quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Os macacos somos nós

Não sei se alguém aí assistiu ao "Planeta dos Macacos: A Origem". Não se preocupem, não vou contar o final. O filme é bom, ao menos bastante mais interessante do que eu esperava, mas talvez apenas porque eu esperava muito pouco. Porém, uma coisa chama a atenção no filme, especialmente em contraposição ao filme original com Charlton Heston: nesta história, o personagem principal, e herói do filme, é um macaco.

Os atores humanos pouco se destacam. Alguns, como a namorada do cientista (a bela atriz indiana, Freida Pinto, pelo nome, de origem portuguesa), fazem pouco mais do que figuração. A grande personagem do filme, seja em termos narrativos, seja no aspecto técnico (o ator Andy Serkis filmado com a técnica de motion capture e recoberto com alguns dos melhores efeitos especiais já realizados), é certamente o chimpanzé inteligente, César. Por mais que o principal personagem humano tenha o drama com o pai com Alzheimer e um conflito ético sobre experimentos científicos, etc. tudo isso mal chega a nos tocar. Simpatizamos e preocupamo-nos é com o macaco.  

Assim, enquanto no filme original a degradação dos humanos era vista como algo terrível, e torcíamos por Charlton Heston, neste filme a destruição da humanidade é vista como algo, se não positivo, ou ao menos neutro. Os humanos não parecem nem mesmo lá muito inteligentes; os símios, mesmo antes de tomarem a droga mágica que aumenta o QI, parecem superá-los ou ao menos igualá-los em inteligência: enfrentam policiais incompetentes, cientistas trapalhões, cuidadores de animais sádicos e imbecis, e mesmo o suposto cientista herói da história é meio panaca: até a namorada o macaco é que precisa arranjar para ele.

No filme, os macacos estão certos em vingar-se dos humanos; e a narrativa é construída de tal forma que torcemos por eles. Nesse aspecto, é um pouco similar ao bom District-9, em que os repulsivos alienígenas terminam virando os verdadeiros heróis da história, ou ao ruim Avatar, com seus nobres selvagens azuis.

Poderia ser uma metáfora sobre a imigração, sobre o capitalismo, sobre o fim da civilização Ocidental? Alguns blogueiros americanos meio primários estão realizando a básica comparação entre a história do filme e conflitos raciais. Mais de um comparou o quebra-quebra final dos macacos no filme com os distúrbios londrinos. A comparação, embora tentadora, é equivocada. O filme original, realizado não por acaso em 1968, tinha muito maior ênfase no aspecto racial, evocado até mesmo pela divisão entre os próprios símios. A versão recente ignora o aspecto quase que totalmente, e até coloca um afro-americano como um dos principais vilões (um capitalista apenas interessado no lucro, é claro). Chefe negro, namorada indiana: o mundo que está sendo destruído já é o mundo multicultural. 

Sim, o tema anticapitalista está presente, mas está longe de ser o pecado original que leva à perdição. A ciência sem ética tampouco parece ser a culpada da desgraça, e o cientista não é nenhum Dr. Frankenstein. Ele tem um motivo nobre: curar o Alzheimer e salvar o seu pai. Poderia haver melhores intenções?

Não, o recente filme é apenas mais um na longa lista que retrata a humanidade em geral como uma corja de parasitas que não merece sequer viver no planeta -- talvez o ápice dessa tendência misantrópica e fatalista possa ser vista no documentário "A vida após as pessoas", que celebra um mundo desprovido de seres humanos. 

Por sinal, ao contrário do filme original com sua impactante cena final, neste filme a vitória dos símios e mesmo a possibilidade de extinção humana são retratadas sem qualquer tipo de pathos, como se se tratasse de alguma outra espécie que não a nossa: assistindo ao filme, viramos macacos; estamos do lado deles. Os macacos somos nós.

O paradoxal é que é justamente o elemento o que nos faz ter empatia com César são as suas características humanas ou quase-humanas. Simpatizamos com o macaco porque ele tem sentimentos humanos -- e por isso apoiamos sua luta que fatalmente terminará com a submissão dos humanos aos orangotangos e chimpanzés.

É esse aspecto paradoxal o que torna o filme mais interessante do que uma mera fábula sobre a "libertação animal": é, afinal de contas, a história de um macaco que vira humano (e nesse sentido é um pouco parecido com o conto de Kafka "Informe a uma Academia"); e é pelos macacos serem "humanos" ou ao menos "quase-humanos" que o seu tratamento e seu desejo de rebeldia se tornam mais ambíguos.

121 comentários:

Chesterton disse...

Pois é, mas tem um porém no filme. Hoje em dia um macaco de 1 ano de idade já é mais inteligente e mais capaz que um humano de 1 ano de vida. No filme há menção ao macaquito-bombado desde 1 ano de idade blá, blá, b lá....

Mr X disse...

Mas eles não evoluem muito mais. Acho que os macacos mais inteligentes só chegam à inteligência de uma criança de 7 ou 8 anos. Se bem que dizem que a gorila Koko tinha um QI de 80-90, maior do que o de muitos humanos, será?

http://www.youtube.com/watch?v=Pmuu8UEi2ko

Mr X disse...

Outro aspecto do filme que não cheguei a comentar, mas é algo que parece ter virado moda em Hollywood recentemente: o cientista como um cara jovem e bonito (e às vezes até como mulheres gostosonas). Até há pouco, nos filmes o cientista era um nerd, quando não um velho excêntrico, tipificado pelo "Doc" de "De volta para o futuro". Se também era um estereótipo, era com certeza mais plausível.

(Por outro lado, a cientista que estuda Koko e que pode ser vista no documentário linkado acima é uma jovem loira bem bonita, ou era na época do filme)

Kryptonita disse...

Uma paródia da Criação: o bondoso Deus-Ciência e seu Adão-César. A inteligência trazendo os bons sentimentos - puros, originais, primevos. A corrupção pela velha ordem. A justa ira. A destruição. Sabedores ou não, produtores e roteiristas são gnósticos. Love is in the air, certo?

(Viajei?)

Anônimo disse...

Entendo nesta nova versão o seguinte: o macaco é o "pobre e humilhado operário", o macaco esperto é o "pobre e humilhado operário que foi iluminado pela consciência leninista/maoista" depois de perceber como seus iguas são mal tratados pelos malvados "bramcu duzói azú", daí parte para a revolução comacaconista que vai libertar os seus do julgo dos "brancu malvadus" para transformar a terra em um lugar mais "bão" de viver sem o capitalismo distruidor...uma fábula esquerdopata, em poucas palavras. Hollywood anda adorando isso.

Mr X disse...

Não vi essa alegoria comunista tão escancarada (até porque isso quer dizer que os esquerdistas e as massas oprimidas são um bando de chimpanzés), mas li críticas (aprovando) de alguns comunistas dizendo que a mensagem é essa mesma, então, talvez seja.

Uma coisa que achei irreal no filme é que os macacos não são tão violentos; mesmo durante a rebeldia, só matam os mais malvadões mesmo, perdoando os outros.

Ora, chimpanzés de verdade são extremamente violentos, mordem o rosto, arrancam as orelhas, etc. Acho que o filme ganharia força, mostrando os macacos não apenas como vítimas inocentes.

Anônimo disse...

Por sinal, ao contrário do filme original com sua impactante cena final, neste filme a vitória dos símios e mesmo a possibilidade de extinção humana são retratadas sem qualquer tipo de pathos, como se se tratasse de alguma outra espécie que não a nossa: assistindo ao filme, viramos macacos; estamos do lado deles. Os macacos somos nós.
.
.
de fato, é desta maneira que a maioria dos brancos sentem em relação a si mesmos;são brancos de alma negra,que clamam pela sua propria extinção!

Mr X disse...

Ao contrário, são brancos de alma branca. Por alguma razão, brancos adoram filmes apocalípticos que terminam com a destruição do mundo. Será culpa branca, desejo de suicídio? Vai entender. Não canso de ver europeus nativos amigos meus indignados contra os (poucos) partidos que tentam limitar a imigração estrangeira à Europa ou deter o avanço dos costumes muçulmanos. "Racismo!", gritam, sem entender que os imigrantes também sabem ser bem racistas quando querem.

Felipe Flexa disse...

Freida Pinto é indiana. Deve descender do pessoal de Goa.

Chesterton disse...

Bem verossímil essa interpretação "marxiana" dos primatas ...

Kryptonita disse...

Em um dos trailers, eles fazem o trocadilho evolution/revolution ...

Mr X disse...

Se essa foi a intenção, é tosca demais. Até por que não existe sociedade menos igualitária do que os chimpanzés, eles estão sempre brigando. E comparar as massas proletárias ou os terceiro-mundistas com macacos não é lá muito lisongeira. Para os macacos, é claro. Ah ah.

Mr X disse...

Eu quis dizer "lisonjeira".

Mr X disse...

Já que foi tema pouco atrás: será que Darwin teria gostado desse filme?

Kryptonita disse...

Darwin não gostaria, porque se via no ápice da cadeia alimentar. Mas teria que engolir molinho - ou arranhando. Os fundamentos de sua teoria estão aí. Em um mundo sem culpa nem perdão, onde o humano é uma mera posição entre bichos na luta pela sobrevivência - reduzido aos seus instintos, sem certo e errado, com valores de ocasião, sem absolutos, como gostam de dizer - o resultado é esse aí.

Chesterton disse...

Darwin era racista e acreditava que os africanos eram parentes maism próximos dos chipanzés que os brancos.

Anônimo disse...

"Darwin era racista e acreditava que os africanos eram parentes maism próximos dos chipanzés que os brancos."

Não sei se dá para dizer que isso era racismo da parte dele. Ao menos não no sentido que o termo tem hoje.

Talvez essa fosse uma conclusão bastante "óbvia" naqueles tempos.

Chesterton disse...

Não é que Darwin não fosse racista, mas que o racismo era aceito como natural.

Mr X disse...

O que é ser racista? Acreditar em diferenças raciais, ou odiar uma ou mais raças diferentes da nossa?

A teoria de Darwin prevê grupos humanos em diferentes estágios de evolução. Não vejo isso como tão polêmico: curiosamente, recentemente descobriram que somos parte neandertal, e que os polinésios são em parte denisovanos. Isto é, o homo sapiens se misturou com outras espécies de humanos hoje extintas. (Só homo sapiens sapiens é humano, ou os outros também eram?)

http://www.livescience.com/16171-denisovans-humans-widespread-sex-asia.html

Anônimo disse...

Olhem essa história:

http://www.estadao.com.br/noticias/geral,governo-lamenta-morte-de-bolsista-de-intercambio,777010,0.htm

Rovison disse...

X, para a totalidade dos esquerditas e uma grande parcela dos liberais e conservadores acreditar em diferenças raciais inatas já é considerado racismo.

Rovison disse...

O pensamento politicamente correto que domina o Ocidente atualmente não admite em hipótese nenhuma a ideia de que há diferenças de QI e de outras habilidades entre os diferentes grupos raciais. Por exemplo, falar em desigualdade de inteligência entre negros e brancos é algo absolutamente proibido.

Chesterton disse...

Não Rovison, racismo é apoiar o estado (ou outras instituições) quando este dá privilégios para uma determinada raça.
Raças são diferentes, por exemplo, os negros são atleticamente superiores ao Rovison, que é supostamente branco. Essa simples constatação não é racismo.
Agora, proibir que negros joguem futebol contra brancos é racismo.

Chesterton disse...

Por exemplo, falar em desigualdade de inteligência entre negros e brancos é algo absolutamente proibido.

chest- por mais que você não goste, Rovison, isto tambem é racismo.

Chesterton disse...

que fique claro, a interdição do debate é racismo.

Rovison disse...

Chesterton, concordo com vc que negros em geral são atleticamente superiores aos brancos e, no meu caso específico, até a maioria dos brancos é fisicamente superior a mim. Agora, quanto ao seu conceito de racismo concordo com ele, porém não é a definição adotada pela maioria das pessoas, especialmente, dos esquerdistas. Para esse pessoal a simples menção de que as raças possuem habilidades físicas e intelctuais diferentes com certas raças sendo melhores em algumas habilidades que outras já é considerado racismo e, portanto, deve ser condenado por todas as pessoas de bem.

Chesterton disse...

se você se preender às definições do adversário perde o debate antes de começar.

Bárbara disse...

Ninguém sentiu minha falta????

Seus escrotos!!!
kkkkkkkkkkkkkkk

>"os negros são atleticamente superiores ao Rovison, que é supostamente branco."

São adaptadas para explosão rápida de energia, mas não para exercícios prolongados.

Os músculos e a gordura em negros são entrelaçados o que dá a impressão de que eles tenham mais massa muscular, nos Brancos a gordura fica em cima da massa muscular o que dá a impressão de músculos fracos, mas o curioso que nas competições de homens mais forte do mundo, quase todos os ganhadores são Brancos ou mestiço com forte presença de sangue Europeu.

Negros são melhores nas corridas, panturrilha e tornozelo designados de forma diferente, fora pernas mais longas.

Brancos são melhores nadadores, tronco maior, mais gordura corporal e ossos mais leves.

Amarelos são melhores em esportes como tenis de mesa (reflexos mais rápidos e melhor coordenação motora)

>"falar em desigualdade de inteligência entre negros e brancos é algo absolutamente proibido.

chest- por mais que você não goste, Rovison, isto tambem é racismo."

Comece falando do racismo escancarado de seus amiguinhos judeus, que usam e abusam de suas mídias para falar sobre sua superior inteligência.

>"racismo é apoiar o estado (ou outras instituições) quando este dá privilégios para uma determinada raça."

Peraí???!!!
Rovison, me ajude!
Quando nós falamos sobre a superioridade intelectual branca, a qual estado nós estamos apoiando???

>"proibir que negros joguem futebol contra brancos é racismo."

Só isso? Se vc mesmo considera que há disparidades com vantagens a um grupo, em detrimento de outro, não seria mais justo segregar, ou seja, deixar que negros joguem só com negros e brancos só com brancos?

Mr X disse...

Fazia tempo que não ouvia ninguém falar em "amarelos", ou achando que só dominam o ping-pong. Ao assistir os Jogos de Inverno fiquei surpreso com a predominância de asiáticos em vários esportes.

Mr X disse...

Ah: senti sua falta sim, Bárbara. Agora vai lá e chama o Augusto Nascimento também.

Chesterton disse...

Comece falando do racismo escancarado de seus amiguinhos judeus, que usam e abusam de suas mídias para falar sobre sua superior inteligência.

chest- mas o Rovison é que se acha mais inteligente que outros. Os judeus acho que são mais esforçados, mais dinâmicos, mais estudiosos e por isso se destacam em ciências e outras áreas. Mas sim, há judeus racistas, como negros racistas, e mulheres confusas (rs)

Só isso? Se vc mesmo considera que há disparidades com vantagens a um grupo, em detrimento de outro, não seria mais justo segregar, ou seja, deixar que negros joguem só com negros e brancos só com brancos?

chest- pô, Bárbara que argumento é esse? Ta com medinho? Ou tá querendo um jarbas cor-de-ébano?

Chesterton disse...

http://pajamasmedia.com/rogerlsimon/2011/09/24/bibi-grows-up-and-other-thoughts-from-the-united-nations/

chest- alguem tem que reagir....

Mr X disse...

Bárbara,
Leu a notícia sobre a mistura entre homo sapiens x neandertal x denisovanos? Queria saber o que achou, sério.

Mr X disse...

Como é esse negócio de estado palestino então? Agora sai?

Chesterton disse...

Ladies and gentlemen, in Israel our hope for peace never wanes. Our scientists, doctors, innovators, apply their genius to improve the world of tomorrow. Our artists, our writers, enrich the heritage of humanity. Now, I know that this is not exactly the image of Israel that is often portrayed in this hall. After all, it was here in 1975 that the age-old yearning of my people to restore our national life in our ancient biblical homeland -- it was then that this was braided -- branded, rather -- shamefully, as racism. And it was here in 1980, right here, that the historic peace agreement between Israel and Egypt wasn't praised; it was denounced! And it's here year after year that Israel is unjustly singled out for condemnation. It's singled out for condemnation more often than all the nations of the world combined. Twenty-one out of the 27 General Assembly resolutions condemn Israel -- the one true democracy in the Middle East.

Chesterton disse...

Today I hope that the light of truth will shine, if only for a few minutes, in a hall that for too long has been a place of darkness for my country. So as Israel's prime minister, I didn't come here to win applause. I came here to speak the truth. (Cheers, applause.) The truth is -- the truth is that Israel wants peace. The truth is that I want peace. The truth is that in the Middle East at all times, but especially during these turbulent days, peace must be anchored in security. The truth is that we cannot achieve peace through UN resolutions, but only through direct negotiations between the parties. The truth is that so far the Palestinians have refused to negotiate. The truth is that Israel wants peace with a Palestinian state, but the Palestinians want a state without peace. And the truth is you shouldn't let that happen.

Rovison disse...

Não concordo que haja leis impondo a segregação racial ou restringindo direitos de indivíduos de determinada raça, porém, acho que deveria ser permitido a qualquer grupo racial a auto-segregação, ou seja, cada grupo racial deveria ter a permição legal de não querer se amalgamar com indivíduos de outra raça. Assim como há muitos negros que não querem se misturar com brancos, também há muitos brancos que não querem se misturar com negros. Creio que num estado genuinamente liberal-conservador tais desejos deveriam ser respeitados.
Chesterton, não me considero mais inteligente que os outros. O que defendo é simplesmente a divulgação do fato óbvio de que as raças são naturalmente desiguais e que isto afeta o desenvolvimento de indivíduos e povos e que não nada que governos possam fazer para alterar tal realidade. Não prego ódio racial, não prego extermínio das raças intelectualmente menos afortunadas, não prego tratamento hostil para nenhum grupo racial, apenas não aceito essa mentira de que todas as raças têm as mesmas capacidades, o mesmo potencial de desenvolvimento. A realidade é pródiga em mostrar que tal tese não tem o menor fundamento.
Quanto aos judeus, admiro sua inteligência acima da média da população mundial. Sei que há judeus que não valem nada, que são uma vergonha para a humanidade, mas também sei que há muitos judeus que defendem os valores da civilização ocidental e que contribuíram muito para o desenvolvimento dela. A minha admiração vai para esses judeus.

Anônimo disse...

Ao contrário, são brancos de alma branca. Por alguma razão, brancos adoram filmes apocalípticos que terminam com a destruição do mundo. Será culpa branca, desejo de suicídio? Vai entender. Não canso de ver europeus nativos amigos meus indignados contra os (poucos) partidos que tentam limitar a imigração estrangeira à Europa ou deter o avanço dos costumes muçulmanos. "Racismo!", gritam, sem entender que os imigrantes também sabem ser bem racistas quando querem.
.
COMO DISSE POSSUEM A ALMA NEGRA .SE SENTEM NA PELE DOS "INJUSTIÇADOS",COMPRAM , COM PAIXÃO E ENTUSIASMO, SUAS LUTAS E IDEOLOGIAS ANTI-BRANCAS !

Anônimo disse...

"Não Rovison, racismo é apoiar o estado (ou outras instituições) quando este dá privilégios para uma determinada raça."
.
privilégios,tipo;negros são os que contribuem menos com impostos mas os que mais dão gastos ao estado!
.
por isto que a africa do sul era separada,para evitar todo este parasitismo!

Anônimo disse...

"Por exemplo, falar em desigualdade de inteligência entre negros e brancos é algo absolutamente proibido.
.
chest- por mais que você não goste, Rovison, isto tambem é racismo."
.
.
,
claro,se algo cientificamente comprovável destrói o mito da igualdade ,logo, esta verdade tem de alguma forma de ser censurada!

Bárbara disse...

>"Ah: senti sua falta sim, Bárbara. Agora vai lá e chama o Augusto Nascimento também."

Primeiro, deixe de hipocrisia. Não sentiu falta não. Depois, não sei onde está este verme. Espero que morto. E mesmo que soubesse, jamais contataria-o.

>"Leu a notícia sobre a mistura entre homo sapiens x neandertal x denisovanos? Queria saber o que achou, sério."

Eu acho tudo isso uma imensa putaria! Primeiro aparece algum cientistazinho dizendo que não há diferenças significativas no genoma humano entre um grupo e outro, que todos são H. Sapiens. Volta e meia aparece outro e diz que Eurasiáticos tem parte de Neanderthal. Logo aparace mais um e diz que não, não houve hibridismo. E por aí vai. De repente aparace outras espécies humanas extintas, depois outro sugere hibridismo, e assim caminha a humanidade.

De qualquer forma, eu adoraria ter certeza que tenho um pouco de neanderthal. Vou falar isso para minha vizinha. Ela vai pedir se este tal neanderthal era endinheirado.
kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bárbara disse...

>"Os judeus acho que são mais esforçados, mais dinâmicos, mais estudiosos e por isso se destacam em ciências e outras áreas."

Aff...

>"e mulheres confusas (rs)"
Não nego. Acho que sou mesmo.

>"pô, Bárbara que argumento é esse? Ta com medinho? Ou tá querendo um jarbas cor-de-ébano?"

Como assim? Quem é esse tal jarbas?
rsrsrsrs
Vá dormir Chest.

Chesterton disse...

Eu acho tudo isso uma imensa putaria! Primeiro aparece algum cientistazinho dizendo que não há diferenças significativas no genoma humano entre um grupo e outro, que todos são H. Sapiens.

chest- aqui concordo, cientista diz muita bobagem.

Mr X disse...

Bárbara,
"Imensa putaria" é mesmo a expressão. Essas mulheres sapiens que transaram com neandertais não tinham vergonha na cara mesmo eh eh.

Acho que a mistura entre sapiens, neandertalensis e denisovans parece provar que a miscigenação é um fenômeno natural, e que são necessárias medias extremas caso se queira combatê-la, como de fato tiveram que fazer nazistas e norte-americanos do Sul. Por outro lado, novas raças terminam surgindo da mistura, e a evolução ou seleção natural faz o resto.
(Quanto é que os europeus ganharam, e quanto perderam, com a mistura com neandertais?)

Daqui a um milhão de anos, ainda existirão raças, só que talvez sejam raças diferentes das de hoje. Isto é, se a humanidade como tal ainda existir, o que é bem duvidoso.

"Depois, não sei onde está este verme".

Que pena. Achei que estava no seu quarto. ;-)

Mr X disse...

Se bem que, no futuro, a manipulação genética de seres humanos é que talvez represente a verdadeira evolução. Será?

Chesterton disse...

Algumas mulheres tem atração por "neandertais" ainda nos dias de hoje....

Rovison disse...

Parce que os asiáticos do Extremo Oriente (japoneses, chineses e coreanos) não dão muito valor nesse negócio de miscigenação. Por que será, hein? Isto não é uma provocação e sim uma pergunta para a qual não tenho uma resposta consolidada. Outra coisa, pelo que sei, coreanos, japoneses e chineses não são muito chegados a pessoas de pele escura. Certa vez vi uma reportagem na TV na qual se mostrava a enorme preocupação que as mulheres coreanas têm em não pegar sol quando vão à praia para que a pele não fique bronzeada e na reportagem foi dito que isto se devia ao fato de que para os coreanos quanto mais branca for a pele da mulher mais linda ela é.

Bárbara disse...

>" Por outro lado, novas raças terminam surgindo da mistura, e a evolução ou seleção natural faz o resto."

Diga isto para este diabedo que fica pregando a miscigenação para acabar com o racismo.

>"Achei que estava no seu quarto. ;-)"

Poderia estar. Amarrado numa cadeira, se preparando para a próxima tortura. Não, nada sexual. Não tenho mal gosto para rapazes.

>" Se bem que, no futuro, a manipulação genética de seres humanos é que talvez represente a verdadeira evolução. Será?"

Quem sabe? Nesse caso muito provavelmente irá se perpetuar o ideal nazista. Numa pesquisa feita, a maior parte das mulheres (e também dos homens) confessaram ter o desejo que seus filhos fossem loiros dos olhos azuis, um tipo mais europeu. Mesmo os asiáticos e negroides gastam uma grana para se parecer com "nós".

>"Algumas mulheres tem atração por "neandertais" ainda nos dias de hoje...."

Antes fosse. Minhas amigas gostam é de um Homo Erectus (não, isso não foi um trocadilho. Me refiro a aparência física mesmo.)

>"quanto mais branca for a pele da mulher mais linda ela é."

Eu me informei há pouco tempo: Mongóis mesmo são os índios (sobretudo os do North America), malaios, filipinos, inuits,etc. Japoneses, coreanos são mestiços de mongóis e caucasoides. Agora a gente já sabe de onde eles tiraram a inteligência deles.

Rovison disse...

"Eu me informei há pouco tempo: Mongóis mesmo são os índios (sobretudo os do North America), malaios, filipinos, inuits,etc. Japoneses, coreanos são mestiços de mongóis e caucasoides. Agora a gente já sabe de onde eles tiraram a inteligência deles"

Obrigado, Bárbara, por mais esta informação. Os orientais podem ter muitos defeitos mas burros eles não são, sabem procurar o que há de melhor no mundo.

Bárbara disse...

>"Obrigado, Bárbara, por mais esta informação. Os orientais podem ter muitos defeitos mas burros eles não são, sabem procurar o que há de melhor no mundo."

Oh, yeah!

Achei aqui:

http://en.metapedia.org/wiki/Race

Olhe a legenda da segunda imagem.

Rovison disse...

Uma outra coisa que eu gostaria que alguém me explicasse: por que, excluindo os negros africanos, a imensa maioria das pessoas naturalmente tende a sentir mais atração por pessoas de pele branca do que pessoas de pele negra e no caso dos homens a quase totalidade prefere mulheres brancas para casar. O que explica esse comportamento quase que instintivo?

Rovison disse...

Bárbara, interessante esse trecho aqui:
"Since the 20th century, the concept of race and all of its attendant categories are undergoing deconstruction; that is, they are being nullified, with outright denial of the existence of race and the engaging of social engineering to accomplish this task. People the world over are being deracinated. Deracination comes from Marxism. Marxism is called International Socialism and carries with it inherently a deracination ideology. Deracination ideology makes up a large portion of political correctness.

Deracination ideology is about bringing about the culture necessary for implementing One World Government. Deracination ideology is set upon the destruction of national sovereignty which is a hindrance to One World Government."

Bárbara disse...

Neotenia, Rovison.

Pele clara é pele de bebê (ou pelo menos, na maior parte dos casos, todos os bebês tendem a nascer com a tez mais clara que seus pais ou o grupo étnico adulto ao qual pertence).
Assim, ter a pele mais clara sugere mais juventude, fertilidade, ou necessidade de proteção.

Sei lá, acho que é isso.

Rovison disse...

Parece que o marxismo está por trás de quase todas as deformações mentais produzidas na segunda metade do século XX.

Bárbara disse...

Sim, muito interessante mesmo.

Bárbara disse...

Marx não deve estar no inferno.
Satanás não deve ser tão tolo para aceitar criatura de tão baixa estirpe em seu castelo de horrores. Seu espirito deve estar entre nós, engendrando idéias estúpidas nas mentes alheias. Movendo as massas.

Rovison disse...

"Marx não deve estar no inferno.
Satanás não deve ser tão tolo para aceitar criatura de tão baixa estirpe em seu castelo de horrores. Seu espirito deve estar entre nós, engendrando idéias estúpidas nas mentes alheias. Movendo as massas."

Genial, Bárbara. Acho que ele deve estar vagando pelo Brasil já faz um bom tempo.

Bárbara disse...

>"Acho que ele deve estar vagando pelo Brasil já faz um bom tempo."

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Ele não perde tempo. Deve adorar as mulatas do Rio. Velho safado!!!

Rovison disse...

Acrescento: vagabundo e charlatão.

Rovison disse...

Bárbara, veja quanta hipocrisia. Mesmo aqueles brancos esquerdistas defensores radicais de cotas e vários outros privilégios para os negros, na maioria dos casos, preferem se casar com indivíduos não-negros.

Bárbara disse...

>"Mesmo aqueles brancos esquerdistas defensores radicais de cotas e vários outros privilégios para os negros, na maioria dos casos, preferem se casar com indivíduos não-negros."

Que é isso... Hipocrisia nada. É como eles dizem: é liberdade de escolha, é amor. E eles sempre amam os brancos. Uma ironia. Até o Tim Wise deve viver num bairro de brancos. E deve ser casado com uma branca.

O problema são os pais e mães de família racistas que não permitem que seus filhos brancos se casem e vivam com não- brancos. Estes sim, são extremamente perigosos.

Bárbara disse...

Ah, não. Parece que Tim Wise é casado com uma nigger.
Que seja muito feliz!

Rovison disse...

Outra coisa, Bárbara, por que será que jogadores brasileiros de futebol quando ficam ricos e famosos sempre escolhem uma mulher branca para namorar ou casar? Tanto faz se o cara é branco ou negro, a escolha é sempre a mesma. Gostaria que um anti-racista explicasse tal comportamento.

Bárbara disse...

Que é isso Rovison!?
Seu discurso é muito pretensioso!
Será que você não vê que estes pobres e ingênuos homens foram manipulados por um sistema que privilegia brancos, e que portanto oprime as demais raças, e deste modo impede que estas pessoas percebam a importância de manter a própria linhagem? Será que você não vê que os brancos estão tramando o embranquecimento mundial e estão usados suas mulheres em idade fértil (2% da população do mundo) para executar este maquiavélico plano???

Conhece esta prostitu... ops, esta maquiavélica mulher que faz parte deste plano?:

http://mbalbert0513.files.wordpress.com/2010/09/adrianakarembeu2.jpg

Ela se casou com este inocente jogador que nada sabe sobre o que há por debaixo dos panos.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Rovison disse...

Como é que pode uma mulher linda dessa se casar com um indivíduo como aquele. Se ela queria se casar com um negro, por que não escolheu um mais simpático. Que ela se cuide para não virar mais um número nas estatíticas de homicídios de mulheres brancas cometidos por negros.

Bárbara disse...

Aqui vai outro excelente artigo, para aqueles que acham que cabelos loiros, olhos claros e pele despigmentada, são simples adaptações ao ambiente, e nada indicam sobre tendências psicológicas e mentais da população em questão:

http://majorityrights.com/index.php/weblog/comments/the_evolution_of_blond_hair_and_blue_eyes_among_nordics/

Bárbara disse...

>"Se ela queria se casar com um negro, por que não escolheu um mais simpático"

Isso é verdade. Ela podia ao menos ter escolhido um mulato mais ajeitado. de qualquer maneira, ela trocou o sobrenome Sklenarikova, por Karembeu.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ai que burra! Dá zero pra ela!

Chesterton disse...

Outra coisa, pelo que sei, coreanos, japoneses e chineses não são muito chegados a pessoas de pele escura.

chest- daqui a pouco chegarão à conclusão que melanina entope os neurônios..(ai,ai,ai)

Bárbara disse...

>"daqui a pouco chegarão à conclusão que melanina entope os neurônios..(ai,ai,ai)"

Melanina eu não sei seu Dr, mas mielina em excesso provoca Tay - Sachs e Síndrome de Gaucher.

Chesterton disse...

sabem procurar o que há de melhor no mundo.

chest- e fazer o que com o pior? (na tua opinião)

Chesterton disse...

e falta de mielina causa o que?

Chesterton disse...

Aqui vai outro excelente artigo, para aqueles que acham que cabelos loiros, olhos claros e pele despigmentada, são simples adaptações ao ambiente, e nada indicam sobre tendências psicológicas e mentais da população em questão:

chest- mas as loiras não são burras?

Bárbara disse...

Leia direito seu míope!!

Falta não, excesso!

>"e fazer o que com o pior? (na tua opinião)"

Há muitas opções: escravize, expulse, coloque num campo de concentração, envie para a África...
kkkkkkkkkkkkk

Bárbara disse...

>"mas as loiras não são burras?"

Como se atreve????!!!
Olha aqui meu querido, eu posso até não ser culta e inteligente como deveria e gostaria de ser. Mas por ter pouca idade, e ter estudado em escola publica brasileira, eu ainda estou na frente de muita vad... garota qualquer aí.

Leia o artigo e faça uma crítica decente.
Aguardo.

Rovison disse...

Interessante o artigo que vc indicou, Bárbara. Gostei especialmente dos itens 2 e 6.

Bárbara disse...

Tá bom seu Dr. Acho que errei.
Não se trata de mielina, mas esfingolipidios. De qualquer modo, são substâncias lipídicas.

A falta de mielina, vc sabe melhor que eu, não se faça de besta, é Adrenoleucodistrofia. A doença do tal Lorenzo, do Óleo de Lorenzo, o filme com a Susan Sarandon.

Rovison disse...

The net effect would be to give the nation, the land, and the politics back to the true people, and that is the ultimate good.

Chesterton disse...

Há muitas opções: escravize, expulse, coloque num campo de concentração, envie para a África...
kkkkkkkkkkkkk

chest- que meiga, será seu destino quando os chineses dominarem o mundo.

Chesterton disse...

http://pt.wikipedia.org/wiki/Doen%C3%A7a_desmielinizante

Leia o artigo e faça uma crítica decente.
Aguardo.

chest- que artigo?

Rovison disse...

Se os europeus e norte-americanos continuarem com a sua política de imigração favorável aos não-brancos oriundos de países do Terceiro Mundo, não há outro destino senão a divisão do mundo entre chineses, russos e árabes.

Chesterton disse...

imigração pode ser negativa ou positiva, não há determinismo aí.
Os russos estão ficando escassos, muito provavelmente serão invadidos pelos chineses.
Árabes? Esses não dão conta nem de seus próprios problemas.

Bárbara disse...

> http://pt.wikipedia.org/wiki/Doen%C3%A7a_desmielinizante

Tá bom! Que seja!!!
Eu já me corrigi.

>"que artigo?"

Meu Deus homi!!!!

O artigo sobre "as loiras".

>"que meiga, será seu destino quando os chineses dominarem o mundo."

Podem vir quentes que estou fervendo, bando de olhos rasgados.
Não se esqueça que este é seu destino também.

>"não há outro destino senão a divisão do mundo entre chineses, russos e árabes."

Acha que é difícil aprender russo?
Ah, não se esqueça dos latinos americanos.

>" Os russos estão ficando escassos, muito provavelmente serão invadidos pelos chineses."

Hum.. esquece a ideia de aprender russo.

>"Árabes? Esses não dão conta nem de seus próprios problemas."

Mas que sabem se procriar como bactérias em solução de laboratório, isto eles sabem.

Rovison disse...

>"Árabes? Esses não dão conta nem de seus próprios problemas."

Mas que sabem se procriar como bactérias em solução de laboratório, isto eles sabem.

Boa essa, Bárbara.

Chesterton disse...

Não se esqueça que este é seu destino também.

chest- eswtou apreendendo mandarim.

Olha , a natalidade do mundo árabe não grande coisa não.

http://xrdarabia.org/2008/01/26/arab-fertility-rates-falling/

Anônimo disse...

Essa tal de Bárbara é...

Mr X disse...

Se só quantidade fosse importante, como é que os "judeus dominam o mundo", sendo apenas 1% da população mundial?

Mas os chineses são espertos sim. Eles têm o número e a inteligência. Acho que poderão mesmo terminar por dominar tudo. Os russos, não creio, é verdade que são os menos politicamente corretos do Ocidente (Rússia é Ocidente?), mas estão em semi-extincão também.

Falso que asiáticos do leste sejam misturados com caucasianos. Metapedia é a wiki nazista e não é muito confiável. Tenho links a respeito, depois vou passar.

Abs,

Bárbara disse...

>" eswtou apreendendo mandarim."

Com certeza eles vão te poupar por isso.

>"Olha , a natalidade do mundo árabe não grande coisa não."

No mundo árabe propriamente dito, talvez não, mas quando estão no Ocidente...

>"Essa tal de Bárbara é..."

Conclua, por favor. Fiquei curiosa.

>"Se só quantidade fosse importante, como é que os "judeus dominam o mundo", sendo apenas 1% da população mundial? "

E quem falou de dominar o mundo? Eu só disse que árabes vão preservar sua linhagem por muito tempo, visto a quantidade e fertilidade do grupo.

E não se faça de bobo. Vc sabe muito bem a representação judaica nos corredores do poder, das finanças, da mídia é espantosamente desproporcional para sua insignificante população no Ocidente.

>"Falso que asiáticos do leste sejam misturados com caucasianos."

VIDE:
http://www.youtube.com/watch?v=8Ovltesj0gY&feature=player_embedded

>"Metapedia é a wiki nazista e não é muito confiável. Tenho links a respeito, depois vou passar.

Abs,"

Vcs aqui só sabem é me atormentar. Parece que vieram para o Mundo só para me fazer sofrer (rsrsrs).

Passe logo os links.
Abs para vc também.

Rovison disse...

O problema é o seguinte: se o multicultarismo não for contido na Europa Ocidental e na América Anglo-saxônica, os povos nativos dessas regiões vão perder sua identidade étnico-racial e consequentemente o domínio cultural, econômico e político sobre seus territórios nacionais ou terão que formar governos de coalizão que tentem hamonizar os interresses dos dois grupos, seja qual for o cenário os brancos europeus e norte-americanos perderão o poder que têm hoje de influenciar e configurar a ordem mundial. Novos atores entrarão em cena e ditarão os rumos do mundo.

Augusto Nascimento disse...

Eu voltei aqui para falar que eu estive errado todo este tempo. Augusto Comte é idiota.
A raça branca é a raça superior.
Eu amo Hitler e Olavo de Carvalho!

Bárbara disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Desculpa aí gente....
Só tava tirando uma com a cara de vcs.

Quem sabe assim o Augustinho volte com toda a potência e a bateria renovada para deixar seus dias mais floridos.

Rovison disse...

O que aconteceu com o AN, Bárbara? Será que ele morreu ou estar tão ocupado lendo as obras de Augusto Comte que não tempo para ficar postando comentários de elevada erudição em blogs anti-esquerdistas?

Chesterton disse...

http://en.wikipedia.org/wiki/Otto_of_Greece

Chesterton disse...

http://en.wikipedia.org/wiki/Otto_of_Greece

Bárbara disse...

>"O que aconteceu com o AN, Bárbara? Será que ele morreu ou estar tão ocupado lendo as obras de Augusto Comte que não tempo para ficar postando comentários de elevada erudição em blogs anti-esquerdistas?"

Olha, Rovison, não duvido nada que tenha morrido. Acidentes acontecem o tempo todo. Vai que numa dessas...
Ou será que ele foi internado num hospício?
Bem, erudição ele tinha. Será que ele foi para Harvard?
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Seja o que for, abençoado seja aquele que se livrou dele.

> http://en.wikipedia.org/wiki/Otto_of_Greece

O que isso tem a ver com a conversa?

Mr X disse...

Espero que ele não tenha morrido não. Notei que ele estava um pouco estressado em seus últimos comentários. Pode que tenha tirado férias. Eu também preciso de férias.

Bárbara disse...

>" Eu também preciso de férias."

Vc disse isso não faz muito. Aliás, vc sempre diz isso. Tire logo estas férias, mas não esqueça de levar o laptop junto.

>"Espero que ele não tenha morrido não. Notei que ele estava um pouco estressado em seus últimos comentários"

Suicídio.kkkkkkkkkkkkk

Tá bom, eu confesso: Ele está aqui no porão da minha casa. Disse a ele que se comportasse bem e prometesse ficar calado, eu ia soltá-lo. Mas toda vez que lhe tiro a mordaça da boca ele começa: Augusto Comte provou que sequestro e tortura usados contra dissidentes políticos... Aí eu enfio um pedaço de pão guela abaixo e ele fecha a matraca.

Vou ver o que faço.

Chesterton disse...

mantenha-o no porão.

Bárbara disse...

>"mantenha-o no porão."

Pode deixar comigo.
Se bem que estava pensando em vendê-lo como escravo.

Anônimo Y disse...

"Conclua por favor, fiquei curisosa"

Curiosa?

Bárbara disse...

>"Curiosa?"

Sim, curiosa. Eu gosto de saber o que os outros pensam de mim, seja bom ou ruim.
Não sou uma boa cristã. Sou vaidosa.

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Diga logo ou te boto no porão com o Augustinho!!

Anônimo Y disse...

No porão, pode ser, mas com AN não!

Mr X disse...

Tem instrumentos de tortura no porão?

Chesterton disse...

Sim, curiosa. Eu gosto de saber o que os outros pensam de mim, seja bom ou ruim.
Não sou uma boa cristã. Sou vaidosa.

chest- uma maletinha.

Bárbara disse...

>"Tem instrumentos de tortura no porão?"

Nada especial. Estou usando alguns alicates por enquanto.

>"No porão, pode ser, mas com AN não!"
Se eu tivesse que tortura alguém, como vc por exemplo, que outra maneira melhor? Além do mais o coitado está precisando de companhia, alguém que possa ouvi-lo falar sobre o Augusto Comte.

>" uma maletinha."

Como assim???

É só para mim ou o blog mudou radicalmente? O que aconteceu X ?

Mr X disse...

Estou experimentando com uns novos formatos que o Blogger permite. Gostaram ou desgostaram? Posso voltar ao formato anterior.

Bárbara disse...

Bom, se o plebiscito tá valendo, vou dizer: Até que o modelo de apresentação dos posts, com os quadradinhos e tudo o mais é legal, mas eu ainda prefiro a versão antiga, ou alguma outra similar aquela.

Não dá graça ler assim ou comentar.
Vc só sabe me entristecer.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Augustinho não vai gostar, não é mesmo Augustinho? Cala essa boca!!! Depois te levo água.

Bárbara disse...

>"Até que o modelo de apresentação dos posts"

Exposição seria o termo correto, não apresentação.

Gente, quero uma ajuda de vcs (que humilhação, kkkkkkkkkkk).
Coloquem endereços de blogs que tenham posição contraria a teoria do Aquecimento Global, ou no caso, que queiram desmentir tal ideia.
Estou precisando, e quero recomendar a algumas pessoas.
Blogs em português, por favor.

Andem logo! Antes que eu morra!
Pare de se espernear Augusto!

Mr X disse...

Voltei ao sistema normal. O design com figurinhas era bonitinho, mas mais complicado mesmo pra ler ou comentar.

O único blog que conheço sobre o tema se chama justamente "A grande farsa do aquecimento global", ou agfdag:

http://agfdag.wordpress.com/

Mas deve haver outros. Por que a preocupação com o aquecimento, ou falta dele?

Bárbara disse...

Obrigado Mr.
O blog parece ser bom. Vou dar uma olhada. Na verdade, encontrei um, faz um tempo, e a burra aqui esqueceu de favoritar. Quero ver encontrar agora. Tinha a esperança que alguém aqui soubesse.

Por que? Nada demais. Só para causar barraco em certas mesas por aí. Sabe como eu sou, não é?

Seu blog fica melhor assim, Já tava ficando com preguiça de voltar e comentar.
Né Augusto?
Ele tá aqui do meu lado. Amarrado.
Vc quer deixar algum recado AN?
O que? Não, isso eu não vou escrever. NÃO! JÁ DISSE QUE NÃO!!

Alguém aqui quer deixar um recado para ele?

Anônimo disse...

Monsieur K

Aqui, Bárbara, bom proveito:
http://ecologia-clima-aquecimento.blogspot.com/

Quanto ao recado, mando lembranças para o AN.
Cadê o Gugu Comte nessas horas?

Só isso, chère. Apenas não deixe ele apagar logo durante a tortura.

Bárbara disse...

Estou surpresa!
Um gentleman entre nós.

Monsieur K, prazer conhecê-lo.

O site que vc passou, é justamente aquele que eu queria. Te juro!
Eternamente grata.

Mandarei lembranças para o AN.
Ele não apaga durante a tortura. Não chega a ser tão escroto.

Acho que estou apaixonada...
Desculpe Mr. Acho que teremos que cancelar o casamento.

Monsieur K me seduziu.

Rovison disse...

Bárbara, há um pequeno artigo no MSM sobre a farsa do aqueciemento global antropogênico. O link é este:
http://www.midiasemmascara.org/artigos/ambientalismo/12450-estudo-afunda-mito-do-aquecimento-global-de-origem-humano.html

Mr X disse...

Olá Bárbara!
Mas eu não quero casar, apenas ter filhos com uma ariana. Fazer a minha parte para manter o patrimônio genético etc. Que tal?

Sobre o tal aquecimento global, é muito simples, sempre surge uma nova teoria apocalíptica, antes era a superpopulação, depois foi o esfriamento global, agora o aquecimento, humm, a esta altura as pessoas já deveriam estar desconfiando, "epa..."

Mas como dizia o P.T. Barnum, "there's a sucker born every minute!"

Bárbara disse...

Rovison, muito bom artigo, vou imprimir. Obrigada pela atenção dada, mais uma vez.

>"Mas eu não quero casar, apenas ter filhos com uma ariana. Fazer a minha parte para manter o patrimônio genético etc. Que tal? "

Desgraçado! Depois que eu comprei o vestido e preparei tudo, vc diz que só queria "me alugar"? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Não faz mal. Vou ver como me viro.
Achei que quisesse ter filhos com uma judia "pura", para que seus filhos fossem brilhantes.

>"Sobre o tal aquecimento global, é muito simples, sempre surge uma nova teoria apocalíptica, antes era a superpopulação, depois foi o esfriamento global, agora o aquecimento, humm, a esta altura as pessoas já deveriam estar desconfiando, "epa...""

As pessoas não desconfiam de nada. Não existe falta de informação ou excesso dela, existem cérebros letárgicos.

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

"Choramos quando nascemos, porque chegamos a esse cenário de dementes"
Shakespeare

kkkkkkkk

Muito obrigada aos cavalheiros.

Bjos, Bárbara.

Chesterton disse...

Será que os caucasianos teriam o direito divino de estruprar a mulherada (rs)?

Bárbara disse...

>"Será que os caucasianos teriam o direito divino de estruprar a mulherada (rs)?"

Hã?
Como assim? Do que está falando?
Bom, depende o que você entende por caucasiano. Alguns dizem ser só os brancos europeus, alguns incluem os árabes e judeus.

Vcs viram o novo post do Dextra?
O que acharam? Teoria da Conspiração?

Mr X disse...

Estou meio preocupado com o Dextra. Daqui a pouco ele vai estar publicando William Pierce, David Duke, etc. Cada um, cada um, só que acho que perde sua individualidade e vira mais um blog neonazista.

Sobre o Talmud, minha impressão é que os judeus mais comunistas são justamente os que rejeitam a religião, os seculares ateus, e inclusive odeiam os judeus ortodoxos. Aliás, é curioso ver neonazistas muitas vezes apoiando judeus como Chomsky, Shahak, etc, que são os maiores comunistas do pedaço!

O fato é que até Israel está cheio de esquerdista e comunista propondo lá as mesmas coisas que em todo o resto do mundo: multiculturalismo, gayzismo, politicamente correto, etc. E países quase sem judeus estão também seguindo as mesmas políticas. É um fenômeno universal. Então, é um erro querer crucificar os judeus (epa!), especialmente no que concerne o aspecto religioso, já que os ortodoxos são os mais conservadores; nos EUA, votam Republicano.

É tudo muito complexo.

Mr X disse...

Opa, eu quis dizer que os judeus seculares ateus são os mais esquerdistas entre os judeus, é isso.

Mas tem muito branco ateu de origem cristã que também é esquerdista pra caray.

Mr X disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mr X disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bárbara disse...

>"Daqui a pouco ele vai estar publicando William Pierce, David Duke, etc"

Ele já indicou uma pág. na net com textos traduzidos do William Pierce. Mas deixou claro que não apoiava as idéias do grupo ligadas ao NS.
O que há de errado com David Duke? Acho ele bastante moderado. Bom, sei lá. Também não conheço muito.

>"só que acho que perde sua individualidade e vira mais um blog neonazista."

Só por que ele tá falando de judeu?
Já te falei: Nem todos que não gostam de judeus são neonazistas. Eles já eram odiados muito antes de Hitler ser concebido. As leis do Talmud devem ajudar a explicar um pouco porque.

>" minha impressão é que os judeus mais comunistas são justamente os que rejeitam a religião"
A religião sim, os próprios judeus não. Nazistas também não são cristãos. De qualquer modo se vc considera suspeito o fato de a população carcerária ser 90% negra, os terroristas serem maioria muçulmana, deveria também considerar suspeito o fato dos judeus estarem tão envolvidos em politicas que corrompem o Ocidente.

>"Aliás, é curioso ver neonazistas muitas vezes apoiando judeus como Chomsky, Shahak, etc, que são os maiores comunistas do pedaço! "

Porque você acha que eu não me considero nazista e não participo do Stormfront?
Também acho muita idiotice isso tudo. entrei num blog NS, e o blogueiro elogiava Chomsky. Quase vomitei. Mas já botei a boca também. Aaah!! Vão ver se o pau não come com este tipo também.

>" É tudo muito complexo."

Sim, de fato. No fim das contas é o que sempre digo: É tudo tranqueira.
A humanidade é seu próprio lixo.

Achoque vou parar de ler seu blog. Está me convencendo a gostar dos judeus. aff....( falando sério)