quarta-feira, 13 de julho de 2011

Esclarecendo a questão racial

Eu queria esclarecer aqui algumas de minhas posições em relação à questão racial para evitar mal-entendidos. Não sou um "nacionalista branco" e não sei se é correto falar em raças como categorias estanques, já que existem muitas outras subdivisões étnicas que além disso também se misturaram entre si. Tampouco sou um cientista e não posso dar definições corretas, apenas fazer observações de um leigo sobre os grupos mais conhecidos.

O blog passa sempre por várias fases. Se antes era o islamismo, ultimamente estive interessado na imigração e nas diferenças raciais e genéticas, mas será que isso me torna um "racista" (seja lá o que isso significar)? Confesso que hesitei muito até tocar nesse tema, por razões bastante óbvias. No outro dia apareceu um leitor falando que não gosta de pretos, nem de árabes, nem de judeus. Tudo bem, cada um é livre para ter suas preferências. Não tenho esse problema. No dia a dia, convivo em ambientes bastante multiculturais, sempre tento ser educado e não posso dizer que tenha tido qualquer problema com quem quer que seja, branco, negro, indígena, esquimó ou judeu. É verdade que estou em um ambiente acadêmico mais sofisticado e que tampouco fui passear pelo gueto negro da cidade para conferir se é mesmo tão ruim quanto dizem, nem tentei fazer amizade com uma gangue de mexicanos ilegais. Por isso todas as discussões aqui são apenas ao nível teórico e, sinceramente, espero que continuem assim... Mas seria lamentável se a única utilidade deste blog terminasse sendo a de tornar mais popular a troca de insultos raciais.

De qualquer modo, o fato básico é que, devido provavelmente ao seu desenvolvimento em separado em diversas regiões do planeta, cada povo ou etnia apresenta diferenças genéticas: algumas físicas como cor da pele, altura, musculatura etc, e outras psicológicas, como inteligência, agressividade, etc.

Isso não quer dizer que todos os membros de uma certa etnia sejam iguais: a variação entre os indivíduos dentro de cada grupo é muito grande. 

Por outro lado, hoje em dia está proibido falar em raça. Quer dizer, só se você for branco, ou se for falar em raça branca.

Negros tem dezenas de movimentos de defesa dos seus direitos. Índios têm regiões inteiras onde cara-pálida não entra, e a nova moda no Brasil são os quilombos, onde branco tampouco entra. Nos EUA, mexicano-americanos (mestiços hispânicos) têm até movimento supremacista, "La Raza" - o caráter racial aparece até no nome e nos cartazes:


"Are land?". Enfim. A raça, banida do discurso civilizado desde as loucuras de "Rítler", está novamente - por bem e por mal - voltando à tona.

(Abro um parênteses. A discussão a seguir poderá ofender alguns leitores. Brancos, negros, mulatos, asiáticos, indígenas, cafuzos, mamelucos e australopitecos: peço perdão a todos; não é minha intenção causar dano psicológico a ninguém. Tampouco tenho opinião plenamente formada sobre o tema: relato os fatos, nada mais. Não é nada que não possa ser encontrado na Wikipedia. Dito isso, vamos adiante.)


Não foram os brancos que recomeçaram o discurso racial (ainda que haja, aqui e ali, supremacistas brancos com suas camisetas de White Power). Foram as minorias e seus padrinhos que com toda essa história de cotas reinstituíram um discurso que parecia superado, embora talvez não o estivesse realmente. Afinal, foram apenas os "brancos" que superaram o racismo e adotaram a "culpa branca" pelos males cometidos contra as minorias. Os outros grupos continuaram a falar em raça normalmente.

Você pode achar que esse negócio de "culpa branca" e "racismo" são ambos bobagem, mas que tal esta história? Uma americana (branca) foi ajudar os terremotados no Haiti, e terminou estuprada por haitianos (negros). Agora afirma que a culpa é do "homem branco", afinal foi por culpa deles (segundo ela) que os haitianos estão na pior. Não esqueçamos que uma outra feminista estuprada por talibãs afirmou uma coisa parecida: a culpa era dos ocidentais. Há mulheres malucas assim, fazer o quê?

Mais curioso é o caso de uma estudante de Direito americana em Harvard. A mocinha, após participar de uma discussão com colegas, enviou um e-mail comentando, entre outras frases, que: "Não descarto completamente a hipótese de que os afro-americanos tenham, em média, predisposição genética a serem menos inteligentes." (I absolutely do not rule out the possibility that African Americans are, on average, genetically predisposed to be less intelligent.) O-ôu.

Era um e-mail privado, entre amigos. Mas eis que seis meses depois, após um desentendimento por causa de um namorado, uma das (ex-)amigas repescou o e-mail e enviou-o para dezenas de associações militantes de negros e esquerdistas. O caso terminou aparecendo com escândalo na mídia nacional, e colocando em risco a própria empregabilidade da garota.

Vamos aos fatos. O que a moça disse foi que não descartava que os afro-americanos pudessem ter predisposição genética a menor inteligência, mas que também poderia ser igualmente convencida da hipótese contrária. Daí, vários blogueiros passaram a insinuar que ela disse que os negros eram geneticamente inferiores, o que é algo bastante diferente.

Não é a primeira vez que alguém se queima falando algo tão politicamente incorreto. O cientista James Watson, descobridor do DNA, fez há alguns anos uma declaração algo mais contundente sobre o tema e causou choque. Terminou tendo que cancelar uma série de palestras e antecipar a sua aposentadoria. E isso que ele era o descobridor do DNA, um dos cientistas mais importantes do século XX! (Curiosamente, quando um pesquisador japonês falou exatamente a mesma coisa, não houve escândalo, provando que é só branco que não pode ser "racista").

Mas o que diz a ciência a respeito de inteligência, genética e raça? A rigor, não muito. Sabe-se que a inteligência é parcialmente hereditária e parcialmente ambiental. Sabe-se também que nos testes de QI realizados ao redor do mundo, grupos diversos apresentaram média de escores diversa (evidentemente, muitos indivíduos de cada grupo se encontrarão acima ou abaixo da média, há negros geniais assim como há brancos burros; estatisticmente, 15% dos negros tem QI superior a 50% dos brancos, etc.). O grupo que em geral foi melhor foi nos testes de QI foi o dos judeus askhenazim (115), seguido de asiáticos (106), caucasianos (100), indígenas (90), afro-americanos (85), indo-paquistaneses (83), africanos subsaharianos (70), aborígenes australianos (60). Não tenho informação de como foram realizados tais testes, nem como foi determinada a classificação racial, que alguns consideram ultrapassada.

O que quer dizer isso? Que certos membros de certos grupos foram em média melhor em um certo teste do que outros. Nada mais. Não quer dizer que esse teste represente a "inteligência". Não quer dizer que os dados a respeito sejam indiscutíveis, ao contrário. Não quer dizer que a diferença não possa se dever também a fatores culturais ou sociais somados aos genéticos. Não quer dizer que necessariamente existam diferenças genéticas no que se refere à inteligência, embora isso não possa ser descartado.

Há duas escolas no que se refere ao QI, e à questão da inteligência em geral. Uma é a escola biológica, ou dos "fundamentalistas do QI". Estes afirmam que a inteligência é majoritariamente genética, e o QI é um teste idôneo que a reflete. Os professores Arthur Jensen, Richard Lynn, Kazanawa e Charles Murray defendem esta teoria, bem como James Watson. Do outro lado, há os que afirmam que as diferenças são culturais ou ambientais, e que mesmo o resultado dos testes de QI é discutível. Entre os proponentes desta teoria, James Flynn (descobridor do "efeito Flynn" ou aumento do QI ao longo de gerações), Stephen J. Gould (falecido) e Malcolm Gladwell, que escreveu um artigo bacana a respeito do tema. Outros, como o famoso Steven Pinker, parecem situar-se no meio do caminho. 

Qual teoria está correta? É o QI que determina a cultura, ou a cultura que determina o QI? Vendem mais porque são fresquinhos, ou são fresquinhos porque vendem mais?

Não sabemos. Provavelmente, a inteligência seja parcialmente genética e parcialmente ambiental, embora não se saiba em qual proporção exatamente. Tendo a acreditar que a genética tenha peso maior, mas que haja outros fatores envolvidos. Um exemplo: considera-se os povos escandinavos como tendo QI dos mais elevados na Europa, mas franceses e italianos tiveram uma contribuição cultural à arte européia muito maior. Havia mais gênios italianos e franceses, enquanto os escandinavos tinham um QI mais uniforme com menor variação? (E não esqueçamos também que os aspectos sociais e culturais terminam por afetar o aspecto biológico ao longo das gerações, e vice-versa)

De qualquer modo, considero a discussão sobre o QI supervalorizada. Na realidade, se pensarmos bem, quantas pessoas são realmente inteligentes? 50% dos brancos tem QI inferior a 100, sendo que 105-110 é o QI considerado necessário mínimo para ingressar em uma universidade. Fala-se na importância de Schubert, Tolstói, Proust, Shakespeare, Michelangelo, mas quantas pessoas realmente tem a capacidade de apreciar tais artistas? Talvez 10% da humanidade. O resto contenta-se com novelas brasileiras e blockbusters hollywoodianos. E quantos são ou tem a capacidade de tornar-se novos Schuberts, Prousts, Shakespeares e Michelangelos? Provavelmente menos de 0,00001%.

O problema não é o QI, o problema é a agressividade. É isso, não a inteligência, que causa o conflito e a tentativa de afastamento dos outros grupos. Talvez devido aos níveis de testosterona, africanos e indígenas parecem ter maior predisposição para o crime ou a violência. Basta ver qualquer lista de "most wanted" de quase qualquer cidade americana. Fora um que outro psicopata, pedófilo, mafioso ou predador sexual branco da silva (brancos parecem mais interessados em perversões sexuais), a maioria dos criminosos são negros ou mestiços mexicanos. Vejam a foto abaixo:


Ela é hilária justamente por mostrar algo pouco comum: um nerd asiático cometendo um ato de violência randômica.

Pessoalmente, acho desagradável quando se classifica as pessoas apenas por "raça", como se todos os membros de cada etnia fossem iguais. Ora, nem todos são ou agem igualmente. O mundo é muito mais complexo do que isso. Existe nos seres humanos o plano cultural, o plano espiritual, e o plano biológico. O aspecto biológico é apenas um dos aspectos, e não necessariamente o mais importante. E, além disso, o que conta, sempre, é o indivíduo.

Enfim. Há dezenas de artigos, pró e contra ambas as teorias. E não são artigos publicados pela KKK, mas por importantes instituições de ensino dos EUA, Canadá e Japão. PQP, nos EUA até mesmo revistas progressistas como a Slate tocaram no perigoso tema (aliás, o artigo da Slate é bastante interessante e completo, examinando todas as teorias). Nem um nem outro lado do debate genética vs. cultura está provado. Mesmo assim, o silêncio ou escândalo sobre o tema não ajuda ninguém.

Só que vivemos em um tempo de histeria, em que a menor provocação é entendida como insulto às minorias. Vejam este outro bizarro caso, em que estudantes americanos tiveram que voltar para casa por usarem camisetas com a bandeira americana no "5 de mayo". (Para quem não sabe, "cinco de mayo" é um feriado que nem mesmo é importante no México, mas que por algum motivo ficou importante entre os mexicano-americanos.)

Até aí, tudo bem. Cada um que celebre o que quiser. Mas a escola cismou que os alunos que usaram as camisetas com a bandeira americana estavam sendo "racistas" e "ofensivos" por mostrar a bandeira do país em que estão em um dia de celebração mexicana (curiosamente, ao menos um dos alunos envolvidos no escândalo era de origem mexicana), e portanto foram mandados para casa.

E assim caminha a humanidade.

145 comentários:

Chesterton disse...

os politicamente corretos pretendem que não há raças, querem jogar tudo num homogeinizador e ver o caldo resultante HOJE!
Isso é racismo tambem, pois sem diversidade racial não tem como ser a-racista. E a diversidade racial vem em detalhes.

Gunnar disse...

Interessante texto, X, mas por quê as luvas de pelica? Parece que você gastou mais letras tentando se desculpar (pra fazer média com a patrulha politicamente correta?) do que realmente argumentando.

Não tenha medo de chamar as coisas pelos nomes. Cultura gera QI, QI gera cultura, que diferença faz? Os negros e imigrantes são maioria absoluta entre os criminosos nos EUA e no velho mundo - até no tão miscigenado Brasil a população carcerária é bem mais "escura" do que a população em geral.

Podemos fechar os olhos para tudo isso, ou tirar algumas conclusões e tomar atitudes. Não falo nem de racialismo institucionalizado, mas podíamos pelo menos parar de exaltar certas raças e minorias (aquelas permitidas pela patrulha) como eternas vítimas, últimas detentoras da moralidade, inocência e merecedoras de todas as benesses e proteções estatais.

E começar a considerar natural mudar o lado da calçada ao se aproximar de uma gangue de turcos (na Alemanha) ou negros (nos EUA) vindo em sua direção.

Aliás, já contei aqui da peguete esquerdista que tive, que admitia trocar o lado da rua quando se aproximavam malacos? Nada mais natural, mas estamos falando de uma esquerdista juvenil convicta... Ela se sentia culpada pelo seu comportamento. Eu perguntava se ela admitia que eram sujeitos perigosos, e ela dizia que sim, mas que mesmo assim, é discriminação e um dia ela viria a superar esse comportamento. Vai entender...

Chesterton disse...

homogenizador ..

Chesterton disse...

Gunnar , preconceito salva vidas?

Gunnar disse...

Chest: mas claro!

Na verdade, a palavra "preconceito" hoje em dia está sobrecarregada de significados politizados, ideologizados (idiotizados), propagandeiros, interesseiros.

Preconceitos na verdade nada mais são do que informações genéricas sobre coisas genéricas, gravadas em nossos genes ou cultura. E não é à toa que os temos - ou não estariam lá. O preconceito é o primeiro filtro, usado no nível mais instintivo da nossa auto-defesa, contra ameaças externas.
Para diferenciar os casos específicos temos o intelecto.

Acho que é isso que os esquerdistas não entendem: que seres humanos possuem intelecto. Talvez porque eles próprios não possuam um.... afinal, não sabem diferenciar o geral do específico, grupos de indivíduos. Eu desvio de gangues de negros mas tenho amigos negros, me oponho ferrenhamente a casamento gay, leis gay e afins mas tenho amigos gays. Et caterva.

Chesterton disse...

mas eu concordo, preconceitos são essencias para a sobrevivência.
Como dizia um pai de uma namoradinha, que suspeitava que estivéssemos aprontando na adolescencia:
- aprimeira vez que recebo uma pedra na cabeça na frente da copnstrução é azar, a segunda coincidencia, já a terceira...estão jogando pedra "nimin"

Mr X disse...

Acho que é isso que os esquerdistas não entendem: que seres humanos possuem intelecto. Talvez porque eles próprios não possuam um.... afinal, não sabem diferenciar o geral do específico, grupos de indivíduos. Eu desvio de gangues de negros mas tenho amigos negros, me oponho ferrenhamente a casamento gay, leis gay e afins mas tenho amigos gays.

Bravo! Acho que é bem esse o ponto que eu queria dizer e por isso gastei tantas palavras e "luvas de pelica", você explicou em menos linhas melhor do que eu. Quer virar colaborador do blog?

E outra coisa, dá pra diferenciar bem claramente (por outros signos como vestimenta, expressão, idade, etc) aqueles grupos que podem ser uma ameaça e aqueles que não.

Uma coisa é você desviar de grupos suspeitos e outra você começar a tratar mal todo mundo de uma certa etnia.

Mas há quem ache que até desviar de pessoas potencialmente violentas ou ameaçadoras é "discriminação" e deve ser evitado. Houve até quem morreu por isso. Lembro do caso de uma mulher que foi estuprada e morta após abrir a porta para um sujeito suspeito, só para "não ser racista".

Eis aqui o caso de uma jovem que foi atacada por uma gangue violenta mas passa todo o tempo tentando desculpar seus agressores.

Mr X disse...

Eis um racista pregando o extermínio dos suecos:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=iFJNBYF1YUE

Klauss disse...

"Nem um nem outro lado do debate genética vs. cultura está provado." -- e nem será.

Que diabos essa mentalidade do "a priori" kantiano causou na cabeça das pessoas?

A coisa mais improdutiva que existe é ficar se debatendo em pseudo-dilemas e, pior ainda, promovendo uma caça às bruxas baseada nela!

Nesse papo de raça a única coisa que me incomoda é essa amarra mental que colocaram de DISCUTIR a questão. Aí proíbem de discutir, mas o discurso anti-branco fica cada vez mais evidente, e é até incentivado pelas esquerdas que usam as "minorias" para criar uma "guerra de classes" racial.

O que é fato é que as diferenças entre raças são estatísticas, ou seja, provam que em geral existem, mas não relacionam efeito causa.

Outro fato é que nessa coisa de cultural, espiritual, racial, etc, há uma confluência de fatores que culminam numa coisa chamada indivíduo e a escolha que ele faz para a vida dele.

Na boa, garanto que se a esquerda não estivesse tão sedenta por carne humana, jogando grupos contra grupos, duvido que estaríamos discutindo isso hoje...

Gunnar disse...

Concordo Klauss! Acho que esse é possivelmente a maior vitória da esquerda nos dias atuais: ditar o assunto, os termos e até o vocabulário do debate.

Pegue-se o assunto em questão. Quem dividiu a sociedade em grupos, para depois colocá-los em supostos conflitos? As velhas e boas esquerdas, que após fracassarem miseravelmente no mundo inteiro, recauchutaram seus ideais. Luta de classes, por exemplo, virou luta de gêneros, de cor, etc. As minorias são o novo proletariado.

E cá estamos nós, conservadores, escolhendo uma das pecinhas de tabuleiro do jogo que a própria esquerda montou para defender como se representasse nossa causa.

Na verdade, os verdadeiros conservadores são gente como meus avós, pessoas que passam longe de qualquer militância política, mas têm entranhados os valores do cristianismo, a moral tradicional, a família, o trabalho e a honestidade.

Mr X disse...

É verdade Gunnar e Klauss; eu chamaria isso de "marxismo racial". O papel da "classe trabalhadora" agora foi ocupado pelas "minorias", mas o drama é o mesmo.

Chesterton disse...

o "militantismo" (existe a expressão?) mata qualquer debate honesto.

Augusto Nascimento disse...

"os politicamente corretos pretendem que não há raças, querem jogar tudo num homogeinizador e ver o caldo resultante HOJE!"
Ouvi dizer que querem até deixar que os negros sentem nos ônibus. Que horror! Negros e brancos sentando em "acentos" do mesmo tipo, tal horror só pode ser esse tal de comunismo, que instalaram nos EUA e de que tanto tenho ouvido falar por aqui.
"Enfim. A raça, banida do discurso civilizado desde as loucuras de 'Rítler', está novamente - por bem e por mal - voltando à tona."
Levando-se em conta que a Segregação nos EUA acabou décadas depois da derrota nazista, isso significa que os EUA não eram um lugar "civilizado" em, digamos, 1960 ou que os negros não contam porque Jesus-o da TFP, do senhor Malafaia (cada partido tem o Edir Macedo que merece, não é?) e da tariqa de Maria, ao menos- só ama branquinhos?
"Na verdade, os verdadeiros conservadores são gente como meus avós, pessoas que passam longe de qualquer militância política, mas têm entranhados os valores do cristianismo, a moral tradicional, a família, o trabalho e a honestidade."
Por que parar nos seus avós? Os avós dos seus avós devem ter sido melhores conservadores ainda, pois, no tempo deles, havia muito mais atraso a ser conservado, começando com a nossa versão da "instituição peculiar" e terminando com um tirano caduco e controlado pelos áulicos. Nossos "conservadores" (reação e conservação são, na verdade, duas coisas completamente diferentes)não conseguiram conservar a Escravidão, mas conseguiram conservá-la por mais tempo do que quaisquer outros do "mundo civilizado", que não sei se, segundo a Geografia Èquissiana, inclui os EUA-a geografia olaviana, por exemplo, não os inclui no nosso continente porque a ignorância geográfica da tariqa tem razões que a própria razão desconhece. Em todo caso, não há como se ignorar o que os ídolos dos traidores monarquistas alcançaram em sua guerra "santa" em defesa da sobrevivência do pecado original do cativeiro:nada mau para um império oficial e legalmente cristão e para um imperador que o era oficialmente pela "Graça de Deus".

Augusto Nascimento disse...

Realmente, "moral cristã entranhada", como a Coca Cola, "é isso aí" (aliás, a Coca-Cola, também, “primeiro estranha-se, depois entranha-se", não é?). Nossos "conservadores" adoram o Cristianismo-desde que não atrapalhe os negócios e as negociatas, pois "O Conselheiro Come", não é mesmo?
Não há verdadeira tradição nacional fora dos ideais da Revolução de Novembro de 1889, só tradições estrangeiras estupidamente transplantadas para o solo sagrado e generoso da nossa amada terra. A Revolução foi, é e será sempre o centro da gloriosa História Brasileira. O "sangue vivo do herói Tiradentes batizou este audaz pavilhão", e, nesse sangue e por esse sangue, somos confirmados e justificados.
Comte, genialmente, previu que o egoísmo dos falsos conservadores jogaria o proletariado nas mãos dos demagogos socialistas. Devido a sua miopia e a sua falta de altruísmo (a palavra "altruísmo" foi criada por Comte), os falsos conservadores são forçados a recorrer aos Mussolinis, às juntas militares e ao mais recente número dançante da Renovação Carismática para manter os oprimidos no "seu lugar". Apenas a regeneração moral da Sociedade Brasileira sob uma Moral Positiva(isto é, racional) pode deter a meio o movimento-de outro modo inexorável e fatal-da espada de Dâmocles que ameaça nossa nação. Em guarda pela Pátria!
"eu chamaria isso de 'marxismo racial'"
Em Newspeak (língua morta falada por gente muito viva na URSS, na Alemanha Nazista, em Cuba -só nas lojas que ainda aceitam pesos- e na casa de Olavo de Carvalho quando ele fala sozinho), "marxista racial" é quem acredita que mexicanos pacíficos têm, no mínimo, tanto direito a suas terras -perdidas há menos de dois séculos- quanto os terroristas do Irgun tinham a terras perdidas há quase dois milênios. Ah,sim: em Newspeak, só pobre é "militantista". Negro é, mexicano é. Saudita, israelita e outros "itas" lucrativos para tariqa não são.

Augusto Nascimento disse...

Ah,sim: em Newspeak, só pobre é "militantista". Negro é, mexicano é. Saudita, israelita e outros "itas" lucrativos para tariqa não são. Em Newspeak, chama-se de "marxista racial" quem não acha que a ONU tem o direito de dar as terras alheias a quem bem entender (em Newspeak, a ONU só é má e embrião de um governo mundial diabólico, demoníaco e satânico quando não autoriza guerras de conquista). Em Newspeak, chama-se de "marxista racial" quem acha absurdo que uma raça tenha tratamento melhor do que um povo inteiro que é multirracial, latino-americano e bom amigo do Brasil, e a lei brasileira é clara: os judeus são uma raça. Por isso, eles gozam de proteção legal especial de que uma nacionalidade (a mexicana, digamos) não goza em nosso território. Em Newspeak, como se sabe, guerra é paz, liberdade é escravidão, o Mexico é supremacista racial, mas Israel... não. E não levar em conta a raça das pessoas, na hora de tratar com elas, é racismo! Mas, como se sabe, em Newspeak, "marxista" é quem acha que a Terra não é o centro imóvel do Universo e que censura e tortura não são meios adequados de resolução de controvérsias científicas! Não é à toa que, em Newspeak, ignorância é força. Abram alas para os Hércules da tariqa! "Brasil, esquentai vossos pandeiros, iluminai os terreiros". "Chegou a hora dessa gente bronzeada [será racismo?] mostrar seu valor." "Mecum omnes plangite!"

Augusto Nascimento disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mr X disse...

Caramba. Pirou de vez.

Judeu é raça no Brasil? Não sabia.

O México não é supremacista racial, eles apenas estão exportando a sua classe baixa excedente para os EUA, enqunto sonham com a esperança de "reconquista" quando obtiverem a maioria populacional. Os EUA compraram a Califórnia. Talvez o amigo AN queira devolver o Acre à Bolívia?

Mr X disse...

Agora entendi, deve ser por isso que tem tantos bolivianos vindo trabalhar no Brasil. Querem reconquistar o Acre!

http://www.dw-world.de/dw/article/0,,5208328,00.html

Qual a visão positivista sobre esses imigrantes aliás, eles fazem parte do caldo original da cultura brasileira ou não? São amigos como os mexicanos, ou inimigos como os israelitas e sauditas? Tudo tão confuso...

Mas falando sério, "marxista racial" é quem joga as outras raças contra os brancos, só isso. Eu sou a favor do convívio pacífico entre todos.

Augusto Nascimento disse...

"Mas falando sério, 'marxista racial' é quem joga as outras raças contra os brancos, só isso. Eu sou a favor do convívio pacífico entre todos."
Uns na Casa Grande, outros na Senzala. Por razões de higiene, é claro. Daqui a pouco, vão nos dizer que os EUA compraram o Iraque e o Afeganistão-deve ser por isso que as tropas americanas mantiveram um ditador reconhecidamente corrupto no poder no Afeganistão: os EUA vão "comprar" o país e depositar o dinheiro em uma conta numerada na Suíça. Que falta de presença de espírito de Hitler: ele deveria ter "comprado" a Polônia, a França, a Noruega, a Bélgica, a Grécia, a URSS... A Califórnia foi roubada dos mexicanos, nenhum tratado pode justificar uma anexação militar (se os mexicanos quisessem vender a Califórnia, tê-la-iam vendido antes da derrota militar). Não é difícil ver que, em nosso país, há, infelizmente, muitos candidatos a vender nossa Pátria. O povo brasileiro deve tomar cuidado com esses vende-pátrias.
"Judeu é raça no Brasil?"
Espero que sim, é a única coisa que lhes garante o direito de manter os revisionistas do Holocausto quietos. É por isso que se pode dizer (legalmente) que os americanos fizeram o 11 de setembro e escravizam o mundo, mas não se pode dizer a mesma coisa dos judeus. Você, que acredita em fantasminhas e coisas do gênero, pergunte ao Castan, ele tem experiência com esse tipo de coisa.

Não preciso dizer quem foi disse...

Olá Augusto Nascimento.
Não gosta muito de Oscar Wilde, não é mesmo???

Pois bem, eu não gosto de pessoas que sabem tudo como você.

Deixo então um pensamento de Andre Gide especial para sua pessoa:

"Crê nos que buscam a verdade, duvida dos que a encontraram".

Sobre os judeus, o próprio Hitler havia dito que eles não são uma raça no sentido biológico, pelo menos não uma raça pura.
Por outro lado, achei completamente patético sua defesa em favor deste grupo na sessão de comentários num outro post. Eu não sou Nazista, gosto do capitalismo e do livre mercado. Mas dos judeus não gosto mesmo. De alguns em particular, mas do grupo: NUNCA.
Na verdade até acredito que se a questão dos judeus não for resolvida, o politicamente correto insano permanecerá. Só os tolos ainda não perceberam a unanimidade da esquerda e direita sobre os judeus. Ambas as partes os consideram "coitadinhos". Até os positivistas, vejam só!!!!!

Para conseguir perdão em qualquer situação, tudo o que um judeu deve fazer é chorar e lembrar do preconceito que levou seu povo ao MAIOR GENOCIDIO que já aconteceu na face da Terra. Snif, snif....

Se vocês estão convictos e têm provas suficientes sobre o Holoconto, ops, quero dizer: Hollywocausto, opa, não, quero dizer: Holocausto, porque temem tanto os revisionistas???

Há algo de podre no reino Judaico.

Augusto Nascimento disse...

"Crê nos que buscam a verdade, duvida dos que a encontraram".
Sei, os nazistas não acham que acharam a verdade, só estão dispostos a exterminar quem acha que eles não acharam a verdade.
"Pois bem, eu não gosto de pessoas que sabem tudo[...]"
Levando-se em conta que os nazistas não sabem nada, não posso deixar de admirar a sua coerência nesse item.
"unanimidade da esquerda e direita sobre os judeus. Ambas as partes os consideram 'coitadinhos'. Até os positivistas, vejam só!!!!!"
Realmente, coitadinhos são os nazistas. Foram hostilizados pelos tchecoeslovacos (depois que invadiram a Tchecoeslováquia), pelos poloneses (depois que invadiram a Polônia), pelos belgas, noruegueses, gregos e dinamarqueses (depois que violaram a neutralidade da Bélgica, da Noruega, da Grécia e da Dinamarca) e pelos soviéticos (depois que violaram o trato que fizeram com Stalin). Quanta injustiça, tudo culpa dos judeus, claro! Hitler deve ser o genocida mais incompreendido desde Gengis Khan! Há até um consenso contra ele! Dica: quando você tenta conquistar militarmente o mundo inteiro de uma só vez (incluindo povos brancos), isso pode alienar algumas pessoas, colocá-las contra você e desmoralizar os imbecis que acreditam que Hitler era um benfeitor da raça branca.
"Sobre os judeus, o próprio Hitler havia dito que eles não são uma raça no sentido biológico, pelo menos não uma raça pura."
Os nazistas não acham que os judeus sejam uma raça, só acham que eles transmitem o legado de sua miséria, já que, no III Reich, os judeus eram perseguidos independentemente do comportamento individual de cada judeu.
"Se vocês estão convictos e têm provas suficientes sobre o Holoconto, ops, quero dizer: Hollywocausto, opa, não, quero dizer: Holocausto, porque temem tanto os revisionistas???"
Assim como os que refutavam a mentira da "punhalada nas costas", inventada pelos protofascistas alemães e propagada entusiasticamente pelos nazistas, provavelmente, acreditaram que ninguém seria tolo o bastante para acreditar em tal mentira. Seis milhões de mortos causados por ela depois, a resposta é óbvia: tememos o revisionismo porque a estupidez é perigosa e contagiosa! "O sono da razão produz monstros"! Antissemitas, por exemplo.

Não preciso dizer quem foi disse...

Conheço pessoas de inteligência elevadíssima. Cultas, sábias, racionais, não declaram sua opinião sem ter analisado bem antes a questão. Todas são humildes e agradáveis.

Mas vc, com esta petulância, com certeza o máximo que sabe é se fingir ser inteligente. Não defendi nazista nenhum seu retardado! Mas não é porque eles não eram, ou são, boa coisa, que isto significa que os judeus sejam coisa melhor. Onde este povo esteve, causaram ódio, desprezo. Onde iam eram expulsos, Egito, Palestina, Europa, etc. Até mesmo já li que alguma autoridade de Hong kong ou Taiwan, não lembro, disse que se o estado crescia, era porque lá eles não tinham judeus.

Mas agora, vcs virem me dizer, em séc XXI, que isto era só por problemas religiosos.... Francamente, vão ser ingênuos assim na casa do capeta!!!

Não vou perder meu tempo com você, Sr. Dono da Verdade Absoluta.

Até porque este blog não é meu, e este Mr X pelo que vejo te merece. Ele vive dizendo que não é Nacionalista Branco, mas quer que a Europa preserve sua população nativa. kkkkkkkk

E o que ele espera? A boa vontade dos africanos e árabes, chineses e latino- americanos de imigrarem ilegalmente lá???

Francamente! Esta sociedade é celerada!

Mr X disse...

Será que este "não preciso dizer quem foi" é o mesmo neonazista gay que tinha aparecido há um tempo atrás? Como era o nome? Ah, sim, RJ.

Eu tenho saudades é do RW, onde será que anda?

Não preciso dizer quem foi disse...

Pode ter certeza de uma coisa Sr blogueiro: poucas vezes comentei aqui, e desconheço este Rj que você menciona.
Até porque eu odeio o Rio, e não usaria tal identificação nunca na minha vida.
Já falei que não sou nazista. Você é tão burro quanto o Augusto? realmente se merecem...

Não preciso dizer quem foi disse...

Mais uma coisinha: Não sou gay. Sinceramente... se vc merece os comentários que recebe, os direitistas no geral merecem os esquerdistas. Gay é tua vó!!!!!

Rovison disse...

Não preciso dizer quem foi disse, tu és um idiota. Os judeus são o povo mais inteligente e habilidoso que já existiu na face da Terra. Basta verificar que MUITOS dos maiores nomes das ciências, da filosofia, das artes, da literatura, do jornalismo, entre outras áreas, de todos os tempos foram e são judeus. Como explicar a sobrevivência de um povo que foi perseguido por todos os demais povos ao longo dos séculos e mesmo assim tenha dado tanta contribuição para o progresso da humanidade?
Israel é o único país desenvolvido no Oriente Médio, apesar de ocupar um território exíguo no qual a maior parte é deserto e de ser alvo de ataques de seus inimigos muçulmanos e dos esquerdopatas em geral.

Mr X disse...

Calma amigo, confundi. Realmente houve um gay neonazista que costumava postar por aqui. Na verdade não era gay, mas sim transexual. Quer dizer, na realidade era mesmo um troll que inventou tudo isso.

Quanto aos judeus, por um lado admiro e tenho muitos amigos judeus, por outro lado entendo que a relação nem sempre é harmoniosa (de um lado e de outro). Mas essa é outra questão.

Beto disse...

Muito bom seu texto Mr. X. Concordo com praticamente tudo que você escreveu.
Falar, debater sobre raças por que tem que ser necessariamente ofensa a alguém? Não é isso tão paranóico?
Como você bem disse, há brancos genios, brancos antas, negros inteligentíssimos e negros burros como uma porta, asiáticos de QI 120 e asiáticos muito simples.
Isso é óbvio. Esses exemplos podem ser conhecidos na nossa convivência ou por tomada de conhecimento.
Sim, mas isso não invalida uma discussão de que certas raças tem maior média de determinada qualidade do que outras ou maior média de defeitos também.
Dizer, por exemplo, que boa parte dos negros e mexicanos são agressivos não depõe contra os muitos negros e mexicanos que são ótimas pessoas e pacíficas.
E se as características estão presentes com predisposição na genética?
Se isso acontece, porque não deve ser comentado e posto à luz?
Mesmo porque somos genética e meio ambiente. Não creio que sejamos "escravos da genética".
Por mais influência que a genétca exerça, e exerce, temos também a influência do meio e nosso livre-arbítrio.
Quem sepultou seu livre-arbítrio pra deletério, quem sepultou seu livre-arbítrio pra ser danoso, sepultou sua condição diferenciada como homem.
Opinião pessoal, mesmo que note que muitas pessoas se façam escravas de certo determinismo.
O criminoso contumaz, por exemplo;
O drogado que não consegue sair do vício e prossegue até sua destruição;
Os estuprador compulsivo por exemplo;
Fica a pergunta: essas pessoas abandonaram toda a margem de livre-arbítrio??

Não preciso dizer quem foi disse...

Mais um????

Rovison: To com preguiça de ler o que escrevi, faz um favor de transcrever a parte em que eu disse que o povo judeu não era inteligente, por favor!

Sinceramente, os mesmos que usam o discurso: "não se pode falar de raça que o povo menciona Hitler"; ironicamente são os mesmos que quando se fala contra os judeus tacham de "nazista". Como se antes de Hitler os judeus nunca tivessem sido odiados...

O povo mais inteligente? Que eu saiba também foi um dos povos que mais cometeu genocídios também. Inventivos? Que eu saiba muitos judeus "pegaram" teorias de outros. A começar por Einstein, Graham Bell, e outros que se tem noticias. Mas se para vc Karl Marx, Betty Friedan, e mutos outros comunistas são exemplo de sabedoria terrestre, então não preciso dizer mais nada.

Porque vcs que se acham tão inteligentes, não dão uma passeadinha neste site aqui:

http://www.theoccidentalobserver.net/

Se vc sabia que este Rj era u troll, blogueiro, porque cogitou que eu seria ele???

Rovison disse...

Não preciso dizer quem foi disse, em momento algum afirmei que você havia dito que os judeus não são um povo inteligente, apenas falei da superioridade inteletual dos judeus como forma de se contrapor ao seu antissemitismo. Gostaria de saber porque você não gosta de judeus, por que você afirma que "se a questão dos judeus não for resolvida, o politicamente correto insano permanecerá"? É verdade que há muitos judeus que não valem nada (comunistas, socialistas fabianos, ateus, satanistas, etc) mas há também muitos judeus honestos, conservadores, dignos de serem amados por todas as pessoas de bem. Uma coisa que você não pode negar: a civilização ocidental não seria a mesma no que se refere a muitas de suas conquistas materiais e imateriais sem a participação ativa dos judeus. Só quero saber porque você não gosta de judeus.

Rovison disse...

Concordo plenamente com a tua opinião, Beto. É inegável que há pessoas inteligentes e estultas em todas as raças, mas também é algo evidente que a proporção de pessoas com QI elevado e as de baixo QI não é a mesma em todas as raças e quando se compara a raça branca com a raça negra fica bem patente o contraste, ou seja, as estatísticas são claríssimas ao mostrar uma proporção maior de indivíduos com QI elevado da raça branca comparada a indivíduos inteligentes da raça negra. Não é por acaso que até hoje nenhum negro ganhou um prêmio Nobel em física, química, biologia, medicina ou qualquer outra área do conhecimento humano. Também não é por acaso que a maioria dos países mais pobres do mundo localiza-se na África Subsaariana e o país mais pobre das Américas é o Haiti. Não é por acaso que sem a adoção de ações afirmativas muitos negros não teriam chegado a universidade tanto aqui no Brasil quanto nos Estados Unidos. Não é por acaso que a maioria dos crimes nos Estados Unidos é cometida por negros apesar de estes serem minoria na população norte-americana.

Não preciso dizer quem foi disse...

Eu penso que o antissemitismo (termo absolutamente incorreto) não se baseia no "preconceito" de inferioridade intelectual judaica, de modo que vc dizer que este grupo tem média de QI elevada não desfaz o "racismo" (?)

Eu realmente não gosto de judeus. Se eles ajudaram o ocidente? Sim. Mas não fizeram mais do que a obrigação. parasitas, hospedeiros que se infiltram entre outros povos devem mesmo contribuir ao menos com alguma coisa, ou então saber como se portar, coisa que africanos e outros não sabem, sem falar que são estorvos.

Não gosto muito deles mesmo. Mas qualquer um que tenha usado um pouco o cérebro sabe que qualquer forma de racismo é imparcial. Ou seja, muitos racistas gostam de Machado de Assis, que era mulato, de Ella Fitzgerald, de Marcel Proust (judeu) e assim vai.

Mas agora, abrir um livro de um judeu, sobrevivente do Holoconto, e ler que ele ficou em uma noite de dezembro, na Polônia, Inverno de 30 graus negativos, com uma roupa fina e subnutrido e ter sobrevivido, é ofender demais a inteligência humana!

Um grupo parasita, vivem se gabando. São os mais entendidos de "racismo", condenam qualquer um que fale sobre diferenças raciais em suas mídias, mas há um silêncio tumular quando se fala do intelecto judaico superior aos demais, coisa que pode ser observada como racismo. Condenam a eugenia,mas todos sabem que eles há praticam há muitos anos...

Aff...

Para que estou escrevendo isso afinal? Para vcs eles são dignos de toda a compaixão e piedade...

Mr X disse...

Há judeus bons e judeus maus, como em todas as raças e povos. Mas um judeu individual não pode ser julgado pelo que fizeram ou deixaram de fazer seus semelhantes. É por isso que existe o conceito de liberdade individual. Eu não gosto do Soros, por exemplo, isso não quer dizer que o meu vizinho judeu esteja envolvido em uma conspiração. O Holocausto existiu, é tão difícil de acreditar? Por que não existe ninguém que nega os genocídios em Ruanda, ou em Cambodia pelo Pol Pot? Podem não ter morrido exatmente 6 milhões (números em genocídios são sempre aproximações ou arredondamentos), mas é claro que houve extermínio, está bem documentado.

Não acho que os judeus ocultem que eles são (em média) um dos povos mais inteligentes, poxa, saiu até no New York Times:

http://nymag.com/nymetro/news/culture/features/1478/

O que ninguém quer falar é sobre a questão da raça negra, por motivos bem compreensíveis.

Mesmo assim existem vários blogueiros realistas raciais judeus, se quiser passo uma lista.

Mr X disse...

Aliás um dos autores do livro "A Curva do Sino", um dos mais importantes livros sobre a questão de raça e QI, é judeu (o falecido Richard Herrnstein, mas seu colega Charles Murray ainda está vivo e escreve sobre o assunto). Também existem afro-americanos inteligentes e notáveis como Thomas Sowell. Podemos julgar o comportamento grupal, mas também devemos saber que cada caso é um caso.

Rovison disse...

É isso aí Mr.X. Devemos avaliar as pessoas individualmente o que não anula o fato de que cada indivíduo pertence a uma determinada raça e que esta possui características específicas que a tornam diferente das demais raças.

Mr X disse...

Acho que raça é um fator importante quando envolve números grandes de pessoas, e importante ao estudar (ou gerar políticas de) imigração e crime, por exemplo. Quanto aos judeus, eles não são uma raça, embora sejam um grupo étnico coeso e diferenciado.

Rovison disse...

Quando os realistas raciais falam de diferenças entre as raças, obviamente que está se considerando médias estatísticas. Há muitos negros inteligentes e de ótimo comportamento assim como muitos brancos burros e delinquentes. Entretanto, quando se faz uma análise estatística sobre o percentual de indivíduos de elevado QI e bom comportamento entre as raças branca e negra ficam evidentes as diferenças em favor dos brancos. Isto não é questão de opinião, é um fato muito bem documentado. É só analisar as estatísticas de criminalidade nos Estados Unidos ou o número de estupros praticados por negros na África do Sul, sem falar das constantes guerras e genocídios entre tribos rivais na África subsaariana.

Rovison disse...

Concordo com você Mr X de que os judeus não são uma raça e sim um grupo étnico. Só gostaria de entender as razões que levam algumas pessoas a não gostar de judeus como um grupo étnico.

Rovison disse...

"Não gosto muito deles mesmo. Mas qualquer um que tenha usado um pouco o cérebro sabe que qualquer forma de racismo é imparcial."

Acho que vc quiz dizer parcial e não imparcial, Não preciso dizer quem foi?

Mr X disse...

Acho que existem várias razões pelas quais algumas pessoas odeiam os judeus mas não vou especular sobre isso agora, já fiz post sobre o antisemitismo e sobre os judeus de esquerda.

E esta aqui, hein?

Advogado é condenado a dois anos de prisão por racismo contra índios

O procurador explica que além dessa ação criminal na qual foi condenado, Isaac responde também a uma ação cível em que o Ministério Público Federal pede indenização equivalente a um salário mínimo por indígena.

Como o jornal que publicou o artigo tem circulação estadual, estima-se que a indenização chegue a R$ 30 milhões.


http://oglobo.globo.com/cidades/mat/2011/07/15/advogado-condenado-dois-anos-de-prisao-por-racismo-contra-indios-924914217.asp#ixzz1SQ9IQZcu

Augusto Nascimento disse...

Estou sem Internet em casa desde anteontem, e a assistência técnica não é nem assistente nem técnica- só pode ser culpa do grande complô internacional dos judeus... Estou escrevende de uma LAN House.
Respondendo ao nazistinha:
"Não vou perder meu tempo com você, Sr. Dono da Verdade Absoluta."
Sei, o defensor do extermínio racial e da prisão de todos dissidentes-isto é, gente que discorda de você- é o Sr. Arrendatário da Verdade Relativa.
"Até mesmo já li que alguma autoridade de Hong kong ou Taiwan, não lembro, disse que se o estado crescia, era porque lá eles não tinham judeus."
Como eles também não têm muitos africanos, europeus, índios, eu fico pensando como a tal "autoridade" chegou a essa conclusão. Será que ele usou algum grupo de controle para chegar a esse resultado? Será que essa autoridade tem um nome? Falando em "autoridades asiáticas" (mas das que têm nome), Lee Kuan Yew, o lendário estadista de Cingapura, por exemplo, atribuiu o crescimento e a paz dos tigres asiáticos à superioridade do modelo asiático sobre o modelo ocidental. E Shintaro Ishihara, o famososo governador de Tóquio, atribuiu o ótimo desempenho das ex-colônias japonesas em comparação com o das ex-colônias da Europa à superioridade japonesa sobre a raça branca. Não é difícil entender o porquê de você preferir a "explicação" do obscuro (se é que existente) "líder-asiático-cujo-nome-não-deve-ser-dito" em vez da explicação de pelo menos dois líderes asiáticos de prestígio-e com nomes.
"Conheço pessoas de inteligência elevadíssima. Cultas, sábias, racionais, não declaram sua opinião sem ter analisado bem antes a questão. Todas são humildes e agradáveis."
São tão humildes que acham que se você discorda deles não analisou bem a questão. Afinal, como poderia ter analisado bem a questão e discordar deles? Humildade é isso aí. Mas são pessoas bem polidas e agradáveis: sempre limpam os pés no capacho, só depois defendem o extermínio de raças inferiores e explicam que discordar do Führer era traição que merecia confinamento em um campo de concentração (na mais branda das hipóteses).
"Mas vc, com esta petulância, com certeza o máximo que sabe é se fingir ser inteligente."
Entendo o seu despeito: você, com a sua petulância, mal consegue fingir ser capaz de passar no Teste de Turing.
"Não defendi nazista nenhum seu retardado!"
Realmente, não defendeu os nazistas: só defendeu que eles não fizeram nada de errado, foram vítimas de bullying dos tais judeus malvados. Avise quando for começar a defendê-los, sim?

Augusto Nascimento disse...

"Mas não é porque eles não eram, ou são, boa coisa, que isto significa que os judeus sejam coisa melhor."
Eles vão ter que fazer um belo esforço para não ser melhores do que "ocupar a Europa toda, exterminar 'raças inferiores' e prender todo mundo que discordar do governo".
"Onde este povo esteve, causaram ódio, desprezo. Onde iam eram expulsos, Egito, Palestina, Europa, etc."
Realmente, não sei quem é melhor juiz de caráter: comunistas (expulsaram judeus da Polônia, expurgaram o partido deles, atacaram os "cosmopolitas sem raízes" na URSS e nos países- satélites de modo geral), a Inquisição Espanhola, nazistas, o Faraó (um Hitler avant la lettre, digamos assim-e, realmente, povinho ingrato: preferiram jogar as pragas no Faraó a se deixar exterminar pacificamente) ou as teocracias árabes... Interessantemente, um monte de minorias bem-comportadas e bem-sucedidas sofreram perseguições parecidas-excluindo-se o horror do Holocausto (Amin expulsou oa indianos de Uganda, os chineses étnicos de Cingapura separaram-se da Malásia porque não aguentaram mais a perseguição). Como você é subalfabetizado, a única minoria perseguida que você conhece são os judeus.
"Até porque este blog não é meu, e este Mr X pelo que vejo te merece. Ele vive dizendo que não é Nacionalista Branco, mas quer que a Europa preserve sua população nativa. kkkkkkkk
E o que ele espera?"
Sei lá. O que você tem para oferecer para ele? Uma Cruz de Ferro? Um retrato autografado do Führer?

Augusto Nascimento disse...

"Quanto aos judeus, eles não são uma raça, embora sejam um grupo étnico coeso e diferenciado"
Bobagem!!! Levando-sem em conta que é o argumento dos neonazistas, não surpreende que uma olavette o defenda...
"Fez-se uma nova denúncia em 1990, desta vez junto à chefia da Polícia do Estado do Rio Grande do Sul, que instaurou inquérito policial, que foi remetido ao Ministério Público. A denúncia foi recebida em 1991, e foi determinada a busca e apreensão dos exemplares de diversos livros publicados por Castan, entre eles, Holocausto Judeu ou Alemão? Nos Bastidores da Mentira do Século, do próprio Castan, Hitler Culpado ou Inocente?, de Sérgio Oliveira e Os Protocolos dos Sábios de Sião, prefaciado por Gustavo Barroso. Castan foi, então, em 1995, julgado e absolvido em primeira instância; contudo, em 1996 foi condenado por unanimidade pelos desembargadores da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul. Apesar da condenação, ainda em 1996, Castan foi flagrado vendendo seus livros na Feira do Livro de Porto Alegre, o que levou a uma nova denúncia, que foi recebida em 1998, e pela qual foi condenado a dois anos de cadeia. Castan então recorreu, argumentando que os judeus são uma etnia, e não uma raça, e que, portanto, anti-semitismo não seria racismo. Seu recurso, porém, foi negado, e a condenação foi reiterada pelo STF em 2001."-Wikipédia

rdsbarros disse...

Mr X,

Vim aqui a este post específico por recomendação impessoal do Dextra. Eu possuo um Blog que aborda temas relacionados ao Kinismo que, em suma, é o reavivamento do Protestantismo etnocêntrico anglo-saxão que fora o mainstream da fé reformada até a Segunda Guerra Mundial.

Peço-te que o visites. Creio que acharás algumas respostas (teológicas) para as tuas questões.

Um abraço do Primo!

Rovison disse...

rdsbarros, qual o endereço do teu blog?

Rovison disse...

Augusto Nascimento, penso que os judeus não constituem uma raça e sim um grupo étnico e não sou neonazista. Odeio o nazismo tanto quanto o comunismo. Sou um defensor ardoroso dos judeus porque os considero um povo valioso para Deus. Como cristão conservador sou obrigado a defender o povo responsável pelos valores morais que deram origem ao cristianismo. A maior prova de que os judeus têm proteção especial de Deus é que apesar de toda perseguição que sofreram ao longo da história eles conseguem ser bem sucedidos em seus negócios. Como explicar o desenvolvimento econômico de Israel num território minúsculo, pobre de recursos naturais, superpovoado e cercado de inimigos por todos os lados?
Os últimos dias da igreja aqui na Terra estão inescapavelmente ligados à história dos judeus. Todo verdadeiro tem a obrigação de amar e defender o povo do qual nasceu o Messias.

Rovison disse...

Todo verdadeiro cristão

Augusto Nascimento disse...

"Augusto Nascimento, penso que os judeus não constituem uma raça e sim um grupo étnico e não sou neonazista."
Deve ser coincidência que dois grupos fascistas diferentes defendam a mesma coisa. Deve ser coincidência...
"Os últimos dias da igreja aqui na Terra estão inescapavelmente ligados à história dos judeus. Todo verdadeiro tem a obrigação de amar e defender o povo do qual nasceu o Messias."
Realmente, para quê serve a ideia de dignidade do indivíduo-qualquer que seja sua raça- se podemos ter superstições? Para não falar que essa interpretação contraria Lutero, boa parte da História do Catolicismo e da Igreja Ortodoxa. Não me lembro agora quem disse que criacionistas acham que "teoria" é algo com que se sonha depois de se ter passado a noite toda bebendo, mas-independente de ser justa ou não com referência aos criacionistas- é justíssima com relação aos "cristãos" que querem varrer a história de sua crença para debaixo do tapete.
"Como explicar o desenvolvimento econômico de Israel num território minúsculo, pobre de recursos naturais, superpovoado e cercado de inimigos por todos os lados?"
Quanto a território minúsculo, falta de recursos, etc., talvez você já tenha ouvido falar nos tigres asiáticos. Não, eles não foram citados no Apocalipse de São João de Patmos. E as vitórias dos judeus sobre os árabes não são sobrenaturais: os judeus-como um monte de outras culturas, já citei os indianos de Uganda e os chineses da Malásia, poderia ter citado os asiáticos nos EUA- têm desempenho acadêmico e econômico superior aos árabes, eles possuem um sistema político-social mais funcional (basta ver a desgraça que o petróleo foi para os árabes maometanos e também para os papistas mexicanos e venezuelanos), eles praticam a mobilização total da sociedade (até das mulheres!) na defesa do Estado Sionista. Não se trata exatamente Josué e alguns gatos-pingados tocando trombeta para derrubar os muros de Jericó. Além disso, Israel recebeu ajuda americana, que, embora não garanta a vitória e não desminta o grande trabalho dos israelenses na defesa do seu país, também não é Maná caído dos céus pela generosidade de Deus (Golda Meir, por exemplo, solicitou a ajuda americana durante a Guerra do Yom Kippur e disse que sem ela talvez Israel não pudesse sobreviver). Israel foi um fundado por europeus (foi TÃO fundado por europeus, que não se conseguiu achar nativos da Palestina para liderar o país e disfarçar o que, na prática, foi uma ocupação militar ordenada por Roosevelt e Stalin-esses dois ídolos dos conservadores olavistas), seu sucesso não é mais surpreendente ou milagroso do que o sucesso de Canadá e Austrália, por exemplo. Sinto muito se, depois de dois mil anos de pregação de "o Fim está depois da próxima esquina", você precisa reescrever a História para ajustá-la a sua superstição ou à lavagem cerebral que o seu pastor-ou coisa que o valha- fez em você.

Rovison disse...

"Realmente, para quê serve a ideia de dignidade do indivíduo-qualquer que seja sua raça- se podemos ter superstições? Para não falar que essa interpretação contraria Lutero, boa parte da História do Catolicismo e da Igreja Ortodoxa"
Ao valorizar o povo judeu não estou desmerecendo a dignidade do indivíduo. Entretanto todo indivíduo pertence a uma raça ou etnia ou mistura de raças e este fato influi nas características físicas, inteletuais e morais de cada indivíduo. Há as exceções mas estas não anulam o princípio geral. Não sou obrigado a concordar com tudo que Lutero ensinou e não tenho a menor afinidade teológica com as Igrejas Romana e Ortodoxa.
"Quanto a território minúsculo, falta de recursos, etc., talvez você já tenha ouvido falar nos tigres asiáticos."
Claro que conheço muito bem a história dos Tigres Asiáticos. No entanto, há algumas diferenças importantes entre Israel e aqueles países: estes não estão cercados de inimigos, não são odiados e difamados por quase todo o mundo, não são alvo de ataques terroristas quase que diariamente e nenhum deles tem mais da metade de seu teritório formado por deserto. Além disso, os tais Tigres Asiáticos só se desenvolveram por terem recebido pesados investimentos japoneses a partir da década de 1970 e toda a proteção e ajuda norte-americana durante a Guerra Fria.
"Além disso, Israel recebeu ajuda americana, que, embora não garanta a vitória e não desminta o grande trabalho dos israelenses na defesa do seu país, também não é Maná caído dos céus pela generosidade de Deus (Golda Meir, por exemplo, solicitou a ajuda americana durante a Guerra do Yom Kippur e disse que sem ela talvez Israel não pudesse sobreviver".
Mas os inimigos de Israel na época da Guerra do Yom Kippur também receberam ajuda militar dos Estados Unidos, além da URSS. O fato é que um minúsculo estado derrotou militarmente uma aliança de estados muito mais poderosos. Atribuir este notável fato à ajuda norte-americana é uma grande forçação de barra.
"Israel foi um fundado por europeus (foi TÃO fundado por europeus, que não se conseguiu achar nativos da Palestina para liderar o país e disfarçar o que, na prática, foi uma ocupação militar ordenada por Roosevelt e Stalin-esses dois ídolos dos conservadores olavistas), seu sucesso não é mais surpreendente ou milagroso do que o sucesso de Canadá e Austrália, por exemplo."
Não havia grande quantidade de judeus em Israel porque eles foram expulsos de sua terra por diferentes invasores ao longo da história. Se há um povo que tem mais direito hoje sobre aquele território localizado entre o Mar Mediterrâneo e a Jordânia é o povo judeu porque este ocupou e organizou um reino naquela área muito antes dos muçulmanos aparecerem na face da Terra. Os muçulmanos possuem territórios em vários países dezenas de vezes maiores que o território de Israel e fazem tanta questão em se apropriar daquele minúsculo território pertencente a Israel. Por que será, hein?
Cara, vc tá de brincadeira. Desde quando Olavo de Carvalho e seus admiradores têm Roosevelt e Stálin como seus ídolos? Vc pirou? Conservadores com Olavo de Carvalho têm aversão a comunistas (Stalin) e keynesianos (Roosevelt).
Querer comparar o segundo (Canadá)e o sexto (Austrália) maior país do mundo com Israel só pode ser piada. Se os judeus ocupassem a metade sul do Canadá com certeza seriam a nação mais rica do Planeta.
"Sinto muito se, depois de dois mil anos de pregação de "o Fim está depois da próxima esquina", você precisa reescrever a História para ajustá-la a sua superstição ou à lavagem cerebral que o seu pastor-ou coisa que o valha- fez em você."

Rovison disse...

Minhas concepções e convicções teológicas e doutrinárias não advém de pregação de pastor. Sou um cara bastante crítico em relação à classe dos pastores. Tudo que eu defendo é fruto de minhas leituras da Bíblia, de livros de diferentes autores e do uso da lógica e do bom senso. Sou um cara aberto a discutir qualquer assunto desde que meu interlocutor se comprometa a defender seu ponto de vista com base em argumentos lógicos e na busca sincera pela verdade.

Mr X disse...

O judaísmo é uma religião, mas que tem um componente étnico bem claro, afinal a maioria dos judeus parece provir originalmente de uma mesma região, tem características similares de DNA (havendo diferenciação entre os askenazi e os sefarditas). Claro que também há muitos de outros povos que se converteram, então não dá para dizer que seja exclusivamente étnico. Eu por exemplo conheço um mexicano judeu que mais parece um índio asteca. Não sei se ele se converteu ou o quê.

Curiosamente, é possível que muitos no Brasil tenham (antiga) origem judaica, já que muitíssimos "cristãos novos" vieram para cá.

Não entendi bem a posição de AN sobre os judeus. Parece ser contrário à existência de Israel, mas contrário ao extermínio do povo. Ah, lembrei: assimilação sob a Religião Positivista, correto?

Embora simpatize com os judeus, acho sim que existem muitos judeus seculares na elite revolucionária e globalista (mas é uma elite que inclui também wasps e outros), o próprio Olavo de Carvalho falou sobre isso já em seu debate com o Dugin. Curiosamente, tais judeus são também em muitos casos grandemente hostis a Israel. Vai entender.

Mr X disse...

Está acompanhando o debate com o Dugin, AN? Quem está ganhando na sua opinião?

Rovison disse...

Mr X, concordo com vc de que há muitos judeus revolucionários e aliados de globalistas e que portanto são inimigos de Israel assim como há muitos brancos que apóam fervorosamente as medidas mais insanas dos movimentos negros, porém temos que olhar para a parcela dos judeus que honram a história e tradição de seus ancestrais. Temos de apoiar todas as medidas tomadas pelo governo israelense que visem preservar a integridade e soberania do Estado de Israel bem como rechaçar as ações violentas e injustas de seus inimigos árabes.

Não preciso dizer quem foi disse...

"Devemos avaliar as pessoas individualmente"

Ok. Por que mesmo aqui já foi discutido sobre a "extinção dos europeus" através da miscigenação que a imigração não-branca indiscriminada no Velho Mundo Ocidental???

Bobagem... Quem se importa?

"Acho que vc quis dizer Parcial"

Na verdade eu esqueci do NÃO. Não é imparcial.

Não vou responder a Augusto Nascimento. Não tenho bagagem teórica para saber como trocar idéias com pessoas "especiais".

Bem, fodam-se todos vcs. E a humanidade também, é o que merecem.

Rovison disse...

Não preciso dizer quem foi

Já esgotou o seu estoque de argumentos. Não seja covarde, tente defender seus pontos de vista com um mínimo de lógica e coerência. Se vc é neonazista ou algo parecido, tente defender com argumentos convincentes suas ideias. Xingar os outros não é argumento, ok?

Não preciso dizer quem foi disse...

"Os judeus não são uma raça, mas um grupo étnico".

Muito coerente!!!

Nossa que novidade! Que eu saiba judeus askhenazi, em sua maioria, são mistura de caucasianos indo- europeus e caucasianos não brancos (no caso, semitas), de modo que não há nada de espetacular nessa sua descoberta. Só há três, ou quatro (alguns classificam os ameríndios como)grandes grupos raciais no mundo.

"O Holocausto foi documentado."

Sobre as fotos de pessoas mortas por tifo?

Aff...

Já falei que não sou neonazista. Não acho que os judeus sejam culpados por tudo. Não gosto de genocidios, não há justificativa (pelo menos não sempre) para isso, embora se possa compreeender os motivos. Só estou dizendo que não acredito fielmente nesta história do Holocausto, da mesma maneira como ninguém é obrigado a acreditar em qualquer outra coisa. História não é Religião. Mas agora aproveita e me responde: Alguém já foi preso por negar a Escravidão? A morte de Cristo? O genocidio armenio? O genocidio em Gulag? Eu acho que não. experimente negar o Holoconto.

Por outro lado não sou obrigado também a ficar expondo meus argumentos aqui.
Fique tudo como está.

Se sentiram ofendidos com o "fodam-se"?

Me processem, ou então chamem a sociedade protetora dos animais.

Sinf, snif, bua, bua, bua... Mamãe, papai, ele negou o Holocausto e depois me xingou!!!!!!

Não preciso dizer quem foi disse...

Cliquei * OFF

Mr X disse...

E depois o sujeito pergunta como pude confundi-lo com um troll nazista gay...

:-/

Não preciso dizer quem foi disse...

Não entendi.

Não preciso dizer quem foi disse...

Vamos finalizar desta maneira então:
Eu não fui sincero! De fato não me considero nazista, pois até onde sei o Nacional Socialismo proclama um aterra para um só povo. De modo que isto explica a insistência de Hitler em invadir toda a Europa, e por ter contribuído para a Independência da Índia. Mas meu real pensamento é o seguinte: Os Brancos, legitimamente Brancos, não merecem apenas toda a Europa. Eles merecem o mundo. De modo que seria uma excelente idéia se fosse um criado (entendam manipulado) um vírus ou bactéria que causasse infertilidade nos demais povos da Terra. Afinal: São todos uns imprestáveis que só sabem se reproduzir como ratos.

Sim, isto mesmo: Eu adoro genocidios!!!!
Ora amigos!! Não precisam se assustar! Vcs bem sabem que isso não irá acontecer. Ao contrário: são os povos germânicos, nórdicos, eslavos também, que irão se extinguir até o final do séc. E eu também vou adorar. Só fico pensando num mundo onde só vai ficar "os tranqueiras". hahahahahaha

Augusto Nascimento também vai estar aqui será????? hahahahaha

A propósito, já que ele não gostou dos pensamentos de Wilde, nem do Gide, deixo a ele e a todos vcs, dois pensamentos de dois judeus. Eu espero que vcs não compreendam de maneira incorreta estas citações. Se elas vão lhes causar espanto, lembrem-se: O problema é que há muitos judeus de esquerda, e o são porque a direita estava contra eles até algum tempo. Só isso.

Bem, aqui estão:

"A chave para resolver os problemas sociais de nossa época é abolir a raça branca" Joel Ignatiev

"A raça branca é o câncer da história humana." Susan Sontag

Gostaram? Eu achei uma poesia....

Anônimo disse...

sobre o que o anormal do augusto nascimento postou ,eu digo:

.
visite o youtube e procure pelo termo "racimo anti blanco".te garanto que, apesar da censura do site , você vai achar ,no minimo, uns 20 videos onde negros- sem motivo algum- atacam passageiros brancos!
.
motivos por detras das
segregações:

http://www.scribd.com/doc/57359399/Historical-Criminal-Tables




.

.

.

mas este vitimismo do AN é tipico do negro ,esta em seus genes .o rap,jena six,o caso de OJ Simpson,os jurados racistas negros e vários outros casos são exemplos clássicos de perversão moral da população negra que trata a reação da vitima como algo injusto!

Não preciso dizer quem foi disse...

Esqueci de outra de um judeu:

"Our race is the Master Race. We are divine gods on this planet. We are as different from the inferior races as they are from insects. In fact, compared to our race, other races are beasts and animals, cattle at best. Other races are considered as human excrement. Our destiny is to rule over the inferior races. Our earthly kingdom will be ruled by our leader with a rod of iron. The masses will lick our feet and serve us as our slaves."

Israeli Prime Minister Menachem Begin (1977-1983).

Anônimo disse...

"Não preciso dizer quem foi disse, tu és um idiota. Os judeus são o povo mais inteligente e habilidoso que já existiu na face da Terra. "
.
quais foram as civilizações que os judeus construíram? agora, qual raça de origem indo- européia/iraniana foi rsponsavel por inumeras civilizações (egipcia,libia,lidia,persa,hicsia,aria(na india)?
.

os judeus são semitas ,e o grupo o de judeus com o QI mais alto (responsável pela genialidade judaica )são os askhenazis!
.
do mesmo modo ,podemos ramificar os europoides ate especificar uma etnia (islandeses ,talves) que tenha contribuído muito mais do que os asquenazis!

Não preciso dizer quem foi disse...

Valeu anonimo!

Anônimo disse...

não, eu não quero que ele pense que não confiamos
nele"
.
...foi o que disse a pesquisadora - especializada em oncologia -Eugenia Jeanne Calle ao porteiro do condomínio na qual a mesma estava para mostrar seu apartamento a venda a mais um interessado,no caso: Shamal Jeremy Thompson,negro,, 22 anos , um criminoso altamente perigoso com varias passagens pela policia (...)
.
Qual terá sido o final desta bela historia sem pré-conceitos, onde a "cor" de um individuo é apenas um detalhe?
.
.
http://sandrarose.com/2009/02/wanna-be-baller-charged-in-death-of-cancer-researcher/

Augusto Nascimento disse...

Eu não disse que os árabes não receberam também ajuda estrangeira (embora a própria espionagem israelense tenha sido informada que a URSS enrolou Nasser durante um tempão-com relação à modernização da Força Aérea da RAU, por exemplo). Sem falar que os EUA sempre tiveram mais e melhores recursos-tecnológicos, por exemplo- a oferecer a seus estados-clientes. O que eu disse, isso sim, é que o "reino" de Israel é muito desse mundo, sim, seu sucesso funda-se no plano material, na mobilização inteligente e ousada dos recursos materiais nacionais e estrangeiros à disposição do Estado. Não há nada de sobrenatural ou de escatológico no sucesso israelense.
Agora, vamos ver se eu entendo: os judeus fugiram da Palestina há dois milênios, logo a terra é deles. Os mexicanos tiveram suas terras roubadas há menos de dois séculos, logo são uns revanchistas, "supremacistas" do Mal. Tá certo. Quem mandou os mexicanos não serem o povo escolhido...
"mas este vitimismo do AN é tipico do negro ,esta em seus genes."
Isso, vindo como vem do exemplo de honestidade intelectual que inventa depoimentos, fatos e citações enquanto ignora tudo que não leve água para seu moinho nazista, significa muito para mim. Não sou negro, embora não veja desdouro nenhum em sê-lo. Sou um patriota brasileiro, e, assim como nossos ancestrais lutaram contra as doutrinas maléficas de Lopez, Hitler e Marx, oponho-me ao quinta-colunismo fascista. Nossa Pátria, sagrada e invencível, triunfará sobre a quinta-coluna nazi-olavista!
"A propósito, já que ele não gostou dos pensamentos de Wilde, nem do Gide, deixo a ele e a todos vcs, dois pensamentos de dois judeus"
Ah, bom: os erros de indivíduos judeus são culpa de todos os judeus (não à toa, os nazistas perseguiam todos judeus, independentemente do grau de lealdade ao Estado de cada um dos judeus individuais). Os crimes dos nazistas, da Inquisição, das nações beligerantes europeias, os crimes contra os nativos cometidos na Colonização, a Escravidão, etc. não pesam sobre toda a raça branca. Dois pesos, duas medidas-como é adequado aos defensores da tirania nazista...
"Não vou responder a Augusto Nascimento. Não tenho bagagem teórica para saber como trocar idéias com pessoas 'especiais'."
Você tem bagagem para inventar (e a "autoridade" asiática sem nome, como vai?), mentir, enrolar, caluniar (ah, desculpe, tinha esquecido: quem se opôs à ditadura nazista era traidor) e mostrar a mais completa ignorância quanto ao maior número possível de assuntos, uma ignorância enciclopédica, digna de um polímata ao avesso.
"Está acompanhando o debate com o Dugin, AN? Quem está ganhando na sua opinião?"
O empregado do Departamento de Estado está um pouco melhor que o empregado do Vladimir Putin. Livre do lastro inconveniente de tudo o que ele pensava-ou dizia pensar-, ele se sai bem-diante de uma platéia que nunca tenha lido nenhuma linha da obra dele. Quando nos lembramos que ele está mentindo descaradamente e escondendo-por vergonhosos- seu passado, a coisa muda de figura, e ele se reduz a suas devidas proporções de traidor, inimigo jurado da Pátria.

Augusto Nascimento disse...

"Qual terá sido o final desta bela historia sem pré-conceitos, onde a 'cor' de um individuo é apenas um detalhe?"
Realmente, se ela tivesse recebido um criminoso branco estaria tudo bem! Melhor, talvez, fosse não receber um criminoso-branco ou negro... Mas para quem defende a política nazista de perseguir TODOS os membros de uma raça, independentemente do comportamento individual, a ideia de que o comportamento dos indivíduos é mais importante que sua raça deve ser muito complicada (inventar "autoridades asiáticas" é serviço mais leve do que pensar, parece). Ninguém pode acusar o nazista de ser inteligente...

Rovison disse...

Os judeus adquiriram de forma legítima a maior parte das terras que constituem o Estado de Israel. Isto é um fato. Diferente da história de expansionismo genocida dos árabes. Por que os árabes têm direito a estados com territórios dezenas de vezes maior do Israel e os judeus não têm direito a nenhum mísero território? Por que esse tratamento tão desigual?

Rovison disse...

Quanto à questão dos negros, penso o seguinte: é óbvio que cada pessoa deve ser avaliada individualmente de acordo com suas ações, entretanto, isto não significa dizer que o fator raça não tem nenhuma influência para o bem ou para o mal sobre os indivíduos. É óbvio que o fator raça exerce algum tipo de influência sobre cada indivíduo. Negar isto é simplesmente fechar os olhos para o mundo no qual vivemos. Se volumosas estatísticas mostram que a taxa de criminalidade entre a população negra é bem maior do que a da população branca, conclui-se que a probalidade de um negro cometer crime é maior do que de um branco. Probalidade não é certeza, não é determinismo. Se estatísticas mostram que muçulmanos cometem mais atentados terroristas no mundo que outros povos isto quer dizer que eles oferecem maior perigo do que outros grupos étnicos ou religiosos. Aponte alguma falha lógica no que eu acabei de escrever.

Augusto Nascimento disse...

Se estatísticas mostram que muçulmanos cometem mais atentados terroristas no mundo que outros povos isto quer dizer que eles oferecem maior perigo do que outros grupos étnicos ou religiosos. Aponte alguma falha lógica no que eu acabei de escrever."
Por essa lógica insana, quando os terroristas sionistas matavam ingleses, os judeus deveriam ter sido perseguidos. Ah, tinha esquecido: desde os tempos de Josué, um certo povo tem o monopólio do direito à pilhagem e ao extermínio...
Por que os árabes têm direito a estados com territórios dezenas de vezes maior do Israel e os judeus não têm direito a nenhum mísero território? Por que esse tratamento tão desigual?
Porque os judeus não viviam lá, vieram da Europa (Israel foi fundado por europeus). Pela sua lógica, os pomeranos do Espírito Santo (morei lá) têm o direito de invadir a Europa e restabelecer a Pomerânia quando lhes der na telha. Só um monstro moral, um indivíduo corrompido até a medula, pode pensar uma coisa dessas! E, no entanto, os pomeranos saíram da Pomerânia há muito menos tempo do que os judeus, da Palestina. Comte, o maior pensador desde o grande Aristóteles, provou que o Colonialismo é mau e que os judeus devem ser assimilados na Civilização Ocidental, resistindo às tentações nocivas do atavismo! Além do quê, "judeu" não é nacionalidade-se fosse, restaria explicar o que fazem eles com nacionalidades brasileira, americana, etc.-, logo os judeus não podem ter um Estado próprio.

Rovison disse...

Ótima explicação. Vc é um gênio AN. Onde eu afirmei que os muçulmanos em bloco devem ser perseguidos?
Compare o grau de uso da violência extrema entre judeus e muçulmanos ao longo da história. Ambos os povos cometeram o mesmo grau de violência na sua relação com outras nações? Seja honesto pelo menos desta vez AN.

Não preciso dizer quem foi disse...

Whauhhhh...

Que soninho...

Vejamos a lógica de Augusto Nascimento: Augusto, por que isso é errado?
Porque Augusto Comte provou que é, e vc é um burro que não sabe nada!!

Augusto Nascimento, por que aquilo é certo?

Porque Augusto Comte provou que é, e vc é um retardado que não sabe nada.

Augusto Nascimento, porque eles fizeram isso?

Porque são uns debéis mentais que não sabem nada, se tivessem seguido a doutrina de Augusto Comte que provou tudo o que precisava provar, isso não teria acontecido.

Augusto Nascimento, nossa reportagem acabou.

Você é u burro que não sabe nada, Augusto Comte provou que as coisas não funcionam desta maneira.

A mão do Augustinho:
Augusto!! Vá tomar banho e dormir.
Vá vc sua velha bruxa retardada olavete conservadora que não sabe nada!!! Augusto Comte provou que não é bom tomar banho e ir dormir.

hahahahaha

Rovison disse...

"Porque os judeus não viviam lá, vieram da Europa (Israel foi fundado por europeus)."
Seguindo a lógica do seu raciocínio, os muçulmanos jamais deveriam ter ocupado o norte da África, a Turquia, a Ásia Cenrtal, a Indonésia e outras regiões do planeta pois sua terra natal é a Arábia Saudita. Em outras palavras, se os judeus que viviam na Europa não tinham o direito de fundar um Estado na Palestina pois esta já era ocupada por um outro povo, por que os árabes têm todo o direito às terras que ocupam atualmente uma vez que 90% dessas terras são fruto de ocupação militar extremamente violenta ao longo dos séculos na qual o genocídio e a escravização dos povos dominados foram a regra?

Mr X disse...

Continuo achando que o Nao sei quem foi eh o mesmo nosso velho amigo RJ, ou entao um imitador muito bom.

O Nao sei e o anonimo sao de origem germanica, "raca ariana pura"? Mera curiosidade. Talvez eu devesse instituir cotas raciais nos comentarios dos blogs ah ah ah.

E outra curiosidade, com o que os islandeses contribuiram, alem da Bjork?

Mas obrigado pelo link sobre a moca que foi morta por nao querer ser racista, estava procurando no outro dia e nao conseguia achar.

Rovison disse...

Augusto Nascimento, vc é muito ruim de argumentação. Analise com calma seus argumentos antes de publicá-los.

Rovison disse...

"E outra curiosidade, com o que os islandeses contribuiram, alem da Bjork?"
Boa, Mr X. Eu também fiquei tentando me lembrar de grandes personaliades islandesas que contribuíram de modo extraordinário o progresso da humanidade.

Rovison disse...

"Comte, o maior pensador desde o grande Aristóteles, provou que o Colonialismo é mau e que os judeus devem ser assimilados na Civilização Ocidental, resistindo às tentações nocivas do atavismo! Além do quê, "judeu" não é nacionalidade-se fosse, restaria explicar o que fazem eles com nacionalidades brasileira, americana, etc.-, logo os judeus não podem ter um Estado próprio."

Ah Augusto Nascimento, não dá pra levar a sério o que vc escreve. Considerar Augusto Comte o maior pensador desde Aristóteles é mais do que delírio, alucinação ou coisa parecida. Não tenho nem palavras para descrever o estado mental de alguém que faz uma afirmação tão descabida como a que vc fez.

Rovison disse...

E o que explica alemãs, portugueses, italianos, poloneses, espanhóis, japoneses e outras nacionalidades terem cidadania brasileira? Explica aí, Augusto Nascimento.

Não preciso dizer quem foi disse...

'Continuo achando que o Nao sei quem foi eh o mesmo nosso velho amigo RJ, ou entao um imitador muito bom."

E eu continuo achando que todos aqui são loucos, iguais ao resto da humanidade. É :Não preciso dizer quem foi, e não Não sei quem foi.


"O Nao sei e o anonimo sao de origem germanica, "raca ariana pura"? Mera curiosidade"


Ele eu não sei. Infelizmente eu não sou. Adoraria ter aparência nórdica, ser uma ariano, como foi Jesus Cristo. Tenho profunda admiração por este povo (ariano).

"Com o que os islandeses contribuiram além da Bjork?"

Imagino que ele apenas quis exemplificar. Se referia as etnias europeias. De qualquer forma, devem ter contribuido mais para o avanço da humanidade, do que os crioulos complexados daqui da America!

Não preciso dizer quem foi disse...

Aqui vai um islandês interessante:

Halldór Laxness

Conhecem?

Não preciso dizer quem foi disse...

O Augusto Nascimento deve conhecer. Ele conhece tudo.

Estou começando a imaginar que ele deve ser um alienígena, ou alguém que entrou em contato com eles. Deve ter um chip no cérebro.

Não preciso dizer quem foi disse...

Álfrún Gunnlaugsdóttir
Arnaldur Indriðason
Birgitta Jónsdóttir
Brynjólfur Sveinsson
Eggert Ólafsson
Gunnar Gunnarson
Jón Kalman Stefánsson
Halldór Laxness
Matthías Jochumsson
Oddr Snorrason
Sæmundr fróði
Sigurjón Birgir Sigurðsson
Hermann Stefánsson
Vilborg Davíðsdóttir
Thor Vilhjálmsson

Aí está uma lista de alguns escritores islandeses.

Que contribuiram menos que a Bjork e o Augusto Nascimento

cantinhodoprimo disse...

Rovison e Mr. X

Meu blog é o "Cantinho do Primo Rodrigo"

http://cantinhodoprimo.wordpress.com/

Eu também comentei em artigos escritos e em vídeos o debate Olavo X Dugin. Os links estão no "Cantinho" nos post mais recentes. Na minha opinião, retoricamente, Olavo venceu Dugin utilizando-se maliciosamente das técnicas consagradas em "Como Vencer Um Debate Sem Ter Razão". Intelectualmente, porém, Dugin simplesmente destroçou e desmoralizou as teses que fundamentam os estudos revolucionários de Olavo reputando-as como uma grotesca reciclagem das teorias conpiratórias dos judeus, só que sem os judeus.

Não preciso dizer quem foi disse...

Aliás, Augusto Nascimento, vou aproveitar que aqui tenho contato com vc, que é o maior erudito vivo, para me explicar por que a família de Ludwigg Wittgenstein, que era de ascendência judaica, não foi colocada em campos de concentração durante a Alemanha Nazi?

Espero uma resposta. Não estou caçoando ou dando indireta. Quero saber mesmo. Sei que vc tem alguma resposta para isso.

Augusto Nascimento disse...

"O Augusto Nascimento deve conhecer. Ele conhece tudo."
Pois é, só não conheço mesmo a anônima- e inexistente, ainda por cima- "autoridade asiática" que "provou" que os tigres asiáticos só se desenvolveram por falta de judeus. Em contrapartida, citei DUAS autoridades asiáticas de verdade que acham que os tigres asiáticos se desenvolveram por falta de ocidentais, sejam eles judeus, cristãos, etc. Mas o nazista não vai deixar que essas insignificâncias chamadas fatos pertubem seus sonhos de genocídio, vai?
"Porque Augusto Comte provou que é, e vc é um retardado que não sabe nada."
Não, quem provou foi o "líder-asiático-que-não-se-deve-identificar". Também deve ter sido ele quem provou que quem se opunha a Hitler era traidor... Essas autoridades asiáticas não-identificadas são fontes muito fidedignas... como disse uma autoridade asiática. Não se preocupe com Comte, você seria retardado mesmo que ele nunca tivesse existido.
"Ambos os povos cometeram o mesmo grau de violência na sua relação com outras nações? Seja honesto pelo menos desta vez AN."
Quantos genocídios os árabes cometeram? Leia o Pentateuco, história OFICIAL dos judeus, e veja quantos genocídios eles cometeram só para roubar a Terra "Santa". Enquanto os terroristas árabes são perseguidos pelos seus governos (basta lembrar que Osama, por exemplo, foi banido pelos sauditas-os assassinos do Irgun e outros grupos de bandidos são, ainda hoje, saudados como heróis por terem matado inocentes, se é que um gói pode ser inocente, não é?), os israelenses, em uma afronta ao mundo civilizado, elegiam os seus para governar o país. Mas, afinal, os pomeranos brasileiros podem retomar sua "Terra Santa" e matar alemães e poloneses no processo? Já que têm seu próprio Estado, os judeus brasileiros vão abandonar a cidadania brasileira? Se fossem coerentes e honestos- e me refiro aos sionistas brasileiros, não a todos os judeus brasileiros- fá-lo-iam. Mas deve ser mais conveniente usar a cobertura do Estado Brasileiro para avançar seus propósitos maléficos...

Não preciso dizer quem foi disse...

Vc ficou obcecado com a tal autoridade oriental sem nome, não é mesmo??? Bem, vou fazer uma busca, quando eu encontrar eu posto aqui, tá bom?

Os asiáticos se desenvolveram porque não tinham ocidentais em seus territórios? Engraçado eles não terem mencionado os africanos e sua incapacidade total de fazerem alguma coisa que preste que não seja ocupar espaço na Terra.
Estes olhos rasgados deveriam também analisar, que sua "superioridade" se reduz a uma certa capacidade de organização, alcançada pelos baixos impulsos agressivos e certo metodismo destas populações. Talvez seja resultado de prolongados períodos de cultivos de arrozais ao longo de gerações. Quando se trata de criação artística, eles são tão capacitados quanto uma ameba.

Alguém envia esta para o Sakamoto, o nipônico esquerdista dentuço??

Obrigado...

Não preciso dizer quem foi disse...

Por falar em arte, o artista preferido de Augusto Nascimento deve ser Hermann Nitsch.
Acertei amorzinho???

Augusto Nascimento disse...

Levando-se em conta Wittgenstein não se tornou célebre por causa da família, não tenho muita certeza quanto à situação de cada um de seus membros depois da invasão nazista da Àustria (NÃO COSTUMO INVENTAR "AUTORIDADES ASIÁTICAS" ...), mas vejamos o que a Wikipedia, que lhe pareceu antes fonte de informação confiável, diz:
A few days before the invasion of Poland, Hitler granted Mischling status to the Wittgenstein siblings [é bom lembrar que, entre a ascensão de Hitler e o ano anterior, eles não estavam sob a autoridade nazista: a Áustria ainda era independente]. In 1939 there were 2,100 applications for this, and Hitler granted only 12.Anthony Gottlieb writes that the pretext was that their paternal grandfather had been the bastard son of a German prince, which allowed the Reichsbank to claim the gold, foreign currency, and stocks held in Switzerland by a Wittgenstein trust. Gretl, an American citizen by marriage, was the one who started the negotiations over the racial status of their grandfather, and the family's foreign currency was used as a bargaining tool. Paul had escaped to Switzerland and then the United States in July 1938, and disagreed with the negotiations, leading to a permanent split between the siblings. After the war, when Paul was performing in Vienna, he did not visit Hermine who was dying there, and he had no further contact with Ludwig or Gretl."
"In 1938, to escape Nazi racial laws and to be reclassified as half Jewish, his descendants claimed that Herman Christian was not the son of Moses Meyer-Wittgenstein but rather the illegitimate offspring of a prince of the House of Waldeck. Although the claim was probably made up, it was somewhat substantiated by the princely protection enjoyed by the Wittgensteins when they were living in Hesse."
Nada disso é prova da generosidade (ou decência ou racionalidade) nazista. A própria classificação citada mostra o que eu disse-e você negou: os nazistas consideravam "judeu" uma classificação racial (não fosse isso, não faria sentido levar em conta a presença de sangue "ariano" na hora de determinar o status de cada judeu- mais uma vez, os indivíduos são julgados com base em suas ascendências e nas conveniências do Estado, não de acordo com seu comportamento individual). Mas eu estou curiososo: o fato da família Wittgenstein não ter parado inteirinha em um campo de concentraçaõ compensa o extermínio de seis milhões de judeus e as insanas Leis de Nuremberg, que atingindo os judeus-independentemente do comportamento individual-restringiam dramaticamente seus direitos legais? Em quem estava com peninha das minorias alemãs vivendo no estrangeiro e achava que os pretensos direitos dessas minorias justificavam a invasão da Tchecoslováquia, da Polõnia e do resto da Europa, é engraçado esse pouco caso com as violências cometidas pelo regime alemão contra cidadãos alemães e dos países conquistados... Deve ser culpa de Comte ou de alguma autoridade asiática não-identificada.

Augusto Nascimento disse...

"Os asiáticos se desenvolveram porque não tinham ocidentais em seus territórios?"
Ah, entendi: as opiniões dos líderes asiáticos só valem como autoridade irrefutável em questões se seus donos não tiverem nome e se falarem mal dos judeus; se falarem mal de todos os ocidentais e tiverem nomes, já não são mais confiáveis. Hitler (Freud era judeu) explica!

Não preciso dizer quem foi disse...

Ah, Augustinho....

Não precisa ficar nervosinho. É como eu já disse: Embora eu preferisse que os Brancos (não se enquadram albinos africanos, para vc saber)tivessem domínio de todo o planeta e que todas as outras raças se extinguissem através da infertilidade induzida, todos bem sabem que o contrário é que irá acontecer. Os germânicos,nórdicos, eslavos, alpinos, todos estes vão se extinguir. Com eles irá o Nazismo e a teoria da Supremacia Branca.
Toda a iniquidade será retirada da Terra. Pessoas como eu não mais existirão. Pronto.
Nazismo e Supremacia Branca são coisas falidas meu bem. Tem alguns como eu por aí, mas nós somos retrô. A moda hoje é multiculturalismo. Não percebeu isso ainda seu retardado??

E os macacos, os olhos rasgados, os canibais indígenas, malaios, e os lindos mestiços latino-americanos serão um belo mundo civilizado através da Doutrinação do Positivismo. E o mestre supremo disso será Augusto Comte Nascimento.
E sua escultura (tipo: Abraham Lincoln) será feita no Moro do Corcovado.

"ó Pátria Amada, Idolatrada, Salve, Salve..."

Mr X disse...

"ariano, como foi Jesus Cristo"

?!?!?!??!

Jesus era um rabino judeu. Não podemos saber qual sua aparência, mas provavelmente médio-oriental. De qualquer modo, sendo filho de Deus, poderia ser qualquer coisa. Talvez Deus o tenha mandado à terra como um loirinho de olhos azuis, como representado nos quadros medievais. Ou talvez como um japonês...

Da lista de escritores islandeses, só tinha ouvido falar do Gunnar Gunnarsson. Mas parece que eles tem uma sagas interessantes.

Os nazistas são meio esquizofrênicos: por um lado negam o holocausto, por outro estão loucos para realizar um. Por um lado dizem que os nazistas não eram tão malvados assim, por outro lado afirmam como o rapaz acima que querem realizar um genocídio de, hum, +/- 85% das pessoas do planeta (raças não-brancas)

Não preciso dizer quem foi disse...

Meus amores, vcs são tão lesados assim???
Tô tirando com a cara de vcs. Não notaram isso ainda???
É verdade o que eu disse sobre causar infertilidade nas outras raças, mas só da minha parte. Não participo do VNN, Stormfront, coisa e tal. Entendeu??? Não tirei esta ideia de outro local, em especial.

Não sou nazista, já disse. Será tão dificil entender isso? Só não acredito cegamente no Holocausto, e torço pela raça branca. Só.
Quando eu disse: "Nazistas como eu", é para apimentar o papo com o Augustinho Prematuro Nascimento.

Sim: Ariano como foi Jesus.
Jesus é Cristianismo. Cristianismo é religião. Eu posso acreditar que ele era um ariano sim, se eu quiser. Ou será que vcs vão implicar com isso também????? Sou obrigado também a crer que ele era um semita narigudo e "bonito" como todo judeu? Existe lei para isso também? Deve ser uma emenda da lei sobre Negação do Holocausto.

Cara, é ruim hein??!!!
Esquerdistas são raivosos e patéticos, e direitistas (e positivistas) são desprovidos de capacidade não serem sérios 100% do tempo???
Falei para implicar: Hoje em dia, é moda acreditar que Deus é negro, mulato, índio, Jesus de aparência árabe. Quando eu falo que ele é ariano, é só para contrariar estes modismos.

Não preciso dizer quem foi disse...

"Como o rapaz acima"

Quem te disse que eu sou um rapaz????
Hein?????

Aliás, meu modelo de genocídio é muito mais pacifico: "criar" um vírus que atue no organismo humano (especificamente não- ariano, que atue com genes virtualmente ausentes em indo-europeus) causando infertilidade. Sem Guerra, sem sangue. Mas se vc realmente não simpatiza com genocídios, deveria comentar mais sobre o que Israel faz aos palestinos.

Os islandeses tem umas sagas legais mesmo. Fazendo a busca, eu também me interessei mais. Vou procurar alguma coisa. Quer que eu traga um café?

(Entendeu, não é?)

Rovison disse...

"Quantos genocídios os árabes cometeram?"
Ah Augusto Nascimento, vc tá de brincadeira comigo. Qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento da história dos árabes entre o século VIII e o final da Idade Média sabe das inúmeras atrocidades cometidas por aquele povo contra seus opositores. Negar esse fato ou é muita ignorância ou é má-fé.
"Mas, afinal, os pomeranos brasileiros podem retomar sua "Terra Santa" e matar alemães e poloneses no processo? Já que têm seu próprio Estado, os judeus brasileiros vão abandonar a cidadania brasileira? Se fossem coerentes e honestos- e me refiro aos sionistas brasileiros, não a todos os judeus brasileiros- fá-lo-iam."
Primeiro, a comparação é descabida. Os judeus não ocuparam terras na Palestina roubando ou matando ninguém. Eles adquiriram a propriedade das terras através da COMPRA (ver http://www.midiasemmascara.org/artigos/internacional/oriente-medio/12221-nao-e-roubando-a-palestina-e-comprando-israel.html). Segundo, o Estado de Israel é um fato consolidado. Que eu saiba não há nenhum estado pomerano estabelecido na Europa. Alguém poderia até questionar a existência de um Estado Judeu antes de seu surgimento mas não depois de ele se tornar realidade. Terceiro, qual o problema de haver judeus com cidadania brasileira? Não há indivíduos de diferentes nacionalidades com cidadania brasileira? O que uma coisa tem a ver com a outra?

Rovison disse...

cantinhodoprimo, visitei há pouco o seu blog e achei interessante o seu texto sobre segregação racial com base na Bíblia. Gostaria de saber como seria possível aplicar esse modelo de segregação racial num país tão miscigenado e multicultural como o Brasil.
Vc não acha que o fim das leis segregacionistas nos Estados Unidos na década de 1960 rebaixou a qualidade de vida da população branca, especialmente os WASP? Vc não vê nenhuma relação entre a promoção dos direitos civis dos negros a partir de 1964 e o crescimento da criminalidade nos Estados Unidos nas últimas décadas?

Augusto Nascimento disse...

Atrocidades, não (ou a Escravidão, o extermínio dos nativos americanos, os pogroms e outros crimes cometidos por brancos europeus CRISTÃOS também não foram atrocidades?). Eu perguntei sobre GENOCÍDIOS. Os judeus garantem que exterminaram os antigos habitantes de Canaã-até acham lindo isso! Aparentetemente, gói bom é gói morto.
"Eles adquiriram a propriedade das terras através da COMPRA (ver http://www.midiasemmascara.org/artigos/internacional/oriente-medio/12221-nao-e-roubando-a-palestina-e-comprando-israel.html)."
Alguém precisa avisar aos terroristas israelitas antes que eles matem os soldados ingleses! Alguém tem que avisar à ONU antes que ela crie um estado judeu pela força! Alguém tem que avisar ao senhor Pipes que comprar terras em um lugar não lhe dá o direito de criar um estado lá (aliás, o senhor Pipes finge não saber que a diáspora palestina somada ao número de Palestinos nos territórios ocupados ultrapassa o número de Israelenses-esse pessoal vivia onede se os israelenses "compraram" as terras todas?-, pois há mais judeus na América do que... no Estado Judeu-alguém ainda se lembra do escândalo que as olavettes faziam com a enorme quantidade de cubanos e descendentes vivendo fora de Cuba?). Por falar nisso, o MSM e Pipes, seus maravilhosos especialistas em Oriente Médio, já acharam as WMDs deo Iraque, que eles juravam existir e usaram como pretexto para se jogar os EUA (a serviço dos interesses de quem?) em um atoleiro militar? Foi o que eu pensei.
"Segundo, o Estado de Israel é um fato consolidado. Que eu saiba não há nenhum estado pomerano estabelecido na Europa."
Antes de 48, também não havia estado judeu na Palestina-não havia nem judeus! Os pomeranos podem invadir a Europa como os judeus EUROPEUS invadiram a Palestina? Aliás, por que a ONU-essa queridinha das olavettes- não dá um estado próprio para os pomeranos, que se orgulham a preservação de suas tradições, conseguida a despeito da assimilação no Brasil e da perda do seu estado na Europa? Ah, tinha esquecido: só terroristas têm direito a estado próprio. Bem, os palestinos definitivamente se encaixam nos requisitos. Quem com a ONU fere com a ONU será ferido, não é mesmo?
"Alguém poderia até questionar a existência de um Estado Judeu antes de seu surgimento mas não depois de ele se tornar realidade"
Ou seja, a posse santifica o roubo. Por essa lógica, os palestinos têm todo direito de tentar destruir Israel. Se conseguirem, o roubo deles também estará justificado-já que a força justifica tudo.
"Terceiro, qual o problema de haver judeus com cidadania brasileira? Não há indivíduos de diferentes nacionalidades com cidadania brasileira?"
Por definição, a nacionalidade de um cidadão brasileiro é... brasileira. Como já existe um estado para representar os americanos, o americano que quiser ser brasileiro precisa naturalizar-se brasileiro, o que não necessariamente significa renunciar à americana (alguns países, aliás, nem sequer aceitam a ideia de dupla cidadania), mas certamente significa pedir a brasileira. O único grupo que parece achar ter direito a escolher identidade que lhe for mais conveniente a cada momento é o dos israelita. Alguém que finge ser leal ao Estado Brasileiro, mas está apenas pretendendo avançar os interesses de outro Estado é um traidor.

Mr X disse...

Peraí AN, não é verdade que não havia judeus na Palestina antes de 1948, desde o século XIX o movimento sionista já estava levando gente pra lá, e antes mesmo disso havia os judeus que ainda moravam por lá desde quem sabe quantos séculos, Mark Twain visitou a Palestina quando ainda era ocupada pelos turcos e falou disso. E todos os judeus que moravam nos países árabes (e foram expulsos após 1948), para onde eles deveriam ir?

Você acha que os judeus brasileiros são traidores? Não entendi. Tem alguns judeus petistas, mas me parece que a maioria são gente trabalhadora. Nos EUA, já não sei.

Na verdade, sempre defendi os judeus aqui mas depois descobri que em geral eles podem se defender bastante bem sozinhos, aliás muitas vezes os maiores inimigos dos judeus são os próprios judeus.

Mas não vejo problema com o Estado de Israel. Falando em "dupla lealdade", há muitos muçulmanos supostamente cidadãos de países europeus mas que são mais leais ao Islã do que ao seu suposto país de nascença. Há "mexicanos" nascidos nos EUA (de origem mexicana), mas que consideram o México o seu país e odeiam os EUA.

O fato é, etnia e religião e cultura de origem são sentimentos fortes que se mantém ao longo das gerações, e às vezes importam mais do que o país em que você nasceu. Eu pessoalmente, embora tenha simpatia pelo país, não sinto nenhum tipo de "lealdade" especial ao Brasil. Deveria?

Mr X disse...

Não precisetc,

Você pode acreditar que Jesus era ariano, japonês ou escandinavo ou o que quiser, o fato é que masceu naquela região e provavelmente era um semita sim, narigudo ou não.

E Jesus?!? Poxa, achei que os filonazistas odiassem o cristianismo.

Não preciso dizer quem foi disse...

"Você pode acreditar que Jesus era ariano, japonês ou escandinavo ou o que quiser, o fato é que masceu naquela região e provavelmente era um semita sim, narigudo ou não."

O que o Bashar Al Assad está fazendo por lá mesmo? Ele pode não ser loiro, mas tem olhos claros, tez clara, e em aparência parece ser um ariano quando comparado aos seus compatriotas. E os judeus de aparência ariana de Israel (conseguidas depois de séc de "invasões" a Europa)? Roberto Justus é judeu, Jesus poderia ter sido como ele.

"E Jesus?!? Poxa, achei que os filonazistas odiassem o cristianismo."
Seria o esperado de mim, se eu fosse um nazista. Ainda não entendeu isso, seu trouxa??? É verdade que eu comungo com algumas idéias Hitleristas, mas vc bem sabe que nazismo não é só isso que eu preguei por aqui, não é mesmo?

Por falar nisso, já que vcs não entenderam o que eu quis dizer sobre Hitler ter dito que judeus não eram uma raça no sentido biológico, eu vou transcrever um trecho de Minha Luta. Cuidado para não queimarem os olhos. Fechem as pálpebras para ler.

“Nós usamos o termo raça judaica apenas por razões de conveniência lingüística, no sentido real da palavra, e, do ponto de vista genético, não há raça judaica. [...] A raça judaica está acima de tudo, uma comunidade do espírito. Raça espiritual é de um tipo mais sólida e mais durável do que a raça natural. " Hitler

Quem tanto o critica deveria ao menos saber o que ele disse. O Augustinho não leu Mein Kampf?? Quer que eu compre um para ti, ou te passe o link para baixar grátis???

Vamos concluir aqui mesmo, ou vamos avançar para mais de 100 comentários???

Augusto Nascimento disse...

"Você acha que os judeus brasileiros são traidores? Não entendi. Tem alguns judeus petistas, mas me parece que a maioria são gente trabalhadora. Nos EUA, já não sei".
A lei brasileira não faz distinção de partidos legais, as olavettes talvez o façam, mas Olavo de Carvalho ainda não realizou seu sonho macabro de se tornar o Führer brasileiro. Acho que um sionisa brasileiro (isto é, alguém que defende os interesses de um estado estrangeiro) é um traidor. O mesmo vale para um "jihadista" brasileiro e valia para os comunistas que eram instrumentos da política soviética (ou chinesa, albanesa etc.)
"Mas não vejo problema com o Estado de Israel. Falando em 'dupla lealdade', há muitos muçulmanos supostamente cidadãos de países europeus mas que são mais leais ao Islã do que ao seu suposto país de nascença."
A diferença evidente é que não existe um estado muçulmano ao qual todos os muçulmanos devem lealdade inquestionável, sem o quê, aliás, são imediatamente denunciados por seus pares-e por Olavo de Carvalho, que disse que os eleitores judeus devem votar em quem é melhor para ISRAEL, não para seus países (se isso não é traição, não sei o que é-em benefício dos judeus, diga-se que Olavo de Carvalho não é judeu, é só um sujeito que ainda não encontrou uma traição à nossa pátria da qual ele não goste). No entanto, as forças de segurança, certamente, deveriam ter autoridade para punir-se necessário, deportar- TODOS os traidores, independentemente de suas religiões, e, certamente, as declarações e atitudes de muitos maometanos-na Europa e na América- são inaceitáveis (tão inaceitáveis quanto o pensamento assim de OC, que, entretanto, parece mainstream entre os sionistas). Uma traição não justifica outra, punam-se todos. O sionismo está para o judaísmo (do qual não parte essencial) como o jihadismo está para o Islã e precisa ser tratado com o mesmo rigor. O sangue dos nossos irmãos ocidentais, civilizados, mortos pelos selvagens sionistas clama por justiça com o mesmo vigor que o sangue dos nossos irmãos mortos pelos selvagens maometanos. Israel é um estado racista, pois é baseado do domínio de uma raça, não de um povo: "The country's Law of Return grants all Jews and those of Jewish lineage the right to Israeli citizenship." Qualquer país-qualquer!- que firme sob esse tipo de organização deve sofrer a decidida oposição de todas as pessoas decentes.
"Peraí AN, não é verdade que não havia judeus na Palestina antes de 1948, desde o século XIX o movimento sionista já estava levando gente pra lá, e antes mesmo disso havia os judeus que ainda moravam por lá desde quem sabe quantos séculos, Mark Twain visitou a Palestina quando ainda era ocupada pelos turcos e falou disso."
Só nos três primeiros anos de Israel, a população duplicou por causa dos imigrantes. Para não falar na imigração nos anos imediatamente anteriores à Partilha. Israel é basicamente uma colônia de europeus (o primeiro primeiro-ministro nascido em Israel-com a exceção de um interino que não ficou nem um mês no poder- só chegou ao poder mais de um quarto de ano depois da fundação de Israel e foi substituído por um russo-afinal, Rússia e Israel... é tudo a mesma coisa, não é?). É interessante também que os judeus vivendo nos países árabes há milênios só tenham descoberto que tinham que imigrar para Israel depois da criação de... Israel. Aparentemente, Israel é uma solução e busca de um problema, mas, para os brasileiros leais, é só um problema.

Augusto Nascimento disse...

"Quem tanto o critica deveria ao menos saber o que ele disse"
Eu estou criticando o que ele FEZ, as leis que impôs ao povo alemão, a política externa que tornou política do estado alemão. Se eu for aceitar a palavra-desmentida pelos atos- de ditadores, terei quce acreditar que os poloneses atacaram primeiro os alemães, os filandeses atacaram primeiro os soviéticos e Stalin criou uma utopia maravilhosa na URSS. Não, obrigado.
Se os judeus não são uma raça, como os nazistas poderiam usar (como mostram os textos que eu citei, não que eu espere que você seja capaz de ler) a ancestralidade para determinar a condição de "judeus" de milhões de indivíduos-indo ao requinte de estabelecer diferença de statis entre "judeus puros" e mestiços? As próprias Leis de Nuremberg (das quais, aparentemente, você nunca ouviu falar) e a prática nos territórios ocupados são claras: "judeu"era uma categoria RACIAL!
"É verdade que eu comungo com algumas idéias Hitleristas, mas vc bem sabe que nazismo não é só isso que eu preguei por aqui, não é mesmo?"
Fora a defesa da ditadura de Hitler (você mesmo disse que quem discordava de Hitler era, necessariamente, traidor), a defesa do expansionismo alemão, que você tenta desesperadamente justificar, e o racismo (especialmente, antissemitismo), que você defende, não há muito mais no nazismo.

Rovison disse...

A diferença principal entre o sionismo e o jihadismo é que o primeiro visa sobretudo garantir um Estado seguro para o povo judeu enquanto o segundo visa converter à força todos os "infiéis" (não-muçulmanos) do planeta, além é, óbvio, de usar a violência gratuita como meio de conquista de território e de almas.

Rovison disse...

O nazismo foi apenas uma modalidade de fascismo com um forte componente de antissemitismo e expansionismo militarista. Como todo fascismo, que nada mais é do que um tipo de socialismo, é uma monstruosidade sociológica que deve ser combatida por todas as pessoas de bem.
O nazismo foi o principal responsável por tornar anátema toda e qualquer discussão sobre diferenças raciais após a Segunda Guerra Mundial. Até a década de 1940, era a coisa mais normal do mundo as pessoas perceberem os negros de um modo geral não tinham as mesmas capacidades intelectuais e morais que os brancos. Basta pesquisar a opinião de todos os grandes filósofos até o século XIX sobre o referido assunto. Era uma coisa tão óbvia, que pensar como pensa atualmente a maioria das pessoas era algo inimaginável. Seria mais ou menos como alguém dizer que todos os primatas têm o mesmo nível de inteligência dos humanos. O avanço das idéias marxistas de orientação gramsciana na segunda metade do século XX contribui também para a revolução mental ocorrida no Ocidente nas últimas décadas. Hoje nem o maior cientista, maior sábio, maior erudito, maior filósofo ou qualquer outra pessoa pode defender na mídia, nas universidades, nas escolas qualquer idéia que insinue que há diferenças cognitivas e de moralidade entre indivíduos de raças diferentes, especialmente se a raça desfavorecida na comparação for a raça negra.

Rovison disse...

O tema das diferenças raciais é o maior tabu da atualidade. Quem ousa discutir o assunto torna-se persona non grata da civilização.

Não preciso dizer quem foi disse...

"Eu estou criticando o que ele FEZ, as leis que impôs ao povo alemão, a política externa que tornou política do estado alemão. Se eu for aceitar a palavra-desmentida pelos atos- de ditadores, terei quce acreditar que os poloneses atacaram primeiro os alemães, os filandeses atacaram primeiro os soviéticos e Stalin criou uma utopia maravilhosa na URSS. Não, obrigado."

Neste caso, espero que vc também não faça aquilo que diz por aqui. Quer mais uma colher de açúcar para o chá?

Fora a defesa da ditadura de Hitler (você mesmo disse que quem discordava de Hitler era, necessariamente, traidor)

?????????!!!!!!!!!!
Cadê? Onde? Alguém pode me ajudar a encontrar? Será que eu pisei em cima?

"a defesa do expansionismo alemão, que você tenta desesperadamente justificar"

A máxima?! Não lembro de tentar justificar. Só disse que queria que eles fossem a única raça humana na Terra e dominassem os 4 cantos. Não se preocupe, não fiquei desesperado. Sou uma pessoa calma na maior parte do tempo. Estou expressando um desejo, não sabe o que é isso? Augusto Comte deve saber explicar...

"e o racismo (especialmente, antissemitismo), que você defende, não há muito mais no nazismo."

Eu falo mal dos judeus, mas os negros me desagradam mais. Quer que eu pule do Nazismo para o Apartheid Sul- Africano? Ou as leis de segregação do Sul dos EUA? KKK?

Uma pena vc não ser um crioulo. Me motivaria mais ficar enchendo teu saco por aqui.

Não preciso dizer quem foi disse...

Gente, o papo tá gostoso, mas acho que terei que ir. Já é tarde, eu preciso recolher a roupa do varal, e ir dormir cedo, pois amanhã tenho um dia atarefado. Preciso ir pregar o Evangelho.

quer que eu passe na sua casa Augusto?
ahahahahahahahaha

Vou chegar na sua casa mais ou menos assim:

http://www.youtube.com/watch?v=IEpD7U3PIxU

Será que vc me atende?
Vou ir pregar genocídios:

http://www.youtube.com/watch?v=pcHcFNE_bdo&feature=related

Augusto Nascimento disse...

"A diferença principal entre o sionismo e o jihadismo é que o primeiro visa sobretudo garantir um Estado seguro para o povo judeu"
Se o Estado Brasileiro não é bom o bastante para os judeus brasileiros, a porta da rua é serventia da casa. Repito: cuidar dos interesses de outro estado enquanto se finge ser leal ao Brasil, é traição e deve ser severamente punida. Basicamente, você está dizendo que o terrorismo era bom quando servia aos interesses de Israel-mesmo que as vítimas fossem ocidentais inocentes. Os palestinos e companhia pensam parecido. Parabéns, os sionistas libertaram o gênio do teror da garrafa , vamos ver se conseguem colocá-lo de volta.

Augusto Nascimento disse...

O nazistinha, coitadinho dele, está desmemoriado. Ele não se lembra de ter o suposto sofrimento de minorias alemãs no estrangeiro (nos Sudetos e na Polônia, por exemplo)para justificar o expansionisnmo alemão. Ele não se lembra mais de ter afirmado que os judeus não eram tratados como raça pelo regime nazista, apesar da própria legislação racial nazista afirmar o exato contrário. Ele não se lembra de ter dito que os dissidentes alemães não-judeus eram todos traidores. Ele não se lembra nem do nome da "autoridade asiática" que era a prova definitiva de que os judeus são maléficos e não quer se lembrar de pelo menos duas autoridades asiáticas-com nome e prestígio- que dizem exatamento o contrário do que ele gostaria de ouvir. Sabe como são as "autoridades asiáticas": quanto mais obscuras- e inexistentes- mais confiáveis são seus juízos étnicos. Nunca ninguém ilustrou tão bem a velha máxima que afirma que aqueles incapazes de lembrar a História, estão condenados a repeti-la...

Rovison disse...

O que eu quis dizer, AN, é que o sionismo não tem a intenção de impor uma religião à toda humanidade como é um dos objetivos declarados do Islã. O sionismo não quer converter o mundo inteiro ao judaísmo. Não há nada de errado um povo ou etnia defender com todo fervor sua religião, sua cultura, seu Estado nacional, a história de seu povo etc. O problema é uma cultura ou civilização querer impor sua religião, cosmovisão e todos os seus valores morais a todos os demais povos como desejam os muçulmanos.

Rovison disse...

Mr X, por que já faz um bom tempo que não se publica um texto seu no Mídia Sem Máscara? Houve algum desentendimento entre vc e os editores do MSM?
Outra coisa, qual sua opinião a respeito do sistema de segregação racial adotado na África do Sul até 1994?

Não preciso dizer quem foi disse...

"Ele não se lembra de ter dito que os dissidentes alemães não-judeus eram todos traidores."

Transcreva.

"Nunca ninguém ilustrou tão bem a velha máxima que afirma que aqueles incapazes de lembrar a História, estão condenados a repeti-la..."

Para mim, quem está condenado a repetir a História são aqueles que, podendo conhecer todos os fatos históricos ou não, não compreende a razão por detrás deles. Você Augusto, assim como 99,99% da humanidade, não compreende. E eu também não, é evidente (só escrevo para evitar que vc venha com conversinhas tolas). A História é feita por homens, de diferentes tempos, diferentes personalidades (não foi por aqui que foi dito que o que importa é o indivíduo?), diferentes interesses, motivações. Não é uma matemática que vc pode fazer um teorema ou equação e aplicá-la para todos os problemas humanos. Se assim fosse, inúmeros problemas da humanidade teriam sido abolidos.

Vc pode muito bem ser entendido dos fatos, mas assim como todos nós, não pode saber o que de fato está por detrás deles. Vc pode dizer que Hitler colocou judeus num campo de concentração porque os odiava. ok. Mas porque os odiava jamais descobrirá. E assim poderão surgir muitos homens com diferentes motivações. Então pare de bancar o sabe-tudo e cai na real. Se situa!!!!

Obs: não estou dizendo com isso que são os nazistas que compreendem a razão por detrás dos fatos, por isso poupe-me de suas aulinhas e retóricas.

Afinal de contas: será que ninguém percebe que está fixação em problemas filosóficos tão profundos é uma maneira de dar dignidade as suas frustrações psicológicas e sexuais????

O judeu Freud explica.

Augusto Nascimento disse...

"O que eu quis dizer, AN, é que o sionismo não tem a intenção de impor uma religião à toda humanidade como é um dos objetivos declarados do Islã."
Bobagem, o Cristianismo espalhou-se pelo mundo pela espada de Roma e das potências coloniais da Europa. O próprio bin Laden, aliás, começou com objetivos bem mais humildes do que "dominar o mundo", ele começou a campanha de terror dele para expulsar os "infiéis" (as tropas americanas) da Arábia Saudita (conseguiu) e expulsar os judeus dos "lugares santos" do Oriente Médio. Além disso, já que você citou o MSM, tavez deva saber que Olavo de Carvalho negou-e nunca voltou atrás oficialmente- que o Islã tenha algo a ver com o terorismo e acusou bin Laden e companhia de deturpá-lo, mais: ele disse que o Islã não é mais expansionista e tirânico do que as demais religiões abraâmicas (vocês, fascistas, que se entendam). E,repito: descubra quantos genocídios os árabes cometeram- depois, compare com o número de genocídios dos quais os sionistas se orgulham muito. Além disso, para quem foi ou está sendo atacado pelo terror sionista, não faz diferença se Israel quer dominar o mundo ou só matar quem estiver no caminho do roubo da "Terra Santa". Por último, não me importam as "razões" dos inimigos do Brasil: não existe razão legítima para se voltar contra o Brasil, todo aquele que o faz deve ser esmagado. O objetivo do sionismo é tornar cada país um instrumento servis de Israel, assim como os comunistas tentavam tornar suas pátrias instrumentos servis da URSS, da China, etc.

Mr X disse...

Olá Rovison,

Não houve qualquer desentendimento com o pessoal do Mídia Sem Máscara. Aliás, tenho pouco contato direto com eles. Na realidade, tudo o que eles fazem é republicar alguns dos textos que publico aqui, para o qual dei autorização. Acredito simplesmente que os últimos textos que publiquei não batem com a linha editorial da MSM, apenas isso. Mas pode ser que próximos textos terminem indo parar lá; não sou eu quem escolhe os textos republicados lá, são eles.

Abs.

Não preciso dizer quem foi disse...

Meu Deus!!!!

Como é que eu fui esquecer???!!! estou desmemoriado mesmo Augusto.
Vcs já sabiam???
A Espanha descriminalizou o Nazismo em seu território.

http://industriadoholocausto.wordpress.com/2011/06/13/207-2/

Augusto Nascimento disse...

"Transcreva"
"traidores em geral ,pois é isto o que é quem em um momento de guerra se volta contra o próprio pais e da brigada ao seus inimigos!"
Isso é o que você disse dos não-judeus presos em campos de concentração-mesmo a prisão de dissidentes tendo começado muito antes do início da guerra.
"A História é feita por homens, de diferentes tempos, diferentes personalidades (não foi por aqui que foi dito que o que importa é o indivíduo?), diferentes interesses, motivações. Não é uma matemática que vc pode fazer um teorema ou equação e aplicá-la para todos os problemas humanos. Se assim fosse, inúmeros problemas da humanidade teriam sido abolidos.
Vc pode muito bem ser entendido dos fatos, mas assim como todos nós, não pode saber o que de fato está por detrás deles. Vc pode dizer que Hitler colocou judeus num campo de concentração porque os odiava. ok. Mas porque os odiava jamais descobrirá. E assim poderão surgir muitos homens com diferentes motivações."
Não me importam as "motivações" de tiranos e genocidas (sejam eles Hitler, Stalin , Pol Pot, etc.). Talvez, elas interessem a psiquiatras. A mim, só interessa a verdade histórica. O monstro nazista teve, durante doze anos, poder absoluto e poderia ter apresentado racionalmente seu caso ao mundo, mas preferiu mover guerra de extermínio a raças inteiras, guerra de conquista a toda a Humanidade e guerra total às noções civilizadas.
"Então pare de bancar o sabe-tudo e cai na real. Se situa!!!!"
O que você quer dizer é: "pare de citar fatos que provam que eu estou completamente errado"
O nazistinha, que começou citando "fatos" que "provavam" que todos os dissidentes alemães eram traidores, que os judues tinham tido o que mereciam e que os judeus fazem mal-segundo uma autoridade asiática não-identificada- até no Extremo Oriente , agora, decidiu que fatos não importam, o que importa é que nunca saberemos o que se passava no coraçãozinho do tirano nazista...

Augusto Nascimento disse...

"A Espanha descriminalizou o Nazismo em seu território."
E daí, nazistinha? Os EUA têm um partido nazista legalizado. Há partidos comunistas em praticamente todas as democracias do mundo. Nada disso torna nenhum desses sistemas totalitários moralmente aceitável, nem torna os seus "fatos"-aos quais renunciou quando os viu desmentidos: agora, só importa saber o que se passava no coraçãozinho atormentado do ditador nazista...- verdadeiros

Não preciso dizer quem foi disse...

"traidores em geral ,pois é isto o que é quem em um momento de guerra se volta contra o próprio pais e da brigada ao seus inimigos!"
Isso é o que você disse dos não-judeus presos em campos de concentração-mesmo a prisão de dissidentes tendo começado muito antes do início da guerra.

Hããããããan?????

Estão todos loucos????

"Não me importam as "motivações" de tiranos e genocidas (sejam eles Hitler, Stalin , Pol Pot, etc.). Talvez, elas interessem a psiquiatras. A mim, só interessa a verdade histórica. O monstro nazista teve, durante doze anos, poder absoluto e poderia ter apresentado racionalmente seu caso ao mundo, mas preferiu mover guerra de extermínio a raças inteiras, guerra de conquista a toda a Humanidade e guerra total às noções civilizadas. "

Eu não me referia apenas aos ditadores. Se é que alguém atormentado e obcecado como vc entende isso?

"agora, só importa saber o que se passava no coraçãozinho atormentado do ditador nazista..."

E no seu cérebro também, imbecil!!!

Não preciso dizer quem foi disse...

"Os EUA têm um partido nazista legalizado"

Muito irônico por sinal, vindo da Nação que derrotou a Alemanha Nazista.

"Há partidos comunistas em praticamente todas as democracias do mundo."

Deve ser por isso que a democracia logo entrará em decadência. Se é que já não entrou. Estranho também isto ser aceito, justamente nas nações que tanto desprezam genocidios em seus discursos, permitirem Partidos de um sistema que tanto matou pessoas. Vc não deveria tratar disso urgentemente??? Corra Augusto, corra.

Vá procurar um psiquiatra seu atormentado, e por favor: faça vasectomia. Também apoio a eugenia.

Augusto Nascimento disse...

"Muito irônico por sinal, vindo da Nação que derrotou a Alemanha Nazista"
Sim, é irônico que as pessoas que desejam destruir a liberdade de expressão (e acusam de traidores os que se opuseram à tirania nazista) não se envergonhem de usar a liberdade de expressão garantida pela democracia que querem destruir.
"Estranho também isto ser aceito, justamente nas nações que tanto desprezam genocidios em seus discursos, permitirem Partidos de um sistema que tanto matou pessoas."
Realmente, deve ter algo a ver com a Segunda Guerra Mundial e a agressão nazista. Ah, tinha esquecido: os judeus começaram a briga- os poloneses, os gregos, os belgas, os noruegueses, os dinamarqueses, os soviéticos e todo o resto da Humanidade. Mas não podemos julgar porque não sabemos o que se passa no coraçãozinho atormentado dos tiranos- os nazistas devem ter ótimas razões para a prisão de dissidentes, a tentativa de exterminar raças inteiras e a tentativa de conquistar o mundo...
"Eu não me referia apenas aos ditadores. Se é que alguém atormentado e obcecado como vc entende isso?
Mas está aplicando isso para justificar um ditador-genocida, ainda por cima...
Você mandou transcrever a parte em que você escreveu que aqueles que se opunham ao nazismo eram traidores. Eu o fiz, mas aparentemente não é o bastante para o nazistinha desmemoriado recuperar a memória. Coitadinho."

Não preciso dizer quem foi disse...

"Sim, é irônico que as pessoas que desejam destruir a liberdade de expressão (e acusam de traidores os que se opuseram à tirania nazista) não se envergonhem de usar a liberdade de expressão garantida pela democracia que querem destruir. "

Concordo em gênero, número e grau.
Parece que começamos a convergir nossas idéias.

"a tentativa de conquistar o mundo..."
Eu creio que inconscientemente é o que todo ser humano quer.

"Mas está aplicando isso para justificar um ditador-genocida, ainda por cima..."
Justificar não é um pouco diferente de explicar? Acredito que tudo tenha causa, ou você é contrario a esta tese???

"Você mandou transcrever a parte em que você escreveu que aqueles que se opunham ao nazismo eram traidores. Eu o fiz, mas aparentemente não é o bastante para o nazistinha desmemoriado recuperar a memória. Coitadinho."

Vc escreveu isto de uma Lan House? Fica do lado de um bar? O Mr X.abe tudo deveria se preocupar em filtrar os comentários de pessoas alcoolizadas ao invés de pensar em debochar de mim falando de "cotas raciais".

Eu nunca disse isso sua anta! Numere o comentário e eu vou procurá-lo. Alguém mais leu isso "que eu disse"???? Ou todos aqui participam dos alcoólicos anônimos??? Vc fuma maconha? Todo positivista ou só vc? Depois eu é que tenho criatividade. Meu bem: eu já disse aqui sobre "infertilizar" outros povos, por que diabos vc pensa que eu não admitiria ter dito qualquer outra coisa? Ao menos que eu não tivesse dito não é mesmo? Também, pouco me importo.

Deixo minha filosofia de vida (uma delas): "as únicas coisas que merecem ser ditas são aquelas que espantam o mundo"

Off

Rovison disse...

AN, se o Olavo de Carvalho "negou-e nunca voltou atrás oficialmente- que o Islã tenha algo a ver com o terorismo e acusou bin Laden e companhia de deturpá-lo, mais: ele disse que o Islã não é mais expansionista e tirânico do que as demais religiões abraâmicas (vocês, fascistas, que se entendam)" isto é problema dele. Não tenho o Olavo como Papa, apenas o considero um dos poucos verdadeiros filósofos brasileiros na atualidade e um cara que tem uma inteligência bem acima da média do povo brasileiro.
Quanto aos genocídios praticados pelos árabes, te faço uma pergunta: como se deu a islamização de todo o Oriente Médio, da Turquia, do norte da África e da Península Ibérica durante a Idade Média e parte da Idade Moderna? Os árabes ocuparam todos aqueles territórios e converteram os habitantes sobreviventes simplesmente na base da pregação das doutrinas do Islã, semelhante ao trabalho de evangelização que as igrejas cristãs fazem atualmente?

Rovison disse...

AN, acesse esses sites que falam um pouco sobre o modo de agir dos muçulmanos:
http://www.gabrielferreira.com.br/index.php/igreja/isl-radical-e-o-lento-genocdio-dos-cristos/

http://www.pime.org.br/mundoemissao/atualidadesafricasudao.htm

http://olhonajihad.blogspot.com/2011/07/sudao-uma-licao-de-genocidio.html

http://ombl.wordpress.com/page/2/

Mr X disse...

Não sejamos ingênuos, o Islã exterminou e escravizou em números absolutos mais do que qualquer outra religião, mesmo que colocarmos o cristianosmo como culpado pela colonização da América.

O AN cita a Bíblia e os genocídios ocorridos lá como verdade histórica? Bem, quando lhe convém, por que não...

Rovison disse...

Mr X, só o AN desconhece o modo de expansão da fé islâmica ao longo da história ou finge desconhecer.

Augusto Nascimento disse...

"isto é problema dele. Não tenho o Olavo como Papa, apenas o considero um dos poucos verdadeiros filósofos..."
Sei, quando ele defende o extermínio dos inimigos do sionismo e que judeus têm o direito de trair o Brasil, ele é um gênio, o oráculo em questões de Oriente Médio. Quando ele observa que os judeus cometeram vários genocídios e eram mais violentos do que os maometanos-e se orgulham muito disso!- ele já não serve para nada.
"O AN cita a Bíblia e os genocídios ocorridos lá como verdade histórica? Bem, quando lhe convém, por que não..."
Eu disse HISTÓRIA OFICIAL dos judeus. Se eles mesmos se orgulham de exterminar quem fica no caminho deles, por que eu deveria acreditar que eles não se voltarão contra nós quando eles mesmos dizem que a lealdade deles é com Israel (lembram-se da confusão quando Prestes deu a entender, no Congresso, que a leadade dele era para com a URSS, não com o Brasil?-não existe diferença moral entre comunismo e sionismo, ambos são doutrinas dos inimigos do Brasil). Quando é conveniente, o discípulo do Astro(logo) sabe fingir(?)que é analfabeto. Para o citado aprendiz de vidente, deve ser mais fácil decifrar o Destino nas estrelas do que prosaicas letras. Estavam enganados os antigos: a "doença sagrada" não é a epilepsia, é o analfabetismo.
"Não sejamos ingênuos, o Islã exterminou e escravizou em números absolutos mais do que qualquer outra religião, mesmo que colocarmos o cristianosmo como culpado pela colonização da América."
Logo, o nazismo é uma maravilha, matou menos do que o comunismo. Exatamente como isso muda o fato de que os judeus conquistaram a "Terra Santa" duas vezes através o terror-na segunda, matando até ocidentais inocentes- e que-como o próprio Olavo de Carvalho confessou-os sionistas são uma quinta-coluna (devem colocar os interesses Israel acima dos do Brasil)?
"AN, acesse esses sites que falam um pouco sobre o modo de agir dos muçulmanos"
Todos muçulmanos, inclusive todos os que vivem no Ocidente? Todosos que vivm no Brasil? Não é um campeonato de ruindade, Lopez só matara alguns poucos brasileiros, mas mesmo assim entramos em guerra contra ele-para salvar o Brasil. Nenhum grupo pode dedicar lealdade a outro Estado e querer continuar desfrutando dos privilégios da cidadania brasileira. Ponto.

Augusto Nascimento disse...

Mas já que você gosta de generalizar, vejamos “o modo de agir”dos israelenses:
"On 27 March 1952, a package addressed to Chancellor Adenauer exploded in the Munich Police Headquarters, killing one Bavarian police officer. Two boys who had been paid to send this package by mail had brought it to the attention of the police. Investigations led to people closely related to the Herut Party and the former Irgun armed organization. The West German government kept all proof under seal in order to prevent antisemitic responses from the German public. Five Israeli suspects identified by French and German investigators were allowed to return to Israel.
One of the participants, Eliezer Sudit, later revealed that the alleged mastermind behind this assassination attempt was Menachem Begin who would later become the Prime Minister of Israel.di Begin had been the former commander of Irgun and at that time headed Herut and was a member of the Knesset."
Em Israel, os terroristas são regiamente rempensados quando matam ocidentais inoentes! Para os sionistas- e eu me refiro a sionistas, não aos judeus leais ao Brasil-, gói bom é gói morto!
"No final, nazismo e sionismo são dois lados da mesma moeda. O nazistinha garantiu que erros de judeus individuais eram crimes de todos os judeus e que as minorias alemãs no Exterior tinham o direito de agir como quinta-coluna, o fascistinha de Maria, por sua vez, garante que os crimes cometidos por alguns governos maometanos são crimes de todos maometanos (isso não vale para os crimes de cristãos, claro!), justifica o assassinato de ingleses inocentes pelos terroristas sionistas, o roubo das terras palestinas por colonos EUROPEUS, que reivindicam terras que seus ancestrais roubaram dos povos aos quais exterminaram e as quais saíram há dois milênios-volto a perguntar: por que os mexicanos, que perderam terras há menos de dois séculos, não podem entrar nessa mamata e são logo chamados de supremacistas?-
"Os árabes ocuparam todos aqueles territórios e converteram os habitantes sobreviventes simplesmente na base da pregação das doutrinas do Islã, semelhante ao trabalho de evangelização que as igrejas cristãs fazem atualmente?"
Ocuparam exatamente como os judeus ocuparam as suas-fora os genocídios, claro, parece ser especialidade sionista mesmo -, das quais saíram há dois milênios!
Repito: se os judeus querem ter um estado próprio, devem renunciar às cidadanias dos países em que vivem (para que não possam seguir a recomendação de OC, que disse que eles devem trair seus compatriotas sempre que o interesse de Israel exigir!). Até lá, o Estado Sionista será ilegímo.

Auguto Nascimento disse...

"Mr X, só o AN desconhece o modo de expansão da fé islâmica ao longo da história ou finge desconhecer."
Só o fascistinha de Maria desconhece-ou finge desconhecer- o significado das expressões "quinta-coluna" e "genocídio" e a atuação macabra de grupos terroristas como o Irgun e de terroristas como Begin, que, por matar ocidentais inocentes e ter tentado matar Adenauer, foi recompensado com o cargo de primeiro-ministro.

Augusto Nascimento disse...

"Justificar não é um pouco diferente de explicar? Acredito que tudo tenha causa, ou você é contrario a esta tnbese???"
Ah, bom, dizer que o importante na discussão do Holocausto não são os crimes nazistas (que o nazistinha tentou justificar-até que acabou o estoque de "autoridades asiáticas" e artigos do gênero), mas, sim,o que se passava no coraçãozinho atormentado do tirao nazista, que deve ter tido uma ótima razão para querer exterminar raça inteiras não é uma tentativa de "justifcar" o Holocausto... Também não é uma tentativa de achar razões porque ele diz que não temos como saber as razões. É só mesmo desculpa para fazer prpaganda nazista depois que os "fatos" do revisionistas foram desmentidos.
"Numere o comentário e eu vou procurá-lo. Alguém mais leu isso 'que eu disse'????"
Está lá no post "Qual o limite da tolerância?" quando você ainda era só "Anônimo". Ah, desculpe, deve ter sido a autoridade asiática sem nome!

Não preciso dizer quem foi disse...

"Está lá no post "Qual o limite da tolerância?" quando você ainda era só "Anônimo". Ah, desculpe, deve ter sido a autoridade asiática sem nome!"

Não digitei no "Qual é o limite da tolerância?". Se houvesse digitado, me identificaria como Não precisa dizer quem foi, sem problemas. Mas se vc gosta de delirar, então fique a vontade. Ácido Lisérgico em excesso faz mal, vê se "manera".

Depois sou eu que invento coisas.

OBS: O blog revisionista com o nome da autoridade asiática que eu tinha favoritado, já não existe mais. Vou ficar te devendo.

Augusto Nascimento disse...

"O blog revisionista com o nome da autoridade asiática que eu tinha favoritado, já não existe mais. Vou ficar te devendo."
A "autoridade" deve ter mudado de nome, essas fontes anônimas adoram mudar de nome, nick...
Mas eu estou curioso: por que o depoimento dessa fonte obscura-obscura a ponto de você não se lembrar nem do nome do país dela-teria mais peso do que o depoimento de dois famosos e respeitados-entre seus pares e no exterior-líderes asiáticos, Lee Kuan Yew e Shintaro Ishihara? O fascismo tem razões que a própria razão desconhece...

Não preciso dizer quem foi disse...

Acabo de lembrar o nome dele:
Tommano Teuku Au Gusto.

Bom dia para vc também.

Augusto Nascimento disse...

"Acabo de lembrar o nome dele:
Tommano Teuku Au Gusto."
Pobre nazistinha, não resistiu a ver seus "fatos" refutados por fatos de verdade, sua "autoridade asiática" inexistente refutada por duas de verdade.

Rovison disse...

Augusto Nascimento, encerro por aqui meu debate contigo porque não tenho paciência para ficar dialogando com analfabetos funcionais e retardados mentais. A sua estupidez é mórbida e incurável. Vc não fala com coisa. Vc não compreende a mensagem de seus interlocutores. Vc não consegue analisar o que a gente escreve com um mínimo de coerência. Parece que vc não domina ainda a língua portuguesa. Suas proposições são desconexas. Me classificar de fascitinha de Maria foi o cúmulo da insensatez. Odeio toda e qualquer forma de socialismo, fascismo ou algo parecido. Não sou católico, portanto, não venero Maria, mãe de Jesus. Não é porque a gente concorda com muitas ideias de uma pessoa que seremos obrigados a concordar com todas as suas ideias. Só um energúmeno como vc para pensar assim. Vc é um lunático pernóstico. Vc só consegue enganar os estúpidos e as pessoas muito desinformadas. Veja só como seu pensamento é desprovido de lógica: "Repito: se os judeus querem ter um estado próprio, devem renunciar às cidadanias dos países em que vivem (para que não possam seguir a recomendação de OC, que disse que eles devem trair seus compatriotas sempre que o interesse de Israel exigir!). Até lá, o Estado Sionista será ilegímo." Seguindo esse seu raciocínio, todos os estrangeiros naturalizados no Brasil devem renunciar a sua cidadania brasileira para que seus respectivos países de origem tenham legitimidade para existir. Brilhante raciocínio!
Para finalizar, Augusto Nascimento, te recomendo procurar uma assitência psiquiátrica para ver se há alguma terapia para o teu caso.

Rovison disse...

Corrigindo: vc, AN, não fala coisa com coisa.

Augusto Nascimento disse...

Até lá, o Estado Sionista será ilegímo." Seguindo esse seu raciocínio, todos os estrangeiros naturalizados no Brasil devem renunciar a sua cidadania brasileira para que seus respectivos países de origem tenham legitimidade para existir. Brilhante raciocínio!
Os estrangeiros naturalizados precisam requerer a naturalização e cumprir uma série de exigências, incluindo tempo de residência! Eles não têm o luxo de se fingirem de brasileiros natos, e a maior
parte deles não têm uma cultura de traição que diz-como defendeu OC- que eles têm o dever de trair o Brasil em favor de Israel.
"A sua estupidez é mórbida e incurável. Vc não fala com coisa. Vc não compreende a mensagem de seus interlocutores. Vc não consegue analisar o que a gente escreve com um mínimo de coerência."
Ah, ah. Sim, deve ser dificílimo analisar propriamente a mensagem sofisticada do sujeito que diz que terrorismo é bom se for sionista e ocidentais devem ser exterminados se ficarem no caminho de Israel.
"Me classificar de fascitinha de Maria foi o cúmulo da insensatez. Odeio toda e qualquer forma de socialismo, fascismo ou algo parecido."
Se odiasse o fascismo, não defenderia o regime sionista.
" Não sou católico, portanto, não venero Maria, mãe de Jesus. Não é porque a gente concorda com muitas ideias de uma pessoa que seremos obrigados a concordar com todas as suas ideias."
Tinha esquecido: as ideias de Olavo de Carvalho só são válidas- ecitadas como infalíveis- na parte de "os judeus têm o direito de exterminar os palestinos e trair os brasileiros"

Rovison disse...

Mr X, gostaria que vc voltasse a falar da questão racial, levando, principalmente, em consideração os dados apresentados nos posts mais recentes do blog DEXSTRA.

Anônimo disse...

TEM MUITA COISA POLITICAMENTE CORRECTA INFILTRADA NO ARTIGO, MAS NEM VOU PERDER MEU TEMPO ANALISANDO..EU SINTO O ODOR DOS PSEUDO-INCORRECTOS DE LONGE..

Anônimo disse...

POR EXEMPLO VC FALOU EM COMPULSÃO SEXUAL E BRANCOS..NÃO TE PASSOU PELA CABEÇA QUE A MIDIA JUDIA POLITICAMENTE CORRECTA ESCONDE OS ESTUPROS NEGROIDES EM MASSA JA POR SER POLITICAMENTE CORRECTA?JA PRA PESCAR TOLOS COMO VC..

Anônimo disse...

VC NÃO ACHA ESTRANHO POR EXEMPLO QUE UM JUDEU ASKENAZITA DA ABRIL DE NOME NARLOCH ESCREVA UM GUIA PSEUDO-INCORRECTO E NADA FALE SOBRE OS JUDEUS, UM DOS GRUPOS MAIS SUBSIDIADOS PELO POLITICAMENTE CORRECTO E LOGO ELE UM JUDEU?

MESMO O SOUTH PARK QUE É UM DESENHO JUDEU E JA ZOOU JUDEUS ANTIGAMENTE, HOJE SE CONVERTEU A CORRECTICE..TINHA UM COZINHEIRO PRETO GLS LA E DEPOIS COLOCARAM UM EPISODIO COM UM AIDETICO JOGADOR DE BASKET NEGROIDE POR JUS SOLI DOS EUA EM QUE O PAPEL FORJADO DAS PSEUDO-CIENCIAS SOCIAIS VIA SUBSIDIOS DA FUNDAÇÃO FORD BRAÇO DA CIA E CIA ESPANTA A SIDA DO SANGUE DELE..

SE ISSO NÃO É POLITICAMENTE CORRECTO EU QUERO VER O QUE É..

Anônimo disse...

QUANTO AO CARTAZ DA CALIFORNIA..O POLITICAMENTE INCORRECTO SERIA UM CARTAZ ANTI-CHICANO..TODOS SABEMOS QUE OS MEXICANOS SÃO O TERCEIRO GRUPO MAIS SUBSIDIADO NOS EUA PELO POLITICAMENTE CORRECTO LOGO DEPOIS DOS NEGROS E JUDEUS..

BASTA VER A SITUAÇÃO DE LOS ANGELES DECADENTE COM MAIS DA METADE DE CHICANOS E DERIVADOS..

Anônimo disse...

O PROBLEMA É QUE TEM MUITO GRUPO DOS MAIS SUBSIDIADOS INFILTRADOS NO MOVIMENTO VENDENDO PSEUDO-INCORRECTICES..MUITO DELES JUDEUS E CIA..

Anônimo disse...

O RAFINHA BASTOS POR EXEMPLO?DESDE QUANDO É INCORRECTO UM JUDEU INSULTAR UM GOYIM?

AGORA SE FOSSE UM GOYIM ANTI-JUDEU TODO MUNDO JA DIZIA: É ANTI-SEMITA E BLABLABLA..

Anônimo disse...

TALVEZ O LANCE DA WANESSA SÓ DEU EM ALGO POR QUE ELA É MENOS CLARINHA QUE ELE E ESTEJA GRAVIDA, DAÍ O MOVIMENTO FEMINISTA SEI LA..MAS A EMISSORA DOS SAAD É CHEIA DE POLITIKICES CORRECTAS COM JUDEUS, PRIMOS SEMITAS DELES..O BORIS CASOY POR EXEMPLO TEM UMA COTA LA SÓ POR SER JUDEU..

Anônimo disse...

E ALIÁS OS LIBANESES NÃO-MUSLOS TENDEM A TER UMA CERTA PUTICE COM JUDEUS TIPO OS DRUZOS ACIGANADOS E CIA..

Anônimo disse...

LA NO ORIENTE MEDIO EU ATE ENTENDO POR QUE ESTÃO CERCADOS POR MUSLOS, MAS E NO OESTE?