quarta-feira, 23 de setembro de 2009

A nova aristocracia

O Secretário de Energia de Obama criticou os americanos por seus hábitos de consumo energético, dizendo que "são como adolescentes". Assim sendo, decidiu que o Governo é quem vai controlar o que eles podem e não podem usar - e vai fazê-lo do único modo que o Governo sabe, com impostos punitivos.

Contraste isso com o comportamento da First Lady Michelle Obama que, ao descobrir com horror que não tinha mais couve orgânica italiana em casa, decidiu ir comprá-la ela mesma. Em uma operação cuidadosamente planejada, a Casa Branca mandou fechar três ruas de Washington D.C. e uma estação de metrô, chamou a polícia com seus cães farejadores de bombas para inspecionar o local, não esqueceu ainda de avisar dezenas de repórteres, e, embora o mercado ficasse a poucas quadras, a moderna Maria Antonieta saiu em uma limusine escoltada por mais de sessenta carros (!) do serviço secreto e da polícia.

É claro que ela poderia ter enviado um estagiário, mas com isso perderia toda a publicidade e não poderia mostrar ao povão que ela é apenas uma dona-de-casa como outra qualquer...

Não se sabe quantos milhares de dólares do contribuinte e quantos "créditos de carbono" foram gastos para que a Cleópatra Negra pudesse ter sua salada. Salad days, indeed. (Mas nada de chamá-la de "adolescente".)

Essa é a mentalidade dos Novos Aristocratas progressistas que querem criar um Governo Mundial: tratam o povo cada vez mais como criança, mas não se submetem jamais às mesmas regras da ralé.

"Não tem pão? Que comam bolo, ora!"


Michelle Obama

13 comentários:

Cláudio disse...

Racista! :-D

Mr X disse...

E troglodita... ;-)

John Sidney McCain III disse...

Fofoqueiro! :-)

hesterton disse...

Hilário. Ou hilária era a Clinton?

rgbrand disse...

blog babaca, medíocre, mentiroso e por isso com meia dúzia de comentários por post. É a cara dos fascistas na internet: tentam aproveitar o anonimato que a rede oferece para espalhar mentiras. Anote bem: você, seja lá quem for, vai perder todas até o fim da sua vida miserável. A crise econômica não chegou nem chegará ao Brasil, exatamente como previra o presidente Lula e os números agora comprovam; Zelaya voltará ao poder ; Obama passará que nem um trator por cima desses 60, 70 mil racistas (curioso, não vi nenhum negro na "manifestação"... e olha que os negros são 70% em Washington) aí da praça, aprovando a estatização da saúde e a taxação dos ricos; e a Dilma será eleita

Barbosa da TV Pirata disse...

Uau.

Mr X disse...

Hã...?

Cláudio disse...

HueHueHueHueHue...

John Sidney McCain III disse...

Sai um Haldol, urgente!

DD disse...

Como vocês, esquerdistinhas, são pouco originais, hem, Rgbrand? Sempre se arvorando nessa superioridade fingida, vagabunda, a repetir os mesmos slogans e os mesmos insultos de sempre.

Mas dou-lhe razão: tudo isso que você disse vai mesmo acontecer. Eu não duvido de nada disso, e acho que o pessoal que posta comentários por aqui é da mesma opinião.

Da C.I.A. disse...

ModoRetardadoOn:
Racista, racista, seja queimado em praça pública! Típica direita raivosa...
ModoRetardadoOff:
Bem que ela podia ter comprado uns pepinos, assim o Arnaldo Jabor poderia ter mais orgasmos ainda com a primeira dama.

J.Wollvsttaven disse...

Mr. X,

Cada um que "lhe" aparece por aqui, hein?

Grande abraço.

Anônimo disse...

No futuro, não haverá alimentos orgânicos e muito menos com agrotóxicos! Com os avanços da bioinformática e da biosíntese artificial, todos poderão construir geneticamente o próprio alimento de acordo com as suas necessidades fisiológico-metabólicas! Todos terão estufas ultra-automatizadas e controladas por sistemas computacionais inteligentes dentro da própria casa onde poderão cultivar os mais variados tipos de alimentos usando técnicas hidropônicas! Teremos do tomate hidropônico à maconha hidropônica!