quarta-feira, 5 de abril de 2017

Sambando na cara do homem branco

Estamos vivendo numa era de oportunistas. Chacais e hienas que vêem o homem branco caído no chão e já querem um pedaço: nem morreu ainda e já estão dando dentadas.

Não contentes em reclamar, as "minorias" da América que já são maioria agora estão deitando e rolando. Primeiro negros, depois hispânicos, e agora é a vez do pessoal asiático que mal chegou e já está querendo participar da loteria da vitimização.

Eis aqui um estudante de Bangladesh que na sua carta de motivação para aplicar para Stanford, uma das mais importantes universidades americanas, escreveu apenas "Black Lives Matter" 100 vezes. Foi aceito.

Não se sabe se foi aceito pela cara-de-pau esquerdopata, ou por ter pais cheios da grana; provavelmente uma combinação dos dois. Hoje o que mais conta na vida é ser membro da elite e ao mesmo tempo fingir que chora pelos negros, pobres e pardos.

O curioso é que negros, pobres e pardos hispânicos continuam se dando em média mal: não são tão espertos para aproveitar a onda anti-branca. Quem se dá bem com o esquema de "porta-voz dos oprimidos" são judeus, levantinos, iranianios, sudeste asiáticos e, agora, até os chineses. Esses povos mercantis e materialistas do oriente são oportunistas de nascença; sabem farejar uma ocasião.

Mulheres também são mais oportunistas do que os homens, e estão aproveitando a era da vitimologia. Não contentes com a licença-maternidade, agora querem também licença-menstruação todo mês. Isso ao mesmo tempo em que exigem "pagamento igual"...

Eis aqui uma outra vadia SJW com uma mistura estranha (nome judeu e cara de asiática) que acusou um ex-namoradinho de estupro e ficou famosa fazendo uma performance carregando um colchão. Era tudo mentira! Não houve estupro nenhum. A puta arruinou a vida do rapaz e nunca pagou por isso.

Tenho muita raiva de pessoas oportunistas e picaretas, mas infelizmente são as mais premiadas hoje em dia, e se forem não-brancas, se dão ainda melhor, pois é tudo ao que o sistema dá valor.

Não está fácil para ninguém. Mas, se você for branco, pobre e loser, então cave uma fossa e se enterre, meu amigo. Será melhor para todos, pois ninguém gosta de você, nem os outros brancos!

Ah e lembre-se: a diversidade é nossa força.


16 comentários:

Anônimo disse...

O maior exemplo é a África do Sul,antes uma potência e agora,governado por negros virou uma lata de lixo,é bom ver este exemplo porque é isso o que vai acontecer com o Ocidente.

Sabedorsh disse...

Ol gás!!!! O.O

Sabedorsh disse...

Mas licença menstruação existe no Japão desde os anus 50 eu acho.

Licença ejaculação precoce
Licença gonorreia
Licença ideações de estupro e detalhe não concedido

E porra i vai

Anônimo disse...

A mulher quanto mais branca e bonita mais interesseira e arrogante é.

Mr X disse...

Mais samba na cara do branquelo trouxa, que aplaude e pede bis;

https://www.youtube.com/watch?v=dA5Yq1DLSmQ

Saberdorsh disse...

Nossa, quantos dislikkkes

pq pq**!1

Rodolfo Maduro disse...

"A mulher quanto mais branca e bonita mais interesseira e arrogante é."

Não poderia estar mais longe da verdade. As mais interesseiras são faveladas mestiças. Já até comentaram aqui sobre o quanto estrangeiros são desejados pelas moças das vilas. Não é preciso ser estrangeiro. Basta ser de classe média, se vestir bem e parecer ser uma pessoa centrada que você já vai atrair olhares (o tempo todo) porque para elas pode ser o príncipe encantado que irá as tirar do brejo. Eu que por vários anos fiz trabalho filantrópico em favelas sei muito bem disso.

White Nationalist disse...

E o que não vejo quase ser comentado aqui é o turismo europeu no Brasil (principalmente entre norte europeus) ter finalidade sexual. Sim, em regiões litorâneas do Brasil o que não falta é loirão com suas negras e pardas de estimação. Eles até dizem que a negra é melhor de cama e que tem mais fogo.

O engraçado é que os turistas europeus atrás de buceta marrom são quase sempre de um aspecto fenotipico degenerado. Tipo, a pele deles é de um branco "doente", um cabelo amarelo demais, incapacidade de se bronzear. Sem contar que são extremamente liberais e acham que este zoológico a céu aberto chamado Brasil é um exemplo de sociedade para todo o mundo.

É claro que as negonas adoram um brancāo, mas o contrário também acontece.

Anônimo disse...

O seu comentário só ratifica o meu. A mulher quanto mais branca e bonita é mais exigente, arrogante e interesseira é. Esses homens europeus que vem fazer turismo sexual no Brasil são os rejeitados, betas e tímidos que não conseguem mulher em seus países de origem.

CENSURADO AGAIN disse...

7 de abril de 2017 14:36

MULHERES SÃO PUTAS PRINCIPALMENTE AS ALFAS POIS ELAS TEM A VANTAGEM DO GENERO E DA SUPERIORIDADE DIANTE DAS OUTRAS

AF disse...

"Mais samba na cara do branquelo trouxa, que aplaude e pede bis;

https://www.youtube.com/watch?v=dA5Yq1DLSmQ"

Teve uma vez que eu vi em blog nazista, um cara falando que os brancos devem se infiltrar nas famílias dos judeus e provocar discórdias e brigas entre eles, igual eles fazem com os brancos.

Meu, o branco mal consegue sair do armário e se identificar como raça e vai conseguiur fazer isso??? Duvido!

White Nationalist disse...

Parece que na Angloesfera e Suécia as mulheres são muito arrogantes e acham que são feitas de ouro. Sem contar o forte feminismo nesses países. Mas muitos fazem turismo sexual porque gostam de negras mesmo. Nada a ver com a atitude das mulheres européias.

Rodolfo Maduro disse...

"A mulher quanto mais branca e bonita é mais exigente, arrogante e interesseira é."

Tudo pede moderação e equilíbrio, mas ca entre nós, mulher tem que ser exigente mesmo. Porque quando eram os pais a dar a palavra final sobre um relacionamento, você acha que eles deixariam a filha namorar com um moleque que não tem resposabilidade nenhuma?

"Esses homens europeus que vem fazer turismo sexual no Brasil são os rejeitados, betas e tímidos que não conseguem mulher em seus países de origem."

Será que são mesmo? Eu acho que turismo sexual é coisa de coroa que quer pegar novinhas e não conseguem em seus próprios países.

Direita disse...

Qual a historia desse comercial? Não consigo visualiza-lo.

White Nationalist disse...

Uma professora da Inglaterra se mudou para a Uganda a fim de adotar uma criança de lá:
http://www.dailymail.co.uk/news/article-4395102/Teacher-moves-Uganda-adopt-child-met-gap-year.html#ixzz4dlFJ1bog

Mais uma vez os "color blind" liberais mostram mais uma vez seu altruísmo patológico para com as raças não-brancas. Essas pessoas usam as crianças não-brancas com troféus para mostrar ao mundo o quão "tolerante" são.

Adotar crianças brancas é de menor importância. Afinal elas são membros da raça que matou 6 milhões de Judeus.
http://3.bp.blogspot.com/_--V051vq69E/TLui44GnJqI/AAAAAAAAA7Y/B4QOrpT10qc/s1600/Larisa+and+Maria.JPG

http://3.bp.blogspot.com/-OgNshrtBp38/UCvX8ne1TuI/AAAAAAAABUk/HgEj6AH2bbU/s1600/620.JPG

https://www.kyivpost.com/wp-content/uploads/2012/08/25/p175epoiqu1khl1l0qreuuuh1us74/original.jpg

https://themoscowtimes.com/static/uploads_new/publications/2016/7/1/2c1d2837b8c14b02b90000c1bca72d2d.jpg

Anônimo disse...

O intrigante sobre o caso dessa Japa-polaca-judia é que o suposto estuprador em questão, Paul Nungesse, é filho de Karin Nungesse, uma feminista lixo bem conhecida na Alemanha. Ele inclusive carrega o sobrenome materno, indicando que o seu pai é um corno frouxo de merda (em outras palavras, o típico alemão)
Oh, a doce ironia...