quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Fraude global


Eu nem ia falar mais sobre o assunto, e tampouco tive muito tempo para blogar ultimamente, mas eis que poucos dias depois do meu último post sobre o aquecimento global, hackers de procedência até agora desconhecida entraram no Climate Research Unit da East Anglia University e divulgaram dezenas de documentos e e-mails, revelando uma colossal fraude relativa ao tal "global warming". Coisa séria. Desde dados deturpados a cientistas afirmando diretamente uns aos outros que estariam realizando "truques" e manipulações.

É o fim da ciência?

Tempos atrás Mencius Moldbug, o web-polímata que parece ter outros fãs na blogosfera nacional, observou que ciência ocidental aproximava-se cada vez mais da ciência soviética, no sentido de que, dependendo cada vez mais de grana governamental ou de fundações, acabava tendo maior preocupação em agradar os poderosos do que em buscar a verdade. Lysenko em vez de Einstein (Aqui, uma interessante comparação entre o lisenkoísmo e o aquecimento global).

Independentemente do que você pense sobre o tal "aquecimento" (e tem muita gente que acredita), é inegável que tem muito mais a ver com política do que com ciência.

Mas é assim mesmo. Cientistas também são seres humanos. Por que estariam livres da corrupção? Um dinheirinho para provar que P=P_0 \cdot e^{\frac{-M \cdot g \cdot (h-h_0)}{R \cdot T}} não cai mal.

Afinal, não é como se os leigos entendessem alguma coisa mesmo.

7 comentários:

Chesterton disse...

o mais curioso é que isso saltava aos olhos.

Marcus Carvalho disse...

Mais curioso ainda Chesterton é o quease total silêncio da imprensa brasileira. No G1 há apenas duas referências a notícias da Agência Estado. Assim como não encontrei ninguém falando do "Not Evil, Just Wrong", eu fico imaginando o quanto nos foi escondido na época pré-internet.

Chesterton disse...

Por essa eu já esperava, a imprensa brasileira traduz o que quer, quem não vai as fontes vive "boiando".
A intenet é uma estaca de prata no peito do lobisomem chapa-branca. Os jornais ficavam na dependência do governo , pois é ele que decide o imposto. A internet acabou com essa ingerência estatal sobre o jornalismo.

marcelo augusto disse...

Olá!

Amigos! Amigos! Encontrei um vídeo muito interessante de um ex-agente de propaganda estatal da KGB que fugiu (advinhem para onde?) para os EUA e resolveu revelar alguns dos planos que a antiga URSS tinha com o objetivo de executar manipulação cultural, desconstrução dos valores ocidentais e destruição do mundo ocidental livre para que fosse implantado no mundo um regime comunista global.

É interessante que as estratégias utilizadas sejam de uma sutileza extrema, nada de armas nucleares, biológicas, químicas e coisas tais. Para quê tudo isso se é muito mais fácil, barato, seguro e eficiente fazer uma lavagem cerebral gradual ao ponto de
converter toda uma geração de jovens em comuno-socialo-marxistas?

O ex-agente afirma que a KGB e a alta cúpula do Partido Comunista Soviético consideravam os esquerdistas ocidentais, sobretudo os intelectuais, meras prostitutas ideológicas e/ou idiotas úteis que eram convidados a visitar a URSS pensando que o convite havia sido feito por causa do "grande impacto intelectual e/ou militante" deles, mas que, na realidade, eram chamados até a URSS com um único objetivo: Testemunhar um monte de mentiras sobre o regime comunista e os supostos avanços que tal regime teria em relação ao mundo livre do ocidente, pois, assim, quando esse intelectuais-militantes retornassem aos seus países de origem, eles iriam espalhar dentro de suas nações as maravilhas comunistas, escrevendo livros com títutlos pomposos (coisas como "Jornada Soviética", "120 Dias Na URSS") e com pretensões de serem especialistas no assunto, mas que, no fundo, apenas relatavam um pacote de mentiras preparado pelo Partido Comunista Soviético.

Assistam! Vale muito a pena!

URL Direta:

http://www.youtube.com/view_play_list?p=4CDAB99FAB5980BA

Marcus disse...

No brasil a discussão se os blogs irão substituir a imprensa não faz o menor sentido, porque imprensa mesmo nós não temos. Quem tem feito o trabalho de pescar as notícias lá fora em idioma bretão e traduzir para os monoglotas são os blogueiros.

Anônimo disse...

Bom, eu sou cientista e creio no aquecimento global. Mas não exatamente como retratado na mídia. Qualquer um que estude paleonto sabe que existem períodos glaciais, de mais frio, e interglaciais, com mais calor. O fato é que estamos no meio de um período interglacial, portanto deve esquentar mais com o passar do tempo, mas não pela ação humana. E logo parece que, pelos ciclos, começará a esfriar mais. Então esse alarmismo é besteira.

nolandman disse...

Interessante é que ninguém mais fala no "El Niño", que causava mudanças climáticas com uma certa previsibilidade.

Marcus