terça-feira, 11 de julho de 2017

Exorcismo

No outro dia revi o filme "O Exorcista". Bom filme. O curioso é que este filme, que já foi considerado o mais assustador jamais feito, hoje é motivo de chacota para muitos adolescentes.

Isto porque estes jovens cresceram vendo filmes com muito mais sangue e vísceras e decapitações, além de ter ocorrido uma mudança de costumes. No início dos anos 70, uma menina de 12 anos fazendo nojeiras e berrando "fuck me" era chocante, hoje é provavelmente apenas parte do dia a dia.

Mas o horror do filme não está nos xingamentos ou nas de cenas de horror gráfico, mas sim no drama psicológico e no fato de apresentar a possessão demoníaca como algo dentro da esfera do possível.

Existiria mesmo a possessão demoníaca? Hoje em dia dizemos que a ciência explica, e fala-se em "esquizofrenia" e outras "doenças mentais". O curioso é que a ciência ainda não explicou direito o que é a esquizofrenia nem como surge, e há mesmo debates sobre como diagnosticar se uma pessoa tem tal doença ou não. Eu nem sei se chamaria de doença; tive contato próximo com um par de pessoas esquizofrênicas, e alteravam momentos de lucidez com momentos de delírios obsessivos. Talvez apenas tivessem uma sensibilidade especial para eventos fora da psicologia normal?

Mesmo as pessoas que são "normais" poderiam ser, em muitos aspectos, consideradas "mentalmente perturbadas".  Quantas vezes não fizemos coisas sem entender por quê, tomamos decisões estúpidas sem motivo, tivemos momentos de raiva ou de maldade que não tinham explicação?

O fato é que nem sempre controlamos nossas ações ou nossos sentimentos. Para os antigos, a explicação era simples: anjos e demônios. Já nós falamos em hormônios e na química cerebral. Mas ainda estamos longe de entender.

Eu não sei se os demônios existem, mas às vezes me surpreendo com a quantidade de símbolos demoníacos propagados pela mídia, bem como notícias que, se não são evidência de possessão demoníaca, ao menos são de grave doença mental.

A seguinte notícia vem do Canadá, que está competindo com a Suécia pelo título de país mais suicida e progressista do planeta. O governo decidiu que um bebê "não terá gênero", devendo "decidir quando crescer". A "mãe", que agora trocou de sexo e virou "pai", ou mais exatamente uma "pessoa sem gênero", ou, mais exatamente, uma horrenda mulher de bigode, afirmou que:
"Eu estou criando Searyl de modo que até que elx tenha seu senso de si e capacidade de vocabulário para me dizer quem é, eu x reconheço como bebê e tento dar a elx todo o amor e apoio para ser a pessoa mais inteira que puder fora das restrições que vêm com o rótulo menino ou o rótulo menina"
Sim: como se não bastasse essa crueldade com a criança, a porca ainda deu a ela o nome de "Searyl". Quando crescer, se tornará provavelmente um "searyl" killer.

Que grande parte da população aceite e ainda aplauda esses descalabros e este abuso infantil em nome do "progresso" não é apenas preocupante, como sintoma de que não apenas os indivíduos podem padecer de doenças mentais, como sociedades inteiras.

Doença mental ou possessão demoníaca, não importa. Precisamos de um exorcismo em escala global.

Sai Demônio!

O poder de Cristo lhe ordena!

O poder de Cristo lhe ordena!


69 comentários:

Sabedorsinho disse...

Transtornos mentais são desordens da mente, contextuais ou os mais leves e que geralmente denotam falta de adaptação a certo ambiente ou desordens mais graves em que independente do encaixe com o ambiente ainda se manifestará. A esquizofrenia é das mais graves porque afeta a nossa capacidade de perceber e interagir com o mundo imediato, constante que eu chamei de verdade objetiva. No mais também não gosto de chama-los de doença ainda que possam avançar para estados mais degenerativos. Doença mental mesmo é Alzheimer ou mal de parkinson ou neurosifilis, porque ainda mais que a esquizofrenia, eles atingem os mecanismos mais importantes do nosso sistema neurológico mesmo que não ataque o sistema sensorial como no caso da psicose, parecer ser. O nível de auto-funcionamento que define e ou que diferencia transtorno de doença. Por exemplo um autista de alto funcionamento ainda pode fazer uma série de coisas por si mesmo sem falar que, sem comorbidades, não apresentará déficits muito severos em sua capacidade perceptiva e interpretativa. Tdah estaria num nível ainda mais leve, na categoria ampla "dificuldade de aprendizagem". Dislexia seria ainda mais leve, quase uma variação dentro da normalidade.
Acho que a ciência psicológica já explicou em partes o que é a esquizofrenia e como surge. Tal como o autismo não existe apenas um tipo de esquizofrenia e sem falar no fator humano ou de erro como no caso dos diagnósticos errados.

As pessoas normais tendem a pecar pela falta do que pelo excesso. As pessoas com transtornos mentais é pelo oposto, mesmo quando há um déficit ou falta, como no caso do déficit de atenção ou de atenção empática como no caso do autismo, ainda terá como resultado excessos. Creio eu. Não controlamos sequer perfeitamente as nossas emoções por causa do instinto ainda que saber que não temos controlo já é alguma coisa e se chama autoconsciência, ao menos no seu princípio. Podemos controlar as nossas mãos, talvez a evolução humana se ainda tiver uma será como no filme matrix ou mais ou menos, em que poderemos ter o controle de nossas mentes.

Mr X disse...

Este negócio de doença mental é relativo. Anos atrás, este tipo de "confusão de gênero" era considerado doença, enquanto a hiperatividade e o déficit de atenção eram considerados normais na infância. Hoje é o contrário, "déficit de atenção" e "hiperatividade" viraram doenças controladas com medicamentos, enquanto a confusão de gênero e pessoas que cortam o pênis são consideradas "normais" e até exemplo a seguir. Abs.

Mr X disse...

Por quê ninguém está comentando? É por que os posts não são sobre raça? Vão se foder seus infiéis demoníacos. Abs.

Mr X disse...

Desculpem o linguajar. O último comentário não foi feito por mim, mas sim por um demônio que me possuiu. Já passou. Abs.

Márcio disse...

Eu apoio transexuais, não vejo problema.

Agora, esse negócio de bebês sem gênero propagados por muitos trans, principalmente por Esquerdistas é coisa de retardado.

Isto acontece por que são burros mesmo, não tem empatia com seus filhos.

E principalmente não entendem nada no que tange o quê eles mesmos são.

Márcio disse...

Não há problema em cortar o pinto. Ainda mais quando isto é uma necessidade de vida.

O problema é jogar uma condição dessa para o filho que provavelmente se for mulher, vai ser hetero, se for homem, será hetero. São as coisas mais Comuns do mundo.

Primeiro que este tipo de autoritarismo já caracteriza maus pais.

E eles estão jogando para os filhos uma opinião do mundo que está errada.

É preciso ter cautela.

Mr X disse...

"Não há problema em cortar o pinto. Ainda mais quando isto é uma necessidade de vida. "

Cortar o pinto seria uma necessidade de vida? Não entendi.

É mais comum pais homo quererem que seu filho seja "queer" também, mas, também há pais héteros que entram nessa de querer mudar o sexo da criança, levando a tristes casos.

Não é possível de mudar o sexo, ponto final.

http://www.dailymail.co.uk/news/article-3767174/Child-4-starts-gender-transition-day-kindergarten.html.

https://en.wikipedia.org/wiki/David_Reimer

https://en.wikipedia.org/wiki/Christine_Jorgensen

Sabedorsinho disse...

''Cortar o pinto seria uma necessidade de vida? Não entendi. ''

Quis dizer em relação à perspectiva da pessoa que estiver interessada. No mais, acho muito estúpido e quase um sinal de extrema baixa-autoestima por parte da pessoa de querer se flagelar cirurgicamente.

Po, eu gostaria de ser perfeito em tudo. Sou* Não, e daí* no mais importante eu ainda to de pé que é a saúde, e talvez também na saúde intelectual, muito desprezada e pouco compreendida.

Bate pernoquinha pra tira a piroquinha...

Silvio disse...

Por quê ninguém está comentando? É por que os posts não são sobre raça? Vão se foder seus infiéis demoníacos. Abs.

As correrias da vida, Mister. A velha luta pela sobrevivência :/

Anônimo disse...

O que eu acho mais patético são pessoas que se dizem inteligentes e que acreditam cegamente nesse sistema satânico do mundo. Eu que não sou tão inteligente assim já percebi que esse sistema é mentiroso e inimigo do povo.

Agente Smith disse...

O maior problema no mundo ocidental é a perda do senso de honra. E com isso vêm os estilos de vida degenerados, a falta de comprometimento dos pais e mães na educação dos filhos (e superproteger não é educar, é botar mais um snowflake no mundo) e a tolerância que as pessoas têm com os ataques que a esquerda promove contra elas próprias.

Agente Smith disse...

Todas as limitações que o ser humano já possui por ter instinto tribal e supersticioso mais as transformações sociais nos ultimos 60 anos estão dando pane na cabeça das pessoas. Há praticamente um consenso científico sobre a esquizofrenia ter origem genética e os fatores ambientais terem um papel menor, no máximo podem "acordar" mais cedo o gene defeituoso.

Já a "depressão" é um distúrbio que atinge a população em massa. Depressão em si é um termo indeterminado, porque se refere a qualquer desequilíbrio de mensageiros químicos cerebrais, normalmente a deficiência de serotonina é a mais diagnosticada. Mas também pode haver desequilíbrio (falta, excesso ou perda de sensibilidade nos receptores neuronais) de dopamina (os criminosos violentos tendem a ter um nível mais baixo de dopamina e mais altos de testosterona), GABA, acetilcolina, glutamato (os sintomas do excesso deste são muito parecidos com o próprio comportamento dos SJWs), cortisol, noradrenalina etc.

E na depressão, ao contrário da esquizofrenia, o "ambiente" exerce uma influência muito maior. Principalmente os hábitos alimentares, os estilos de vida, a forma de pensar, que mudaram muito de tempos pra cá e não deu tempo de as pessoas assimilarem. Se é que vão um dia...

Agente Smith disse...

E é muito difícil achar de uns tempos pra cá pessoas naa metrópoles que não tenham algum grau de depressão ou estresse. E os remédios antidepressivos têm bem pouca eficiência em tratar o distúrbio porque enquanto regulam um tipo de mensageiro químico, desregulam outros e o "paciente" troca um tipo de depressão por outro.

É claro que as elites sabem disso, é claro que a (((elite))) sabe disso muito bem, mas eles, no conforto de suas dinastias, não se preocupam com os resultados disso. As pessoas fracas vão comprar os remédios da indústria farmacêutica deles, vão se endividar com o cartão de crédito do banco deles, vão votar nos candidatos que eles botam no cenário político, e vão aceitar aquelas políticas e realidades fabricadas que eles dizem ser "inevitáveis" com a "globalização". Então por que eles se preocupariam?

Sabedorzi disse...

O redpilhado adora chamar os seus algozes de snowflakes mas é só falar de culpa branca que uma lágrima cai nos rostinhos deles. Kkk

Sabedorzi disse...

Então comer carne de mais dever aumentado a depressão...

Eu já sou do tipo que prefere uma explicação menos neurocientifica e mais pé no chão. Algumas pessoas já nascem muito melancólicas, quase uma condição. Outras nascem com vulnerabilidade e sim os fatores ambientais e nomeadamente o encaixe com o ambiente são os mais importantes. E existe a depressão existencial que a meu ver nada mais é do que matrix de auto ilusão com defeito: realismo existencial, todas aquelas questões profundas que evitamos enfatizar em nossas vidas pelo menos a grande maioria.

No mais, existem as expressões mais brandas da esquizofrenia e acho que no caso delas a influência ambiental para aumentar o risco de "pane psicótica psicossomática" é maior.

Sabedorzi disse...

Lembremos que o capitalismo/capitalistas buscam explorar as pessoas para extrair delas o máximo de eficiência. É como forçar um cavalo a trabalhar na carroça. O mundo "cão" de "cada um por si", uma constante entre as sociedades complexas também tende a ter um impacto forte em pessoas mais idealistas ou perfeccionistas. É por isso que em muitos aspectos e dos mais importantes os esquerdiotas estão super certos. A grande tragédia é que o complemento da esquerda está na direita e vice versa, só que ao invés de perceberem isso eles acabam se atomizando.

Anônimo disse...

É relativamente fácil distinguir doença mental de um fenômeno sobrenatural (a pessoa sobe pelas paredes? Fala línguas que não estudou?), a questão é isso ver verificado por um observador honesto e isento, ou por uma junta médica + autoridades religiosas. Outras questões: o fenômeno pode ser sobrenatural e não ser demoníaco? Os católicos atribuem esse tipo de manifestação ao demônio e os espíritas falam em espíritos desencarnados de pessoas que foram ruins durante a vida. O que que que seja, eu tendo a acreditar na positividade ontológica do mal, isto é, que o mal não é simplesmente a ausência do bem.


Ana Beatriz

Marcelo disse...

Demônio existe, sim. Está escrito na Bíblia Sagrada.

Márcio disse...

Tá se fazendo de bobo.

Anônimo disse...

Eu era apaixonado pelo filme exorcista. É o melhor filme de terror de todos os tempos. Quando eu tinha uns 10 anos eu revi o filme dezenas de vezes porque um primo me deu uma fita do filme, edição especial de 20 anos com um monte de extras. Eu tinha até que assistir quando meu pai não estava em casa, porque ele é religioso e eu tinha certeza que se visse iria jogar a fita fora. Eu acho que o filme foi especial por isso: há 40 anos havia mais cristãos, demônios fazem parte da bíblia (quem não conhece a passagem que jesus expulsa o demônio do corpo de um homem que encarnam em uma vara de porcos que se jogam de um penhasco), e a explicação da tradição cristã é que demônios são anjos caídos. Há quem diga, como o Padre Quevedo, que os demônios bíblicos são somente doenças mentais, mas são exceções entre os clérigos. Então havia um sabor de que aquilo era/poderia ser real no filme. Hoje eu estou meio saturado de filmes de terror porque no geral são todos iguais. Aquele "A Bruxa" lançado no ano passado foi uma grata surpresa que me agradou.

CENSURADO AGAIN disse...

Blogger Marcelo disse...
Demônio existe, sim. Está escrito na Bíblia Sagrada.

12 de julho de 2017 12:44

não é apenas por isso vc nota coisas estranhas uma vez vi alguem fazendo sons reptilianos e depois a radio ligou sozinha num programa religioso o que tirei disso?que os dimensionais querem manipular pois controlam essas seitas e querem fazer vcs irem na mesma direção onde eles controlam

CENSURADO AGAIN disse...

vc nota tambem quando certas entidades se comunicam com vc semi directamente adulterando certas coisas

CENSURADO AGAIN disse...

eu não acredito muito em manikeismo com dimensionais eles não parecem muito padronicos quanto a isso

Agente Smith disse...

Culpa é uma emoção primitiva, que nem o ciúme, irracional. Um cachorro e um primata são capazes de sentir culpa, esse tipo de sentimento é uma prova de que o ser humano não se livrou de sua carga animalesca de rebanho. Não é à toa que os maiores exploradores das culpinhas alheias sejam os RELIGIOSOS.

Se você se sente bem adotando a mesma forma de pensar deles...

Porque tem bem pouca diferença entre o cristianismo em si e sua forma secular, que são as causas "sociais" da esquerda, não consigo ver muita diferença de comportamento entre uma velha caduca beata de 80 anos e uma feminista SJW de cabelo azul em seus 20...

Agente Smith disse...

Que mania que você tem de comentar coisas desconexas e rebater mal o que nem foi dito. O que tem a ver comer carne com depressão? Achou que eu estava criticando o teu vegetarianismo e começou a entrar em pânico? Eu desenho e boto legenda no que eu disse então:

Os hábitos alimentares que podem estar associados à depressão são os produtos industrializados, com altas quantidades de glutamato, conservantes, gorduras trans e até mesmo a farinha branca. Isso tudo é a base dos fasts foods, que compõem a nova dieta ocidental.

Sobre o vegetarianismo, não há estudos conclusivos a respeito. Alguns cientistas fazem um link entre esse tipo de dieta com a depressão, porque em média ela é mais recorrente entre vegetarianos do que não-vegetarianos. Mas isso em si não prova nada, porque pode ser que as pessoas que já tenham depressão passem, por uma tendência pessoal ou cultural, a adotar o vegetarianismo. Sem contar que a maioria continua se alimentando de produtos industrializados, só que produtos industrializados "veganos".

Pode ficar tranquilo, que eu não critiquei os teus hábitos pessoais. E se for comentar, comenta algo de útil. Você não está mostrando seu rosto mesmo, não vai perder seu emprego, ninguém vai te processar aqui. Pode dizer o que você pensa de maneira clara, sem indiretinhas.

Agente Smith disse...

Essa abordagem "neurocientífica" é justamente o que você está confirmando com a sua explicação "pé no chão". Há inúmeras variações genéticas que podem tornar as pessoas suscetíveis à esquizofrenia, e em maior grau até à depressão. Mas o "ambiente" como fator exerce uma influência muito maior no desenvolvimento da depressão, é só comparar: quantos são os depressivos e os esquizofrênicos em números estatísticos?

A pessoa que já nasce melancólica, nasce com um padrão de exceção. Todos os outros são pessoas que possuem uma tendência inata, ou que nem mesmo possuem, e dependem muito mais da capacidade de adaptação do que do padrão genético em si (diferente de como é com a esquizofrenia).

É exatamente pela depressão ter muito mais causas que o "ambiente" exerce uma influência maior como gatilho sobre ela do que sobre a esquizofrenia (que tem "causas" mais limitadas, e um exemplo é o hábito de fumar maconha).

White Nationalist disse...

"Demônio existe, sim. Está escrito na Bíblia Sagrada."

Não acredito em deuses ou demônios. Só que uma coisa não se pode negar: muitas pessoas(seja na vida real ou na web) são impregnadas de energia negativa.

White Nationalist disse...

"não é apenas por isso vc nota coisas estranhas uma vez vi alguem fazendo sons reptilianos e depois a radio ligou sozinha num programa religioso o que tirei disso?que os dimensionais querem manipular pois controlam essas seitas e querem fazer vcs irem na mesma direção onde eles controlam"

Esse Censurado Again é uma figura.

Silvio disse...

1) Sapatona “casada” tomou chifre:
http://www.youtube.com/watch?v=_8x1RsqMkww
Parceira traiu com um homem (http://www.youtube.com/watch?v=JIkYbI5ZwUc)

2) Direto do Panamá: http://laestrella.com.pa/panama/nacional/panamenos-marchan-contra-ideologia-genero/24012602

CENSURADO AGAIN disse...

12 de julho de 2017 22:47

A UNICA CENA TOSCA É QUANDO ELA VIRAVA A CABEÇA E ENFIAVA A CRUZ

Sabedorzim disse...

''Culpa é uma emoção primitiva, que nem o ciúme, irracional.''

Conclusão equivocada e comparação idem. No mais, ciúme, culpa, tudo depende do contexto, o ciúme pode ser racional ou objetivamente justificado, ou não.

O fato de ser primitivo não significa que seja errado ou inferior, necessariamente. Então nesse sentido o etnocentrismo também é inferior porque é mais primitivo*

Sentir culpa quando é para se fazê-lo é mais raro e especial do que imaginamos porque na maioria das vezes as pessoas acabam nunca dando o braço a torcer.

''Um cachorro e um primata são capazes de sentir culpa, esse tipo de sentimento é uma prova de que o ser humano não se livrou de sua carga animalesca de rebanho. Não é à toa que os maiores exploradores das culpinhas alheias sejam os RELIGIOSOS.''

Não, isso é uma prova que muitas reações ou julgamentos aos padrões/emoções realmente válidas e úteis em suas expressões mais ideais, tem sido selecionadas em suas versões domesticadas em ambientes religiosos, e claro, com intenções esquizomórficas.

No mais, tratar as emoções das outras espécies como menos digna é sim, bem primitivo, quase que um pensamento de vírus.

''Se você se sente bem adotando a mesma forma de pensar deles...''

Isso foi pra quem*

''Porque tem bem pouca diferença entre o cristianismo em si e sua forma secular, que são as causas "sociais" da esquerda, não consigo ver muita diferença de comportamento entre uma velha caduca beata de 80 anos e uma feminista SJW de cabelo azul em seus 20...''

Em partes é verdade mas a principal razão é a de sempre, independente do sistema moral, quase sempre pouco perfeccionista: cristianismo, islamismo, esquerdismo, não importa, sempre tomam para si algumas ou muitas das impressões factualmente corretas em termos morais ou de interações com o intuito de conquistar o máximo possível de pessoas e de treiná-las com base em seus ''ensinamentos'. No entanto, todos estão fatalmente equivocados não apenas por desprezarem por completo o lado intelectual, isto é, inventando estórias com personagens e eventos paranormais, mas também por misturar apreensões morais corretas com incorretas ou ''subjectivas'', por exemplo, ''amar o pai e a mãe'' mas ''meter o bedelho na intimidade alheia''. Outro grave e constante real pecado que tem sido sistematicamente cometido por quase todos os sistemas morais subjetivos humanos tem sido a de-substancialização do discurso ou mesmo pelo divórcio do discurso em relação à prática, nada mais nada menos do que contradições a perderem de vista, especialmente em relação às boas práticas...

''Filósofos'' com raízes nietzchianas são mais ou menos como hipo-emotivos apregoando pra si mesmos essa qualificação, como ''filósofos''.

Sabedorzim disse...

''Que mania que você tem de comentar coisas desconexas e rebater mal o que nem foi dito. O que tem a ver comer carne com depressão? Achou que eu estava criticando o teu vegetarianismo e começou a entrar em pânico? Eu desenho e boto legenda no que eu disse então:''

Se chama pensamento divergente ou melhor criatividade convergente, não sei se vc conhece ou já ouviu falar.

''Os hábitos alimentares que podem estar associados à depressão são os produtos industrializados, com altas quantidades de glutamato, conservantes, gorduras trans e até mesmo a farinha branca. Isso tudo é a base dos fasts foods, que compõem a nova dieta ocidental.''

Prova* Ou, as pessoas que são mais propensas a comer POR ANSIEDADE também tendem a ser mais propensas à DEPRESSÃO*

''Sobre o vegetarianismo, não há estudos conclusivos a respeito. Alguns cientistas fazem um link entre esse tipo de dieta com a depressão, porque em média ela é mais recorrente entre vegetarianos do que não-vegetarianos. Mas isso em si não prova nada, porque pode ser que as pessoas que já tenham depressão passem, por uma tendência pessoal ou cultural, a adotar o vegetarianismo. Sem contar que a maioria continua se alimentando de produtos industrializados, só que produtos industrializados "veganos".''

Sim, o que acabei de falar.

''Pode ficar tranquilo, que eu não critiquei os teus hábitos pessoais.''

Se deixei alguma indireta não foi a minha intenção, depois sou eu aqui que sou o psicótico que vê coisa onde não há...

''E se for comentar, comenta algo de útil.''

Exemplo de algo inútil que comentei:

esperando...

E mesmo, ao ter colocado o assunto vegetarianismo e depressão, vc ainda replicou de maneira apreciável, portanto, aquilo que vc julgou como ''inútil'' 'acabou' servindo para enriquecer o debate... ai ai

''Você não está mostrando seu rosto mesmo, não vai perder seu emprego, ninguém vai te processar aqui. Pode dizer o que você pensa de maneira clara, sem indiretinhas.''

Tudo o que falo aqui é na mais cândida honestidade e sinceridade...

Não tenho tempo e não vejo valor em joguetes de manipulação, aliás, eu estou quase todo o tempo tentando desarticular embromadores, e por favor, não pense que me referi a vc ok*

Sabedorzim disse...

''Essa abordagem "neurocientífica" é justamente o que você está confirmando com a sua explicação "pé no chão". Há inúmeras variações genéticas que podem tornar as pessoas suscetíveis à esquizofrenia, e em maior grau até à depressão. Mas o "ambiente" como fator exerce uma influência muito maior no desenvolvimento da depressão, é só comparar: quantos são os depressivos e os esquizofrênicos em números estatísticos?''

Ainda que concorde em sua maioria, eu tenho as minhas dúvidas quanto aos dados estatísticos de pessoas depressivas se o termo tem sido muito trivializado no mundo moderno e levando em conta que muitos psicólogos e até mesmo psiquiatras não são lá muito bons para diagnosticar esse transtorno. Muitas vezes a pessoa já pode apresentar traços que emulam alguns aspectos da depressão, por exemplo, uma pessoa filosoficamente profunda ou muito séria, e com isso prescrever anti-deprês.

''A pessoa que já nasce melancólica, nasce com um padrão de exceção. Todos os outros são pessoas que possuem uma tendência inata, ou que nem mesmo possuem, e dependem muito mais da capacidade de adaptação do que do padrão genético em si (diferente de como é com a esquizofrenia).''

Acho difícil nascer sem uma tendência e ao longo da vida passar a exibi-la.

''É exatamente pela depressão ter muito mais causas que o "ambiente" exerce uma influência maior como gatilho sobre ela do que sobre a esquizofrenia (que tem "causas" mais limitadas, e um exemplo é o hábito de fumar maconha).''

Esquizofrenia é uma condição, a depressão parece estar dentro da categoria distúrbios de humor, uma pré-disposição, sim, concordo.

CENSURADO AGAIN disse...

MAS ERA TROJANICE ELES FORAM COM OS BOOMERS ATE CHEGAR NESSES DAI QUE ACHAM COOL A MENINA POSSUIDA

Agente Smith disse...

Sabedor, realmente os teus posts foram um pontapé inicial para a discussão começar e ficou legal. Eu vou completar os meus pensamentos sobre o assunto.

Agente Smith disse...

Eu fiquei particularmente convencido da influência alimentar (de fasts foods e produtos industrializados no geral) sobre aquilo que chamamos de depressão, que na verdade é um distúrbio que possui inúmeras variações e é influenciado por outros inúmeros fatores que atuam em conjunto (e eu nem penso que os hábitos alimentares sejam o pior deles, mas apenas um dos agravantes). É por isto que os psiquiatras costumam diagnosticar mal a doença, ignoram todos os fatores e variações e colocam na conta da serotonina baixa (que é apenas um dos "marcadores" da depressão).

Agente Smith disse...

As pessoas podem ter uma boa qualidade de vida comendo porcaria (se bem que eu não conheço nenhuma), só que esses "gatilhos" da depressão (estilo de vida, dieta etc.) - ou seja, o fator ambiental -, são bem exemplificados pelo próprio tabagismo: tem pessoas que vivem bem até os 100 anos fumando. Mas essa não é a realidade para a maioria dos fumantes, que tenderá a desenvolver de forma precoce doenças respiratórias, especialmente a DPOC, que, sem o hábito tabagista, poderiam se desenvolver em idade avançada ou nem chegar a se manifestar.

É a mesma coisa com a depressão: mais pessoas estão desenvolvendo o distúrbio e estão cada vez mais novas! Por isso eu usei o exemplo da velha carola gagá e da feminista SJW: ambas agem de uma maneira insuportavelmente parecida, mas dos idosos a gente meio que já "espera" esse tipo de comportamento. Agora cada vez mais pessoas nos seus 20 e poucos anos agindo dessa forma é porque tem coisa muito errada.

Agente Smith disse...

Na minha visão, os dois piores fatores são a própria forma de educar as crianças (bem representada pelo fenômeno pai e mãe "helicópteros" que tratam o filho como vasinhos de cristal) e a cultura de massa. Esse conjunto pode tornar as pessoas incapazes de se adaptarem aos problemas da vida por elas terem se acostumado a viver num estado permanente de ansiedade e escapismo.

Também acontece algo parecido com a religião. Imagino a ansiedade em que deve viver uma criança criada num ambiente onde se está esperando há 2 mil anos o mundo acabar. Agora isso está saindo de moda para dar lugar à narrativa secular: é o aquecimento global, mas que vai acabar se atrasando que nem o apocalipse...

Sabedorzinho disse...

Talvez porque já tenha muita gente de qualquer maneira. Sinceramente acho que tudo o que temos hoje existia no passado so não era às claras.

Sabedorzinho disse...

Eu continuo achando que as pessoas mais ansiosas são mais propensas a se alimentarem muito e mal. E também em relação à auto imagem e obesidade, também é um fator desencadeador. Pessoas gordas sofrem muita discriminação.

Mr X disse...

"Eu continuo achando que as pessoas mais ansiosas são mais propensas a se alimentarem muito e mal. "

Que tolice. Endomorfos tentem a ser mais tranquilos e alegres, o famoso gordinho brincalhão, magros e altos é que são ansiosos e neuróticos.

"Pessoas gordas sofrem muita discriminação."

Não acho. Mulheres gordas um pouco, mas é mais das outras mulheres. Homens não discriminam mulheres gordas, só não sentem (em geral) muita atração.

CENSURADO AGAIN disse...

Homens não discriminam mulheres gordas, só não sentem (em geral) muita atração.

15 de julho de 2017 22:52

ATRATIVIDADE NÃO É SÓ IMC HA QUEM PREFIRA MAIS CARNE HA QUEM PREFIRA OSSO HA QUEM PREFIRA BOMBA TIPO AQUELAS QUE PARECEM SHEMALES É DIFICIL DIZER O IMC NORMAL POIS CADA ZONA IRA PUXAR A SARDINHA PRA SUA BRASA

Sabedorzinho disse...

Claro Mister e todas as pessoas gordas são assim
Senta lá Cláudia
espero que seja sarcasmo de sua parte.

Sabedorzinho disse...

Acho que mães mais neuróticas tendem a ter filhos mais sensíveis.

Sabedorzinho disse...

Li em algum lugar uma relação entre extroversão e prática de exercícios. Até que faz sentido não?

Agente Smith disse...

O mesmo jornal que defende:

1. Que os nativos tenham poucos filhos, e, consequemente, uma taxa de fertilidade abaixo da faixa de reposição populacional (curiosamente, as crianças da foto são todas brancas).

2. Que os políticos encham o país de imigrantes do 3o mundo porque a taxa de fertilidade é baixa e a "economia precisa de jovens".

Um povo que não consegue enxergar essa contradição merece mesmo mil daqueles atentados com caminhões. Todo castigo pra cuck é pouco.

https://www.theguardian.com/environment/2017/jul/12/want-to-fight-climate-change-have-fewer-children

Mr X disse...

"O mesmo jornal que defende:"

O Guardian é um lixo e censura comentários contrários. Tentei comentar e não aceitaram.

A elite e suas prostitutas da mídia nem mais escondem que querem um genocídio branco seguido de africanização/mexicanização do planeta.

O que é bizarro mesmo é tantos brancos cúcks concordarem com a própria extinção.

Mr X disse...

"Li em algum lugar uma relação entre extroversão e prática de exercícios. Até que faz sentido não?"

Se eu fizer mais exercícios ficarei mais extrovertido, ou só funciona ao contrário?

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo Sabedorzinho disse...
Acho que mães mais neuróticas tendem a ter filhos mais sensíveis.

16 de julho de 2017 09:18

PELO QUE JA VI ELAS TINHAM FILHOS NEUROTICOS COMO ELAS

CENSURADO AGAIN disse...

ALIAS POR QUE ESSE MITO QUE SO O OVULO TUDO?A SEMENTE ESTRAGADA DA MAIORIA NÃO CONTA

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo Sabedorzinho disse...
Li em algum lugar uma relação entre extroversão e prática de exercícios. Até que faz sentido não?

16 de julho de 2017 09:19

SIM POR ISSO QUE É CHEIO DE GORDO METIDO A COMEDIANTE TIPO NA EPOCA DO COLEGIO

CENSURADO AGAIN disse...

ALIAS TINHA UMA GORDA FDP QUE NEM CONTO A VADIA DETURPOU A HISTORIA TODA SOBRE UMA BANDA DE METAL QUE EU TINHA ZOADO NUMA COLINA COM UM CEMITERIO POSSIVELMENTE USAVAM O CENARIO LATERAL POR PARECER CONSTRUÇÃO MEDIEVAL EUROPEIA POIS ERA DA COLONIA PORRA POR QUE NÃO USARAM ENTÃO A PORRA DO FORTE COLONIAL?

Sabedorzinho disse...

Huuum

Geralmente as pessoas fazem exercícios pra ficarem em forma e com isso serem elogiadas nos seus ciclos sociais ou maior facilidade para encontrar uma parceira ou um parceiro. O apelo convencional da prática de exercícios físicos é social. Outra questão é que quem gosta de praticar exercícios tende a ser mais hiperativo em termos físicos além de fazê-lo junto a outras pessoas. Extrovertidos também tendem a ser mais otimistas e motivados a recompensas.

Sabedorio disse...

Concordo e isso é a verdadeira inteligência.

White Nationalist disse...

"Se eu fizer mais exercícios ficarei mais extrovertido, ou só funciona ao contrário?"

Ué, a extroversão(assim como a introversão) é genético, não é?

Pelo que eu entendi os extrovertidos se dedicam mais aos exercícios físicos. Apesar de que têm muitos caras que vão para a academia apenas para manginar as mulheres e botar o papo em dia com os amigos.

Mr X disse...

Odeio academia, mas é verdade que muita gente vai lá para paquerar ou exibir os glúteos, pois poderia se exercitar em casa sem gastar tanto.

Faz sentido também que lugares com praia (i.e Rio de Janeiro) tenha maior número de marombeiros e pessoas se dedicando aos exercícios físicos já que mostrar o corpo é mais importante.

White Nationalist disse...

Em um estado WN todos os homens e mulheres seriam incentivados a alcançarem a "perfeição" estética. Corpos como os das imagens abaixo seriam promovidos como o ideal de beleza a se alcançar:
https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/94/ae/0a/94ae0a6cffa70c87a10924d5a88c41b7.jpg

http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2009/07/29/article-1202910-05DEA2E6000005DC-679_468x641.jpg

Nada de gordas, bombadas ou anoréxicas. Nada de magricelos, gordos ou super bombados.



Mr X disse...

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/94/ae/0a/94ae0a6cffa70c87a10924d5a88c41b7.jpg

Parece gay, ou é impressão?

"Nada de gordas, bombadas ou anoréxicas. Nada de magricelos, gordos ou super bombados."

E como é que isto será obtido?? Dá para reduzir um pouco, mas a verdade é que a maioria das pessoas são naturalmente feias, ou average, e as que não são, se cuidam mal. No mais, a velhice chega para todos.

CENSURADO AGAIN disse...

extroversão(assim como a introversão

ODEIO AQUELE POVO DO MERDIL QUE VC NEM CONHECE E FICA QUERENDO INTIMIDADE COM DESCONHECIDOS MESMO QUANDO ESSES NÃO DÃO BRECHA VEJA QUE NO PRIMEIRO MUNDO AS PESSOAS NÃO INVADIAM O ESPAÇO DOS OUTROS MAS NO MERDIL AS PESSOAS QUEREM PARECER COOL E TAL DAI SE FINGEM DE AMIGUINHOS DE TODO MUNDO E POR TRAS TAL POVINHO FALSO E AINDA TEM QUEM ACHE QUE ESSES EXPANSIVOS TEM ALGUM TIPO DE INTELIGENCIA INTER SOCIAL OU ASSOCIAM PSICOPATIA AO INVERSO PELO CONTRARIO OS SOCIOPATAS DO MUNDO REAL TEM FORTES HABILIDADES DE RELACIONAMENTO E MANIPULAÇÃO E SÃO EXPANSIVOS POIS GOSTAM DE EXPANDIR SUA REDE DE FAIL

CENSURADO AGAIN disse...

16 de julho de 2017 21:28

KK O IDEAL EUGENICO/EVOLUTIVO É ENGRAÇADO TEM PADRÃO SANGER GALTON ESPARTA REICH ATHENAS SINCERAMENTE ACHO O GALTONIANO E SANGER MAIS RELEVANTES QUE ESSES MILITARISTAS TIPO ESPARTA E REICH COMO DIZIA O ALOGENO OS XATRIAS TENDEM A SER SUB BRAMANESCOS E BARBARESCOS ATHENAS EQUILIBROU MELHOR ISSO

CENSURADO AGAIN disse...

16 de julho de 2017 21:38

PARECE MODELO MAS O BRASILEIRO SEMPRE IMPLICA COM HOMENS COM ALGUMA APARENCIA LEMBRO NOS 90S QUE ERA SO APARECER UM CARA BONITO NA TV E TODOS GRITAVAM GAY MESMO QUE O CARA PEGASSE SO AS GOSTOSAS ERA INVEJA DO COMUM POR QUE NÃO TINHA COMO COMPETIR ALIAS NO MERDIL OS COMUNS SE INVEJAM ATE POR UM PEDAÇO DE COCÔ COMPETEM ATE POR UMA CABEÇA DE ALFINETE LEMBRO LOGO QUANDO O RATINHO ABRIU UM POÇO NO DEEP MAINLAND E DEPOIS FICARAM BRIGANDO SE ACUSANDO PELA MANUTENÇÃO DO POÇO OU SEJA O PROBLEMA NUNCA FOI AGUA VIDE COMO ELES CAGAM E JOGAM LIXO NOS POUCOS MANANCIAIS

Mr X disse...

Estou editando o outro post deposi vai voltar abs.

CENSURADO AGAIN disse...

Blogger Mr X disse...
Estou editando o outro post deposi vai voltar abs.

18 de julho de 2017 08:04

KK REALMENTE SUMIU

CENSURADO AGAIN disse...

PIOR QUE ERA TÃO RECENTE E COM NENHUM COMENTARIO DAI EU NEM TINHA NOTADO OBRIGADO POR LEMBRAR

White Nationalist disse...

Eugenia positiva para indivíduos de superior qualidade intelectual e estética. É claro que pessoas feias sempre existirão. Grandes mentes da humanidade não eram nenhum monumento em se tratando de beleza.

White Nationalist disse...

Teve um americano que criou uma lista com vários motivos pelo qual odiou morar no Brasil. Ele mencionou que Brasileiros vivem muito perto de suas famílias mesmo quando casados. O americano dissr que não é necessariamente algo ruim, mas que o deixa desconfortável.

De fato, aqui introvertido é taxado de boboca (muitos confundem introversão com ingenuidade) e extrovertido de "cool".

White Nationalist disse...

Várias pessoas já me fizeram perguntas íntimas na cara de pau.Povo não respeita ninguém.

Sabedorzszsz disse...

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/94/ae/0a/94ae0a6cffa70c87a10924d5a88c41b7.jpg

Não, ele só está protegendo a árvore!!

E... o que que isso tem a ver com qualquer coisa nesse post*

White Nationalist disse...

Começou quando você falou sobre os exercícios físicos. Normal, muitos posts acabam sendo desvinculados do seu propósito original. Ao menos desta vez não começou mais um capítulo da novela "Sou mais branco que você".