terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Direitos desumanos

Houve um tempo em que eu tinha grande respeito por organizações como Amnesty International, Human Rights Watch, Greenpeace, Cruz Vermelha, etc etc etc. Acreditava ingenuamente que eles realmente lutavam por um mundo melhor, com maior respeito à natureza e contra o sofrimento humano.

Talvez tenha sido assim algum dia.

Lamentavelmente, a ideologia corrompeu várias dessas organizações, e muitos dos principais membros essas organizações se revelaram radicais em pele de cordeiro. Em outros casos, digladiam-se mais em lutas internas e políticas do que em efetivamente promover a luta contra os abusos de poder. E algumas vezes parecem estar mais preocupados com os direitos humanos de criminosos e terroristas do que com o das pessoas comuns, que podem ser assaltadas, mortas e estupradas em cada esquina.

Vejam o caso da Amnesty International, que andou apoiando um fanático talibã, só porque este teria sido preso em Guantánamo. Ora, a prisão em Guantánamo pode ou não ter sido um abuso (eu acho que foi até pouco), mas, será que isso torna os que estiveram ali, todos inocentes? Afinal, sabemos todos como os talibãs são a favor dos direitos humanos, não é mesmo?

O fato é que Gita Sahgal, da ala feminista da Amnesty, protestou contra essa ligação com marmanjos que gostam de colocar burka em mulheres e obrigar meninas a casar aos dez anos. Como resultado, terminou demitida.

Também houve o caso de ambulâncias da Cruz Vermelha e ONU utilizadas para transportar, não doentes, mas munições e guerrilheiros do Hamas.

No Brasil, então, nem se fala. Qualquer lei mais forte contra criminosos é logo bombardeada por estes grupos, que no entanto não parecem preocupar-se com a vida e os direitos das cerca de 50 mil vítimas anuais de assassinato no Brasil.

O problema é que o próprio conceito de "direitos humanos" terminou sendo deturpado, podendo significar tudo e qualquer coisa - na maior parte das vezes, alguma coisa associada à ideologia esquerdista. Está aí o "Programa Nacional de Direitos Humanos" que não me deixa mentir, promovendo os "direitos humanos" do aborto, do casamento gay e da invasão de terras...

A situação lembra o famoso diálogo entre Alice e Humpty Dumpty em Alice através do espelho:

"When I use a word," Humpty Dumpty said in a rather a scornful tone, "it means just what I choose it to mean – neither more nor less."

"The question is," said Alice, "whether you can make words mean so many different things."

"The question is," said Humpty Dumpty, "which is to be master – that's all."

Quem decide o significado das palavras, manda.


Atualização (dica do leitor Meneses): em mais um caso que mostra o absurdo que se tornaram essas organizações, um dos assassinos de João Hélio já está na Suiça com a família "para recomeçar vida nova", graças ao apoio do governo brasileiro e de uma ONG chamada "Projeto Legal". Interessados em manifestar sua opinião a esses incentivadores do crime hediondo podem escrever para projetolegal@projetolegal.org.br

39 comentários:

Rolando disse...

A militância - mesmo humanitária - transforma-se muitas vezes em profissão, e para tanto, justamente os males que se combatem devem perpetuar-se a fim de que não se esgote a razão de seu próprio trabalho.

Conheço gente engajada na Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos, e vejo como aquilo é profissão. Tornaram-se abutres de gente morta e de seus familiares.

Não conheço a fundo todas elas. Quero acreditar que tanto na Cruz Vermelha quanto nos Médicos Sem Fronteiras existe gente boa, mesmo com alguns ideais ingênuos, porém acima de segundas intenções ideológicas.

Também conheço gente do Conselho Indigenista Missionário, tal qual uma crença, a fé supera os fatos. Dizem defender incondicionalmente os direitos dos oprimidos aborígenes, mas os querem como criancinhas ingênuas, como bons selvagens e massa de manobra. É uma causa contraditória, pois ao mesmo tempo politizam as comunidades (já se sabe com qual doutrina), mas os querem vivendo em malocas.

Esse assunto é um pouco como a questão da religião nos EUA. Uma vez que ela foi banida das escolas públicas, ela deu um jeito de entrar pela porta da ciência, com sua teoria do design inteligente.

Os esquerdas são isso: perderam no campo socio-econômico e político, então se debandaram para outros nichos como: ecologia, teologia da libertação, comunidades eclesiais de base, direitos humanos (no sentido deturpado), justiça (direito achado na rua), educação (método paulo freire), artes (teatro do oprimido), etc.

Não sou muito fã direita conservadora, mas reconheço neles uma certa transparência, não querem passar ideias e leis camufladas. Você pega um Glenn Beck ou qualquer colunista conservador e rapidamente ele mostra abertamente o seu lado, defendem seus pontos preto-no-branco. Não tem retórica disfarçada.

Marcus disse...

A minha ficha em relação a Cruz Vermelha caiu quando exército colombiano liberou os reféns das FARC fingindo ser a Cruz Vermelha. Ora, se os narcoterroristas acharam normal a entidade transportar reféns de um lugar para o outro é porque isso era comum. Para mim quem ajuda criminoso é criminoso.

Didi Iashin disse...

Ei, MArcus, agoira que você falou, cairam TODAS as minhas fichas.
Eu gostava do Greenpeace, mas eu cresci e deixei de lado. E o PETA, que queria porque queria matar aquele ursinho branco, o Knut, só porque ele tinha se "contaminado" com o contato humano ...? HEIN??
Eu li algumas historinhas sobra a atuação do Brasil no Haiti e da bronca que os brasileiros estavam tendo dos americanos lá em Port-au-Prince e, de repente, descobriu-se que estavam sendo formados focos de traficantes e guerrilheiros ...?
HEIN??
Para esse pessoal: meu dinheiro, meu tempo e minhas palavras, não mais!

Anônimo disse...

No caso do Hamas, não vejo problema algum em uma entidade humanitária defender os palestinos da opressão sionista. Ainda mais se levarmos em conta que do lado do agressor sionista estão o governo americano, os papistas e as grandes fortunas do ocidente. O Sionismo é uma doutrina racista e reacionária que, sob o disfarce de defender os judeus, prega a opressão dos não-judeus, especialmente dos árabes e palestinos, e a defesa dos interesses dos ricos e poderosos. Se os fascistas americanos estivessem realmente interessados em ajudar o Povo Judeu em vez de defender os interesses da família Rotschchild, eles fariam como Stalin, que cedeu parte da URSS para ser o lar nacional dos judeus. Mas por que sacrificar os interesses imediatistas e mesquinhos dos americanos se os árabes estão aí mesmo e podem ser roubados e exterminados pelo Sionismo sem que ninguém se importe, não é? Nunca haverá paz duradoura no Oriente Médio enquanto o agressor sionista não for aniquilado e os judeus não entenderem que eles devem se deixar assimilar no Ocidente em vez de defender uma identidade nacional racista-baseada na hereditariedade-, tribal e reacionária. Foram judeus assimilados-muitos deles até ateus-como Einstein, que contribuíram e muito para o brilho da cultura do Ocidente. Chega desse atavismo doentio, é hora dos judeus de Israel voltarem para suas casas no Ocidente.
Tiago
Tiago

Rolando disse...

Eu nunca fui fã do GreenPeace desde que alguns ecologistas escandinavos saíram da organização denunciando como eles produziam suas denúncias. Chegando a matar focas de forma cruel para mostrar o sangue e o corpo deformado.

Marcus, o argumento da Cruz Vermelha na Colômbia é realmente convincente.

Existem quantos países árabes mesmo. Quase 20. Arábia Saudita, Qatar, Bahrein, Emirados Árabes, fora outros islâmicos mundo afora, são podres de ricos. O problema lá no Oriente Médio é que os árabes amam a causa palestina mas odeiam os palestinos.

William Tell disse...

Alguém já fez uma carta de recomendação para o Tiago?? Para o Pinel, por exemplo?

Anônimo disse...

O radicalismo e a ignorância acaba compromentendo mesmo as causas mais justas.
A causa ambiental, por exemplo. Acho engraçado um brasileiro ficar torrando o saco alheio por causa do aquecimento global, algo com grande probabilidade de não estar acontecendo e imensa probabilidade de que não termos nada a ver com isso, enquanto temos problemas ambientais inequívocos, como um esgoto a céu aberto correndo na maior cidade do país.

Daniel

Anônimo disse...

Outro exemplo.
José Roberto Militão é ativista do movimento negro e escreveu isso aqui:
http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/02/16/as-cotas-raciais-chegam-no-stf/
OK, existe gente no movimento negro que não quer ser discriminada. Mas então um sujeito responde isso aqui:
http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/02/16/as-cotas-raciais-chegam-no-stf/comment-page-1/#comment-957031

Daniel

Chesterton disse...

Didi,l me dá um link sobre a formação de guerrilheiros e traficantes no Haiti, plis.

Odontonauta disse...

Hello Mr. X,

acho que vale a pena ler isto:
http://oglobo.globo.com/blogs/suecia/posts/2010/02/09/desempregado-recusa-apertar-mao-de-uma-mulher-ganha-60-mil-coroas-264807.asp
Muçulmano virou "homem" e ainda vale uma graninha.

Abraços.

Chesterton disse...

http://bdadolfo.blogspot.com/2010/02/groucho-marx-e-bahia.html

+

http://c-avolio.com/2010/02/good-racism.html

= hospicio?

Edu disse...

Sobre o link do muçulmano que se recusou a apertar a mão da mulher, é engraçado que se uma mulher vá à Arábia Saudita ela é OBRIGADA a usar a vestimenta tradicional, mesmo sendo não muçulmana. Pela mesma regra lógica, os muçulmanos que moram em países onde se aperta a mão como cumprimento deveriam apertar a mão das pessoas.

Mas obviamente esperar lógica deles é como esperar que o povo dos direitos humanos proteja as vítimas e não os criminosos..hehehe

DD disse...

Edu:

O problema não é a falta de lógica dos muçulmanos, mas o excesso de senso de oportunidade. Eles sacaram que estão lidando com povos moralmente exauridos, orgulhosos de sua própria tolerância, incapazes de esboçar uma reação face à invasão branca que se dá no seu continente. O que os muçulmanos estão fazendo é simplesmente valer-se da decadência européia para amealhar alguns privilégios, que serão a plataforma para a substituição étnico-religiosa que se dará nas próximas décadas.

Meneses disse...

mr x,
o assassino do joao helio vai morar na suica sendo custeado pela ong 'projeto feliz'. que projeto, hein? :P

http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1495523-5606,00-JOVEM+ENVOLVIDO+NA+MORTE+DE+JOAO+HELIO+GANHA+A+LIBERDADE+DIZ+TJ.html

Mr X disse...

Putz. É o que digo: o sujeito participa de um crime hediondo, e como "castigo" ganha uma passagem com toda a família para a Suiça. Se isso não é incentivar o crime e punir as vítimas, não sei o que é. Esses caras da Projeto Legal deviam estar na cadeia junto com os assassinos, por apologia do crime. Aí talvez veriam que "pessoas legais" eles são.

O que não entendo é como o governo suiço topou. Tem algo mal contado nessa história.

Quanto ao muçulmano e o aperto de mão, vou ver se faço um post a respeito.

DD disse...

Ah, agora que um dos assassinos do João Hélio mudou-se para a Suíça, ele terá oportunidade de abraçar a verdadeira fé.

Mr X disse...

Além do óbvio imerecido prêmio (se era pra enviar para outro país, porque não mandar para o Zimbábue, ou o Haiti?), alguém acha que o sujeito vai se adaptar e virar um cidadão de bem na Suiça?

Como se diz por aqui, pode-se tirar o criminoso da marginalidade, mas não se pode tirar a marginalidade do criminoso.

Didi Iashin disse...

Chesterton,
Acho que a Tiaguite me pegou ...
Retiro o comentário, pois não consegui encontrar o local onde eu li isso ... Mas eu sei que eu li, minha cabeça não é tão boa assim para criar uma coisa monstruosa dessas. Peço desculpas aos comentaristas.

Chesterton disse...

mas eu vi a mesma coisa. não sei onde.

Cláudio disse...

Tomara que ele apronte bastante por lá. Para você emigrar para esses países europeus somente sendo bandido ou vagabundo. Se quiser ir trabalhar, o governo cria um monte de dificuldades.

Chesterton disse...

Quem sou eu
André Lux
Jundiaí, São Paulo, Brazil
Forma de vida baseada em carbono que luta pelo socialismo e pela igualdade entre outras formas de vida baseadas em carbono que infestam o planeta Terra.
Visualizar meu perfil completo

chest- vem cá, esse cara é um besouro, uma formiga, ou o quê?

DD disse...

Olha só, um desmentido: http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL1495693-5606,00-JOVEM+ACUSADO+DA+MORTE+DE+JOAO+HELIO+NAO+ESTA+NA+EUROPA+DIZ+ONG.html

Anônimo disse...

Sobre o PETA:
http://www.youtube.com/watch?v=NAt1z_TgPQ4

Daniel

Mr X disse...

Chest,
Tem uma contradição aí. Se os humanos são meras "formas de vida baseadas em carbono" (ou seja, indiferenciados de plantas e animais), e "infestam" (fazem mal) ao planeta, então para que diabos o sujeito quer implantar a "igualdade" entre esses seres desprezíveis?

Ou talvez ele fale mesmo sobre besouros e baratas, movimento ao qual dou todo o apoio. Socialismo para os coleópteros! Já!

Mr X disse...

DD,
Pode ser um falso desmentido devido à repercussão negativa da notícia. Note que a ONG não dá qualquer informação sobre seu paradeiro. Aguardemos maiores informações.

DD disse...

Acho que é uma coisa assim:

"Fica decretado que o companheiro leão não poderá mais avançar sobre o companheiro gnu."

DD disse...

X:

Também pode ser que cogitassem levar o rapaz à Suíça, mas foram obrigados a voltar atrás, depois de repercussão tão má. É o meu palpite.

Anônimo disse...

A URSS não tinha problemas de criminalidade porque as pessoas tinham acesso a serviços públicos de qualidade, recebiam desde a mais tenra idade educação cívica que as ensinava a viver em sociedade (havia órgãos que cuidavam exclusivamente da formação da juventude, como os Pioneiros e o Komsomol)e sabiam que podiam confiar em uma justiça incorruptível e quase infalível. Sob Stalin, a URSS tornou-se um país seguro, sob o império da Lei,a Constituição de Stalin, a constituição, a constituição mais democrática do mundo.
Enquanto miséria, descaso pela formação moral da juventude, uma polícia sem treinamento adequado e recebendo salários ínfimos, leis inadequadas e uma justiça morosa, leniente e corrupta continuarem convivendo, estaremos condenados e estaremos condenando as futuras gerações a sofrer com a insegurança.
Tiago

DD disse...

Tiago:

A criminalidade na URSS era baixa porque o estado soviético detestava concorrência.

Anônimo disse...

No Socialismo, o Estado é o Povo! Lenin ensinou que o "Estado somos nós".
Tiago

Iconoclastas disse...

"sabiam que podiam confiar em uma justiça incorruptível e quase infalível. Sob Stalin, a URSS tornou-se um país seguro, sob o império da Lei,a Constituição de Stalin, a constituição, a constituição mais democrática do mundo."

esta nao tem preço.

galera, não se acha um humorista deste naipe em qq canto...este caboclo faz frente ao Agamenom. o cara já é um ativo do blog do X.

Chesterton disse...

recebiam desde a mais tenra idade educação cívica ...

chest- tenra idade é coisa do Josef Mario.

Cfe disse...

Tiago,

Se não der muito trabalho, poderia dizer quem vc gostaria que fosse presidente do Brasil ?

PS: De preferência uma pessoa viva.

Iconoclastas disse...

cantou a bola Chesterton, boa sacada.

Mr X disse...

Tiago,
Você vive num mundo de fantasia, idolatrando um passado inexistente, um país que você jamais visitou, de um tempo em que você jamais viveu, sobre o qual só sabe de ler livros de propaganda.
Porém, se você acha o Velho Comunismo de Stalin tão perfeito, vá então para a Coréia do Norte, que é o lugar mais parecido com isso que sobrou, e deixe-nos em paz.

DD disse...

Eu já tinha feito a proposta de fazer uma vaquinha para mandar o Tiago para o Inferno, digo, para Cuba ou para a Coréia do Norte.

Dou 50 paus. Mais alguém contribuirá?

Anônimo disse...

Cfe,
Com o revisionismo de Khruschev, Brezhenev, Deng, etc, etc e etc. e a consequente implosão dos PCs ao redor do Mundo, especialmente no Brasil (onde o PC do B,como num raro momento de inteligência apontou Reinaldo Azevedo,acha Khruschev reacionário, mas parece achar o pelego Lula altamente revolucionário a ponto de não ter vergonha de fazer parte do governo dele) e a formação de partidos fascistas seguidores das ideias de Trotsky (PSTU e PCO) e a transformação de parte do velho PCB no PPS, aliado do social-fascismo tucano, acho que o mais próximo do marxismo-leninismo que sobrou no Brasil é o PCB, que mesmo revisionista, não se aliou nem ao peleguismo do PT nem ao fascismo do PSDB, e ainda defende uma saída revolucionária para o Brasil. Acho que Ivan Pinheiro, o atual secretário-geral do Partidão, seria um bom candidato à presidência do Brasil.
Mr X,
O Regime Norte-Coreano defende que o marxismo-leninismo não se aplica às condições norte-coreanas e criou uma ideologia, a Juche, que, na verdade, é um desvio nacionalista, portanto, anti-marxista. Devemos defender as ideias de Marx, Lenin e Stalin, não desvios nacionalistas, inovações oportunistas e culto da personalidade.

Tiago
Tiago

Didi Iashin disse...

Chesterton,
liguei meu neurônio pitbul e encontrei a menção: foi na área de comentários do blog Coturno Noturno.
Se você quiser o texto completo, tenho no meu computador.

Morena Flor disse...

Sobre aborto, casamento gay e similares: Tais coisas NÃO TEM a ver com "esquerda" ou "direita"(embora ambas sempre usem essas questões como "cavalos de batalha" p/ suas causas ideológicas). São coisas concernentes ao POVO. Esse tipo de "polarização política" p/ assuntos como estes não cola, nem é verdadeira em sua plenitude.