos um imbecil.

Anônimo disse...

"O Politicamente correto-exceto como expressão para aprovar algo ortodoxo- não tem nada a ver com o Marxismo: a prova é que ele surgiu e se desenvolveu justamente nos países sob o controle da plutocracia."

E o marxismo nasceu onde?

Cfe

DD disse...

Curiosamente, ninguém se escandaliza quando o Alan Keyes vai preso...

Chesterton disse...

Tamburro, essa sua tese é absolutamente hilária! Verossimel (coloca o negão e põe a culpa toda nele) mas absolutamente fora da realidade dos fatos.

markus disse...

salve grande Mr dá uma lida nisso:
http://blog.estadao.com.br/blog/guterman/?title=um_assunto_sem_a_menor_importancia&more=1&c=1&tb=1&pb=1

Anônimo disse...

Em parte o "Tamburro" estará certo em relacionar a qualidade dos eleitos aos problemas existentes mas discordo da maneira como o fez, pois toca a K7 do plano mancomunado duma dominação tirânica.

O simples fato do Obama ser negro não favoreceu em nada sua eleição pois se muitos o apoiaram pela sua cor outros tantos deixaram de votar nele por esse mesmo motivo.

O que constituiu novidade foi o conjunto de "qualidades" que esse político personifica: novo, fora do establishment, de uma cor diferente da habitual, com um discurso de esperança fora do usual que se espera de um político.

Essa ansia por novidade por causa do esmorecimento da confiança depositada no sistema político até a data é apenas um sinal de como vai a sociedade nos EUA: a espera por um D. Sebastião que irá resolver todos os problemas existentes...

Cfe

Chesterton disse...

Obama é um fantoche, ponta-de-lança de um grupo econômico. Mais nada. Não tem luz própria.

Mr X disse...

Interessante a teoria do Tamburro, acho que vou fazer um post a respeito, hihihi.

Mas Obama está perdendo popularidade rápido, e o plano de saúde já está naufragando.

Abs!

Anônimo disse...

O Brasil é um PUTEIRO

Para todos aqueles que se revoltam com esse país.....
Para aqueles que acham o povo brasileiro, o mais estúpido; que vê nossos representantes apropriando-se de nosso dinheiro e ainda acham engraçado; que basta a merda da seleção de futebol jogar que esquecem de tudo, aliás, "o que importa é ver o Brasil na copa".

Enfim, todos aqueles que acham nosso país um verdadeiro puteiro, um lugar marcado pela desordem, retrocesso, corrupção, marginalização......