quinta-feira, 13 de abril de 2017

Feminismo e Masculinismo

Agradeço às sugestões de todos, acho que alguns tópicos poderão ser interessantes.

Alguém me pediu um post sobre o masculinismo e, na verdade, pensei até em escrever uma série de textos mais longos sobre o assunto, já que é um tema que desperta muitas paixões. Mas isto será para mais adiante, por ora só um breve resumo.

Pessoalmente, vejo o masculinismo como uma mera reação tardia ao feminismo, que é um movimento que, basicamente, faz as mulheres defenderem coisas que: a) são ruins para os homens e b) são ruins para elas também.

Epa! Mas por que as mulheres defenderiam coisas que são ruins para elas?

Ué, uma das mais incríveis "conquistas" do feminismo foi a de fazer as mulheres se interessarem em ter uma "carreira", ao invés de serem donas de casa com filhos. De lambuja, os poderosos conseguiram duas coisas com isso: 1) reduzir os salários médios (antes o salário de um único homem poderia manter uma família inteira; agora quase sempre os dois precisam trabalhar e ainda pagar uma creche onde deixar a criança), e 2) reduzir a demografia branquela, pois é difícil conciliar trabalho e filhos.

Trocar a vida de mãe pela vida em um cubículo oito horas por dia parece ser algo que só uma pessoa muito estúpida poderia fazer, mas, grande parte das mulheres acreditou que era uma grande troca, que elas teriam maior "independência". Como naquele programa de TV: "você quer trocar a máquina de lavar por uma meia furada?" "Siiim!"

Está certo, por um lado a carreira deu realmente maior independência financeira à mulher, liberando-a assim (em teoria) para poder escolher um parceiro sem a pressão de ter que ficar com alguém que pudesse mantê-la. Digo em teoria, pois, na prática, não foi bem o que aconteceu. Na verdade, só aumentou o patamar das exigências das mulheres. As mulheres que trabalham continuam querendo alguém que ganhe mais do que elas, então, se elas ganham bem, vão querer alguém que ganhe ainda mais. Isto deixa grande parte dos homens de fora. (Algumas mulheres, é verdade, preferem investir em "bad boys" vagabundos ou criminosos que ganham pouco, mas estas são raras e em geral de baixa classe ou têm problemas mentais.)

A questão da sexualidade também foi outra forma em que as mulheres (e os homens) foram enganados. A tal revolução sexual era, supostamente, para resultar em mais e melhor sexo para todos. O que ocorreu no fim foi o contrário. Alguns garanhões, e algumas vadias, conseguiram mais sexo (e mais DSTs). Mas para o homem médio beta, e para a mulher média, o resultado foi a falta de parceiros. Ninguém está querendo casar, uns por medo de virarem cornos, outros por não terem dinheiro para cobrir todos os caprichos da mulher moderna, outras por medo de serem abandonadas depois de engravidar.

Certo, mas você que está lendo não quer ouvir mais reclamações, quer soluções, certo? Então escute aqui as dicas sobre como obter mulheres na Era do Feminismo!

1. Seja bonito. Mesmo se você não ganhar muito dinheiro ou não tiver outras qualidades, a beleza física costuma atrair as mulheres. Dizem que os homens são mais superficiais e se interessam apenas pela beleza, mas a verdade é que o homem médio termina descobrindo que não adianta idealizar a beleza se no fim a mulher logo depois de casar ela terminará virando uma gorda chata, então, o melhor é escolher pela personalidade. Mas mulheres não pensam assim, e muitas escolhem pela beleza mesmo, talvez pensando inconscientemente na beleza dos filhos.

2. Seja rico. Se você não for bonito, uma carteira recheada é sempre um bom afrodisíaco. Algumas mulheres se importam menos com a beleza se tiverem acesso livre ao seu cartão de crédito!

3. Seja masculino. Mulheres, ou ao menos certas mulheres, parecem gostar de homens musculosos e porradões. Não sei dizer, pois odeio fazer musculação e sou mais magro e fracote do que o Seu Madruga, ainda que um pouco mais bonito, mas parece que funciona para alguns.

4. Seja extrovertido. Muitas mulheres adoram um homem com um "bom papo". Mas atenção, isto não significa alguém que saiba discutir sobre filosofia, literatura, ou, pior ainda, sobre tecnologia, computação e inteligência artificial. O que elas querem é alguém que sempre lhe diga que elas estão lindas, gostosas, etc, e que as façam rir. Não é preciso muita inteligência para isso! Mas é preciso extroversão e ousadia, coisa que o homem médio beta não tem.

Viram? É muito simples, sigam uma dessas quatro estratégias e chegarão lá. Agora, se você é feio, pobre, fraco e tímido, aí meu caro, realmente fica difícil. Nem as gordas, as velhas, as feias e as divorciadas com sete prévios filhos de pais diferentes irão querer você.

Mas veja pelo lado positivo: as mulheres que não casam e que não têm filhos tendem em geral a ser muito infelizes e frustradas, pois esta é a sua função primordial na vida. Porém, isso ocorre menos com o homem, que pode ocupar o seu tempo com outros afazeres. Muitos homens como Isaac Newton, Michelangelo, etc, etc, não casaram ou tiveram filhos e isto não os impediu de viver vidas extremamente produtivas e que em muito contribuíram com a civilização.

Então, sugiro um monastério, a ciência, ou, se não for inclinado para a religiosidade ou a pesquisa, junte-se a um grupo de gamers e nerds. Ou, então, vire blogueiro!





100 comentários:

White Nationalist disse...

Estou pensando em virar herbívoro. É bem mais simples.

Anônimo disse...

Você já é não, WN? Aparece no VNN.

AF disse...

Ser rico é a prova de que a natureza não é tão injusta assim!

Se a pessoa não tem boa aparência, que ela busque os estudos e sucesso na vida que ela vai conseguir ter mulher sem problemas, do mesmo jeito que se a pessoa tiver boa aparência, mas não for boa de cama, nem satisfazer a mulher direito e se achar, ela pode ser facilmente traída e por um cara feio ainda por cima.

Direita disse...

Tanto feminismo quanto o masculinismo São movimentos subversivos judaicos que visam jogar brancos contra brancas.

Direita disse...

https://youtu.be/uR3gvN1c65c

Varg vikernes explica Porque devemos de ser favoraveis a burka em solo ocidental

Sabedorsh disse...

A sua proposta parece meio disgênica pro meu gost..

Vamos lá....

Como era a vida da mulher ocidental, em média, antes da primeira revolução sexual (anos 20)??? Especificamente em relação à mulher de classe alta porque para as outras mulheres essas mudanças demoraram mais pra acontecer. Hein X? Como eram?

Os conservadores me parece que tem nas cabeças deles uma imagem dourada do passado em que a sua ideologia evolutiva predominava. "mentira de comunista, as mulheres viviam muito bem antes". O feminismo foi um movimento de mulheres inteligentes e também as mais masculinas contra uma sociedade que as tratava como profundamente inferiores ao homem. Aquela bela cena de homens viris fumando charutos e a mulherzinha do lar chegando com xícaras de café para servi-los. O homem era o provedor e a mulher era a dona de casa. So que, por mais que o trabalho doméstico também tenha/tivesse a sua importância, a inteligência emocional média do homem médio, pelo que parece, não via desse modo. Era uma relação altamente desigual. A mulher era sustentada pelo marido desde que ela se prestasse aos serviços domésticos, quando não era rica. Não é uma relação injusta neste ponto de perspectiva, mas muitos se não a grande maioria dos homens se aproveitavam dessa situação para abusar, fazendo da mulher uma empregada parideira. Era uma relação de Master e escravo, semelhante a relação entre homem/humano e animal domesticado, com a diferença que o animal não precisa fazer tarefas domésticas. Para algumas mulheres ricas mas nem todas, não havia muito do que reclamar, mas isso piorava e muito nas outras classes.

O homem podia pular a cerca que era "aceitável". A mulher não podia nem pensar nisso.

O homem era o carcereiro da mulher, mesmo sem saber, mesmo sem querer, mesmo amando-a, e claro que naquela época já existiam os mais perspicazes que não se deixavam influenciar.

Se a mulher apanhava do marido ninguém poderia interferir e a polícia fazia vista grossa, pq??

Porque a mulher era tido como propriedade do seu marido, "assuntos domésticos"

Divórcio era proibido pela santíssima igreja mesmo quando o homem batia em sua mulher, mesmo se os dois não se gostassem.

O que hoje parece trivial pra mulher ocidental antes era quase que inimaginável de se pensar.

Sim as novas gerações de feministas são acéfalas na melhor das hipóteses mas isso não muda o passado.

Sabedorsh disse...

Corrigindo

Uma das maiores conquistas do feminismo foi a independência da mulher, ponto.

Sabedorsh disse...

Vivemos uma tragédia em que cada causa social importante esta sendo defendida por essas COISAS ai em cima com os seus cartazes infantis e cérebro idem. Tudo do cheitim kiudi abo gosta!! Oy judeu, esqueci

Sabedorsh disse...

Você tem alguma evidência que as mulheres que não se casam são mais propensas a serem infelizes do que as casadas?

Sabedorsh disse...

Acho que o problema não é bem reduzir o salário mas concomitante a um aumento na cesta básica ou aos produtos em geral. A industrialização dos produtos contribuiu para encarecer os preços. Na verdade vc podia culpar também o capitalismo, ;) , por ter feito tudo isso e sem se preocupar com a família ocidental....

Sabedorsh disse...

Mas a maioria das mulheres que ganham mais já vem de família rica não?

Mr X disse...

"Você tem alguma evidência que as mulheres que não se casam são mais propensas a serem infelizes do que as casadas?"

Só anedótica, mas acho que a solidão pesa mais para as mulheres. Ou não, não sei. Mulheres tendem a ser psicologicamente mais fortes do que homens para certas coisas.

Não sei o casamento, mas certamente não ter filhos é um grande arrependimento para a maioria das mulheres. Sim, tem algumas que não nasceram para ser mães e não se arrependem. Elke Maravilha, por exemplo. Mas acho que são minoria.

http://entretenimento.r7.com/famosos-e-tv/elke-maravilha-relembra-os-tres-abortos-que-fez-nunca-tive-arrependimento-30072014

http://entretenimento.r7.com/famosos-e-tv/apos-admitir-aborto-elke-maravilha-se-diz-contraria-ao-casamento-gay-09092013

Mr X disse...

"Divórcio era proibido pela santíssima igreja mesmo quando o homem batia em sua mulher, mesmo se os dois não se gostassem."

Olhe, eu não acho que os casais de antigamente se gostassem mais do que os de hoje. Muitos casais viviam brigando ou se chifrando mutuamente. Não era um mar de rosas. E hoje também não é.

O divórcio era impensável porque era socialmente mal visto e por razões religiosas. Tinha mais a ver com ficar bem perante à sociedade, e talvez os filhos, do que com a felicidade individual.

Mas de certa forma criava maior estabilidade social. Acho que é sempre assim, o que é bom para a sociedade em geral pode ser menos bom para o indivíduo, e vice-versa.

Mas não acho que o divórcio tenha aumentado a felicidade dos homens ou das mulheres. É só uma ilusão, de que você será mais feliz com A ou com B do que com C.

Hoje aliás as pessoas se divorciam por qualquer bobagem, aí também é exagero.

Mr X disse...

Também depende da inteligência. Mulheres mais inteligentes querem menos filhos:

With each increase of 15 IQ points, a woman’s urge to reproduce is diminished by 25%.

The average IQ of women who want children is 5.6 points lower than those who don’t want them.

Among all 45-year-old women in England, 20% are childless, but this figure rises to 43% among those with college degrees.


http://www.pewsocialtrends.org/2010/06/25/childlessness-up-among-all-women-down-among-women-with-advanced-degrees/

Anônimo disse...

Só sei o seguinte, estou vivendo no deserto sexual a 3 anos desde que terminei um relacionamento. Nem gordas barangas estou conseguindo por minha situação de não ter carro e está desempregado. Se analisarmos bem a maioria dos problemas dos homens envolvem mulheres. Um homem beta, tímido, socialmente desprezado e tratado como lixo pelas mulheres a anos nunca vai ter a auto estima necessária para produzir coisas úteis para a sociedade. E essa cultura feminina imposta pela mídia até as mais gordas e feias estão se achando gostosas e exigentes. E é sempre a mesma coisa, a gente vai nas baladas pensando em se dar bem e saí de lá frustrado porque nem as feinhas dão moral. A punheta já não resolve mais chega uma hora que bate uma tremenda depressão e desgosto por se sentir um lixo desprezado, com garotas de programa vc se sente mais abjeto ainda por ter que pagar por algo que deveria ser natural além de comprometer seu orçamento que já é pequeno, cada trepada é no mínimo 100 reais com uma mulher minimamente aceitável. É como o mister X falou, ser branco, beta, pobre, desempregado e sem carro tá condenado a uma vida de sofrimento interminável de desprezo social e deserto sexual sem fim. O beta nessa situação dificilmente vai conseguir ter força e determinação para tentar mudar a maré de azar.

Rodolfo Maduro disse...

Babadorsh escrevreu:

"Como era a vida da mulher ocidental, em média, antes da primeira revolução sexual (anos 20)??? Especificamente em relação à mulher de classe alta porque para as outras mulheres essas mudanças demoraram mais pra acontecer. Hein X? Como eram?

Os conservadores me parece que tem nas cabeças deles uma imagem dourada do passado em que a sua ideologia evolutiva predominava. "mentira de comunista, as mulheres viviam muito bem antes". O feminismo foi um movimento de mulheres inteligentes e também as mais masculinas contra uma sociedade que as tratava como profundamente inferiores ao homem. Aquela bela cena de homens viris fumando charutos e a mulherzinha do lar chegando com xícaras de café para servi-los. O homem era o provedor e a mulher era a dona de casa. So que, por mais que o trabalho doméstico também tenha/tivesse a sua importância, a inteligência emocional média do homem médio, pelo que parece, não via desse modo. Era uma relação altamente desigual. A mulher era sustentada pelo marido desde que ela se prestasse aos serviços domésticos, quando não era rica. Não é uma relação injusta neste ponto de perspectiva, mas muitos se não a grande maioria dos homens se aproveitavam dessa situação para abusar, fazendo da mulher uma empregada parideira. Era uma relação de Master e escravo, semelhante a relação entre homem/humano e animal domesticado, com a diferença que o animal não precisa fazer tarefas domésticas. Para algumas mulheres ricas mas nem todas, não havia muito do que reclamar, mas isso piorava e muito nas outras classes.
O homem podia pular a cerca que era "aceitável". A mulher não podia nem pensar nisso.
"

Meu caro, eu te sugiro um maior esmero ao estudar história para formular uma opnião dessas.
Para começar, concervadorismo não é uma ideologia e nem era a atitude predominante naquela época(10's e 20's). Foi uma das épocas mais progressistas que existiram. O número de ideologias sociais utópicas que prometiam uma grande revolução era enorme, algumas até bizarras, que pregavam a queima de bibliotecas, porque só o futuro interessa, não o passado. Foi o auge da fé na racionalidade e do desdem pela tradição entre a elite financeira.
Segundo, e feminismo propriamente foi invenção socialista sim e muitos (no início do séc. XX, a maioria eu diria) dos grandes avanços legais que valorizaram a vida da mulher não estavam ligados ao movimento feminista. O feminismo foi e é um movimento de mulheres de alta classe rancorosas e que não tinham e ainda não tem, a menor idéia de como o mundo funciona. E se você acha que a cena de um homem fumando charuto enquanto a mulher traz uma chicara de chá, como em "Mad Man", era um retrato fiel da sociedade, pqp!!!! A cena real é de um homem se degradando em 10 horas diárias de trabalho suficiente para matar um cavalo, enquanto o dever da mulher eram os afazeres do lar. Não haviam muitos restaurantes, nem lavandeirias, nem empregadas domesticas que pobres pudessem pagar, nem creches e... Fica claro onde eu quero chegar. O trabalho da mulher era absolutamente necessario naquele tempo. "A mulher só era sustentada pelo marido desde que ela se prestasse aos serviços domesticos". Claro, com razão. Da mesma forma, a mulher só se prestaria aos serviços domesticos se o marido a sustentasse. Alguns maridos abusavam de suas mulheres? Sim. Algumas mulheres abusavam de seus maridos? Sim. Há algum motivo para acreditar que o primeiro é mais comum que segundo, a parte dea séries que você assiste, feitas justamente para passar a impressão de que o mundo é injusto? Sinceramente, a sua sujestão de que a relação homem/mulher era a mesma de um animal de estimação com seu dono é dígna de uma passagem pelo manicômio. Acerca da traição, a masculina é menos grave, uma vez que ele não força a mulher a sustentar um filho de outra por 18 anos.

Silvio disse...

Tem que emoldurar este post, rapaz. Quantas verdades duras.

A questão da sexualidade também foi outra forma em que as mulheres (e os homens) foram enganados. A tal revolução sexual era, supostamente, para resultar em mais e melhor sexo para todos. O que ocorreu no fim foi o contrário. Alguns garanhões, e algumas vadias, conseguiram mais sexo (e mais DSTs). Mas para o homem médio beta, e para a mulher média, o resultado foi a falta de parceiros.

Elementar, meu caro. Regra de Pareto.

O ser humano, na sua arrogância de reengenharia social, pode radicalizar o quanto quiser. Mas a biologia não é mãe, é madrasta, no final ela sempre se impõe.

Sugestões de leitura:

http://www.amazon.com/Privileged-Sex-Martin-van-Creveld/dp/1484983122

http://www.amazon.com/Why-Women-Have-Sex-Everything/dp/0312662653

Psicologia evolutiva é um assunto fascinante.

Rodolfo Maduro disse...

"Uma das maiores conquistas do feminismo foi a independência da mulher, ponto."

Independencia do que? No máximo, o que trouxe independencia para a mulher foi a tecnologia, principalmente os anticoncepcionais.

"Você tem alguma evidência que as mulheres que não se casam são mais propensas a serem infelizes do que as casadas?"

Uai, todo mundo sabe que mulher que chega solteira aos 30 vira um troço chatíssimo. Isso é "Nattureza Humana 101".

"A industrialização dos produtos contribuiu para encarecer os preços."

De uma forma geral, a industrialização só abaixa os preços. Eu poderia dar inúmeros exempos com estatísticas fiáveis, mas o meu preferido é o relato do meu pai que dizia que meu avô, que era um dos homens mais ricos da cidade, só comprava sapatos a cada 2 anos. :) As coisas eram caras naquele tempo.

Rodolfo Maduro disse...

" É como o mister X falou, ser branco, beta, pobre, desempregado e sem carro tá condenado a uma vida de sofrimento interminável de desprezo social e deserto sexual sem fim."

Se isso não for trollagem novamente, eu diria que seu problema é mais questão de timidez, porque de fato existem muitas mulheres de "poucas opções" que não ligariam para sua situação financeira. Só que não serão elas a te procurarem. Esse é seu trabalho.

Mr X disse...

"Acerca da traição, a masculina é menos grave, uma vez que ele não força a mulher a sustentar um filho"

Sim, acho que Schopenhauer escreveu sobre isto. A traição da mulher é muito pior. Mesmo que não gere filhos, deixa o sujeito encucado se o filho é dele mesmo ou não (vide Bentinho/Capitu). Bem, hoje existem testes de DNA não é.

Abs.

Márcio disse...

"Um homem beta, tímido, socialmente desprezado e tratado como lixo pelas mulheres a anos nunca vai ter a auto estima necessária para produzir coisas úteis para a sociedade."

HAHAHAHAHAHAHAHAHAH, mas que mentira. Pode ser assim em determinados casos, mas a história diz o contrário.

Anônimo, de onde tu tirou esse achismo?

(Mas é claro que foi do C...)

Mr X disse...

"Só que não serão elas a te procurarem."

Na minha limitada experiência, se você pára de correr atrás das mulheres, elas é que passam a correr atrás de você. Porém, você precisa ter ao menos algum atrativo. Se não for financeiro, então beleza, simpatia ou, sei lá, alguma coisa. Também não dá para querer que alguém se interesse sem nenhuma razão para tal.

E também não pode deixá-las esperar muito. Mulheres podem mudar de interesse mais rápido do que um raio.

Anônimo disse...

É aquela velha regra que diz que 20% de homens alfas comem 80% das mulheres e isso é verdade, o que sobra para os betas tímidos são mulheres feias, gordas e velhas e mesmo assim até essas últimas estão querendo suas cotas de alfas. Mas veja bem, a mulher não enxerga o homem em sí na sua essência, elas buscam no homem alguma característica que as fazem usufruir.

Anônimo disse...

Meu amigo pq eu iria fazer uma trollagem num blog desconhecido que ninguém sabe quem sou muito menos da minha relidade? Aqui é só um espaço pra desabafar de angústias internas sem medo que alguém conhecido me julgue. Mesmo que existam mulheres de poucas opções que não ligariam para minha situação, como você falou, seriam mulheres pretas, faveladas e mães solteiras de condições bem piores do que eu. Veja que não estou querendo nenhuma panicat, loira do cu rosa, apenas uma minimamente aceitável entre 20 à 35 anos, pardinha ou branquinha do cabelo preto, sem filhos e que não seja uma baleia de gorda. Apesar de ser um beta fracassado e socialmente inapto sou branco, não gordo, sem filhos, 1,80 de altura e beleza mediana, então meu querido eu não vou aceitar a sua sugestão de pegar uma favelada horrorosa só porque tem uma buceta entre as pernas de pegar uma doença sexualmente transmissíveis ou de ser morto por um traficante da favela.

Sabedorsh disse...

Não acho mesmo. Acho melhor separar do que ficar enrolando a vida inteira e por razões religiosas.

Sabedorsh disse...

"Mais inteligentes" em termos "acadêmicos" e olhe lá. Já li que a maioria das mulheres europeias desejam ter em média dois filhos....desejam mas acabam tendo bem menos.

Sabedorsh disse...

Conservadorismo É uma ideologia assim como qualquer outro sistema de crenças, ideias e metas.

Seitas bizarras sempre existiam e na maioria das vezes não vingaram, dando margem àquelas que conectaram doses de insanidade com sanidade. Portanto esta informação me parece desnecessária neste debate.

Em relação às classes sociais mais altas mas também as médias a cena estereotipada que me referi era sim regra. E se o homem médio sempre se deixou explorar por outros homens mais espertos a culpa nunca foi de sua esposa.

O socialismo do início do século XX era bem diferente do atual ou parecia, por exemplo, explicitamente apoiava a eugenia como maneira de acabar com as desigualdades sociais. Portanto o feminismo daquela época não foi o mesmo que hoje em dia ainda que a maioria das protagonistas de ambos de fato vieram de classes mais altas, até mesmo porque uma importante parcela dos movimentos "filosóficos' foram e são fomentados por pessoas com boa condição social e financeira.

Sabedorsh disse...

Se você reler o meu comentário você vai perceber que eu não critiquei de todo o serviço doméstico pela mulher ou por qualquer outro. O problema é que sempre foi visto como menos importante e legitimou muito homem por ai pra tratar a sua mulher da pior maneira possível.

Alguns maridos?? 2%?? Mostre evidências históricas que provam que apenas alguns maridos tratavam de maneira injusta as suas esposas.

Como eu disse, os animais domésticos pelo menos não precisam fazer tarefas domésticas.

Assim como o homossexual era ATERRORIZADO por ser o que é, o negro era discriminado independente do caráter, etc... a mulher também não vivia dourando a sua pele no maravilhoso passado conservador.

O homem tinha direito a muito mais liberdade que a mulher. Sim, a maioria vivia mal mas é a diferença entre um pobre normal e um escravo, sem dono.

A traição masculina é menos grave.

Em apenas uma frase nós entendemos porque o conservadorismo da extrema direita continua 80% masculino.

Sim, é lógico o que disse mas depois constatar isso... Espero que a sua esposa não tenha lido esta abrobrinha.

No mais foi isso: pontos estéreis que levantou, relativizações ou justificações e até um desequilíbrio emocional no finalzinho. Na traaave.

Da idade média até o início do século XX pouco havia mudou ao tratamento dado à mulher. E pasmem, eu não preciso voltar ao passado misógino pra mostrar como que os homens mais conservadores pensam sobre as mulheres.

Sabedorsh disse...

O pai provedor estressado pelos problemas no trabalho que desconta na mulher e nos filhos.

Sabedorsh disse...

As coisas eram poucas naquele tempo você quer dizer.

Uma laranja custa ou deveria custar muito menos que um suco de laranja por razões óbvias. Agora multiplique e diversifique este "suco de laranja". A culpa não é apenas ou especialmente do capitalismo é claro, porque são as pessoas que o fazem.

Você é um homem analisando como era a vida da mulher eu não diria 80 anos atrás mas até mais recente... Me mostre evidências que era uma vida mole. O pior de tudo isso é que muitas mulheres mesmo sem ter razão justificam a sua própria condição de oprimida. Vide as muçulmanas que assinam embaixo sobre a sua "fé". E é equivalente, por exemplo, a parte do povo cubano que legitima o seu desgoverno.

Bota comida no prato e muita gente aceita qualquer coisa. Pior é caso cubano em que sequer a comida no prato direito tem tido e desde a um bom tempo.

Conceito de chato. Chato é um ser irracional, burro, insensível, que esta sempre pisando em calos alheios, que não tem senso de fronteira pessoal, de bom

Você é um bom exemplo do que é ser chato.

Sabedorsh disse...

Fazer pelas coxas...

Sabedorsh disse...

So faziam coito vaginal antigamente? Papinho viu

Márcio disse...

"Um homem beta, tímido, socialmente desprezado e tratado como lixo pelas mulheres a anos nunca vai ter a auto estima necessária para produzir coisas úteis para a sociedade."

MENTIRA. A história diz o contrário.

Sabedorsh disse...

Parece mais um mito especialmente em sociedades que não são poligâmicas.

Márcio disse...

O anonimo é o filosofo Piton

https://www.youtube.com/watch?app=desktop&persist_app=1&noapp=1&v=Ez3NVwDJPac

Rodolfo Maduro disse...

“Conservadorismo É uma ideologia assim como qualquer outro sistema de crenças, ideias e metas.”
Eu sinceramente tento não ofender ninguém, mas as vezes é difícil. Ter que responder certas coisas sem perder a paciência é um exercício da virtude que o próprio São Tiago teria dificuldades em executar. Corservadorismo é uma atitude frante a mudanças, um traço psicológico ou talvez até uma filosofia de vida, mas nunca uma ideologia. Embora possam ser formulados princípios bem gerais do concervadorismo, jamais haverão regras rígidas ou teses específicas deduzidas diretamente do conservadorismo, o que se espera de umma ideologia. Nada que se possa chamar de cosmovisão concervadora. Existe a cosmovisão cristã. Existe a cosmovisão islâmica. Ambas as pessoas que as detêm em geral são chamadas de conservadoras. Mas suas cosmovisões não são derivadas dos princípios concervadores. Concervadorismo não tem metas. Metas são a antítese do conservadorismo. O conservadorismo atua como a inercia frente a metas de ideologias específicas. O conservadorismo não propõe, ele só reage, porque quem o defende sabe que não é dono do futuro. É por isso que os chamamos de reacionários.
O conservadorismo não pode ter um conjunto específico de idéias porque ele tem que mudar com o tempo, porque a tradição muda com o tempo, e os conservadores defendem a tradição. O que conservadores defendem hoje é diferente do que defenderam há 1 século, que por sua vez é diferente do que conservadores defenderam a 2 séculos, e assim por diante. Conservadores já defenderam com unhas e dentes o monarca e a influência da igreja no poder político. Hoje para o que chamamos de conservador, a separação entre estado e igreja, qualquer igreja, é desejável. O conservadorismo também muda de local em local. Na Arábia Saudita, manter mulheres longe dos volantes é conservadorismo. No Japão o sistema de remuneração por antiguidade. Na América, o livre mercado. Em cada lugar o conservador defende diferentes ações, porque a tradição é diferente am cada lugar. E não adianta bater o pé e escrever um “é” maiusculo, porque não vai mudar o significado da palavra.

“Seitas bizarras sempre existiam e na maioria das vezes não vingaram, dando margem àquelas que conectaram doses de insanidade com sanidade. Portanto esta informação me parece desnecessária neste debate. ”

Não falei nada sobre seitas. A febre do comunismo, nazismo, fascismo, futurismo e outras doutrinas revolucionárias se deu no início do século XX. As pessoas estavam encantadas pelo progressimo. Eu não posso desenhar aqui para que você entenda. Não houve outra época em que se acreditava mais que poderíamos trazer o paraíso na Terra mediante o uso da razão. E i s s o é a a n t í t e s e d o c o n s e r v a d o r i s m o.

“Se você reler o meu comentário você vai perceber que eu não critiquei de todo o serviço doméstico pela mulher ou por qualquer outro. O problema é que sempre foi visto como menos importante e legitimou muito homem por ai pra tratar a sua mulher da pior maneira possível.”

A importância do serviço doméstico é reconhecida por mim e para um homem da época também era. Porque é simplesmente não eram retardados para deixar de reconhecer isso.

Rodolfo Maduro disse...

“Conservadorismo É uma ideologia assim como qualquer outro sistema de crenças, ideias e metas.”
Eu sinceramente tento não ofender ninguém, mas as vezes é difícil. Ter que responder certas coisas sem perder a paciência é um exercício da virtude que o próprio São Tiago teria dificuldades em executar. Corservadorismo é uma atitude frante a mudanças, um traço psicológico ou talvez até uma filosofia de vida, mas nunca uma ideologia. Embora possam ser formulados princípios bem gerais do concervadorismo, jamais haverão regras rígidas ou teses específicas deduzidas diretamente do conservadorismo, o que se espera de umma ideologia. Nada que se possa chamar de cosmovisão concervadora. Existe a cosmovisão cristã. Existe a cosmovisão islâmica. Ambas as pessoas que as detêm em geral são chamadas de conservadoras. Mas suas cosmovisões não são derivadas dos princípios concervadores. Concervadorismo não tem metas. Metas são a antítese do conservadorismo. O conservadorismo atua como a inercia frente a metas de ideologias específicas. O conservadorismo não propõe, ele só reage, porque quem o defende sabe que não é dono do futuro. É por isso que os chamamos de reacionários.
O conservadorismo não pode ter um conjunto específico de idéias porque ele tem que mudar com o tempo, porque a tradição muda com o tempo, e os conservadores defendem a tradição. O que conservadores defendem hoje é diferente do que defenderam há 1 século, que por sua vez é diferente do que conservadores defenderam a 2 séculos, e assim por diante. Conservadores já defenderam com unhas e dentes o monarca e a influência da igreja no poder político. Hoje para o que chamamos de conservador, a separação entre estado e igreja, qualquer igreja, é desejável. O conservadorismo também muda de local em local. Na Arábia Saudita, manter mulheres longe dos volantes é conservadorismo. No Japão o sistema de remuneração por antiguidade. Na América, o livre mercado. Em cada lugar o conservador defende diferentes ações, porque a tradição é diferente am cada lugar. E não adianta bater o pé e escrever um “é” maiusculo, porque não vai mudar o significado da palavra.

“Seitas bizarras sempre existiam e na maioria das vezes não vingaram, dando margem àquelas que conectaram doses de insanidade com sanidade. Portanto esta informação me parece desnecessária neste debate. ”

Não falei nada sobre seitas. A febre do comunismo, nazismo, fascismo, futurismo e outras doutrinas revolucionárias se deu no início do século XX. As pessoas estavam encantadas pelo progressimo. Eu não posso desenhar aqui para que você entenda. Não houve outra época em que se acreditava mais que poderíamos trazer o paraíso na Terra mediante o uso da razão. E i s s o é a a n t í t e s e d o c o n s e r v a d o r i s m o.

“Se você reler o meu comentário você vai perceber que eu não critiquei de todo o serviço doméstico pela mulher ou por qualquer outro. O problema é que sempre foi visto como menos importante e legitimou muito homem por ai pra tratar a sua mulher da pior maneira possível.”

A importância do serviço doméstico é reconhecida por mim e para um homem da época também era. Porque é simplesmente não eram retardados para deixar de reconhecer isso.

Rodolfo Maduro disse...

“Alguns maridos?? 2%?? Mostre evidências históricas que provam que apenas alguns maridos tratavam de maneira injusta as suas esposas.”

Para começo de conversa o ônus da prova é seu, já que você no seu primeiro comentário é que supôs um tratamento animalesco dado às mulheres de forma generalisada. Mas eu, graças a minha enorme generosidade te darei a prova de que necessita. Para provar que apenas alguns maridos tratavam suas esposas de forma injusta, basta mostrar 1 contra exemplo. Fácil. Meu avô tratava minha vó de forma justa e bondosa. Eu não supus nenhuma percentagem específica, mas não precisa ser oniciente para saber, que, fazendo a ressalva de que relacionamentos humanos não são nunca perfeitos, a maioria dos maridos tratavam as esposas com carinho.
“o negro era discriminado independente do caráter”
Sem discutir a vercidade ou não dessa afirmação, é interessante notar o desdem que você tem por pessoas negras, o qual ficou claro em muitos de seus comentários seus aqui. Eu fiz um comentário que te desagradou no seu blogue e você me mandou voltar para o “Esquenta” como se me chamando de negro estivesse me insultando.

“a mulher também não vivia dourando a sua pele no maravilhoso passado conservador. ”
Claro, como espliquei, não era um passado conservador.

“Sim, a maioria vivia mal mas é a diferença entre um pobre normal e um escravo, sem dono.”
Explica isso aí meu amigo. Essa é a história da sua família? Sua avó era um ser completamente indefeso e subjulgado pelo seu avô? Se for eu faço questão de te esclarecer que tratar a esposa como um escravo ou como um cachorro, não é e nem nunca foi normal. Só para nos nortearmos aqui. Eu tive um Rottweiller que comia o resto do arroz do meu prato misturado com a ração mais barata que tinha na mercearia. Ele dormia debaixo do tanque de lavar roupas, enrolado em um daqueles sacos de pano que a gente limpa o chão. As vezes ele ficava preso em uma corrente o dia todo e tinha que cagar no mesmo lugar que comia. Sua avó foi tratada assim também?

“Espero que a sua esposa não tenha lido esta abrobrinha”
Eu não traio e nem tolero traição. Eu não disse que a traição masculina não é grave. Disse que é menos grave e não tenho medo de dizer isso a quem quer que seja.

Sabedorsh disse...

Esta sua manipulaçãozinha semântica amadora não engana ninguém. Que mané filosofia de vida o que?! IDEOLOGIA e pronto. E mais: Ideologia ou cultura evolutiva que é praticamente a mesma coisa.

Só por causa das abobrinhas que já postou aqui e pensando se tratarem de maravilhosos insights e esta tentativa FLAGRANTE de desonestidade intelectual via manipulação semântica eu vou deixar pra responder o seu textão outra hora, porque eu não estou com saco de perder a paciência com vos merrcieux.

Sabedorsh disse...

Isso é papinho seu porque como despreza ideologias então vem com essa de que o conservadorismo não pode ser rebaixado a essa condição.

Meu querido, o conservadorismo já é uma cosmovisão e so esta super dividido porque é característica de ideologias ou modos de vida que tem sido atacados e internamente divididos. Quem faz o conservadorismo são os conservadores. Para que não haja um sistema de regras rígidas então não devem haver regras de qualquer maneira. Não, o conservadorismo não é metafísico nem meta-intelectual. Esta parecendo com o socialismo real que para muitos socialistas jamais foi aplicado.

Reagir também é uma ideologia e APENAS reagir/regras rígidas?? não existe tal coisa como inércia no comportamento muito menos no comportamento reativo. Do contrário ficaria meditando como um taoista. Budismo e taoísmo se assemelham muito mais a essa ideia de inércia mas ação e reação não podem ser como a primeira se são opostos...

O conservadorismo então é um "anti ideologia" do conformista??? É isso que esta dizendo?? Kkkk oh pai eterno!!!

Olha "o conservador" é um supra tipo que você esta inventando aqui porque na verdade o conservador nao existe mas indivíduos em diferentes épocas, em diferentes ideologias e com diferentes capacidades intelectuais para interagir e entender o seu espaço e tempo particular. E mais, com diferentes níveis de vulnerabilidade para a conformidade irreflexiva.

Então você esta dizendo que o show de culturas humanas idiotas, quase todas elas fatalmente equivocadas em termos morais, são resultado da mente conservadora..
Exemplo, um exemplinho mais hardcore do que as amenidades que usou. Quando o marido morre antes que a esposa em um certa cultura (conservadoramente inerte) na Índia a mulher precisa ser enterrada junto a ele. Ou a velha inércia conservadora dos incas quando sacrificavam seres humanos em oferenda aos "deuses".

O conservadorismo supostamente é so cultural, social e econômico não esta em jogo, é isso?!

O conservador que é um inerte que não faz nada (percebemos hoje em dia com as brigas ideológicas) defende a tradição, que por sua vez caracteriza-se por apresentar regras rígidas... Ponto.

Sabedorsh disse...

Eu acho que quem tentou sofrivelmente mudar o significado do termo foi você e foi divertido você dizer que o conservadorismo é inércia ideológica ao mesmo tempo que afirma que o conservador apenas reage, é um inerte reacionário. Em uma realidade alternativa mais perto de vc...

O conservador é um inerte reacionário que se adapta a cada ideia pouco razoável ou tradição do espectro humano. Que lindo!!

A antítese do conservadorismo é a melhoria da qualidade de vida via RAZÃO, que claramente não tem sido aplicada em nenhum desses segmentos ideológicos, qualquer um com um pouco de entendimento sobre razão ou razoabilidade sabem disso.

Estou aprendendo com você grande mestre!!

Eu estou aberto para mudar de opinião sobre o tratamento dado a mulher digo em média mas apenas com evidências sólidas. Tem alguma ai ou vai ficar so no achismo?

Judeus e cia ilimitada apenas estão usando todos os erros que os inertes reacionários conservadores europeus tem cometido ao longo de sua historinha de glória e merda.

Márcio disse...

"Concervadorismo não tem metas. Metas são a antítese do conservadorismo. O conservadorismo atua como a inercia frente a metas de ideologias específicas."

O Conservadorismo faz exatamente isto porquê tem uma crença/ideologia basilar para sustenta-lo.

O conservadorismo é provindo de uma religião, mas acumulou e modificou outros traços para se adaptar ao mundo político.

Não consigo dizer que não é ideologia. Acho que é um erro dizer isto.

Rodolfo Maduro disse...

"Esta sua manipulaçãozinha semântica amadora não engana ninguém. Que mané filosofia de vida o que?! IDEOLOGIA e pronto. E mais: Ideologia ou cultura evolutiva que é praticamente a mesma coisa."

Não engana porque não é para enganar. A diferença entre filosofia e ideologia é aprendida no ensino médio. Pode perguntar a qualquer professor, até mesmo de esquerda, se ele considera o conservadorismo uma ideologia? E os próprios autores conservadores? Eles se definem como ideológos? Não adianta usar uma palavra em um sentido que ninguém mais usa. E toda literatura está ao meu favor.

Sabedorsh disse...

Dominação sutil na maioria dos casos. O homem tratando a mulher como dependente, incapaz de pensar além das suas coisinhas domésticas, aprendiam a bordar e a ter bons modos. Como uma escrava da casa, até bem tratada, mas ainda o sexo frágil e inferior.

Sabedorsh disse...

Um exemplo anedótico.

Eu acho que estou dormindo ainda, isso é um sonho, melhor, um pesadelo!!!

Maioria pode ser 50,1%...

Eu posso concordar que não era a maioria que tratava mal. Tampouco tratava maravilhosamente bem. Tampouco não internalizavam os mandamentos tratando a mulher como um ser inferior, de qualquer maneira. Estou falando daqueles que tratavam bem, porque a minoria que não tratava eu não duvido se fosse uma porcentagem bem gorda.

Mulheres não podiam ser presidentes, nem dirigir ônibus direito podiam. Tinham as rainhas mas nesses casos isso acontecia quando tinha nenhum homem na fila para herdar o trono.

Não podiam fazer o que quisessem nem em casos de vocação. Tanto que o percentual por exemplo de mulheres médicas até umas décadas atrás era perto de zero %. Eu não acho que mulheres donas de casa sejam o fim da linha. Como eu já falei aqui, o problema é o tratamento que resultava desta relação claramente desigual de provedor e dependente e que eu duvido que eram em sua esmagadora maioria de relações razoáveis. Famílias escondem muitos segredos, muitos problemas não solucionados que pelo bem da aparência são varridos pra de baixo do tapete. So mesmo avaliações mais detalhadas para ver o quão amenos e são os ambientes familiares. Existe uma clara relação de poder mediando o interior familiar com exceções. No geral não é a razão que costuma predominar nesses ambientes mas de quem grita mais alto.

Sabedorsh disse...

Eu desprezo qualquer pessoa que o mereça a partir de critérios racionalmente justos.

Eu tenho uma relação ambivalente com a raça negra de maneira geral. Em média eles são claramente desastrosos, asquerosos na maneira como que enfatizam o lado sexual e por terem uma alta predominância de aspectos psicológicos masculinos negativos, como uma tendência forte para o desrespeito interpessoal e auto-estima além do recomendável e geralmente baseada em parco autoconhecimento. Por outro lado existem exceções que creio eu, são numerosas entre eles, e no mais, eu gostando ou não do negro médio isso é mais um gosto de minha personalidade instintiva do que por minha razão. Eu me projetando a indivíduos e grupos, me comparando, buscando por similares e encontrando uma alta presença de "infernos astrais" pessoais nesta população. É inegável que eram generalizadamente hostilizados tal qual a mulher era tratada como uma parideira doméstica inatamente inferior ao homem. Que foram escravizados pel"o" branco conservador, psicopata ou psicótico e idiota.

Nem por isso a raça branca precisa ser generalizadamente odiada e condenada.

Mr X disse...

Acho essa ideia de que antes as mulheres eram "escravas" é bobagem, releitura do passado com as luzes do presente.

Acho que as relações entre os sexos não mudaram tanto assim desde a Antiguidade. Mulheres em grande parte dos casos eram e ainda são as que dominam o homem no casamento. E se bordavam e coziam, é porque mulheres adoram essas coisas, ninguém as forçava.

A única coisa que mudou foi maior independência financeira, profissional e sexual. Sim, elas podem ter outras profissões que antes não tinham. E não para todas, nem a maioria. Parabéns a elas. Mas a maioria acho que continua no fundo mais querendo casar e ter filhos mesmo.

No fim maior mudança mesmo foi a dos anticoncepcionais, separando o sexo da procriação. Esta sim uma mudança radical.

Abs.

CENSURADO AGAIN disse...

NUMA PIRAMIDE É GEOMETRICAMENTE IMPOSSIVEL BASE E MEIO ESTAREM NO TOPO ALGUEM TEM QUE SUSTENTAR ELA

Sabedorsh disse...

"Elas adoram bordar"

Hoje em dia maioria não borda, não é mais prendada.

Não muito desde a idade média quando eram tratadas como evas tentadoras como mandava a santa igreja.

X,
Onde estão os meus outros comentários dirigidos ao comentário do Madurinho em que ele escreveu que o conservadorismo é a antítese de qualquer movimento reformador, que é uma inércia reacionária.

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo Direita disse...
Tanto feminismo quanto o masculinismo São movimentos subversivos judaicos que visam jogar brancos contra brancas.

14 de abril de 2017 01:32

SIM FEMINISMO RED MASCULINISMO CUCK VEJA QUE NESSES GRUPOS CUCKS ANTI ELAS SEMPRE TEM ALOGENOS INFILTRADOS

Sabedorsh disse...

Eu não me interesso pelo que um fessor de escola púbica ou particular tem a dizer sobre as diferenças entre filosofia (busca pela sabedoria/conhecimento supra otimizado ou harmonia) e ideologia (estudo das ideias). Estou a espera dos meus comentários que refutam as bobagens que escreveu mais acima sobre este assunto.

Sabedorsh disse...

Que bom que vc acha
Quando vc tiver certeza me avise

Eu não disse que toda mulher mas eu não duvido se a maioria vivesse em condições muito piores do que atualmente.

Casamento era arranjado não?

Sem direito à escolha

Não podia trabalhar ou melhor, fazer "o que quisesse" como o homem dentro de seus limites podia

Se apanhasse ou fosse mal tratada não tinha direito ao divórcio, não podia processar o marido, além de ser totalmente dependente

Tinha que obedece-lo com pouco espaço para o diálogo.

Ou você esta manipulando aqui ou esta agindo na base do impulso ao afirmar achando que a mulher não era mal tratada, "a mulher".

A mulher é tão bem tratada no conservadorismo que em países como China e Índia bebês do sexo feminino tem sido abortados aos montes.

Como explicar isso??

White Nationalist disse...

"Você já é não, WN? Aparece no VNN."

Não sou e nunca fui.

Passei lá hoje.

White Nationalist disse...

"Dominação sutil na maioria dos casos. O homem tratando a mulher como dependente, incapaz de pensar além das suas coisinhas domésticas, aprendiam a bordar e a ter bons modos. Como uma escrava da casa, até bem tratada, mas ainda o sexo frágil e inferior."

E qual o problema? Mulher tem mais é que viver sob a tutela masculina, saber cozinhar um rango decente(tem umas vacas de hoje em dia que nem sabem fritar um ovo), limpar a casa(nenhum homem quer viver em um chiqueiro), ter bons modos(as ditas mulheres "direitas" de hoje se comportam pior que prostitutas) e estar sempre disposta,(a menos que esteja doente) linda e cheirosa a espera de seu homem para recompensar-lo com com um amor gostoso depois de um árduo dia de trabalho.

Sobre pensar em coisas além das tarefas domésticas: cara, a maioria das mulheres são fúteis. A maioria só pensam em roupas, fazer inveja as "amigas",etc. Só que isso é o de menos. Mesmo as ditas "estudadas" e "bem sucedidas" são um depósito de futilidade. Se acham superiores porque são "independentes", mas não passam de marionetes do sistema.

Mulher tem que ser que nem a Lorraine Mcfly:

https://i.ytimg.com/vi/Lw89_y90C5c/maxresdefault.jpg

White Nationalist disse...

O pior mesmo são os escravocetas. Aquele tipo metido machão, mas que coloca qualquer mulher em um pedestral apenar por ter buceta e não sabem se impor diante delas.

White Nationalist disse...

"A cena real é de um homem se degradando em 10 horas diárias de trabalho suficiente para matar um cavalo, enquanto o dever da mulher eram os afazeres do lar. Não haviam muitos restaurantes, nem lavandeirias, nem empregadas domesticas que pobres pudessem pagar, nem creches e..."

Um tapa na cara dos moleques criados a leite com pera. Moro de rir desses brancos burgueses que se acham superiores pela sua condição econômica, mas dependem de não-brancos para tudo. Desde a babá negra ao pintor chicano. Pelo menos os caipiras são autossuficientes(não em tudo, mas em quase) e não dependem de terceiros para tarefas, como pintar a cerca do jardim, fazer a comida, limpar seus cus, cuidar de suas crianças, etc.

White Nationalist disse...

"O pai provedor estressado pelos problemas no trabalho que desconta na mulher e nos filhos."

Tem pai estressado(e também bêbado) que desconta nos filhos e mulher. Mas eles não são a maioria. E muitas das brigas familiares se devem as mulheres mimadas que só sabem reclamar, criticar, e não apoiam seus maridos em momento algum. Não fazem nem a singela pergunta "Como foi seu dia, amor?".

https://www.youtube.com/watch?v=Tum6FWY0q08

White Nationalist disse...

"É inegável que eram generalizadamente hostilizados tal qual a mulher era tratada como uma parideira doméstica inatamente inferior ao homem. Que foram escravizados pel"o" branco conservador, psicopata ou psicótico e idiota. "

E deveriam ser hostilizados mesmo. A presença do elemento negroide é danoso a qualquer civilização. Vide a assimilação de escravos Núbios no Egito Antigo. Os "Founding Fathers" já sabiam que a assimilação de negros em terras brancas iria levar a miscigenação e degeneração moral, estética, econômica e social. O meu estado, RJ, seria um pedaço tropical da Europa se não tivesse recebido tantos negros. Seria uma cidade fantástica. O Brasil seria uma versão Latina dos E.U.A se não tivesse recebido a maioria dos escravos africanos.

Mulheres são inferiores ao homem. Homem é mais criativo, envelhece melhor, é mais forte, é mais racional, são melhores amigos, etc.

Sabedorsh disse...

Eu não sei o que é pior, ser uma marionete do sistema, isto é, não saber o que esta acontecendo e mesmo assim agir como se soubesse

E

Saber o que está acontecendo e não agir

Os broncos nacionalistas são a antítese da criatividade e supremacia brancas...

Sabedorsh disse...


Então acontece isso mesmo?? Mas o Madurinho e o X tem falado que não é bem assim...

Vamos ver o que a sua namorada pensa disso kkkkkkk

Acho que entre as novinha escasseiam àquelas que se encaixam no seu perfil de "do lar", especialmente as brancas e de maior qi.

Era papel do homem nesta conjuntura evolutiva proteger a mulher dos perigos e ensinar-lhes sobre aquilo em que ele é bom: Lógica. E era pra ser o papel da mulher fazê-lo no que diz respeito aos assuntos do coração porque em média ela é melhor em lógica afetiva. Era... Se o homem soubesse lidar com a mulher esses divisionismos não teriam dado sequer um bafo de impacto.

White Nationalist disse...

"Os broncos nacionalistas são a antítese da criatividade e supremacia brancas..."

Este não é um tópico sobre Nacionalismo Branco, mas irei responder. O problema do WN é exatamente o que você já disse: a falta de união dos brancos. Junte isso com as famosas divisões dentro do movimento: Brancos Sul e Leste VS Norte Europeus; Brancos dos E.U.A/Canadá VS Brancos da América Latina; Brancos Meds vs Nordids, etc.

Temos muitas pessoas criativas no movimento WN. O Andrew pode ser um bom exemplo. A sua postura agressiva, sarcástica e "memética" é muita boa.

Supremacia? O que seria supremacia para você? Exterminar as outras raças? Escraviza-las?

Ou apenas um WN que considera sua raça, a branca, como superior?

Muitos dos brancos WN só querem uma nação branca. Não querem nada com as outras raças e muitos nem se consideram superiores.

Não estou com nenhuma namorada no momento. Sou muito exigente em se tratando da estética feminina. Se for feia nem chego perto. Teve um dia que eu vi uma bela moça(ela estava de costas para mim), mas quando virou tomei um susto com seu rosto: era entupido de acne. Tinha mais crateras que a superfície lunar. Eu teria muita vergonha se uma gordona feia viesse falar comigo e alguém comentasse achando que é minha namorada.

As garotas de hoje em dia estão se tornando protótipos de prostitutas cada vez mais cedo. E cada vez mais emulam os piores "comportamentos masculinos". Só cito dois: promiscuidade e bebedeira desenfreada.



White Nationalist disse...

E estou me lixando para linguajar culto. Não sou(e acredito que ninguém aqui seja) algum gênio, intelectual ou filósofo. Linguajar culto de forma forçada é só para mostrar que é inteligentinho. Cúmulo do ridículo.

Sabedorsh disse...

Eu falo mais em termos de criatividade prática e estratégica. Sim, a continuidade dos divisionismos e ainda por cima dentro do próprio movimento piora ainda mais a situação.

A espécie que se adapta sobrevive não é necessariamente a mais inteligente.

Parece que os broncos nacionalistas ficam esperando os judeus e sua turma chegarem em suas regiões tal como os circos de antigamente faziam para destruir as suas homogeneidades ou ao menos predominância cultural e étnica. Vide a Alemanha do leste que até hoje não fez nada para evitar que lentamente fosse envolvida pelo cenário do outro lado.

Reclamam, esperam por líderes fortes mas se esquecem de agir eles mesmos e de maneira inteligente. São constantemente associados à características ruins e a pontos de vistas equivocados como por exemplo defender ou justificar a escravidão. Fica difícil conseguir mais apoio mesmo com todas as evidências de que estão certos em relação aos pontos mais importantes, muitas pessoas ficam com receio de se associarem a vocês não apenas com medo do ostracismo social que isso pode levar mas também porque são tendenciosamente insensíveis e você é um exemplo disso ainda que nas alas mais areadas do movimento este tipo de padrão tenda a ser menos comum. Não é a toa que temos 80% de homens no WN, predomínio de classe trabalhadora.
E ainda precisam contar com os erros crassos e possivelmente propositais da (((esquerda))) para que possam ter alguma esperança porque se fosse depender do movimento que não parece um movimento literalmente falando nada aconteceria. É por isso que eu falo que justamente aquilo que mais apregoam à raça branca, claro que de maneira coletivamente equivocada, vocês mesmos não parecem ter.

Sabedorsh disse...

Os homens são melhores amigos até que um resolva matar o outro. A maioria dos homens não são racionais mas lógicos. Tem uma diferença ai. Se fossem em sua maioria racionais primeiro tudo buscariam resolver os seus problemas com base na real diplomacia antes de caírem na porrada e carabinada. Segundo que não seriam tão insensíveis. Alguns homens são muito criativos mas eles são uma minoria. O homem médio não está anos luz mais criativo que a mulher. "Envelhece melhor" ou" é mais bonito", ai eu posso concordar.

Sem mulheres não tem filhos, e o serviço doméstico que vc disse ser tão importante...

Falando assim você parece até que não gosta de mulher.

"Os negros eram GENERALIZADAMENTE hostilizados"

Faltou algo aqui?!

Agradeça os milhões de negros e mulatos ao... Homem branco.

Rodolfo Maduro disse...

White Nationalist says:
"E estou me lixando para linguajar culto. Não sou(e acredito que ninguém aqui seja) algum gênio, intelectual ou filósofo."

Você está enganado, caríssimo. Muito embora eu não poste com esmero aqui nos comentários, eu sou um gênio certificado pelo Mensa Brasil.


Sabedorsh says:
"A mulher é tão bem tratada no conservadorismo que em países como China e Índia bebês do sexo feminino tem sido abortados aos montes.

Como explicar isso??"

Quer dizer então que a China é um país conservador? Você está completamente perdido, Santoculto. Mas se eles são conservadores (vou supor isso para fazer um crítica imanente), como o conservadorismo poderia ser uma ideologia, se o chinês conservador é um materialista aborteiro e o conservador americano um religioso pró-vida? São visões de mundo completamente opostas.

Marcio says:
"O conservadorismo é provindo de uma religião"

De uma religião? Qual religião? Se existem conservadores cristãos, islamitas, judeus, xintoístas e até ateus (leia alguns textos do Roger Scruton sobre conservadorismo fora da religião, são interessantes) como poderia o conservadorismo ter uma doutrina única?

Sabedorsh disse...

Se você não sabe nem diferenciar educação de sinalização de classicismo intelectual então definitivamente você nunca vai entender como que o jeito de falar é importante, e não é a toa que o judeu seja mestre nisso.

Que você não é um gênio todo mundo sabe. Agora que você acha que pode dizer quem é quem não é ai já é amostra grátis de sua arrogância sem fim.

Linguajar culto de forma forçada pra quem não nasceu com isso aí eu concordo mas ao menos polir um pouco a truculência e não sair por ai justificando o injustificável aí é algo que me parece ser mais acessível pra tipos como você.

Eu disse que o divisionismo quase que espontâneo entre os caucasianos europeus é uma de suas maiores fraquezas. Faltei dizer que a arrogância/teimosia também é uma característica que adquire dimensões maiores, mais intensas e tragicômicas entre eles. Humildade e honestidade intelectual são dois tracinhos que quase ninguém tem, os brancos inclusos. As pessoas compram umas ideias que nunca mais tirarão de suas cabeças. Humildade pra cooperar e pra aprender, de fato, são coisas que ao menos a maioria dos brancos nacionalistas não tem. Triste mesmo porque no final de tudo isso o povo branco é mais uma vítima do que perpetradora.

Rodolfo Maduro disse...

" Humildade e honestidade intelectual são dois tracinhos que quase ninguém tem, os brancos inclusos. As pessoas compram umas ideias que nunca mais tirarão de suas cabeças."

O prêmio nobel de economia Daniel Kahneman argumenta que a irracionalidade é inerente ao ser humano e diz que as pessoas no geral são rápidas demais para formular uma opinião e muito lentas ao trocar de opinião frente a novas evidências.

White Nationalist disse...

Sabedor, ninguém aqui é gênio. Muito menos você. O que você contribuiu para a humanidade?

Pessoas como você são desajustados(deu para perceber pelos seus posts) que usam a internet(a anonimidade dela) para se sentirem menos merda. Você nunca falaria desse jeito na vida real porque lá as suas palavras teriam consequências. É a mesma coisa com pessoas que se apegam a religião e time de futebol para se sentirem especiais.

Um post de um user do SF que ilustra bem o que eu digo:
Lembra da época do chat? O Portal Zaz, que depois se tornou o Terra, era o segundo maior provedor do país, e você precisava necessariamente de um provedor para se conectar. As salas de bate papo ficavam sempre cheias. Acho que as salas do Zaz na época estavam entre os 10 maiores tráfegos de sites desse tipo no mundo. Todo usuário do sexo masculino entrava com um nick seguido de um número, algo como "thiago_23" ou "moreno_19" ou, sei lá, "carioca_28". Aí você perguntava, carioca, você tem 28 anos? E ele respondia: -Não, centímetros!
Rsssssssss
É um fenômono ubíquo da internet. Atrás do pc, todo mundo tem 30 cm de rola, tem 2 metros de altura, tem 200 de QI, é formado em física quântica com MBA em exploração espacial, namora uma modelo e ganha 100000 por mês. Libras esterlinas."

White Nationalist disse...

É óbvio falar bem é importante. Fale algo novo. Não confunda falar bem com ter um linguajar forçado. No teu caso funciona assim: alguém faz uma pergunta simples como "quantos anos você tem" e você responde com uma muralha dando voltas para dizer que, sei lá, tem 25 anos.

Eu morri de rir quando o cara perguntou se você era rico e você ficou fazendo rodeios apenas para dizer que não.

Novamente no linguajar: falar bem é importante, mas usar uma linguagem forçada apenas para mostrar que tem cultura é digno de pena.

Temos o exemplo do Nando Moura. Vejo muitos o atacando por usar palavrão em seus vídeos. Qual o problema nisso? Tem certas situações em que o palavrão se torna necessário. Achei hilário quando você me atacou no passado por usar palavrão. Tem que ser muito metido a besta para achar que palavrão é "linguajar de laje".

E o mais importante: qual dois dois, Nando Moura ou Sabedor, mais ajudou a difundir o conservadorismo? O intelectual fake anônimo chamado Sabedor? Ou o estressado e boca suja Nando Moura? Bom, a resposta todos nós sabemos.

Meu querido, falar em divisionismo entre Europeus é o mesmo que falar, sei lá, o Sol é quente. Divisionismo ocorre em todas as raças. Não existe união entre elas. Por acaso Japoneses e Coreanos se amam? Os diferentes grupos étnicos africanos? franceses morrem de amor pelos Ingleses?

Eu apenas busco uma união entre os WN. Só que as diferenças entre os tipos brancos devem ser preservados.

Sobre os homens: sim, eles são melhores amigos que mulheres. A amizade masculina é muito mais verdadeira. Muitas mulheres até admitem isso. A minha mãe já disse para mim que sempre preferiu amizade de homens porque são menos fúteis e invejosos.

O homem médio é superior a mulher em quase tudo.

"Sem mulheres não tem filhos, e o serviço doméstico que vc disse ser tão importante..."

É óbvio que sem mulheres não tem filhos. Por que está falando isso? Eu dei a entender que mulheres devem ser exterminadas por serem inferiores? O papel delas é importante, oras.

"Não é a toa que temos 80% de homens no WN, predomínio de classe trabalhadora."

Porque a classe trabalhadora é a primeira a ser afetada pelas políticas imigratória e pela integração racial. Os brancos burgueses vivem em seus condomínios blindados protegidos da merda que seus líderes(também burgueses) estão a fazer com seu país. É como o Jared Taylor disse: "São os filhos dos brancos que moram em trailers que tem que estudar com negros e chicanos violentos". Não lembro se foi exatamente com essas palavras, mas a ideia era essa.

"Falando assim você parece até que não gosta de mulher."

Não gosto de mulheres. Apenas gosto do corpo delas e o que eu poderia fazer com ele.

"Agradeça os milhões de negros e mulatos ao... Homem branco."

Uma das poucas coisas que fazem sentido nesses seus posts imenso. E a culpa não é inteiramente do homem branco, mas também do negro. Afinal foram eles que venderam seus "irmãos" para o homem branco.

O que mais você tem a me ensinar, gênio Sabedor? Vai me ensinar como ganhar dinheiro na Bolsa de Valores? Vai me ensinar como se vestir de forma refinada? Vai me ensinar como se deve tratar uma dama?

Espero que esta postagem termine por aqui. Não sei se já percebeu, mas estamos saindo do tema da postagem.

Sabedor disse...

A TRADIÇÃO Madurinho os faz abortar fetos do sexo feminino quando não abandonam a criança. O que esta subjacente a cada bobagem "tradicional" que os inertes reacionários adoram seguir sem qualquer pensamento crítico à a vishta.

Sabedor disse...

Então o Madurinho é um qidiota?? Vejam só...

Anônimo disse...

Bem, posso falar algumas coisas sobre a vida da mulher antiga com base na vida da minha avó, tias avós e até da minha mãe. Além de eu ter convivido muito com minha avó e tias avós, a minha família cultiva memórias antigas, temos, por exemplo, diários de antepassados que datam do século XIX, guardamos cartas antigas, etc. Contexto: classe média alta. Vou desmistificar alguns mitos comuns:

1) MENTIRA: A mulher não tinha acesso aos estudos. Elas não trabalhavam fora ou estudavam, mas minha avó paterna falava francês e italiano fluentemente e lia uns dois ou três livros por mês, não apenas romances, ela conhecia profundamente história e filosofia. Sua mãe, minha bisavó, que não conheci, traduziu a Chanson de Rolland para o português e chegou a publicar a tradução – infelizmente não colocou o próprio nome, pois não ficava bem. Elas eram do Rio de Janeiro, cidade grande. A minha avó materna, de família abastada do Nordeste, tocava violino muito bem e também era uma voraz leitora.
2) Mentira: A mulher era empregada do homem. Bem, minha avó nem sabia cozinhar... Minha mãe cozinhava super bem, mas só se dava ao trabalho em ocasiões especiais, e nunca limpou uma casa ou passou roupas. Mulheres de classe média tinham duas empregadas, não pegavam no batente. Isso quer dizer que eram inúteis? De jeito nenhum, elas cumpriam funções importantíssimas para a família e a sociedade. Nenhum parente meu terminou sua vida em asilo, eram acolhidos na casa de um dos filhos/filhas e eram cuidados com desvelo pelas filhas ou noras. As crianças entravam em escola numa idade em que já estavam em condições de realmente aprender algo, e não aos 4 meses de idade como ocorre hoje no Brasil. As mães acompanhavam a educação delas e não havia tantos problemas, como drogas ou simplesmente o adolescente ficar sem direção.
3) MENTIRA: A mulher tinha que aturar maus-tratos e traições. Não era bem assim, havia uma pressão social para o homem tratar bem a mulher, havia o cavalheirismo. À mulher cabia ser mais conciliadora, é verdade, e isso nem sempre era justo, mas as mulheres não eram esses capachos que as feministas descrevem.

Em tempo: quem aqui tem filhos? Vocês sabem que as crianças que vão para creche com meses de vida tomam antibióticos todo mês? A pediatra dos meus filhos disse que colocar a criança em creche antes dos 3 anos de idade é péssimo para o sistema imunológico. Elas estão tomando 8, 10, 12 séries de antibióticos por ano e saúde delas nunca será a mesma. Agradeço ao conselho da minha mãe, já falecida. Ela me disse que o mundo tinha mudado muito, mas que eu tinha que dar um jeito de ganhar bem em uma profissão liberal em que eu pudesse escolher trabalhar poucas horas por semana para estar disponível para os meus filhos. Graças a esse conselho eu não caí na escravidão de trabalhar em um empresa 8 ou 10 horas por dia.

Ana Beatriz

Anônimo disse...

Em relaçâo às classes populares: ok, a mulher fazia todo o serviço da casa, mas o trabalho do homem pobre era ainda mais duro. Quem faz trabalho braçal chega em casa e precisa muito descansar.

Ana Beatriz

Mr X disse...

Parabéns Ana Beatriz. De fato para uma mãe com filhos a prioridade deve ser o tempo para cuidar dos filhos e não a carreira. Ser professora talvez seja boa profissão, mas não sei se está pagando muito.

Anônimo disse...

Na verdade sou tradutora!

Ana Beatriz

Sabedorsh disse...

Contexto: classe média alta...

Quanto ao cavalheirismo. Sociedades conservadoras quase sempre escondem aquilo que não querem ver, por isso que, aos olhos do coletivo, as aparências predominavam e predominam, enquanto que dentro dos lares, a coisa já não era tão maravilhosa assim. Novamente eu estou de fato aberto para mudar de opinião, acaso alguém tiver qualquer evidência sólida e abrangente do assunto. As feministas atuais exageram, aumentam o conto em 8 vezes. No entanto, por outro lado, tem o pessoal saudosista, muitos que mal nasceram no século XX, que tentam ''racionalizar'' tudo, reduzir ao mínimo divisor comum aquilo que realmente acontecia, em outras palavras, são as feministas ao avesso do avesso.

Minhas avós não pareciam de sofredoras, mas também é fato que, como eu falei mais acima, as pessoas, especialmente as comuns, tendem a se adaptarem e a internalizarem os contextos de suas vidas, mesmo de maneiras muito acríticas, aceitando, engolindo tudo, tudinho, sem estudar a sua própria situação.

Eu não preciso ir longe no túnel do tempo pra ver como que era a mentalidade de um passado recente, pois basta eu ver como que os conservas atuais agem e em especial, reagem, do mesmo jeito que, eu não preciso entender as bobeiras do neo-esquerdismo, lendo os ''grandes'' filósofos desta ideologia, pois basta vê-la nas bocas de trapo de seus capatazes.

Sabedorsh disse...

''O prêmio nobel de economia Daniel Kahneman argumenta que a irracionalidade é inerente ao ser humano e diz que as pessoas no geral são rápidas demais para formular uma opinião e muito lentas ao trocar de opinião frente a novas evidências.''

E por que será**

O ser humano está no meio do caminho entre o mundo do instinto, que ele chama de irracionalidade, e o mundo da racionalidade.

Sabedorsh disse...

''Sabedor, ninguém aqui é gênio. Muito menos você. O que você contribuiu para a humanidade?''

Gênio não vem do nada. Existem pré-disposições que o produzem. Eu não estou querendo dizer que eu seja um gênio, mas eu acho mesmo que vc não tem absolutamente nada que possa justificar a sua arrogância de pensar que pode apontar quem é e quem não é.

''Pessoas como você são desajustados(deu para perceber pelos seus posts) que usam a internet(a anonimidade dela) para se sentirem menos merda.''

Graças a deus. Ajustados em um contexto escravocrata como são as civilizações, são, ora pois, escravos, para mais ou para menos, mas escravos.

Acho que vc também está falando de si. Aliás, vc tem muito mais razões para usar a internet como um meio de extravasar a sua sensação de ser um merda, afinal de contas, vc se preocupa muito mais com o destino da raça branca, se considera como tal, e é justamente ela que está sendo mais alvejada, por ser o alvo principal de tudo isso. Eu já abstraí parte disso, enquanto que vc está chafurdado nesta perspectiva e não tem hora pra sair dela.

''Você nunca falaria desse jeito na vida real porque lá as suas palavras teriam consequências. É a mesma coisa com pessoas que se apegam a religião e time de futebol para se sentirem especiais.''

Novamente vc sai da sua zona de conforto e tenta bancar o psicólogo. Criou em sua cabeça uma caricatura de moi. Não tem nada a ver. Eu gosto de comentar porque eu gosto, nada mais nada menos. Eu tenho uma energia verbal, uma sede para comentar, apenas isso. Com as pessoas com as quais eu tenho maior intimidade eu gosto muito de conversar, de debater. Claro que é bom também usar este veículo, não nego que uso também com este intuito, não por sentir um merda, isso é com vc, eu me adoro, um auto-amor saudável, no ponto certo. E gosto de comentar sobre coisas lógicas sobre pontos de vistas muito mais factualmente corretos do que nos textos do carta capital, ainda que lá também tenha o seu naco de verdade.

Sabedorsh disse...

Eu sou especial assim como qualquer um que descobre mais sobre a sua entidade do que sobre a sua identidade.


''Um post de um user do SF que ilustra bem o que eu digo:
Lembra da época do chat? O Portal Zaz, que depois se tornou o Terra, era o segundo maior provedor do país, e você precisava necessariamente de um provedor para se conectar. As salas de bate papo ficavam sempre cheias. Acho que as salas do Zaz na época estavam entre os 10 maiores tráfegos de sites desse tipo no mundo. Todo usuário do sexo masculino entrava com um nick seguido de um número, algo como "thiago_23" ou "moreno_19" ou, sei lá, "carioca_28". Aí você perguntava, carioca, você tem 28 anos? E ele respondia: -Não, centímetros!
Rsssssssss''

sin.

''É um fenômono ubíquo da internet. Atrás do pc, todo mundo tem 30 cm de rola, tem 2 metros de altura, tem 200 de QI, é formado em física quântica com MBA em exploração espacial, namora uma modelo e ganha 100000 por mês. Libras esterlinas."

vc que está dizendo

todo mundo*

VC também**

oras...

então vc está admitindo que TAMBÉM é uma farsa, um hoax ambulante, aja holocausto vil*

Sabedorsh disse...

''É óbvio falar bem é importante. Fale algo novo. Não confunda falar bem com ter um linguajar forçado. No teu caso funciona assim: alguém faz uma pergunta simples como "quantos anos você tem" e você responde com uma muralha dando voltas para dizer que, sei lá, tem 25 anos.''

Não confunda a minha capacidade de articulação mental com a sua incapacidade de reproduzi-la e intolerância de aceitá-la ou entendê-la. É mais uma vez uma caricatura, quem conta um conto, aumenta um ponto.

''Novamente no linguajar: falar bem é importante, mas usar uma linguagem forçada apenas para mostrar que tem cultura é digno de pena.

Temos o exemplo do Nando Moura. Vejo muitos o atacando por usar palavrão em seus vídeos. Qual o problema nisso? Tem certas situações em que o palavrão se torna necessário. Achei hilário quando você me atacou no passado por usar palavrão. Tem que ser muito metido a besta para achar que palavrão é "linguajar de laje".''


O ser humano não aumentou o seu cérebro trocentas vezes pra terminar como um carioca fedorento que usa palavreado de cortiço tal como se fosse vírgula. O mundo ideal é um mundo onde tudo terá a sua vez, a sua razão de ser. Falar palavrão em conversas pretensamente formais é coisa de mulambo.

Este cara é um mulambento que está sempre irritado, sempre xingando, acho até que passa mais tempo xingando que explicando, que se explicando, melhor dizendo.

Deixa ele e vc em suas tabernas.

''E o mais importante: qual dois dois, Nando Moura ou Sabedor, mais ajudou a difundir o conservadorismo? O intelectual fake anônimo chamado Sabedor? Ou o estressado e boca suja Nando Moura? Bom, a resposta todos nós sabemos.''

Em outras palavras,

Mambo Noura = -10
Sabedorshsh = 0

Melhor, ainda estou bem.

Eu pensei que o conservadorismo fosse impossível de ser difundido tal como disse o Madurinho aqui.

Que mané difundir conservadorismo, é cu de rola.

Séculos de ''religião'' em que o salvador da pátria é um judeu lacrimoso e pop star

Uma das maiores chagas da raça branca é este BESTEIROL nazareno.

Vou difundir sim, pode deixar.

O cara ganha pontos com muitos conservadores, mas vc já reparou que quem é ativista mesmo geralmente é de esquerda** por que será**

quantos ativistas conservadores que vc conhece*

Se formos comparar com os ativistas esquerdistas teremos muito mais destes do que de conservadores.

''Meu querido, falar em divisionismo entre Europeus é o mesmo que falar, sei lá, o Sol é quente. Divisionismo ocorre em todas as raças. Não existe união entre elas. Por acaso Japoneses e Coreanos se amam? Os diferentes grupos étnicos africanos? franceses morrem de amor pelos Ingleses?''

Então se os orientais se jogarem no espaço sideral os euros vão atrás**

Está querendo dizer isso não*

Se todo mundo faz o errado, então o errado é o certo*

É por isso que o europeu não é tão superior assim ao leste asiático, porque ambos apresentam muitas semelhanças em suas fraquezas, prato cheio de quem não dorme no ponto...

Sabedorsh disse...

''Eu apenas busco uma união entre os WN. Só que as diferenças entre os tipos brancos devem ser preservados.''

Diferenças ou divisionismos*

''Sobre os homens: sim, eles são melhores amigos que mulheres. A amizade masculina é muito mais verdadeira. Muitas mulheres até admitem isso. A minha mãe já disse para mim que sempre preferiu amizade de homens porque são menos fúteis e invejosos.

O homem médio é superior a mulher em quase tudo''

Como vc bem disse, na anonimidade da internet é fácil dizer este tipo de coisa, agora vai fazer este comentário com uma mulher ao lado. Pouquíssimas, se achar, serão capazes de concordar plenamente com vc.

O homem médio é quase tão problemático que a mulher média, mas tem uma coisa que o homem se sobressai e de maneira bem negativa, em sua capacidade de destruição, de ser violento. Apenas nisso, e o homem já perde um bocado pra mulher. Coletivamente falando, só volta a empatar porque de fato, tem mais homens altamente criativos do que mulheres.

Não, a mulher no quesito empatia é muito melhor que o homem, e os mais empáticos são geralmente mulheres, claro que encontramos homens deste tipo, mas tudo leva a crer que não sejam a maioria.

Homens decidiram eliminar, varrer a raça branca do mapa, e não mulheres, poucas na verdade, se a maioria das grandes decisões são geralmente tomadas por homens. Os maiores tubarões do lento assassinato de uma raça, a raça branca, são todos de homens, eu não duvido disso.

Sabedorsh disse...

''Porque a classe trabalhadora é a primeira a ser afetada pelas políticas imigratória e pela integração racial. Os brancos burgueses vivem em seus condomínios blindados protegidos da merda que seus líderes(também burgueses) estão a fazer com seu país. É como o Jared Taylor disse: "São os filhos dos brancos que moram em trailers que tem que estudar com negros e chicanos violentos". Não lembro se foi exatamente com essas palavras, mas a ideia era essa.''

Mas então se os de classe trabalhadora morassem longe das minorias mais proporcionalmente problemáticas então pensariam como os brancos burgueses**

Esta incapacidade de se projetar em vivências que não estão sendo vividas que separa o excepcional do mediano, apegado quase a nível psicótico ao seu contexto.

Sabedorsh disse...

''Não gosto de mulheres. Apenas gosto do corpo delas e o que eu poderia fazer com ele.''

Nossa senhora, até baixou um santo aqui.


''Uma das poucas coisas que fazem sentido nesses seus posts imenso. E a culpa não é inteiramente do homem branco, mas também do negro. Afinal foram eles que venderam seus "irmãos" para o homem branco.''

Dá pra aprender e rir com os meus posts, o que acha*

Não, a culpa inteirinha do branco bocó, tal como o cara que aceita participar de uma propina mas depois acusa os donos da festa de o terem convidado.

Sabedorsh disse...

''O que mais você tem a me ensinar, gênio Sabedor? Vai me ensinar como ganhar dinheiro na Bolsa de Valores? Vai me ensinar como se vestir de forma refinada? Vai me ensinar como se deve tratar uma dama?''

Em relação à bolsa de valores pergunte ao mister X, ele que sabe.

Não, eu estou prio pra moda, sou totalmente prático, desleixado pero non-homeless...

Eu não sei se deveria te ensinar como tratar uma dama, soa estranho e vergonhoso ensinar a um marmanjo que mulher e boneca inflável são duas coisas diferentes e que a primeira pode ser muito agradável se souber tratá-la, claro que, dependendo do tipo que for se relacionar.

Sabedorsh disse...

''Eu morri de rir quando o cara perguntou se você era rico e você ficou fazendo rodeios apenas para dizer que não.''

Que**

Márcio disse...

"os homens são melhores amigos"

Não é tão simples assim. E completando; o que tu entende como "melhores amigos".

Olha, a verdade é que uma boa parte dos homens parecem levar mais a sério a questão de formar alianças. Isto não é um claro sinônimo de alta qualidade, apenas de maior objetividade.

E as mulheres são mais experimentais, formando vários grupos de "conhecidos", um estilo mais "leve" e "fresco" e blá blá blá. E isto não é um claro sinal de baixa qualidade.

White Nationalist disse...

Meus querido Sabedor, eu apenas disae que o divisionismo é algo comum em todas as raças. Você disse que isso era um problema dos caucasianos europeus e eu respondi que não algo exclusivo deles. Eu nunca disse que os brancos devem emular o comportamento dos leste asiáticos. Apenas usei eles como exemplo.

White Nationalist disse...

Provavelmente. O fato é: quanto mais distante do multicilturalismo, mais anti-racista tende a ser.


White Nationalist disse...

Eu não ligo pra moda. Mas entendo que aparências importam neste mundo. Veja o Richard Spencer como exemplo. Um cara como ele, boa aparência e bem vestido, representando os interesses dos WN é muito melhor que um caipira desdentado da camisa rasgada.

Sabedorshsch disse...

''Meus querido Sabedor, eu apenas disae que o divisionismo é algo comum em todas as raças. Você disse que isso era um problema dos caucasianos europeus e eu respondi que não algo exclusivo deles. Eu nunca disse que os brancos devem emular o comportamento dos leste asiáticos. Apenas usei eles como exemplo.''

Então vc me ensinou novamente sobre coisas extremamente óbvias, obrigado!!!

Ficou parecendo que justificou

Viu só* Eles também são assim...

To nem aí pra ''eles'', eu ligo mais para o comportamento quase sempre problemático da tal raça branca.

Sabedorshsch disse...

''Provavelmente. O fato é: quanto mais distante do multicilturalismo, mais anti-racista tende a ser.''

Eu não concordo, os leste europeus estão mais longe do multiculti do oeste e nem por isso eles são os mais racistas... ;)

White Nationalist disse...

Nunca tive a intenção de justificar o comportamento dos europeus porque outros povos agem de forma similar. Seria bom se os europeus tivessem um sendo de coletividade como dos judeus.

Dizer que outros povos são divisionistas não quer dizer que eu queira justificar esse comportamento por parte dos europeus. Apenas disse que não é algo exclusivo dos brancos.



Também não ligo para eles(asiáticos em suas terras).

Anônimo disse...

"Temos muitas pessoas criativas no movimento WN. O Andrew pode ser um bom exemplo. A sua postura agressiva, sarcástica e "memética" é muita boa."

1-Andrew anglin não é um WN
2-não é branco
3-não escreve os textos do site JUDEU Subeversivo dailystomer.

White Nationalist disse...

"1-Andrew anglin não é um WN
2-não é branco
3-não escreve os textos do site JUDEU Subeversivo dailystomer."

Tá beleza, cara.

Anônimo disse...

"Agora, se você é feio, pobre, fraco e tímido, aí meu caro, realmente fica difícil"
Se for branco, hétero e cristão, então, vai comer o pão que o diabo amassou, catarrou e mijou.

Anônimo disse...

Lmao, mais uma discussão inútil promovida pelo viadão cripto-esquerdista. Amigos, cá entre nós: independente de como os homens tratavam as mulheres antigamente, tendo em vista o comportamento das fêmeas ocidentais desde que as mesmas conseguiram a tão idolatrada independência e liberdade, pergunto-me se o dito patriarcado não tinha uma razão para existir, afinal de contas.

Sabedorshsch disse...

''Lmao, mais uma discussão inútil promovida pelo viadão cripto-esquerdista''

Só que eu não alto, redpilha*

Promovi*

Também não sou ''cripto-esquerdista'' abômino. E também não sou um ''creepto-direitola''...

''Amigos, cá entre nós: independente de como os homens tratavam as mulheres antigamente, tendo em vista o comportamento das fêmeas ocidentais desde que as mesmas conseguiram a tão idolatrada independência e liberdade, pergunto-me se o dito patriarcado não tinha uma razão para existir, afinal de contas.''


E isso é o máximo que o white retardado mérdio é capaz de fazer com a sua mente...

''pergunto-mi'' kkkkkk

e ainda dizem que ser meio albino é ser superior...

to vendx


Sabedorshsch disse...

''Se for branco, hétero e cristão, então, vai comer o pão que o diabo amassou, catarrou e mijou.''

Até porque seria o mesmo que ser um trouxa...;)

CENSURADO AGAIN disse...

Anônimo Sabedorshsch disse...
''Se for branco, hétero e cristão, então, vai comer o pão que o diabo amassou, catarrou e mijou.''

Até porque seria o mesmo que ser um trouxa...;)

26 de abril de 2017 08:59

E POR QUE NÃO CAGOU?FEZES SÃO ESCURINHAS NÉ?

Sabedorshsch disse...

''E POR QUE NÃO CAGOU?FEZES SÃO ESCURINHAS NÉ?''

Oi*