segunda-feira, 1 de março de 2010

O fim da privacidade

Na Itália, alguns idiotas decidiram fazer brincadeiras de mau gosto com um colega autista e depois colocaram o vídeo com as sacanagens no Google Video (isso foi antes do Google comprar o Youtube). Não sei exatamente de que se trata: não assisti o vídeo, que ficou dois meses no ar, até ser retirado.

Bem, a questão é que os autores da "brincadeira" foram condenados apenas a alguns meses de serviço comunitário. Mas o juiz italiano foi mais duro com os executivos do Google, condenando três deles a seis meses de prisão.

A acusação é de "violação da privacidade". Segundo o juiz, os executivos deveriam saber que o Google estava hospedando o nefasto vídeo, e por não terem tomado providências, a culpa é mais deles do que os autores do vídeo em si.

O julgamento ocorreu in absentia, portanto ninguém foi preso, e posteriormente a sentença foi suspensa; mas o que mais importa não é o caso em si, mas o que pode representar para o futuro.

É algo complicado. É óbvio que, com milhões de usuários, Google e Youtube não podem policiar imediatamente tudo que é publicado. Por outro lado, é moda entre idiotas fazer sacanagens com coleguinhas ou até professores, e depois colocar os vídeos online. Na era da Internet e dos telefones celulares com câmera, a privacidade é um conceito superado. Os jovens de hoje talvez nem saibam o que significa, tanto que a maioria deles abdica voluntariamente desta, preferindo postar suas idiotices para todo o mundo ver.

Devemos aceitar esse fato como uma realidade da vida moderna? É o próprio público quem deve policiar a conduta daqueles mais nefastos? (É o que ocorre hoje com o sistema de flagging). Ou o Estado deveria se intrometer, para zelar pelo Bem Comum, como ocorre na China?

(Eu disse China? Bem, não precisamos ir tão longe. Aqui mesmo no Brasil um blogueiro foi processado e obrigado a pagar 16 mil reais por culpa de um comentário deixado em seu blog. Isso mesmo: agora o blogueiro é responsável pelos comentários deixados em seu blog, ai, ai ai...)

O Youtube é um fenômeno curioso. Um de seus mais recentes "famosos por quinze minutos" foi Epic Beard Man, um sujeito de 67 anos que envolveu-se em uma briga no ônibus, mas, para surpresa geral, deu uma surra em seu atacante mais jovem - e negro. (O vídeo original foi deletado pela pessoa que o postou, mas era tarde: dezenas de outros já o haviam copiado e republicado). Naturalmente, o caso gerou extrema controvérsia na Internet (falarei sobre a questão racial em outro post), bem como uma série de novas repercussões videográficas. Houve até quem republicasse a luta no estilo do videogame Mortal Kombat. O que ninguém questionou é o direito à privacidade dos dois indivíduos, talvez por ter ocorrido em um lugar público, ou talvez simplesmente porque existem tantos celulares com câmera que ninguém mais se preocupe com isso por aqui.

A privacidade acabou, isto é fato consumado. A questão é, o que fazer a respeito? E deve o Google - com Youtube e Street View - ser responsabilizado?

39 comentários:

Klauss disse...

"Aqui mesmo no Brasil um blogueiro foi processado e obrigado a pagar 16 mil reais por culpa de um comentário deixado em seu blog. Isso mesmo: agora o blogueiro é responsável pelos comentários deixados em seu blog, ai, ai ai..."

Já entendi porque você publica os comentários do Tiago então, X! heuheuehuehueheu...

Mas falando sério agora, é o caso do Júlio Severo (juliosevero.blogspot.com/), que devido às suas denúncias ao movimento Gay no Brasil, teve que sair do país porque o Ministério Público Federal passou a caçá-lo, como a um delinqüente, pelo "crime de homofobia" (eu não sabia se colocava crime ou homofobia entre aspas, porque na prática não se trata nem de uma coisa, nem de outra, mas de denúncias de cunho político apoiadas na doutrina cristã).

O irônico de tudo isso é que os delinqüentes de fato, especialmente se são de outros países e afinados com a "causa", têm direitos especiais no Brasil. É só ver os casos de Olivério Medina, Cesare Battisti, os rapazes que mataram o meninho João Hélio, etc., etc., etc.

c* disse...

zuckerberg enterrou definitivamente a privacidade...se é que isso ja existiu na web....


http://www.telegraph.co.uk/technology/facebook/6966628/Facebooks-Mark-Zuckerberg-says-privacy-is-no-longer-a-social-norm.html

Anônimo disse...

"... teve que sair do país porque o Ministério Público Federal passou a caçá-lo, como a um delinqüente, pelo "crime de homofobia" (eu não sabia se colocava crime ou homofobia entre aspas, porque na prática não se trata nem de uma coisa, nem de outra, mas de denúncias de cunho político apoiadas na doutrina cristã)."
Assim como os nazistas faziam denúncias de cunho político ao "Judaísmo Internacional" apoiadas na doutrina cristã, que pregava a perseguição dos judeus (as leis de Nuremberg não passam de uma versão das leis católicas sobre os judeus, Lutero dizia que os judeus eram nocivos, defendia a segregação dos judeus, o confisco de seus bens e a proibição da pregação da doutrina judaica). Se alguém tivesse caçado Lutero e Hitler, o mundo hoje certamente seria um lugar melhor.
Tiago

Chesterton disse...

mas essa do beard man é hilária.

Klauss disse...

VTNC, Tiago!!!

Hitler é tão Cristão quanto você.

Se você falasse isso na minha frente a respeito do Júlio Severo, não sobraria nada de você pra voltar a comentar aqui de novo!

Não é você mesmo que se apropriou da fala cristã falando que pelos frutos os conhecerei?

Pois bem, a religião (especialmente a católica) criou a maternidade, a Universidade, aboliu a escravidão, cuidou dos pobres (vide São Francisco de Assis), fora a história de todos os santos que viveram nesse tempo.

Aí o cara apela pra mitos em torno das cruzadas e a inquisição: mesmo considerando que esses mitos fossem verdadeiros, o que não são, seriam 2 frutos podres em meio a uma profusão de bons frutos.

Quais foram os frutos do socialismo? Morte, destruição, e Tiagos da vida, que ainda acham certo matar uma classe inteira (mesmo que essa classe inteira seja fictícia e só faça sentido numa cabeça doente destas). Não sobra um fruto bom que seja.

Aliás, em analogias com o próprio Nazismo, o Júlio Severo mostra todos os absurdos do politicamente correto nas leis atuais, e que foram adotados também nas leis nazistas e socialistas, mostrando onde podemos chegar com a adoção destas leis.

Até agora você teve liberdade de vir aqui e falar sandices, mas do Júlio Severo que você não ouse falar, ok? Ele é um cara muito mais corajoso que você e qualquer nazista como você, pois ele deu a cara pra bater e está pagando o preço (mundano óbvio) por isto.
Você é um anônimo de boca grande, que acha que pode falar o que quer, e a gente nem sabe se seu nome é esse mesmo.

Vai embora daqui seu FDP stalinista do caralho! Você pode achar que está fazendo grandes coisas por pregar a morte da classe que você quiser, mas comparar Júlio Severo aos Nazistas era motivo pra que você fosse preso, no mínimo, por difamação!

Você passou dos limites e se eu fosse dono deste blog estaria indo atrás de rastrear o seu I.P. pra tomar as devidas ações legais!

Você é um covarde, troglodita, lunático, e cúmplice moral de genocídios, não tem moral pra falar de pessoa ou filosofia ou classe nenhuma, entendeu?

c* disse...

"Você é um anônimo de boca grande "

vc também é anonimo bocudo !

o blog nao é seu, portanto nao tem o direito de expulsar ninguém, seja la por que razao !

odeio gritos e insultos....

Jonas Binelli disse...

Concordo com o Klauss, não pode falar mal do Severo. O blog dele é das coisas mais engraçadas na internet hoje. Ombro a ombro com aquele português que faz o Bruno Aleixo...

Anônimo disse...

"Não é você mesmo que se apropriou da fala cristã falando que pelos frutos os conhecerei?"
Eu não me apropriei de coisa nenhuma! Tome vergonha na cara, safado! Se você nunca leu uma expressão bíblica usada fora do contexto da bíblia ("cegos guiando cegos", "a carne é fraca", "ganhar o pão com o suor do rosto", "ninguém é profeta em sua pátria",etc.) você é um pobre analfabeto que deveria tentar se educar antes de dar palpites sobre comunismo, cristianismo ou qualquer outro assunto. A Bíblia está em domínio público,não é propriedade de cães fascistas.
Faça um favor a si mesmo e, antes de falar bobagem, compare a legislação católica imposta aos judeus com as Leis de Nuremberg. Exceto pela Solução Final, que só apareceria muito depois da ascensão nazista ao Poder, todo o programa nazista com relação aos judeus(prisões, confiscos, banimento de cargos públicos e profissões liberais, proibição de casamento com gentios, segregação) é praticamente IGUAL ao imposto pela Igreja Católica aos judeus, do qual eles só foram salvos pela crescente secularização da Sociedade. Sim, o Cristianismo perseguiu os judeus por séculos, e o preconceito anti-judeu nutrido pelos papistas foi importantíssimo para legitimar as perseguições nazistas. O Holocausto é fruto da doutrina cristã com relação aos judeus,e o próprio Hitler disse nos termos mais claros possíveis que Deus queria o extermínio dos judeus (e era política oficial do Estado Alemão que Hitler sabia o que Deus queria, assim como os papistas acham que o Papa sabe). Lutero, o criador do Protestantismo, foi um dos maiores defensores da perseguição aos judeus, nunca houve uma diferença entre católicos e protestantes nisso. Você tem direito a suas prórpias opiniões, não aos seus próprios fatos. Os judeus govazam de mais liberdade nos lugares mais secularizados e mais afastados do domínio dos papistas e protestantes.
"Ele é um cara muito mais corajoso que você e qualquer nazista como você, pois ele deu a cara pra bater e está pagando o preço (mundano óbvio) por isto."
A coragem de apelar para os preconceitos mais baixos e canalhas, fundados na doutrina mais preconceituosa e supersticiosa que existe? A mesma coragem que os nazistas tinham (Hitler foi jogado na cadeia por "alta traição", e os nazistas viviam em lutas de rua com comunistas, sindicalistas e outros. A diferença é que eles não fugiam do país depois de seus crimes)? Dispenso essa coragem de atiçar uma ralé doente e frustrada, que quer marchar a passo de ganso e descarregar seus complexos nas pessoas que são diferentes deles. Não passam da versão cabocla dos camisas pardas, aspirando a se tornar polícia religiosa do Brasil. Não vão conseguir nunca porque nós vamos defender a nossa Pátria de cães raivosos como você, custe o que custar! Na lei ou na marra, com flores ou com sangue, nós vamos sempre defender o Brasil de vocês fascistas! Júlio Severo é um cão fascista e eu espero que as autoridades legais cumpram o seu dever legal de mantê-lo longe da nossa Pátria. E para você, que não gosta que pessoas decentes citem a Bília, eu posso garantir que as portas do inferno fascista, que você e canalhas como você tanto querem abrir, nunca prevalecerão sobre o Povo.
"Você passou dos limites e se eu fosse dono deste blog estaria indo atrás de rastrear o seu I.P. pra tomar as devidas ações legais!"
Em benefício de quem? Do vagabundo que depois de desrespeitar as leis brasileiras fugiu? Em benefício do safado que traiu o próprio país e está escondido em outro? Do canalha que incita um ralé de débeis mentais (não que ele não seja também) e incentiva os mais torpes preconceitos e superstições?
Tiago

Anônimo disse...

Podem me processar à vontade, mas eu vou defender meus direitos legais contra os cães fascistas.
"Primeiro eles vieram atrás dos judeus
e eu não os defendi
porque eu não era judeu
Então eles vieram atrás dos judeus
e eu não os defendi
porque eu não era comunista
Então eles vieram atrás dos sindicalistas
e eu não fiz nada porque eu não era sindicalista.
Quando eles vieram atrá de mim
não havia sobrado ninguém
para me defender"
Não dessa vez, não no Brasil! Fascismo nunca mais!
Tiago

Bruno B. L. disse...

Esse Tiago é um homenzinho de opiniões ridículas. Nunca tem nada a acrescentar e apenas tumultua as caixas de comentários. Não faz nem o mínimo, que é mostrar a cara, dizer quem realmente é.
Sugiro ao dono do blogue que exclua a opção de anonimato quando do envio de comentários aos textos. Quero ver se esse homúnculo se mostrará tão corajoso ao se ver forçado a exibir seu rosto.

Tiago B.L. disse...

"Sugiro ao dono do blogue que exclua a opção de anonimato quando do envio de comentários aos textos.Quero ver se esse homúnculo se mostrará tão corajoso ao se ver forçado a exibir seu rosto."
Sim, porque o melhor jeito de um humúmculo-você disse, não eu- mostrar o rosto é usando duas iniciais por sobrenome, um primeiro nome que não se pode confirmar e um perfil de usuário do Blogger, com duas iniciais por sobrenome. Realmente, "Tiago B. L." seria muito mais corajoso e esclarecedor do que "Tiago". Também não deixa de ser interessante que uma das únicas pessoas aqui que usam o próprio nome em vez de um pseudônimo (não tenho nada contra pseudônimos, aliás) seja acusada de ser anônimo. Em homenagem ao "homúnculo corajoso"-haja coragem moral para se fazer um papel ridículo como o dele e denunciar uma completa falta de entendimento de como funcionam as opções de assinatura dos comentários do blogger-, passo a me assinar Tiago B L.

Cfe disse...

"O blog dele é das coisas mais engraçadas na internet hoje."

Tão engraçado que teve que fugir devido as perseguições que ele e sua família sofriam.

Cfe disse...

"A coragem de apelar para os preconceitos mais baixos e canalhas, fundados na doutrina mais preconceituosa e supersticiosa que existe"

Retire-se a argumentação bíblica do discurso de Júlio Severo para quem não acredita em Deus e ainda sobra uma muito boa defesa da igualdade de direitos.

Mr X disse...

Pessoal,

Não levem a sério o Tiago, ele é apenas um troll a fim de avacalhar. Tanto que, pouco antes ele criticava o homossexualismo como "perversão da burguesia" e afirmava que isso não existia sob o comunismo, e agora aparece aí como se quisesse defender esses "pobres oprimidos" vítimas da "intolerância religiosa". Pelo jeito, é só a intolerância comunista a permitida...

De mais a mais, lembremos que para o Tiago e os comunistas em geral, "fascista" é qualquer um que seja perseguido por ter idéias contrárias às deles.

Assim o Júlio, que jamais perseguiu ninguém e tudo o que fala são opiniões que eram totalmente convencionais há meros 30 anos atrás, agora virou um "perigoso fascista". Vejam como a lavagem cerebral funciona, amigos. Vejam como cerceiam a liberdade de discursar, em nome do "progresso"! Todos têm de pensar igual.

Quem, há trinta anos atrás, falasse em "casamento gay", provavelmente seria taxado de louco. Era uma idéia que não passava pela cabeça nem do mais fanático revolucionário, ou mesmo do mais fresco boiola. Hoje, no entanto, quem ousar contestar essa idéia é perseguido implacavelmente.

Em todo caso, insultos gratuitos não são permitidos, portanto cuide-se Tiago, ou será banido... seu canalha vermelho! (só eu posso insultar aqui).

Anônimo disse...

Muito corajoso o tal Severo... é fácil fazer críticas quando se pode esconder na internet. Queria ver a coragem dele ao defender perante a justiça seus pontos de vista.
Vi na internet que parece que o Olavo que vcs tanto amam apoiou ele. Na minha opinião, ambos se merecem, com seus pensamentos pequenos.

Vitor disse...

O que as pessoas precisam entender é que NÃO é crime ser contra o casamento de gays. Eu mesmo sou a favor (deixa essa veadagem casar e parar de soltar pena), mas nem por isso deixo de apoiar Julio Severo. Ele não ataca homossexuais, só não crê no CASAMENTO para eles (Julio Severo, como um bom conservador vê o casamento de uma ótica também religiosa, o que eu como agnóstico respeito e defendo)

A intolerância hoje em dia está do lado das minorias.

Mr X disse...

"Queria ver a coragem dele ao defender perante a justiça seus pontos de vista."

E por que deveria?

Pessoalmente, sou totalmente contrário a idéia de legislação "anti-discriminação", e mesmo a essa idéia de tornar "racismo" ou "homofobia" crime. O bom dos EUA é que ainda se pode dizer o que se quiser, mesmo que alguns não gostem.

Lamentavelmente, liberdade de expressão significa ter que ouvir às vezes coisas que não se gosta.

Anônimo disse...

Há outras ideias que também eram perfeitamente convencionais no Brasil há trinta anos atrás ou menos: desde a censura à imprensa ao assassinato de dissidentes, passando pela cassação dos direitos políticos de quem ousasse discordar de uma tirania insuportável e por bombas em bancas de jornais e shows frequentados por jovens indefesos. Ideias tão convencionais que os responsáveis nunca foram punidos! Essas são as suas ideias convencionais, às quais se opor era loucura, loucura a qual se lançaram heroicamente milhares de mártires que orgulham nossa pátria. Parece, aliás, que alguém alguma vez escreveu algo sobre loucura que é sabedoria e sabedoria que é loucura, talvez você devesse procurar os detalhes. Enquanto isso, fico na defesa da minha pátria contra todos os bandidinhos que ousarem incitar uma ralé de candidatos a camisas pretas com o velho discurso de ódio que faz sucesso desde o primeiro pogrom. Aliás, por falar em pogrom, já pensou que houve uma época que "os judeus são seres humanos dignos de respeito e proteção legal" já foi uma ideia não-convencional (ainda é nas igrejas cristãs). Se não, talvez você queira explicar a coincidência entre as leis nazistas
e as católicas quanto aos judeus ou o fato dos escritos de Lutero parecerem o prefácio de Mein Kampf. Até lá, fico com a ideia pouco convencional de que as igrejas cristãs não têm uma carta branca para conspirar contra a sociedade democrática ou para sabotar seu funcionamento.
Tiago

Anônimo disse...

A escravidão no Brasil, planejada para só acabar no século XX-porque os conservadores, defensores das ideias "convencionais", defendiam que não se pertubasse "a marcha do elemento servil"- acabou- e já tinha ido tarde!- no século XIX. Não duvido que trinta anos depois ainda houvesse quem falasse na loucura de se abolir a escravidão ou nas "ideias convencionais de trinta anos atrás", só não culpavam a lavagem cerebral porque a expressão tão útil aos canalhas de todas as épocas ainda não tinha sido cunhada.
Quanto ao homossexualismo: ao contrário da Inglaterra, que submeteu um heroi de guerra do porte de Turing a um tratamento hormonal que arruinou sua vida, e da sua amada ditadura militar, na qual realmente defender a dignidade e humana era uma loucura, os trabalhadores soviéticos recompensaram herois nacionais como Richter (que tocou tocar no funeral de Stalin), Maclean (que se tornou conselheiro respeitadíssimo do governo soviético) e Burgess. Talvez você devesse parar de projetar o fanatismo e a selvageria dos seus amados camisas pardas tupiniquins nos trabalhadores soviéticos.
Por mim, se você quer banir, simplesmente O FAÇA, considero isso um distintivo de honra. Mas em hipótese alguma tolerei que um canalhinha me acuse de plagiar a Bíblia-como se o uso de suas expressões não estivessem consagradas pelos usos popular e erudito há séculos-, tampouco tolerei que safados ousem -porque eu rejeito a conversa fiada de que estão se opondo às políticas dos homossexuais(como se as atitudes deles não fossem pautados pelas suas superstições raivosas e como se Hitler também não tivesse a desculpa das políticas do judaísmo internacional...)- me chamar de nazista enquanto tentam esconder os rastros de quase 2000 anos de perseguição contra os judeus promovida por suas igrejas. Pessoas como você e Severo, talvez por não terem honra, parecem incapazes de entender que outros a tenham e a prezem. O Brasil ainda não caiu nas mãos dos Severos e Xs-nem vai!-, e defenderei meus direitos legais até o amargo fim. Eu amo meu país e não vou deixar que uma ralé fanatizada por profetas do ódio O sequestre.
Ah, quanto a suas reclamações quanto à obrigação de "pensar igual", tenho certeza que Osama pensa o mesmo sobre a decisão dos sauditas-ainda antes do 11 de setembro- de cassar o passaporte dele. Só porque ele pregava o ódio-e agia com base nesse ódio- contra o Ocidente e quebrava as leis? Que injustiça.
Eu me considero banido deste blog a partir de agora, e qualquer novo ataque contra a minha honra vai ser resolvido em um tribunal nos termos da Lei, a Lei-que é igual para todos e não faz exceções ao gosto dos pregadores do ódio e dos camisas pardas em treinamento- da qual o senhor Júlio Severo é um transgressor foragido.
Tiago

Mr X disse...

Ninguém é obrigado a aceitar o estilo de vida dos gays, assim como ninguém é obrigado a gostar de espinafre.

Se o Julio Severo instigasse a violência contra os homossexuais, até entenderia o caso contra ele, mas não é o que ocorre. Pode-se disordar dele sem precisar recorrer à perseguição ou à intimidação legal.

Mr X disse...

Eu me considero banido deste blog a partir de agora.

Ótimo. Então pode parar de comentar aqui. Já que é seu desejo, qualquer comentário seu, a partir de agora, será deletado. Crie seu próprio blog, ficarei feliz de ser o primeiro a anunciar seu endereço aqui.

Anônimo disse...

"Ninguém é obrigado a aceitar o estilo de vida dos gays, assim como ninguém é obrigado a gostar de espinafre."

Concordo com isso, assim como eu não aceito o estilo de vida de muitas denominações religiosas. Mas nem por isso eu crio um blog falando que elas estão erradas, simplesmente pq eu acho que a VIDA DO OUTRO É PROBLEMA DO OUTRO! Desde que ele não esteja assassinando ou me prejudicando diretamente, ele pode viver do jeito que bem entender e tem o direito a isso sem se sentir lesado ou discriminado por ninguém.
Acho lindo um cara branco hétero cristão como vc dizer que a discriminação não é nada, q piadinhas sobre gays ou negros são só piadinhas... mas o mais curioso é o seguinte: você escreve defendendo um cara cristão, branco e heterossexual que foi obrigado a deixar o país, ou seja, vc está lutando contra um certo preconceito que ele e todos os caras brancos e cristãos que acham que só o estilo de vida deles é o correto. Em suma, vc está lutando contra a discriminação aos caras brancos e cristãos... então me diga, é ou não é bom se sentir discriminado???

Mr X disse...

vc está lutando contra a discriminação aos caras brancos e cristãos... então me diga, é ou não é bom se sentir discriminado???

Indiretamente, você falou uma coisa importante, sobre a qual discutirei no próximo post. Efetivamente, longe de vivermos uma alegre era de "igualdade", há em curso uma discriminação contra brancos cristãos. Que por sinal em breve serão minoria mesmo nos países ditos civilizados, e aí vamos ver se as novas minorias de negros, latinos e muçulmanos os tratarão tão bem, e instituirão "cotas para brancos"...

Quanto aos gays, acho que o problema dos gays é quererem se definir exclusivamente pelo caráter de suas relações sexuais. Por que é que o ato sexual que realizam deve ser o centro de sua identificação pessoal? Que façam o que quiserem entre quatro paredes, mas não me venham a gritar "discriminação" se velhinhas ou religiosos não os querem vendo se beijar em público. Que não gritem "desigualdade" por não poderem casar entre si, quando o tal "casamento gay" é uma modificação radical de uma instituição que por milhares de anos foi exclusivamente entre homem e mulher, devido simplesmente a razões biológicas, e não religiosas.

Mr X disse...

Ops, onde lê-se "novas minorias", leia-se "novas MAIORIAS".

Os EUA deixarão de ser um país majoritariamente branco/protestante em 2042. A Europa, não sei bem, mas os muçulmanos estão ganhando a luta reprodutiva por 3 x 1.

c* disse...

ich. . .testosterona rulezz

Mr X disse...

Confetti!

C'est vrai, faltam mulheres por aqui. :-( Tinha algumas antes, onde foram? Será que foi culpa dos posts anti-feministas que andei colocando? :-/ Não foi por mal... voltem... Voltem!

Cfe disse...

"os judeus são seres humanos dignos de respeito e proteção legal" já foi uma ideia não-convencional (ainda é nas igrejas cristãs).


Quais Igrejas Cristãs ?

Cfe disse...

Há aqui um grande confusão a respeito do que defende o Júlio Severo, talvez provocada pela massificação da novilíngua pugreçista.


Homofobia:
Julio Severo é contra legislação de instituição do crime de homofobia porque é um dos que mais cedo percebeu, e dá inúmeros exemplos disso em seus blog, que o carater amplo e genérico dessa palavra pode colocar muitas pessoas na cadeia simplesmente por expressarem opiniões.

Outro ponto questionado é o porque de criar lesgislação específica a um grupo, já que há leis generalistas que tratam desses problemas a todos e não só a alguns. Isso tudo sem falar no questionamento dos números gays que incluem qualquer tipo de crime contra gay como homofóbico: seria como se assaltar um ourivessário dum judeu fosse ser anti-semita.

Casamento homosexual:

A lesgislação acerca do casamento é muito complexa com a imputação de direitos e deveres aos cônjuges, regrando o relacionamento de modo a defender a estabilidade da família. Por exemplo: em certas idades há limitação ao regime de bens.

Parece simples mas não é: na nossa sociedade privilegiamos o casamento monogâmico entre os dois sexos complementares. Não aceitamos casamento entre várias pessoas, poligâmicos, poliândricos.
O simples motivo de haver tolerância a certos tipos de comportamento social não significa que devamos institucionalizar o mesmo.

Cfe disse...

"Mas nem por isso eu crio um blog falando que elas estão erradas, simplesmente pq eu acho que a VIDA DO OUTRO É PROBLEMA DO OUTRO"


Qual é o problema de expressar sua opinião?

Todas as vezes que Júlio Severo diz que o comportamento homosexual é errado, o diz por ser pecado: ora, para quem não acredita em Deus isso não deveria ser problema nenhum a não ser que seja uma vozinha lá no fundo da consciência...

Alem disso é bem explicíto que ele não promove violência aos homosexuais, ao contrário dessa sua idéia de extermínio dos grupos opositores a revolução.

c* disse...

"tolerancia"....


adoro essa palavra !

Klauss disse...

"Eu me considero banido deste blog a partir de agora, e qualquer novo ataque contra a minha honra vai ser resolvido em um tribunal nos termos da Lei, a Lei-que é igual para todos e não faz exceções ao gosto dos pregadores do ódio e dos camisas pardas em treinamento- da qual o senhor Júlio Severo é um transgressor foragido."

Primeiro, vai tarde.
Segundo, os ataques foram feitos pelo stalinista primeiro. Aliás, quem prega a destruição de toda uma classe é ele, quem aqui é pregador de ódio, hein?

"Odeio gritos e insultos".
Gratuitamente eu tb odeio. Mas quando a coisa passa do limite do tolerável e passa a ser imputação de rótulo odioso, não adianta ser educado.
Eu aqui xinguei a partir do que foi falado por ele, e é o jeito de se combater difamação. Ou assim, ou pela via judicial. Tem coisas que se discute, outras não. Se um cara apontar uma arma pra sua cabeça, vais querer discutir idéias com ele???

O Troll ainda veio encenar dignidade ofendida, falando de defender-se nos termos da lei. Quem aqui difamou uma terceira pessoa foi ele, portanto se ele levar a sério o próprio blefe, pior pra ele.

Preconceito homossexual, no Brasil? Aqui todo homem se veste de mulher no Carnaval, fora os travestis que se exibem na televisão e são vistos como celebridades. Cadê o preconceito aí?

Agora falar que homossexualismo é pecado é preconceito? Homossexualismo é pecado mas não é crime! Se quiser ser homossexual, se só se é feliz assim, que seja! Depois que o cara se vire na frente do criador... Eu até creio que tenha muito homossexual no céu, só duvido que eles ficassem levantando bandeiras e querendo transformar o próprio pecado em direito sacrossanto! Se levaram uma vida direita e se arrependeram dos erros, Deus há de ser misericordioso com eles, oras! Aliás, é essa a mensagem de Júlio Severo. Pregador de ódio -- só pra analfabeto mesmo!

Gerson B disse...

Fui no blog do Julio Severo. Achei bobo. Não concordo com as ideias dele.

Mas o stalinismo do Tiago é 1.000 vezes pior.

Klauss disse...

Gerson,

Pra encerrar o assunto: pode achar o que quiser. Uma coisa é gostar, não gostar, concordar, não concordar, aprovar ou desaprovar.

Outra é imputar a um homem desse pregação de ódio ou "homofobia".

Pior ainda perseguir um cara devido a imputação de crime falso.

Contra essas acusações defendo o Júlio até debaixo d'água. Nessa horas acho uma pena que eu na juventude fui tão besta quadrada e não resolvi entrar na área de direito, mas enfim...

c* disse...

"Agora falar que homossexualismo é pecado é preconceito? Homossexualismo é pecado mas não é crime! Se quiser ser homossexual, se só se é feliz assim, que seja! Depois que o cara se vire na frente do criador... Eu até creio que tenha muito homossexual no céu, só duvido que eles ficassem levantando bandeiras e querendo transformar o próprio pecado em direito sacrossanto!"


PQP !! help....

Chesterton disse...

C*, a única salvação para esses gays aqui (vide foto) é o cristianismo. São iranianos.

http://3.bp.blogspot.com/_2HFE9v9JMGY/S47bf8fbIeI/AAAAAAAAHCI/KREGjH6ZNyY/s400/Execução+no+Irã.jpg

Mr X disse...

O Klauss levantou um ponto importante, será que há homossexuais no céu?

Parece que, se se arrependem e mudam de vida, podem ir mesmo. Só não pode entrar de peruca e vestido de rosa choque, Jesus odeia drag queens.

Hihihi.

Confettiiiiiiiiiiii

c* disse...

kkkk

chose,vai pintar no schoenberg hall nesse sabado ?
tem " a night of brazilian and arabe music"...grande programa, se eu estivesse ai, iria...

c* disse...

kkkk

chose,vai pintar no schoenberg hall nesse sabado ?
tem " a night of brazilian and arabe music"...grande programa, se eu estivesse ai, iria...

Mr X disse...

Acho q nao... :-( Tenho muito pra fazer.