domingo, 21 de fevereiro de 2010

Poema do domingo

No man is an island entire of itself; every man
is a piece of the continent, a part of the main;
if a clod be washed away by the sea, Europe
is the less, as well as if a promontory were, as
well as any manner of thy friends or of thine
own were; any man's death diminishes me,
because I am involved in mankind.

And therefore never send to know for whom
the bell tolls; it tolls for thee.

John Donne (1572-1631)

6 comentários:

c* disse...

afe maria
cruz credo
muda de mood
chose

Didi Iashin disse...

excellent!!!!
Eu simplesmente A-DO-RO John Donne. Acho que foi ele quem me fez gostar de poesia.

c* disse...

esse poema é meu,moça
nem adianta vc adorar!

Mr X disse...

confetta!

é os poemas tão mais pra deprê ultimamente, é a vida!

Didi Iashin disse...

Au contraire, não creio que John Donne seja deprê. Gosto, também, de uma de suas homilias, onde ele compara os homens com livros; Deus com o grande Tradutor e a Morte como a técnica da tradução. O cara sabia das coisas ...

c* disse...

nao conheço nem aprecio tanto mr donne, mas essa frase é melancolica pra caramba :

"And therefore never send to know for whom
the bell tolls; it tolls for thee."


chose, nao quero vc melancolico nem lendo esse tipo de bondieuserie, logo agora que a primavera vai chegar....